História Nossas Indas e Vindas - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail, Naruto
Personagens Aquarius, Erza Scarlet, Gajeel Redfox, Gray Fullbuster, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Jellal Fernandes, Juvia Lockser, Kiba Inuzuka, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Lucy Heartfilia, Mirajane Strauss, Naruto Uzumaki, Natsu Dragneel, Neji Hyuuga, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Sting Eucliffe
Tags Colegial, Drama, Fairy Tail, Hentai, Nalu, Naruto, Romance
Visualizações 55
Palavras 2.990
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Esporte, Fantasia, Festa, Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Demorei? não kkkk Boa leitura

Capítulo 14 - Líderes de Torcida


Fanfic / Fanfiction Nossas Indas e Vindas - Capítulo 14 - Líderes de Torcida

-olá Lucy. -Ela disse calma com uma voz suave, ela era totalmente delicada e cheirava extremamente bem. Tinha cabelos azuis quase brancos e um belo corpo, olhos azuis e olhos um pouco puxados -Meu nome é Grandine, é um prazer te conhecer.

Eu não sabia muito bem o que falar e nem o por que de tudo isso, mas fui formal e respondi com um simples.

-O prazer é todo meu, mas eu já lhe conheço de algumas festas que compareci . -Eu agarrei a barra de meu vestido e a apertei com toda minha força, tentando descarregar ali meu nervosismo.

-Eu sou esposa de Igneel Dragneel então deve ser em alguma festa chata de executivos, estou certa? -Nesse momento eu gelei, ela era mesmo a mãe de Natsu? Eu não havia me tocado desse simples fato, mas acenei positivo -Eu estou aqui pois meu marido está em uma reunião com seu pai, então como vamos passar o tempo? -Eu não sabia que tipo de pergunta era essa vinda de uma mulher que aparentava ter no mínimo 30 anos.

-Hã, antes de você chegar eu estava conversando com um amigo, acho que uma boa conversa cai bem, afinal não nos conhecemos. -Eu tentei ser o mais formal possível, como Virgo havia pedido.

-Muito bem! -Ela sorriu para mim e por um misero segundo eu pude ver meu reflexo em seus dentes brancos -Quantos anos você tem Lucy?

-15, espero não invadir seu espaço, mas e você? -Ela sorriu mais uma vez satisfeita.

-Eu tenho 34 -Claro, meu chute estava quase lá, mas então o que uma mulher de 34 anos estava fazendo na minha casa, ainda mais me fazendo perguntas que eu não sabia o por que ela perguntava -O que você mais gosta de fazer?

-Eu gosto muito de estudar, ultimamente eu estou tentando me dedicar a outras coisas também, como o esporte -Me referia as lideres de torcida e por ter me inscrito nos escolares - E você?

-Bem eu adoro ler, tenho uma vasta biblioteca e já li mais de 189 livros. -Nesse momento eu me espantei, ela era muito bonita para perder seu tempo só com leitura, era quase impossível, mas após isso eu me interessei pela conversa, trocamos experiências com livros e a conversa passou a fluir naturalmente, até que seu marido entrou na sala.

-Vamos amor! - Natsu era a cópia daquele homem, não se podia negar que eles eram unha e carne, afinal a semelhança era tamanha que não conseguiria diferenciar muito bem a não ser pelos traços da idade. Então foi ai que me lembrei, em momento algum eu havia citado o nome de Natsu e nem Grandine, então ela não sabia que eu o conhecia.

-A conversa estava boa Lucy, espero te ver logo, vamos ser grandes amigas. -Eu sorri, afinal eu não estava entendendo nada, mas realmente ela era uma boa pessoa, não ligaria de virarmos amigas, mesmo que ela seja a mãe de Natsu -Então acho que vocês dois já fecharam o contrato. -Eu olhei para meu pai e ele sorriu maroto, eram rara as vezes que o via sorrir em minha frente. Nós quatro nos despedimos e meu pai me chamou, ele disse que gostaria de conversar comigo, eu o segui até seu escritório.

-Lucy -Ele disse se sentando, mas eu permaneci de pé perto a porta, eu não gostava daquele lugar - Eu recebi uma oferta muito boa daquele senhor a alguns dias, hoje nós fechamos um contrato de dois anos, que é o tempo que você precisa para terminar sua escola, durantes esses dois anos você vai aprender como se administra uma empresa, Virgo irá te ajudar com isso. -Eu estava totalmente perdida e tenho certeza que minha expressão transpassava isso.

-Por que? O que eu tenho com isso? -Eu disse brevemente irritada.

-Vai aprender a como se comportar também, depois desses dois anos eu vou analisar, se nenhuma oferta maior aparecer, nós dois vamos juntar as empresas, como em uma forma de crescer juntos, entende -Eu acenei positivo -Então você vai se casar com um dos filhos daquela mulher.

