História Nosso amor (Jimin) - Capítulo 38


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Jimin, Park Jimin
Exibições 353
Palavras 1.901
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oioioi pra vcs <3

deixa eu explicar o nome do cap
Um bom começo: o dia começou ótimo
Um péssimo fim: o dia acabou com uma infelicidade

Bjs

Capítulo 38 - Um bom começo, Um péssimo fim


Fanfic / Fanfiction Nosso amor (Jimin) - Capítulo 38 - Um bom começo, Um péssimo fim

Anteriormente: O feto já nasceu...não sabem o quanto orei para ela perder esse bebê..., mas ela vai perde-lo de qualquer jeito mesmo...me aguarde (S/N)...Lucy Wang...esta voltando para se vingar....

***************************************************************************

4 MESES DEPOIS

        Nesses quatros meses aconteceram varias coisas, Jimin, eu e Kwan nos mudamos para um apartamento, minha mãe já esta com nove meses, e Kwan já esta engatinhando, meu pai contratou uma babá para me ajudar a cuidar de Kwan, por enquanto eu termino meus estudos com uma professora particular, resolvi não voltar mais na escola..., não sei, de um certo modo eu tenho péssimas lembranças de lá

       Eu estava brincando com Kwan, Jimin estava com o pai dele, só estava eu, Kwan e Beatriz, a babá que meu pai contratou, a campainha toca e ela vai atender

-Olha filho, o leãozinho- pego a pelúcia e entrego a Kwan

-(S/N)- Nailea entra gritando meu nome

-Nailea?, o que aconteceu?- ela vem até min

-Sua mãe...já vai dar a luz, ela mandou eu vim aqui, porque você não atende a merda do celular?- ela fala 

-O QUE?, MINHA MÃE JÁ VAI PARI?- falo

-E!, vamos logo- Nailea volta para porta

-Beatriz, cuida do Kwan por favor- falo

B- Sim senhora, pode ir tranquila

-Se o Jimin chegar fala que eu estou no hospital com minha mãe, a minha professora vai vim deixar meu boletim aqui, recebe pra min ok!?- falo indo até a porta

B- Pode deixar menina

          Pegamos o elevador e descemos, fomos correndo para o carro, entramos e Nailea deu partida

-E miga, sua irmã já vai nascer- ela fala

-Sim...é ai como ta seu namoro?- falo

-Ótimo, ontem o Jin dormiu lá em casa, e você já sabe- ela ri

-Me poupe dos detalhes- rio junto

-E o seu com o Jimin- ela fala

-Ai, mil maravilhas, ele ta mais carinhoso, ele é um ótimo pai pro Kwan, finalmente nossa vida ta tomando rumo- falo

-E...eu não queria te dizer isso mas...- ela fala

-Falar o que Nailea?- a olho

-Bem...ontem eu e o Jin fomos para uma festa...e eu vi uma mulher...idêntica a Lucy...só que ruiva, mas a voz, o rosto, até o jeito de andar era igual, meu pai disse que ela saiu de Seul, mas..eu acho que ela já ta de volta, e se bem conheço aquele demônio, ela vai tentar alguma coisa- Nailea fala e meu corpo gela

-S-sera que era ela?- falo

-Olha, eu não tenho absoluta certeza, mas é melhor tomar precauções

          Chegando no hospital, Nailea estacionou o carro e saímos rapidamente, entramos no hospital, e procuramos meu pai, ele estava sentado nas cadeiras do corredor

-Pai?- o chamo

-Filha?, até quem em fim você apareceu!- ele levanta

-Aconteceu alguma coisa com a mamãe?- pergunto

-Não, ela esta na sala de parto- ele se senta novamente

-O senhor deve estar nervoso-  falo

-Sim, e muito- ele ri

-Bom...vou fazer uma ligação- falo

-Não demora- Nailea fala

          Fui para fora do hospital, e liguei para Beatriz

LIGAÇÃO ON

B- Alô?

-Beatriz, sou eu (S/N)

B- Aconteceu alguma coisa senhora?

-Não, eu só quero te falar uma coisa importantíssima

B- Pode dizer 

-Não é pra deixar ninguém subir ai no apartamento, só a minha professora ok, e se acontecer alguma coisa, você leva o Kwan para casa da avó dele, é não o deixe sozinho nenhum segundo

B- Ok (S/N), pode deixar

-Era só isso, tchau

B- Tchau

LIGAÇÃO OFF

          Voltei para onde meu pai e Nailea estavam, mas não tinha ninguém

-(S/N)- ouço uma voz

           Olho para trás e vejo a Sarah

-Sarah?, o que faz aqui?- falo sorrindo

-(S/N), faz tempo que não nos vemos- ela fala

-Sim, depois do nascimento do Kwan eu não tenho tempo pra quase nada- rio

-Eu sei, agora...tome- ela me da um papel

-O que é isso?- pergunto

-Você vai precisar quando...é, você vai precisar- Sarah e seus suspenses

-Sarah...- ela me interrompe

-(S/N), preciso ir- ela fala

-Mas...

