História Nosso Amor Camren - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ariana Grande, Camila Cabello, Fifth Harmony, Machine Gun Kelly
Personagens Ally Brooke, Ariana Grande, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Machine Gun Kelly "MGK", Normani Hamilton
Tags Ally Brooke, Camila Cabello, Camren, Dinah Jane, Drama, Fama, Keane Marie, Lauren Jauregui, Mgk, Normani Kordei, Romance
Visualizações 40
Palavras 3.300
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Espero que gostem...



Boa leitura *-*

Capítulo 2 - Cap 2 - Eu amo o meu trabalho


Fanfic / Fanfiction Nosso Amor Camren - Capítulo 2 - Cap 2 - Eu amo o meu trabalho

POV Camila

 

Acordei com a claridade que adentrava o quatro, esqueci de fechar as cortinas, de novo, cheguei muito tarde ontem e queria apenas dormir mas teria que ir para a empresa rever algumas coisas sobre a nova campanha, posso ser filha de Joseph Cabello co-funder da Guess mas não quer dizer que tinha uma vida de princesa. Ser modelo era um sonho de muitas pessoas mas se realmente souberem o que teria que passar, certamente desistiriam no meio de caminho, não era fácil, essa profissão conquistaria quem realmente queria e amava tudo isso mas existe os lados ruins, ter o mundo todo de olho em você.

 

Criei coragem e me levantei indo para o banheiro, fiz minha higiene e tomei um banho relaxante, sorri lembrando de ontem, amava passar um tempo com MGK, meu melhor amigo e eu o considerava um irmão para mim, ele era rapper e vivia viajando por aí fazendo shows, sempre quando estava em casa, LA, me chamava para sair. Ontem foi uma dessas noites, ele passaria um mês aqui antes de voltar para a sua turnê mundial, era a sua primeira turnê mundial após lançar seu álbum, me sentia orgulhosa do meu amigo. Não tive medo de sair e ser flagrada com ele, nós não nos importava com isso e nem com o que diziam mas meu pai, o odiava e odiava ver a sua filha e modelo saindo com “drogados e tendo um suposto relacionamento com ele”, diziam que não seria muito bom para a minha imagem mas nada disso era verdade, sentia tristeza e raiva ao saber que meu pai acreditava nisso, nunca tivemos nada e nunca usei drogas que mídia às vezes soltava falando que eu estava usando drogas, imagino que agora sabem o lado ruim de ser modelo, não apenas modelo mas ter a mídia pegando no seu pé o tempo inteiro e ainda distorcer as coisas, claro que, isso me complicava mas tinha minha melhor amiga e empresária do meu lado, Melissa Benoist, que também já saiu notícias falando que estávamos nos envolvendo secretamente, eu ria de tudo isso. As pessoas adoravam me colocar em relacionamentos com as minhas amigas e até pessoas que eu nem conhecia.

 

Terminei o banho e já estava ciente da bronca que levaria do meu pai, minha mãe é atriz e está na em Londres gravando um novo filme e isso me chateava pois era a única que acalmava meu pai, ela sabia que não era verdade sobre essas coisas que saíam na mídia, ela já passou por algo parecido no inicio de sua carreira. Antes de sair, dei uma olhada nas redes sociais e vi que a foto que tirei ontem com MGK, saiu como uma das mais comentadas da minha conta, sabia o rebuliço que estaria no twitter e nem resolvi entrar para me manifestar, fiquei calada como Melissa sempre me falava, “ria o quanto quiser da situação mas não fale nada” era o que ela sempre me dizia para fazer.

 

Já na empresa, senti alguns olhares em minha direção mas não me importava com aquilo e sabia o que me esperava lá em cima, um pai certamente ciente e furioso, o erro do meu pai era acreditar em algumas coisas que a mídia alegava e ficava preocupado com a imagem que poderia trazer para o seu nome. Quando cheguei no andar principal, vi Daisy, a secretária do meu pai vindo em minha direção.

