História Nosso Amor Proibido - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Princesinha Sofia
Personagens Bailleywck, Cedric, o Feiticeiro, Clover, Personagens Originais, Princesa Amber, Princesa Sofia, Príncipe James, Rainha Miranda, Rei Roland II
Tags Amor, Princesinha Sofia, Proibido
Exibições 65
Palavras 1.165
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Hei voltei, com mais um cap, tentei fazer a primeira vez deles como sendo o primeiro "hot" que escrevo rsrsrsrsrsrs fiz de uma forma quase poética, sem deixar o romané de lado e um pouco de intriga kkkk kkkk.

Capítulo 14 - PRIMEIRA vez e Traída?


Fanfic / Fanfiction Nosso Amor Proibido - Capítulo 14 - PRIMEIRA vez e Traída?

Ao voltarem para casa os príncipes se uniram a seus pais para mais uma ceia. Depois de tudo saíram cada um para seu aposento. Sofia estava extasiada, seu coração ainda dançava de alegria, ela desejava viver aquele amor mais fortemente, mas ela sabia que não podia abusar da sorte que ela e seu amado James possuíam. Ela trocou suas vestes e pôs uma camisola branca de um tecido fino quase transparente e deitou-se com um livro em mãos. Sofia lia seu livro calmamente quando ela ouviu a porta de seu quarto se abrindo, passos foram escutados e apenas quando ela se esticou um pouco para tentar vê quem era, foi que ela se viu de frente para James sem camisa e apenas de calça.

- Oi - ele falou envergonhado.

- Oi - ela o respondeu olhando para baixo.

- Bem parece que vai haver uma tempestade - ele comentou andando para a janela do quarto da morena apontando para o horizonte onde nuvens negras se aproximavam do reino.

- Isso é verdade - ela não sabia o que dizer, ela não sabia mais como agir com ele depois de seus beijos.

- Se você quiser eu posso ficar aqui com você - A oferta era tentadora Sofia tinha que admitir, mas e se alguém os pegassem? 

- Eu não acho que seja uma boa ideia - Sofia comentou baixo para que somente ele ouvisse.

- Não precisa ter medo, não iremos fazer nada de mais, iremos apenas dormi como fazíamos antes de você viajar - ele falou simples.

Sofia pensou, era verdade eles não fariam nada de mais, eles apenas iriam dormir juntos. 

- Está certo James - ela concordou dando espaço para o loiro deitar-se, ele apagou a lamparina e se aconchegou na cama macia de Sofia.

Eles permaneceram calados, cada um estava virado para um lado do quarto, para evitarem contato visual, Pois não se sabia oque eles fariam se isso acontecesse. As horas iam passando e Sofia não conseguia a pregar seus olhos e ir dormir, até que ela ouviu o som de um raio e depois um trovão, os sons estavam começando a ficarem mais e mais altos, até que houve um que assustou Sofia de tal forma que a moça jogou-se no peito do irmão. Ele a olhou com os olhos arregalados, mas então percebeu as lágrimas em seus olhos e viu que ela estava com medo, ele por impulso a beijou, E esse beijo foi se tornando algo mais intenso e mais quente.

Suas línguas começaram a travar uma guerra pois ambas queriam conhecer cada extensão da boca do outro, as mãos de James conheciam cada curva do corpo de Sofia, ele pousou sua mão em um dos seios da garota e começou a massagea-lo por cima da camisola. sua outra mão desceu até entre as pernas da garota e massageou o local. As mãos de Sofia passeavam pelos lisos e finos fios loiros de James, enquanto uma estava em seu cabelo a outra parou entre as pernas de James e tocou o local que demonstrava vida e ouviu escapar um gemido dos lábios do loiro. Sofia soltava vários gemidos entre dentes para não despertar ninguém, A cada vez que James a tocava.

Nesse momento eles estavam como vieram ao mundo, James estava por cima de Sofia e seu peito e sua intimidades estava colada com os dela. Ele então começou uma trilha de beijos em toda a extensão do corpo de Sofia, até parar em sua intimidade e começou a da prazer a Sofia. 

- Sofia - ele estava ofegante e vermelho - Eu posso ? 

Ele olhava para entre as pernas de Sofia onde parecia ter encontrado uma joia rara e olhava para entre suas próprias pernas onde mostrava-se vivo e de pé. Sofia ficou envergonhada mas balançou a cabeça em sinal de afirmação para o rapaz. Ele começou pondo devagar, para ambos aproveitarem, James sentia-se como um grande explorador, aquela era sua primeira vez dentro de alguen e ele ficou feliz de ter sido com sua amada, é claro que ele planejava fazer isso em uma situação mais agradável. Depois Que Sofia havia se acostumado com ele dentro dela ele colou todo de uma vez e quando percebeu que o himem de Sofia havia se rompido o sangue vermelho marchara seus lençóis. Ele começou com movimentos lentos para não machucar sua amada, ela possuía uma expressão de dor então ele a beijava para mostrar que estava ali por ela, então a dor tournou-se em prazer e com o passar do tempo ele aumentou a certa forma de só poder ser ouvido no quarto o som dos seus corpos se chocando. Eles continuaram nesse ritmo por horas e horas, até que James e Sofia estavam no ápice, James havia se desmanchado dentro de Sofia, agora sua semente estava com ela, então depois deles terem feito amor eles se  levantaram, se limparam, trocaram os lençóis da cama e ae vestiram. 

James se deitou primeiro e Sofia veio logo em seguida deitando nos braços do moço.

- Agora James, nos somos um, ligados por essa união, essa união física e emocional nossos corpos não poderá ser de mais ninguém - falou Sofia beijando o peito desnudo de James 

- Sofia, nós fizemos amor, aqui nesse quarto floresceu o nosso amor de uma forma que não consigo descrever , mas que foi perfeito para mim - ele falou beijando a testa da princesa. E assim os dois dormiram alegres.

Ao amanhecer de um novo dia, Sofia passeavam pelos corredores da escola e seu coração pulava de alegria, A ponto dela não precisar mais usar a máscara que Cedric lhe deu. Ela caminhava indo guardar seus livros quando viu James próximo da biblioteca, ele estava só ela ia gritar seu nome mas ao ver James agarrando Agatha seu sangue esfriou, ela ficou parada vendo a cena, então ela derrubou o livros chamando a atenção dos dois, James ao vê-la correu ao seu encontro, Agatha por sua vez possuía um sorriso malignobnos lábios. James a sacudida e tentava lhe trazer de volta, mas Sofia havia mergulhado em aeus próprios pensamentos, mas algo dentro dela despertou e seu corpo reagiu dando um tapa em James que ecoou por todo o corredor chamando a atenção de alguns príncipes e princesas que ali passavam.

 - Sofia por favor me deixe explicar - ele começou mas ganhou outro tapa.

- James,  EU TE ODEIO, eu me entreguei a você e é assim que trata, me usa depois me troca por aquela sirigaita, meretriz, vadia de uma figa???? - ela falou, gritou e sussurrou apenas para ele- Nunca mais me procure.

E assim ela saiu, as lágrimas rolando e seu coração quebrado outra vez. Porque o destino tinha tanto que brincar com eles? Por que apenas ele não faz com que a única família que esta viva da Sofia aparecesse os livrando de toda essa agonia. Não ele não faria assim ele gostava de se divertir pois alguém um dia também brincou som seu coração e ela se chamava: Amor.


Notas Finais


Hei hei Hei, olha eu aquiiiiiiiii, dessa vez postei certinho, espero que tenham gostado e até o próximo capítulo. Não queiram me matar 😶😶✋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...