História Nossos Corações Estão Unidos - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Inuyasha, Inuyasha Kanketsu-hen
Personagens Ayame, Inuyasha, Izayoi, Jaken, Kaede, Kagome, Kagome Higurashi, Kirara, Kohaku, Kouga, Miroku, Myouga, Personagens Originais, Rin, Sango, Sesshoumaru, Shippou, Toutousai
Exibições 48
Palavras 938
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Nossos Corações Unidos Ao Passado.


Fanfic / Fanfiction Nossos Corações Estão Unidos - Capítulo 1 - Nossos Corações Unidos Ao Passado.

Rin on.

-Quantas amoras, Kagome? - perguntei.

-Quarenta.

-Não acha muito? - disse enquanto eu as pegava.

-É normal pedir muitas,  afinal hoje teremos uma festa.

Depois que as recolhi, peguei o cesto e o carreguei até a casa da velha Kaede. Tínhamos combinado que o Inuyasha faria o suco enquanto o monge Miroku tentava acalmar os filhos e a Sango estava se recuperando do parto do mais novo membro da família. Coloquei o cesto no chão e me virei para Kagome.

-O que faremos agora?

-Pode ir descansar, você já fez muitas coisas por hoje.

-Está bem, mas e você?

-Vou descansar com a Sango. Além do mais eu não posso fazer muito esforço - ela responde colocando a mão na barriga. Kagome estava gravida de seis meses, a sua barriga é muito pesada e por isso o médico a mandou repousar.

-Então te vejo está noite?

-Sim, não chegue tarde.

Saí da casa e fui para o campo, assim que cheguei me deitei na grama e olhei para o céu como se, de alguma forma, Sesshomaru pudesse voltar para me ver. Quando eu era uma criança ele me dava vários kimonos, mas ele nunca me dava pessoalmente, era sempre o Jaken que vinha até mim. Ou seja, faz muitos anos que não vejo o seu rosto.

Suspiros saíam de minha boca como se eu tivesse me culpando por ele não querer mais me ver. Será que eu era um fardo para ele? Foi por isso que ele me deixou na aldeia da Kaede? As vezes não entendia as ações dele, mas na época eu era só uma garotinha que, estava encantada pela a forca de um yokai. 

O que estou pensando? Ele não virá! E ele não precisa vir, estou feliz aqui na aldeia. Com o silêncio e com o pensamento pesado eu acabei caindo no sono.


※※※


-Rin, acorde! - uma voz me chamou, abri os olhos bem devagar. - Acorde! - Era Inuyasha que segurava um kimono vermelho e um pedaço de papel.

-O que é isso?

-Jaken deixou mais um kimono, e uma carta do Sesshomaru. Jaken disse para você ler quando estiver sozinha.

-Sesshomaru está aqui?!

-Não, eles já foram embora.

-Ele não deve estar muito longe! Devemos alcança-los!

Ele coloca a mão no meu ombro e diz:

-Rin. Me escute - o olhei nos olhos e vi que ele tinha um rosto desapontado e infeliz. - Ele não virá te buscar.

Arregalo os olhos como se não tivesse ouvido direito, mas ele contínua e agora o seu rosto estava sério e decidido.

-Sesshomaru não gosta de humanos.

-Eu sou diferente! Ele gosta de mim!

-Ele só lhe poupou!

-Não! Ele é diferente!

-Rin...

-Você está errado! Ele sempre volta!

-Você não o vê a anos. Quem realmente traz os kimonos para você é o Jaken!

-Temos que encontrá-lo!

-Rin! Ele não virá! - ele gritou - Parece mais uma adolescente rebelde que não sabe ouvir um não!!

Fiquei boquiaberta. Inuyasha nunca gritou comigo antes, as lágrimas começaram a cair dos meus olhos.

-Vai pro inferno! - gritei. E em seguida eu saí correndo em direção a aldeia, por sorte, Inuyasha não me seguiu. 

"Idiota!" - pensei - "Inuyasha, seu idiota!"



※※※


No final acabei ficando a maior parte do tempo no quarto. Dava para ouvir o som da festa do lado de fora e, pela primeira vez eu não estava afim de ir. Olhei para os lados e vi o Kimono do Sesshomaru e em cima dele eu vi a carta, eu a peguei e a abri.

"Rin me encontre na floresta as nove horas, pegue seus kimonos e as coloque em uma mochila. Não se atrase ou eu a deixarei pra trás.

Sesshomaru"

É um convite para ir com ele? Só pode ser! Mas, por que agora?

Mas é melhor eu me apressar, são quase nove.

Peguei todos os kimonos possíveis e os coloquei em um saco, saí de casa sem que ninguém me visse e fui em direção a floresta.

-Rin, aqui! - olhei em direção da voz e vi Jaken.

-Jaken!

-Vamos logo, ou o Sesshomaru irá nos deixar para trás!

-Mas onde ele está?

-Ali - ele apontou para Sesshomaru que, estava muito longe. Eu fui até ele e o abracei.

-Estava com saudade! - me afastei um pouco e fui para ver o seu rosto, e ele não mudou nada. Continuava a ser aquele Sesshomaru que eu conhecia.

-Vamos, Rin. - ele disse seco e se livrou do meu abraço.

-O que foi? - indaguei.

Ele não respondeu, só continuou andando.

-Por que está assim? - Ele não responde, foi aí que eu percebi que ele sempre fora assim, ele não mudaria. Então parei de fazer perguntas e só o segui, como eu tinha desejado antes e começar a vida do zero.

As horas foram passando e o sono bateu, eu implorava para que Sesshomaru nos deixasse descansar e com o tempo ele cedeu. Nós fizemos uma fogueira e nos encostamos nas árvores.

-Rin, você cresceu. - disse Jaken.

-Sim, agora eu tenho dezessete anos. Faz muito tempo que eu não vejo vocês.

No final das contas eu só conseguia conversar com o Jaken, Sesshomaru só olhava para a fogueira e quando eu lhe fazia uma pergunta ele desviava. Acabei dormindo, mas antes de cair completamente no sono eu ouvi a conversa do Sesshomaru e do Jaken.

-O que irá fazer com ela senhor Sesshomaru?

-Você ainda não entendeu? Eu preciso dela para concertar a Tenseiga!

-Sim, eu desta parte. Mas e depois?

Ele não respondeu.

-Não me diga que a vai levar para os seus aposentos? - Sesshomaru ficou quieto - Vai mesmo fazer "aquilo" com a Rin?!

-Cale-se Jaken. - ele disse calmo.

Sesshomaru quer me levar para a cama? E o que eles querem dizer com concertar a Tenseiga?

-Desculpe senhor Sesshomaru, mas eu só tenho uma pergunta: por que ignora a Rin?

-Rin cresceu, não é mesmo?

-Sim senhor Sesshomaru.

-Mas no fundo, ela ainda é uma garotinha.




Notas Finais


Desculpe pelos erros ortográficos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...