 

- Senhorita Cabello, seu pai está te aguardando. E a sua empresária me ligou para confirmar a sessão de fotos para amanhã a tarde. A sessão para Guess. - Daisy falou me olhando de um jeito que muitas vezes achava que estava flertando comigo, sorrio gentilmente e agradeço.

- Até daqui a pouco, se eu sobreviver. - Falei sorrindo e ela riu. Quando entrei na sala do meu pai, senti o clima pesado apenas da maneira que me olhou.

- Viu o caos que está a internet? - Amava meu pai mas odiava quando me tratava assim

- Apenas dois bons amigos saindo para um jantar.

- Bons amigos? Um jantar?

- Sim. Apenas isso. Não aconteceu nada, pai. Quantas vezes tenho que te falar que somos apenas amigos, esse povo que cria fantasias e alguns acreditam. Só isso.

- Eu posso até acreditar que são apenas amigos mas filha, sabe o quão ruim isso é para a sua imagem? A sua carreira fica manchada quando sai com pessoas assim, pessoas como ele que são mal falados a todo instante e você vai ser um das principais da nova campanha. Ele é apenas um dro...

- Não fale isso dele. Ele é como um irmão para mim e sim, ele fez coisas erradas mas quem nunca fez coisas erradas na vida, pai. Ele é completamente diferente do que dizem pela internet e sobre o nosso suposto namoro, não, não é real e nunca vai ser. Se der uma oportunidade para ele, vai saber o quão bom, engraçado, gentil, simpático ele é. Se o que te preocupa é a minha imagem, não precisa, eu tenho Melissa para cuidar disso e garanto que ela está fazendo um ótimo trabalho mesmo tendo pessoas dizendo ao contrário, eu confio nela e o que importa é que eu sei da verdade e essa é a verdade.

- Não estou te julgando, minha filha.

- Mas está julgando ele. Alguém que você se preocupa em falar mal o tempo todo. - Eu estava com raiva, odiava quando meu pai falava assim dele, nunca deu uma oportunidade para conhecê-lo melhor, MGK não era nenhum santo mas o maltratavam na internet, ele fez muitas coisas erradas mas quem sabe de sua história, sabe pelo o que ele passou e a força que tem para chegar até onde chegou.

- Não quero saber sobre esse rapaz e é melhor sair mais com as suas amigas do que com ele para evitar esses tipos de assunto. Vou sugerir para Melissa te aconselhar a ir em lugares públicos com a Ariana, Martha, Ashley, outras pessoas com uma boa imagem, a nova campanha vai ser divulgada assim que as fotos estiverem prontas e preciso de sua imagem limpa. - Eu não aguentei e soltei uma risada não acreditando naquelas palavras saindo da boca do meu pai.

- Eu sou de maior e sei o que eu faço. Não se preocupe em correr o risco de manchar o seu nome, cumprirei com os meus compromissos e Melissa está ciente de tudo isso. Você me deixa triste e me magoa quando fala assim. - Falo e viro as costas saindo de sua sala, ouvi ele me chamar mas não olhei para trás

- Mila? O que houve? - Vi minha irmã correr em minha direção e me abraçar, segurei para não chorar de raiva, não do meu pai mas dessas pessoas que criavam essas mentiras, se soubessem o quanto dor de cabeça isso me dava e causava em minha volta, não me importava com o que falavam mas me irritava.

- Acho que sabe o que aconteceu.

- Camachine? Ew! - Falou fazendo cara de vômito e rimos, minha irmã era uma das únicas que me fazia rir e me acalmava em questão de segundos, além de ser atriz de um série que ficou mundialmente conhecida, ela tirava tempo para a família, ela era a mais velha e quando a nossa mãe estava fora para trabalho, ela praticamente tomava conta da família, principalmente de mim.

- Até que o nome é meio fofinho. - Falei e ri sendo acompanhada por ela e mais uma outra mulher ao seu lado, que conhecia seu rosto muito bem.

- Quero te apresentar, pessoalmente, pois o rosto já conhece...