-O que? -Eu disse alto, muito alto -como pode me envolver desse jeito em seus negócios?

-Foi uma maneira segura de escolher com quem você casaria, sem falar que é também mais uma segurança de que vamos continuar crescendo.

-Você só pode estar de brincadeira, eu não estou de acordo com isso, a menos que você arranje outra filha, você não terá acordo nenhum. -Eu sai batendo a porta, eu não iria chorar, isso é clichê demais, eu não vou ser a princesinha do papai que se casará por dinheiro e viverá como uma dona de casa para um homem igual a ele -Natsu. -Foi ai que me toquei, um dos filhos daquela mulher era o Natsu e se for com ele que...

Nesse momento eu subi correndo para o meu quarto, liguei meu computador e fui fazer uma pesquisa aprofundada, sobre qualquer Dragneel que exista.

-Natsu tem 3 irmãos, mas como assim? Gaara, Wendy e Sasori... -Sinceramente esse ultimo é o que mais me parecia velho o bastante para assumir uma grande impressa, eu o olhei, ele se parecia com Natsu, olhos puxados, mas o cabelo era em um tom mais forte, como um, vermelho e não um rosa -Mas que porcaria que meu pai está fazendo com minha vida? -Eu disse para mim mesma e suspirei me encostando na cadeira.

-Hime! -Virgo me assustou entrando novamente apressada dentro do meu quarto -Amanhã você tem que voltar mais cedo do colégio, pois sua governanta vai estar te esperando.

-Como assim governanta, vocês vão me tirar do colégio?

-Não, ela vai lhe ensinar como administrar uma empresa. -Depois que minha mãe morreu Virgo se tornou minha maior conselheira -Lucy, ela disse séria, me desculpe, eu não queria que fosse assim, mas eu ainda sigo ordens. -Ela ainda estava com uma expressão triste no rosto.

-Está tudo bem Virgo, eu não vou deixar meu pai fazer o que quiser! -Eu não tenho a menor ideia do que realmente eu vou fazer para ele mudar de ideia, mas eu iria tentar -só continue aqui comigo -Eu sorri para Virgo e ela me retribuiu -Agora eu vou dormir, afinal amanhã vai ser um dia especial. -Eu estava pensando sobre a vaga nas lideres de torcida.

 

-Lucy! -Erza gritou batendo em minha mesa -Se ficar dormindo assim você vai levar bronca do professor...

-Então eu estava sonhando?  -Eu me perguntei, mas olhei para a porta e de lá veio Kakashi, logo atrás eu vi Natsu de mãos dadas com Lisanna, eu particularmente achei que ela seria suspensa por pelo menos três dias, mas como o pai de Lisanna tem grande influencia nesse colégio eu não me surpreendi em vê-la ali tão cedo.

Kakashi ficou em pé esperando Natsu se sentar e quando ele o fez o mesmo limpou a garganta, colocou seu livro sobre a mesa e pegou um papel branco da bolça. Eu passei a mão pelo meu pescoço e senti o colar de amizade que eu e Levy compartilhamos, eu não vinha com ele para o colégio, mas não sei o que ele fazia ali. Talvez eu estivesse seguindo o conselho de Loke, me arrumei mais para o colégio e não coloquei minhas típicas roupas largas, mas sim um uniforme mais curto do ano passado, não era tão curto, mas me deixava com curvas e mostrava parte das minhas coxas e claro que eu não sairia assim sem um short por baixo.

-Eu estou impressionado e tenho um aviso para fazer -Ele leu o papel mais uma vez como se para confirmar algo -Duas pessoas dessa sala se escreveram para as lideres de torcida, então eu quero que Lucy Heartfilia e Levy Mcgarden desçam para a quadra, vocês duas passaram. -Nesse momento meu sangue bombeou mais rápido e eu levantei em um pulo da carteira, Levy também -Parabéns Lucy, espere só até elas ficarem sabendo de como você come, ai elas não vão te querer mais. -eu parei minha comemoração interna no mesmo momento, eu não sei por que, mas ele pega muito no meu pé e isso havia sido vergonhoso.

-Deixa só a direção ficar sabendo que tipo de livro você lê dentro da sala. -Kakashi me olhou surpreso, sua expressão dizia que ele estava surpreso -Eu já estou sabendo, sou mais rápida que você. -Me dei por conta de que a sala estava nos olhando, talvez eles estivessem se perguntando se nós erramos amigos ou algo do gênero.

Eu fiquei vermelha, ultimamente isso vinha acontecendo com frequência, principalmente quando cheguei ao colégio hoje, afinal minhas roupas estavam diferentes, foi a mesma experiência de dias atrás quando eu me arrumei toda para vir ao colégio.

