História Nossos Laços - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Akamaru, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hana Inuzuka, Hanabi Hyuuga, Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Juugo, Kabuto, Kakashi Hatake, Karin, Kiba Inuzuka, Maito Gai, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Orochimaru, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shino Aburame, Temari, TenTen Mitsashi, Toneri Otsutsuki, Tsunade Senju, Yamato
Tags Amor, Hinata, Naruto, Nejihina, Romance, Sasuhina, Sasuke, Shoujo
Visualizações 600
Palavras 2.323
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Crossover, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Harem, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá leitores!

Bem, voltei! Por favor não me matem!
Peço desculpas!

Finalmente acredito que poderei me dedicar mais a história a partir da semana que vem. Motivos de término de curso!

Trouxe um capítulo meio curto mas que traz assuntos​ que acredito serem interessantes para o enredo.

Sem mais delongas!
Boa leitura!

Capítulo 16 - Estas alegrias violentas têm fins violentos


Fanfic / Fanfiction Nossos Laços - Capítulo 16 - Estas alegrias violentas têm fins violentos


" Estás alegrias violetas têm fins violentos!

Falecendo no triunfo, feito fogo e pólvora

Que num beijo se consomem "

Romeu e Julieta, Ato II, Cena VI





Pov Hinata

Olhei meu primo que caminhava ao meu lado com um semblante triste e confuso, essa conversa faria bem para nós dois decidi.

- Neji-ni-san? - chamei - vamos nos sentar ali por favor.

Apontei um banco de madeira debaixo de uma árvore da área aberta do hospital.

- Ah - o rapaz fez um som confuso me olhando - Ah sim, claro - concordou meio avoado e perdido em pensamentos.

Me sentei ao seu lado e suspirei pensando em como começar. Olhei meu primo e ele continuava perdido em pensamentos, "Ah Neji você nunca deveria ter se declarado para mim sendo que amava outra pessoa". Decidi começar logo.

- A culpa não é sua sabe - disse derrepente chamando atenção do menino - acredito que, você me amava em algum nível mas ainda sim no fundo de seu coração sabia que Tenten sempre teve um lugar mais especial... - sorri para o rosto assustado do rapaz.

- Hinata-sama! - sua cara de espanto me fez rir.

- Oque? Acha que eu não sei que você tem uma queda, minto, um penhasco pela Tenten? - dei mais risada com seu rosto corado.

- Hina eu ...

- Você me amou Neji, eu vi sinceridade em sua declaração - peguei a mão do meu primo lhe passando forças - me amou e como seu primeiro amor foi mágico, digo isso por experiência própria - confessei me lembrando de quando amei Naruto - mas você acabou misturando o amor que sentia por mim com o amor que você sente por Tenten.

- Eu... Eu ... - o garoto segurou forte em minha mão - estou tão confuso ... - vi uma lágrima descer dos olhos perolados e me aproximei mais lhe abraçando de lado.

- Tá tudo bem - passei a mão no cabelo castanho igual os de Hanabi, meu primo havia se enrolado em sentimentos mas agora estava encontrando o caminho certo - eu vou te ajudar... - observei mais lágrimas descerem pelos olhos do garoto que tremia uma pouco, percebi que havia aberto a torneira do choro.

- Você é meu primeiro amor Hina - disse por entre as lágrimas - e por muito tempo achei que ficaria assim, mas agora eu sei que Tenten é meu último e verdadeiro amor - finalmente confessou - mas eu vou morrer sem meu amor por que ela me odeia - desabafou.

Meu primo continuou chorando e a forma como desabou me lembrou uma criança desesperada, minha preocupação aumentou pois nunca o havia visto assim entregue e sem seu controle perfeito. Seu choro era sofrido e sentindo, muitas lágrimas desciam e molhavam sua camisa branca.

- Neji não é assim - tentei mas ele não me ouvia apenas chorava mais - Ei, Tenten ama você eu posso ver isso - consolei o menino desesperado.

- Ela me amou Hina mas agora desistiu de esperar - soluçou - disse que iria me esquecer, ela prometeu que seria só minha amiga e agora ela não me quer, eu amo ela Hina, eu quero ela - seus olhos perolados estavam vermelhos e sua voz rouca.

- Neji, me escute - seus ombros balançavam por causa do choro - Olhe para mim, Neji!! - gritei com o garoto que me olhou assustado - ninguém esquece um amor assim de uma hora para outra! - suspirei para seus olhos tristes - me diz, você disse a ela que a ama?