- Keana Marie. - Falei mais rápido que a minha irmã – Prazer conhecê-la, pessoalmente.

- O prazer é meu, finalmente conheci a famosa Cabello, você faz muito sucesso por aí.

- Sim, principalmente com o Camachine.

- Cala boca, sua irritante! - Falei dando um empurrão de leve na minha irmã que ficou rindo

- Mas sério agora, outra bronca?

- Sim, sempre.

- Você sabe que o nosso pai não acredito nesse “suposto namoro”, ele apenas se preocupa com a sua imagem, enquanto a mídia que se foda. Keana vive sofrendo por causa disso. - Minha irmã falou e olhou para Keana que assentiu fazendo careta mas eu não entendi o que ela quis dizer com aquilo.

- Senhorita Cabello, Melissa está te aguardando lá embaixo. - Daisy falou se aproximando com um iPad nas mãos e me olhando daquela mesma maneira que me olhava, sentia que eu era a única pessoa que ela olhava diferente em meio de todos da empresa.

- Obrigada, Daisy, está estou indo. - Falei dando um sorriso gentil e ela se afastou entrando na sala do meu pai, Keana fez um gesto indicando que falaria com alguém no celular e se afastou.

- Daisy meio que estava flertando com você, deveria dar uma chance. - Fiquei olhando para a cara da minha irmã buscando algum vestígio de brincadeira e deboche mas ela apenas ficou me olhando com um sorriso de lado. - Que foi?

- Está de brincadeira, né? Ela é secretária do nosso pai e não, não quero me envolver com ninguém agora.

- Não é o que dizem, maninha. Levante as mãos para o céu e agradeça a Melissa por não te forçar a um namoro por marketing para aliviar essa coisa de Camachine. Ela é uma pessoa legal mesmo que alguns dizem que vocês estão namorando secretamente. - Gargalhei quando terminou de falar, o pior que era realmente verdade, muitos acreditavam que eu estava saindo com o MGK para esconder meu namoro com a minha empresária, Melissa é uma mulher muito bonita e atraente, qualquer um se apaixonaria pela sua humildade e gentileza mas para mim, era apenas amizade, tenho um amor enorme por ela mas não aquele amor que as pessoas tanto procuram e eu não estava a procura dele mas se acontecer, que aconteça.

- Amam me colocar em relacionamentos com as minhas amigas e pessoas que nunca nem vi na vida, eu te amo por me fazer rir descontroladamente. - Falei e puxei minha irmã para um abraço – Tenho que ir, Melissa deve estar doida lá embaixo. Não quero morrer jovem.

- Nem fale isso, criatura. E mande um abraço e um beijo para aquela gostosa. - Sorri com a língua entre os dentes e me despedi de minha irmã e sua amiga. No elevador, vi algumas notificações nas minhas redes sociais e resolvi entrar no twitter para ver o que estava acontecendo enquanto estava no elevador, vi vários tweets me perguntando se era mesmo real, alguns apoiando e outros odiando e esperando que fosse mentira, era impressionante a bagunça que a mídia fazia na cabeça das pessoas e o pior é que muitas acreditam.

- Não acreditem no que soltam por aí, a mídia adora uma confusão e nem se importam se vão atrapalhar a vida da pessoa ou não. - Apertei enviar e em questão de segundos haviam muitos rts e replies, as portas do elevador se abriram e encontrei aquele par de olhos verdes que pareciam azuis durante o dia me olhando.

- Espero que não esteja criando mais confusão, Cah. - Falou abrindo um enorme sorriso, sai do elevador e a abracei

- Não estou. - Falei me afastando de seu abraço

- Eu vi as fotos que saíram, não se preocupe, conversei com o empresário do MGK esta manhã e está tudo bem, apenas não fale nada a respeito. Deixe que falem.

- Não quero me afastar do meu irmãozinho. - Falei fazendo bico, queria aproveitar cada momento com meu amigo antes dele sair em turnê pois ficaria um bom tempo sem vê-lo.