Engoli em seco e sai da sala, fiquei esperando Levy que logo quando passou pela porta eu pulei em seu pescoço. Eu estava tentando reatar nossa amizade, ela me apertou forte e sorriu, nesse momento eu percebi que ela tinha voltado.

-Parecia que estávamos muito distantes! -Eu disse quando começamos a andar para a quadra. Levy suspirou e me olhou forçado, como se fosse ruim falar sobre isso.

-Lu, me desculpe, sei que estou assim dês de a festa na minha casa, sei que te deixei, mas a verdade é que eu fiquei um pouco envergonhada por tudo o que houve lá, por isso eu me afastei de todos. -Eu então olhei para frente para deixa-la mais a vontade - Sabe o Sasuke ele...

-Levy não precisa falar sobre isso eu sei o que houve! Ele é meu amigo. -Nesse momento eu vi que ela ficou mais envergonhada -Está tudo bem, não precisa me contar sobre o que houve, se não quiser claro...

-E tem um garoto, eu não sei o seu nome, mas ele estava na minha festa, ele...

-Não sai da sua cabeça -Eu chutei e ela confirmou -Levy Mcgarden, afim de um menino... Mas como as coisas mudaram! -Nós duas rimos, eu abri a porta da quadra.

-Você também mudou, fico triste por ter perdido o Natsu, mas nossa você está ótima. -Levy disse olhando minhas roupas -Pena que eu já tinha visto esse peito exprimido ai, mas não tinha nada por cima.

-Não está exprimido -A blusa só estava certinha neles -Está falando o que com essa mini saia, opa eu já vi essa bunda que está amostra. -Nós rimos novamente e sentamos na arquibancada, tinha algumas meninas. Lisanna estava lá com o novo uniforme que no caso era quase igual o meu, só era diferente pois havia um bordado do nosso colégio.

-Então! -Ino disse imponto o silêncio, como ela era graciosa, eu nunca havia realmente conversado com ela, mas pelo que dizem ela conseguiu essa vagas na torcida por seu muito habilidosa, afinal ela e Lisanna não se dão bem -Meus parabéns a vocês que passaram para o nosso time, esperamos que vocês se sintam a vontade e vamos dar o nosso melhor.

-Os ensaios são de terça e quinta de tarde, hoje nós vamos ter nosso primeiro ensaio dessa temporada, assim como os meninos vão ter seu primeiro treino para os escolares hoje. -Sakura disse -Eles vão dizer o quanto vocês merecem estar aqui. -Eu olhei para Levy e ela para mim, só podia ser brincadeira, por que eles teriam que nos ver bem no primeiro dia -Se estão se perguntando, por que no primeiro dia, é simples, para entrar aqui vocês passaram por uma apresentação, isso significa que o básico vocês já devem saber.

-Quero que estejam aqui as duas horas, quem se atrasar vai ter que correr e fazer flexões. -Lisanna disse estressada -Agora podem voltar para as suas salas. -Pelo jeito ela era uma líder exigente e rígida, mas claro que nada disso tinha relação com a sua falta de inteligência para outras coisas. Eu ri com meu próprio pensamento e me direcionei a saída.

Depois disso a aula foi super rápida, ainda mais por que eu sai antes da ultima aula, o que me poupava de ver Natsu e Lisanna na saída, quando eu estava saindo do colégio passei por Naruto e o mesmo me cumprimentou, não sei o por que mas isso havia me deixado feliz. Quem sabe as pessoas não mudam, quem sabe ele quer ser mais um amigo.

 

Eram 13:30, eu almejava mais do que tudo ir para o colégio, mas um homem estava fazendo eu andar por toda a empresa e me explicando cada setor, eu quase dormi quando ele começou a falar da parte dos escritórios, mas anotei as coisas mais importantes para o caso dele me perguntar algo. O nome do tal homem era Tobirama, ele me lembrava Kakashi, bonito e bem estudado, mas esse não pegava no meu pé, no começo fiquei confusa, afinal era para ser uma governanta e não um homem jovem e bonito.

-Senhor, com sua licença, mas eu tenho um compromisso do colégio e preciso me retirar. -Eu disse formal já dando as costas para o mesmo.

-Lucy, desse jeito você não vai chegar a lugar algum, seu horário de estudo já passou, eu vou deixar você ir, mas para o caso de estar mentindo, amanhã vamos ficara aqui uma hora a mais, então pense bem aonde quer ir... -Eu senti minha pele formigar e fechei meus pulsos, ele era irritante igual Kakashi.