-(S/N), vem logo, sua mãe que te ver- ouço Nailea me chamar, olho para frente

-Calma, eu já v...- olho para trás e não vejo a Sarah

             Sinto Nailea me puxar, entramos em uma sala de cor azul, meu pai estava do lado da cama onde minha mãe estava deitada com a bebê nos braços

-Filha- ela me olha sorrindo

-Mamãe- meus olhos marejam

-Sua irmã não é linda (S/N)?- meu pai fala

-Muito, qual o nome dela mãe?- pergunto

-Luna, significa "lua", a iluminada- ela fala rindo

-Minha maninha é tão fofa- falo

-Ela vai ser mais bonita que você (S/N)- Nailea fala

-Obrigado Nailea, assim espero- rio

                Deixamos meus pais e a pequena Luna no hospital, e fomos embora

-Miga...vamos relembrar os velhos tempos?- Nailea pergunta

-Como assim?- falo

-Quando morávamos no México saíamos, bebíamos e essas coisas- Nailea fala

-Nailea, você não muda nunca- rio

-Vamos, prometo que vai ser só uma garrafinha de vodca e uns petiscos, por favor miguinha- ela faz biquinho

-...Ta bom, mas não podemos demorar, tenho que voltar pro Kwan- falo

-Ok, eu e Jin achamos um restaurante mexicano ótimo depois da festa, ele e perto da ponte- ela fala

-Ponte?- pergunto

-Sim, tem um pequeno lago que tem uma ponte de madeira, se chama "El gran puente"- ela ri

-Por que "El gran puente"?- rio

-Porquê a ponte é grande, e lá na frente dela tem vários comércios mexicanos, melhor lugar de Seul- ela fala sorrindo

-Sente falta do México?- falo

-Muita, e você não sente?- ela fala

-Sinto, vou levar o Jimin e Kwan para passar nossas férias lá- falo

-Chegamos- ela para o carro

               Descemos do carro, pude ter a bela visão de um lago e uma grande ponte de madeira, era linda mesmo, seguimos para as lojas que tinham na frente do lago, restaurantes, sorveterias, lojas de roupas, tudo no estilo México, me senti em casa novamente...

20 MINUTOS DEPOIS

LUCY P.O.V

           Já eram 15:30, já estava disfarçada de professora, meus cabelos agora estão ruivos para ninguém me reconhecer, estou com lentes azuis

-Deixa eu conferir tudo...pasta ok, pano de bebê ok, arma ok...estou pronta- falo

       Guardei tudo na minha grande bolsa, sai do meu quarto de hotel, e peguei o elevador e desci, chamei um táxi e fui até o prédio da (S/N)

-Com licença- chamo o porteiro

-Sim- ele fala

-Sou a Prof.Yan, vim ver a (S/N) do 320- falo forçando um sorriso

-...Mas a professora da (S/N) é a Sra.Hee...- ele fala

-Sou a substituta da Sra.Hee, eu só vim entregar o boletim dela

-Perai que eu vou avisar- ele fala

             Olhei para todos os lados, para me certificar que a verdadeira professora da (S/N) não estivesse por perto

-Pode subir- o porteiro fala

-Obrigado- falo

              Entro no prédio de luxo, pego o elevador e vou até o andar de (S/N), paro em frente apartamento 320 e aperto a campainha.., uma mulher com a aparência ocidental me atende

-Olá...?- ela fala

-Prof.Yan, prazer...?- falo

B- Beatriz, pode entrar professora- ela fala

-Olha Beatriz...eu vou ser curta e grossa- falo

B-....?- ela me olha confusa

 Tiro a arma da bolsa e aponto para Beatriz

-Onde ta o bebê?- falo

B- O-oque?- ela arregala os olhos

-Não vou repetir, cê não é nem surda- falo

B- O que quer com o Kwan?- ela fala tremula

-CADÊ ELE?- grito

B- E-ele não esta aqui- ela encosta na parede

-Sinto cheiro de mentira, cê não me entregar a criança você morre- falo

B- N-não..- seus olhos marejam

-Onde esta a criança?- pergunto

B- N-não, ela não ta aqui juro

-Se não vai me falar, eu vou procurar, e se tentar me impedir eu te dou um tiro- falo