- Não estou pedindo para se afastar, apenas deixe que falem o que quiserem. Não precisa se afastarem para amenizar esse assunto e nunca te forçaria à isso.

- Eu te amo, sabia?

- Sim, por isso que usamos o MGK para esconder o nosso amor e futuro casamento. - Gargalhamos atraindo atenção de algumas pessoas ao redor, quando saiu este rumor, tudo o que fizemos foi rir e sempre fazíamos brincadeiras sobre isso. - Vamos logo, você tem uma entrevista e uma participação em uma série, vai ficar ocupada a tarde toda.

- Pensei que era para amanhã. - Falei enquanto caminhávamos em direção à saída

- Amanhã você tem a sessão de fotos para a Guess, esquecida. Hoje é apenas uma participação especial na série The Vampire Diaries, o ruim é que será apenas um episódio e você morrerá nele. - Fiz um bico e cara de choro. – Bom, pelo que eu sei, será morta pela filha de um dos atores principais.

- Quem? - Pergunto entrando no carro e ela também

- Grace Jauregui. - Falou e eu assenti reconhecendo o sobrenome, deixei que ela dirigisse, ela nos levou para um restaurante para almoçarmos pois tínhamos muito trabalho, eu amava como Melissa tomava conta de tudo e sempre me deixava em alerta com as coisas em meu redor, eu trazia algumas confusões e ela brigava comigo mas nunca perdemos a conexão da nossa amizade, ela bom tê-la ao meu lado me ajudando em tudo que fosse, qualquer coisa que acontecia, saberia que tinha pessoas do meu lado me apoiando. Eu tinha Ariana, uma das minhas melhores amigas e minha esposa de mentirinha, sempre saímos para qualquer lugar mas atualmente, ela estava em turnê divulgando seu novo álbum, porém, sempre nos falamos por chamada de vídeo ou mensagens. Minha outra melhor amiga, era Martha Hunt, modelo e uma das melhores, eu poderia dizer, ela trabalha para a Victoria's Secret e era uma das principais Angels para divulgação da nova campanha por isso que ela estava sempre ocupada com desfiles e sessões de fotos, sempre nos encontrávamos quando podíamos, hoje por exemplo, ontem ela havia me chamado para um jantar em um restaurante privado.

 

No almoço, Melissa me informou sobre as possíveis perguntas e mais sobre a série, não que eu não assistia, eu dei um ataque quando me convidaram para participar, era fã da série mas como estava sempre ocupada e mal assistia os episódio que saía, estava atrasada e parada na 6 temporada por conta do meu trabalho e pouco tempo.

 

Estávamos no set onde já havia feito a entrevista, nada de perguntas pessoais, perguntas voltadas apenas na série e como interferia no meu trabalho, o que não demorou muito. Também tirei algumas fotos e até selfies com alguns atores e atrizes. Estava de costas já maquiada e esperando o hairstylist terminar de arrumar meu cabelo atrás quando escuto uma voz suave falando comigo.

 

- É um enorme prazer te conhecer e tê-la aqui, Cabello. - Me virei para ver quem estava falando comigo e a única coisa que vi foi um rosto com um belo sorriso e par de olhos verdes me olhando com um belo sorriso no rosto. - Sou Grace Jauregui. - A cumprimentei

- É um prazer estar aqui e você é a que vai me matar.

- Não vai doloroso, eu prometo. - Falou e rimos. - Mas tenho que te avisar, você vai se sujar toda. - E antes que eu falasse alguma coisa, a chamaram para começar a gravar as cenas.

- Já terminamos por aqui. - O hairstylist falou e fui direcionada para o local onde eu também gravaria as cenas, não eram muitas mas eram o suficiente para me ocupar boa parte da tarde.

 

(...)

 

Finalmente depois de longas horas, acabamos. Era bem cansativo ter que ser maquiada três vezes e trocar de roupa quando trocava de cena. O final terminou comigo toda suja de sangue falso e roupas rasgadas. Não queria demorar pois já estava começando a escurecer e tinha marcado com Martha às 22h30, troquei apenas de roupa, iria tomar banho em casa mesmo.

