História Nossa velha infância.. - One Shot Baixathentic.. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cauê "BaixaMemoria" Bueno, Marco Tulio "AuthenticGames"
Personagens Cauê Bueno, Marco Tulio "AuthenticGames"
Visualizações 11
Palavras 1.472
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi, estou escrevendo essa one em pleno tédio. Então me desculpem se ficar uma bosta, eu tô sem nada pra fazer..
Boa leitora!😁

Capítulo 1 - Capítulo único


16/07/2003 - Segunda-Feira

P.O.V MARCO

Bom, hj eu me mudei com minha família, pra uma cidade bem pequena..

Minha mãe avia arrumado um emprego aqui perto, então ela decidiu se mudar para cá, pra ser mais fácil..

Eu nem sei se gostei ou não, não conheço ninguém. Pra falar a verdade nem sei se mora alguém aqui!

Nós tínhamos acabado de chegar, quando eu vejo pedrinhas batendo na janela do meu quarto..

Fiquei com um receio em abrir, mas acabei abrindo por curiosidade..

Olho para baixo e vejo um menino branquinho de cabelos castanhos me olhando..

- Hey, tudo bem? - Ele grita lá de baixo...

- Sim! Quem é vc? - Grito ao msm tom que ele..

- Abre a porta! - Ele fala e eu desço as escadas..

Abro a porta e ele já estava lá, que rápido..

- Bom, oi. Me chamo Cauê e tenho 6 anos de idade. Moro aqui desde que nasci..Gostaria de te chamar pra brincar! - Ele fala com um sorriso..

Simpático..

- Oi, meu nome é Marco..Tenho 7 anos.. Mas, vc me chama pra brincar sem me conhecer? - Pergunto meio receoso..

- Eu não tenho amigos.. - Noza - Achei que vc poderia ser meu amigo! Mas se vc não quiser brincar não tem problema.. - Ele fala com um olhar triste..

- Vc nunca teve amigos?

- Não.. - Ele fala mas triste ainda..

- Então me considere seu primeiro amigo! Vamos brincar sim! Me espere aqui, eu vou perguntar se posso sair a minha mãe..

- Aeeee - Ele dá um sorriso simpático, eu devolvo o msm sorriso..

Pergunto a minha mãe. Ela se empreciona e disse que só ia deixar pq era minha primeira amizade.. Saiu feliz, pegando alguns carrinhos que eu trouxe na mala e levando pra brincar com ele..

- Vem, quero te levar pra conhecer um lugar! - Ele puxa minha mão..

- Que lugar? 

- Vc vai ver, só vem comigo, amigo..

O sigo.. Bem, andamos muito!

- Chegamos! - Ele fala com um sorriso..

Era um lugar lindo! Onde tinha um gramado bem verdinho.. Um lago e vários banquinhos..

- Agr só eu e vc sabemos desse lugar! Vem, vamos pra sombra! - Ele fala meio cansado..

Ele me leva para debaixo de uma árvore, quando olho pra cima, vejo uma.. CASINHA NA ÁRVORE!

Meu sonho sempre foi poder ter uma casa na árvore!

- Nossa, uma casa na árvore! - Falei apontando..

- Eu não sei quem construiu, mas dês de que eu achei esse lugar ela já estava aí.. - Ele olha pro nada.. - Vamos brincar?

- Sim!

Brincamos de carrinho, pega-pega, esconde-esconde..Entre outras muitas brincadeiras..

No fim, já estava anoitecendo..

- Brincamos muito! Haha.. - Ele dá um sorriso fofinho..

- Vdd! Vamos voltar pra casa? Nossas mães já devem estar preocupadas! - Falo pondo a mão em seu ombro..

- Sim..

E assim, foi. Viramos mais amigos do que nunca! Começamos a estudar na msm escola.. Viramos muito amigos, e uma intimidade muito grande! Crescemos, viramos adolescentes e...

Na nossa adolescência começou a acontecer coisas estranhas..

Como, Cauê chegando na escola com roxos na pele....

Meio triste nas aulas..

Até que chegou um dia em que eu nunca esperaria acontecer..

20/10/2012 - Sábado

- Marco.. - Cauê me chama, tirando minha atenção das atividades de casa que nós estávamos fazendo juntos..

- Oi Cauê..

- Eu... - Seus olhos lacrimejam..

- Eu oq? 

- Eu vou me mudar daqui um mês..

- QUE? Como assim, Cauê? Não, vc não pode me deixar aqui!

- Meus pais disseram que vc é uma má influência pra mim, e querem que eu faça intercâmbio..

Meu mundo parou de vez..

Bem, a alguns meses atrás eu..Bem..comecei a gostar do Cauê..

E saber que vc gosta do seu melhor amigo não é nada fácil! Principalmente quando vc descobre que tbm é gay ao msm tempo..

Eu não tinha coragem de falar pra ele, meu medo dele me rejeitar e muito grande! Ele é a única pessoa que eu conheço que mora aqui!

Mas..voltando ao assunto, ele não pode ir sem mim!

- Cauê, não vai pfv! Vc é a única pessoa que eu conheço aqui!

- Eu não vou poder fazer nada - Ele começa a chorar. Eu por impulso acabo o abraçando..

- Vou fazer desse nosso último mês juntos, o melhor de nossas vidas! - Falo em seu ouvido, o apertando de leve..

- Eu queria dizer uma coisa, já que a gente vai se separar.. Eu não posso ficar sem dizer isso a vc.. - Cauê me fala com a cabeça baixa..

- Pode falar..

- E-Eu te amo..