-Eu não estou mentindo, agora passar bem. -Eu não me abalei por causa de sua chantagem barata, se ele quer ficar uma hora a mais comigo amanhã não posso culpa-lo.

Olhei o relógio e eram Duas horas em ponto, eu corri pela empresa, entrei no elevador e fiquei apertando o botão do andar freneticamente, eu tinha sorte da escola não ser tão longe, eu corri quatro quadras, quando avistei o colégio eu parei para respirar e entrei tranquilamente como se eu nunca tivesse corrido tanto como uma desengonçada.

Eu entrei na quadra de fininho e fui colocar meu uniforme, olhei no relógio mais uma vez e só havia demorado vinte minutos. Eu estava confiante, talvez ela  relevasse, só foram vinte minutos, pisei no quadra e ouvi alguém gritar meu nome.

-Lucy Heartfilia, não sei como te deram essa vaga, já começou mostrando como é incompetente, chegou atrasada -Lisanna me olhou fria -Vai dar cinco voltas no campo e fazer trinta abdominais. -Eu olhei pela porta da quadra, os meninos estavam no campo, mas é claro que ela ia me fazer correr lá, além de ser maior que a quadra eu ia passar vergonha alheia.

Eu queria chutar Lisanna, mas eu não o fiz, em vez disso eu fui logo correr pelo campo, afinal os meninos ainda não haviam começado a treinar, então as chances de eu ser acertada por uma bola eram menores. Eu cheguei ao campo com aquele mini uniforme e os meninos ficaram me olhando como se eu fosse estranha, eu ignorei e fui correr, dei leves olhadas e constatei que tanto Natsu quanto Neji estavam ali.

-Lucy, como você ficou diferente nesse uniforme! -Neji disse se aproximando, eu sorri sem saber o que falar -No bom sentido, mas é que tipo, você está linda -Ele disse enquanto corria ao meu lado.

-Obrigada... Então quer dizer que você joga? -Neji sorriu confiante -Acho que esse sorriso indica que sim e que além disso você é bom? -ele acenou positivo.

-ainda mais se eu tiver alguém torcendo para mim, sabe como é, incentivo. -Eu ri abafado e me desatentei do caminho que fazia, por isso tropecei, claro que não cai, mas uns bons cavacos eu catei. Eu parei e ouvi Neji rindo de mim, ele tinha um sorriso lindo e eu admiraria mais se eu não estivesse com vergonha. Eu olhei para os meninos que estavam no meio do campo e poucos tinham visto.

-Está difícil ai gatinha! -Sting disse rindo -Quase beijou o chão, isso que é falta de homem. -Depois dessas palavras eu vi que a maior parte dos meninos olhavam para mim, Natsu ria também, acho que ele tinha me visto tropeçar. Eu olhei nervosa para Sting, mas Neji entrou na minha frente.

-Vamos antes que você morra desidratada. -Eu entendi o que ele queria dizer, mas também sabia que por mais que ele tivesse feito isso, não era como se estivesse com ciúmes. Eu só concordei e o segui, ele me levou novamente a quadra.

-Você já deu as cinco voltas Lucy? Pois pelo que eu saiba você acabou de sair daqui. -Lisanna disse pondo as mãos na cintura.

-Pode ter certeza que ela já correu. -Neji disse me encobrindo -Mas agora ela não pode mais ficar lá, ou os meninos vão perder a concentração. -Claro que era mentira o que ele dizia, mas eu adorei, pois a expressão de Lisanna mudou na mesma hora, Neji abriu um sorriso para mim, que eu retribui e então logo depois ele foi embora.

O treino das meninas já havia começado, eu tive que fazer os abdominais e depois Ino gentilmente me passou as coreografias que as meninas estavam ensaiando, me disse que seriamos uma dupla, pois ela havia gostado muito de como eu me apresentei e também por que Lisanna, Sakura e Tenten se apresentavam em trio.

Nós duas começamos a treinar e eu vi o tal Kiba, ele estava levantando Levy, os dois haviam ficado perfeitos juntos e eu sorri de longe.

-Lucy presta atenção ou vai me derrubar! -Ino disse alto enquanto pulava do meu ombro, como ela havia subido ali? Então ela mesma teve que subir por mim, pois se eu abaixasse depois não iria conseguir levantar com ela nos meus ombros.

-Não seria mais fácil se um garoto te levantasse? -Eu tinha plena consciência que haviam pouco garotos, mas mesmo assim era um grande trabalho para uma menina.

-Ok pessoal, vamos lá fora animar os meninos! -Tenten disse animada e eu me assustei, afinal não estava pronta.

-Quebra tudo Lucy! -Ino saiu gritando e eu me assustei, mas a segui...


Notas Finais


Espero que tenham gostado do capítulo, bjss
até o próximo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...