 

Estava ansiosa para assistir o episódio mas antes que esse episódio saísse, faria de tudo para assistir de onde parei. Grace e o resto da equipe foram todos educados e simpáticos comigo, me despedia de cada um que vi por ali e tirei fotos com algumas pessoas que pediram, Grace veio em minha direção e me abraçou, ficamos conversando por alguns minutos, ela era bem animada e sorridente, trocamos nossos números com a promessa de marcarmos algo quando tivermos tempo.

 

Me despedi de todos e fui embora, estava anoitecendo, Melissa estava calada enquanto caminhávamos em direção ao carro, sabia que tinha algo errado ainda mais pelas as suas expressões quando estava no celular.

 

- Antes de irmos, pode me contar o porquê de estar tão calada assim? - A perguntei quando parando ao lado do carro e ela suspirou me encarando.

- Seu pai me falou para que eu comparecesse lá amanhã de manhã para conversarmos. - Revirei os olhos imaginando o que queria conversar, já sabia qual era o assunto.

- Já sei sobre o que vão conversar. - Falei apontando o dedo para mim e dei a volta no carro entrando em seguida.

- Enfim... Eu vi. - Ela falou quando entrou no carro e eu a olhei confusa – Eu vi você e a Grace conversando e trocando seus números.

- Isso não quer dizer nada, Mel. Te garanto que se nos conhecermos melhor, ela seria uma boa amiga.

- Não gosto dessa ideia de ser trocada.

- Não vai, nunca.

- Não quero estragar nada, Cah, mas é melhor não se envolver com ninguém da família Jauregui.

- O que isso tem haver com a Grace? Não tenho nada com a família dela.

- A última coisa que quero é te forçar algo, você sabe disso mas eu como sua empresária, tenho que te mostrar os limites para não criar mais confusão como que já está acontecendo. E a fama dos Jauregui para cima de você, pode piorar um pouco.

- Eu não estou te entendendo.

- Você é lerda nisso, hein. Confusão que eu falo é sobre o Camachine e tem a mídia no seu pé o tempo inteiro, se relacionar com algum dos Jauregui seria mais confusão e pressão.

- Ainda não entendo.

- Meu Deus, Cah. - Ela me olhou incrédula mas o que eu podia fazer, eu realmente não estava entendendo. - Lauren Jauregui. Chris Jauregui. Jessica Szohr Jauregui. Ian Jauregui. Recordou ou tenho que falar o que cada um faz?

- Eu sei quem são mas e daí? Eu também tenho uma família bastante conhecida.

- Eu sei, o que eu quero falar é a pressão que a mídia vai fazer de você se relacionar com alguém tão famoso assim, mesmo que seja por amizade, não estou falando se relacionar amorosamente, já basta a fama que você e sua família tem e a pressão que já recebem. Bem que seu pai aprovaria algo assim pois iria mudar o rumo das coisas mas eu falo mais para o seu bem-estar, Cah, o quão sufocada você vai ficar. Você já ficou bem mal quando Sophie soltou aquelas coisas na mídia, eu me preocupo com você. - Sorri pela preocupação de minha amiga, se fosse qualquer outra pessoa que se importaria com dinheiro e fama, faria pressão para me relacionar com alguém famoso apenas para abafar os acontecimentos.

- Obrigada por realmente se importar comigo, Mel. Não sei o que faria se não tivesse você. - Falei e dei um abraço bem apertado – Eu entendo a sua preocupação mas relaxa que eu não quero trazer mais confusão para a minha vida e mudando de assunto, não quero me relacionar com ninguém por agora, prefiro do jeito que estou.

- Não fale assim ou irá acabar se apaixonando. - Falou sorrindo e dando partida no carro, eu sorri negando. Eu entendia a preocupação dela.

 


Notas Finais


Até o próximo, prometo não demorar!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...