- Tbm te amo Cauê! - Sorriu

- Mas..Não do jeito que vc pensa..

- Mas.. Como assi...

P.O.V CAUÊ

Não espero ele terminar e o puxo para um beijo!

Estou colocando nossa amizade em risco, mas foda-se. Vou ter que me separar dele msm..

Só que, o mais impressionante é que ele se entregou ao beijo..Será que..Ele tbm gosta de mim?

P.O.V MARCO

Mds, quanto tempo eu esperei pra sentir o gosto dessa boca macia!

Foi muito estranho Cauê ter tomado essa atitude assim..Que dizer que ele tbm gostava de mim e eu não sabia ;-;

Sou tirado dos meus pensamentos com Cauê colocando suas mãos em minha nuca, aprofundando o beijo..

Peço passagem, que é cedida pelo branquinho..

Logo nos separamos pela falta de ar..

- Mds, como eu te amo! - Falo meio corado..

- Tbm te amo! - Ele me abraça..

Esquecemos a atividade de lado, e ficamos trocando carícias a noite toda..

Ele pediu para sua mãe, pra dormir cmg hj..

E assim foi meu dia..

{{Quebra de tempo; alguns dias depois}}

Eu e Cauê ficamos cada vez mais grudados, e nossa paixão aumentou cada vez mais!

Mas infelizmente, como tudo que é bom não dura para sempre, estava chegando o dia de Cauê ir.. Faltava apenas uma semana..

Eu estava tentando fazer de tudo para fazer dessa semana, uma semana inesquecível!

Compro um anel, vou dar a ele quando ele for.. Bem, quero que ele fique com isso pra sempre se lembrar de mim!

{{Quebra de tempo, dia de nossa despedida..}}

Eh...Hoje vai ser o dia que eu vou dar um adeus pro meu melhor e primeiro amigo aqui desse lugar..Pro meu namorado.. 

Vou sentir tanta falta de estar aqui com ele, abraçado..

Bem, agr tenho que me apressar! Senão, eu não vou poder dar o anel a ele..

Esse anel era meio verde, com um diamante médio encima..

....

Vou até sua casa, o msm já estava do lado de fora colocando a mala no táxi..

- CAUEEEEE - Saiu gritando, ele já tava entrandono carro..

Quando ele me escuta, sai do carro, me olhando e correndo em minha direção..

- Oi meu amor! - Cauê me dá um abraço e um selinho..

- Eu não acredito que esse dia chegou! - Falo meio triste..

- Vou sentir saudades.. - Ele me abraça..

Eu puxo ele para um beijo lento e cheio de luxúria!

Nos separamos pela falta de ar..

- Tchau Tt! - Cauê da um beijo na minha bochecha..

- Tt? - Olho confuso..

- Novo apelido que te dei! Gostou?

- Sim! Então..Tchau Cacá! - Ele dá um daqueles sorrisos lindo dele!

Sem ele perceber, eu avia colocado o anel em seu bolso, junto com uma carta..Explicando quem avia colocado ali..

16/07/2036 - Segunda-feira

Hoje fazem 33 anos que conheci o amor da minha vida..

Até hj eu não o esqueci..Até hj eu não fiquei com ninguém..

Hj estou com 40 anos de idade, tô ficando velho já hein.

Bem, eu acabei ficando rico, depois desses anos todos..Rico não, trilionario!

Sou dono de uma empresa muito grande!

Hj estou abrindo vagas para novos empresários..

Vou ter que entrevistar todos! Sim, eu..

Como sou o patrão, não devia..Mas tô sem nada pra fazer..

....

Há avia entrevistado 20 pessoas, e nenhuma se encaixava com os conforme da empresa ;-;

Estava a espera do último...

...

Acaba entrando um homem, aparentando ter quase minha idade..

Branquinho..Ele me lembra algum..

- Olá.. - Ele estende a mão..

- Olá, pronto pra sua entrevista? - Estendo a mão devolta..

- Sim! - Ele dá um sorriso, pq esse sorriso me parece tão familiar?

- Bem, me de seus papeis para eu poder olharlhos..

- Ok - Ele pega, me entregando..Eu acabo vendo um anel Verde em sua mão, com um..DIAMANTE MÉDIO!

Não, não pode ser!

- Cauê? 

- Como sabe meu nome? - Ele pergunta confuso..

- Como vc mudou! - Ele me olha com uma cara estranha..

- Como vc me conhece?

- Vc ainda usa o anel esse tempo todo? 33 anos depois?

Ele olha pra sua mão, olhando pra mim novamente com a boca aberta..

- Não.. - Ele arregala os olhos.. - Marco? É vc?

- CLARO! - Me levanto, abrindo os braços.. Ele se levantou indo em minha direção, me abraçando..

Seu cheiro continua o msm, com um abraço que ainda tem o poder de confortar pessoas!

- Que saudades! - Ele me aperta mais..

- Eu não estou acreditando ainda!

- An..Só uma pergunta.. - Ele nos separa do abraço.. - Vc ainda me ama?

- S-sim.. - Falo meio envergonhado..

- Depois de todos esses anos?

- Eu nunca consegui te esquecer Cauê!

Sou surpreendido por um beijo de Cauê..

Sua boca ainda continua com o msm gosto macio..

Ele nos separa do beijo..

- Agr promete nunca mais me deixar sozinho? - Estendo meu dedo mindinho..

- Prometo, prometo, prometo! - Ele juntas nossos dedinhos, fazendo nossa promessa! 


Fim..


Notas Finais


Aeee kkk, espero que gostem! Bjs❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...