B- NÃO FAÇA NADA COM O KWAN- ela grita

            Entro em um quarto com a porta azul, vejo o pequeno Kwan brincando com um ursinho dentro do berço

-Olha só, quem temos aqui, o Park Kwan, vem com a titia Lucy vem- pego o bebê

B- Não o leve, por favor- a mulher entra no quarto

-Cala a boca...toma, entrega isso pra (S/N), e fala que a Lucy mandou um abraço- rio

B- Não pode levar o bebê

-POSSO E VOU

                Tiro a arma da cintura e aponto para Beatriz, ela cai de joelhos chorando no chão, passo por ela e vou até a sala, tiro o pano e cubro o Kwan, peguei o elevador e desci para o estacionamento, poi ninguém me veria...

 

[...]

(S/N) P.O.V

               Estávamos voltando para meu apartamento, estava louca para mostrar a Kwan o que eu comprei para ele, um grande panda de pelúcia, ele ia adorar

            Nailea estacionou o carro e descemos fomos para portaria, vi a Sra.Hee e o porteiro discutindo

-Aconteceu alguma coisa?- pergunto

-A menina, o seu porteiro esta ficando louco, esta dizendo que eu mandei uma substituta vir entregar seu boletim- Sra.Hee fala

-Substituta?- Nailea fala

-Eu não to mentindo (S/N), ela entrou, e ainda não desceu- o porteiro fala

-Quem era essa mulher?- pergunto

-Ha!, era jovem, bela, ruiva com olhos azuis- ele fala

-Ruiva com olhos azuis?....(S/N)....a-a Lucy- Nailea me olha assustada

-Não...não pode ser- falo

                 Entramos correndo no prédio, pegamos o elevador e subimos até o ultimo andar, quando cheguei em frente ao meu apartamento, a porta estava aberta e eu podia ouvir um choro alto, eu e Nailea entramos correndo

-BEATRIZ?- a chamo

B- Senhora...SENHORA- ela vem correndo em minha direção

-O que aconteceu Beatriz?- Nailea  fala

B- Levaram...leram ele...o levaram

-Quem levou quem mulher?- Nailea fala

B- O bebê, o levaram- ela começa a chorar mais

-O-o que?, m-meu filho?, LEVARAM MEU FILHO?- grito

-Calma (S/N)- Nailea fala

-CALMA?, ROUBARAM MEU FILHO E VOCÊ ME PEDE CALMA?- começo a chorar

-Beatriz, que levou o Kwan- Nailea fala

B- Uma mulher...u-uma mulher ruiva, ela disse que se chamava Yan, ai depois Lucy

J- O que ta acontecendo aqui?- Jimin chega

-A LUCY, A LUCY ROUBOU MEU FILHO, LEVOU MEU MENINO- caio no chão

J- O-o que?

-Beatriz, me contar como tudo aconteceu- Nailea fala

B- E-ela tocou a campainha e-e eu atendi..ai ela disse que se chamava Yan, e que era professorar, depois ela tirou uma arma da bolsa e apontou pra min.., ela me perguntou onde tava o Kwan mas eu não disse, ai ela invadiu o quarto dele e o pegou, eu tentei impedir, só que ela me ameaçou, e eu fiquei com muito medo- ela chora

-Meu Deus... A LUCY NÃO SABE O QUE É LIMITE- Nailea grita

J- E-ela levou meu filho...isso não vai ficar assim, precisamos avisar a polícia

B- Senhora (S/N)...ela deixou isso comigo

  Ela me entrega um papel roxo, abri e comecei a ler

            Doi não doi?, o sentimento de perde alguém que ama?, é, você deve esta se afogando em lágrimas agora, foi assim que eu me senti quando vi minha mãe morrer, minha querida Sook, agora vai sentir na pele o que eu senti vagabunda...não se preocupe com Kwan...ele vai estar em boas mão daqui em diante.

       -Lucy <3

-Nailea, lê isso- dou o papel para Nailea

-....Desgraçada...ela não sabe onde ta se metendo, o dia começou tão bem, e vem esse demônio para estragar tudo, temos que tomar providências...vou avisar meu pai- ela fala

             Meu mundo caiu...ela levou meu bebê...meu tesouro, minha vida...Lucy você podia ter feito qualquer coisa...menos se meter com meu filho...agora sim...não vou Descansar até te ver morta...você vai queimar no fogo do inferno junto com sua mãe...eu juro

Continua...


Notas Finais


E isso gente <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...