- N-não... - resmungou fungando.

- É por isso! - olhei para o menino indignada - como você quer que ela fique com você se ela nem sabe seus sentimentos - constatei o óbvio.

- Mas ... - quis retrucar.

- Mas oque garoto?

- Eu não sei como dizer - sussurou.

- Neji olhe para mim - pedi. Ele levantou seu rosto e eu sorri, Neji era um dos shinobis mais bonitos da aldeia e eu não estou sendo puxa saco por que ele era meu primo. A beleza dele era diferente da de Naruto ou Sasuke, ele era mais delicado quase como a beleza de uma menina, cabelos longos, pele perfeita e traços delicados, os olhos então era de tirar o fôlego, sorri - apenas seja sincero Neji e peça com carinho sim? Ela vai se entregar dessa forma.

- Acha mesmo? - me olhou esperançoso.

- Sim - acento sorrindo - apenas espere...

- Vou procurá-la! - se levantou determinado do nada e saiu feito um louco.

Nani?

- Neji-ni-san, acredito que tenha que...

- Vou me declarar - sorriu com os olhos ainda molhados - abrir meu coração - disse caminhando para longe.

- Neji por Kami - gritei meu primo mas ele já estava correndo - não de uma de maluco, Oee Neji - gritei quando desapareceu.

Será que eu fiz bem mandando ele assim neste estado? Me perguntei preocupada.

Força, Neji! Desejei.

***************

Pov Seigetsu

Continuei pulando os galhos me perguntando o por que de resolver ajudar a menina no meu colo. Olhei Tenten e percebi seus olhos vermelhos provavelmente de segurar um choro.

Garotas são tão tolas! Sempre correndo atrás daqueles que não querem nada com elas!

Eu dizia isso por já ter visto vários exemplos.

Karin era o exemplo que mais doía.

Ela fez de tudo por Sasuke, se humilhou, esforçou, machucou e quase morreu para demostrar seu amor. E eu assisti minha amiga ser tratada como capacho sendo machucado junto com ela.

Suspirei olhando os cabelos castanho encostados ao meu peito enquanto continuava correndo e segurando ela num modo de princesa. Neji era tolo, ele a amava eu pude ver isso mas ainda sim por sua cegueira, " irônico isso levando em conta seu byakugan " não conseguia ver o amor estampado de Tenten.

Suspirei mais uma vez frustrado, eu não deveria me meter nisso.

Droga! Eu não devo!

Olhei Tenten de novo, vendo a menina segurar um choro e seu corpo tremer em uma dor não física.

E por um momento não era Tenten ali nos meus braços e sim Karin, chorando mais uma vez em meus braços por que Sasuke a destratou.

Balancei a cabeça triste com aquela visão.

Eu não aguentaria, meu coração dizia para ajudar Tenten e como o idiota que sou eu faria.

Parei no meio do bosque e coloquei os pés de Tenten no chão. Assim que pegou firmeza a menina me deu as costas para que eu não visse seu rosto.

- Não adianta tentar esconder - falei calmo - você o ama não é?

Observei suas costas endurecerem.

- Ele é o motivo de você ser minha dupla, vc pediu um favor ao Taichou para ficar longe dele - continuei encarando o óbvio de tudo aquilo.

- Calado por favor - sussurou tão baixo que mal pude escutar - não diga mais.

- Ele é um idiota Tenten-chan - afirmei.

- Pedi para não falar mais nada - gritou se voltando para mim. Seus olhos estavam marejados e suas bochechas coradas de tristeza e raiva, linda! - Apenas... Não me deixe sozinha - pediu desesperada com mais lágrimas vindo.

Lá está eu de novo na posição de bom amigo, abracei aquela menina tentando passar conforto. Estava fadado a ver garotas lindas serem maltratadas? que droga!

Fiquei ali por minutos seguidos apenas ouvindo seus soluços e choros, e nisso algo começou a se formular em minha mente.

A situação de Tenten era diferente de Karin, Sasuke não amava Karin, mas Neji ama Tenten, pude ver isso claramente. Um sorriso despontou no meu rosto.

E se Neji apenas precise de um empurrãozinho, talvez um pouco de ciúmes faça ele tomar uma atitude e também pode ser uma boa vingança para a baixinha nos meus braços.

Tinha certeza que Tenten não concordaria de começo, pensei acariciando seus longos cabelos castanhos macios, então iria começar sozinho. Meus sorriso era enorme.

Sim! vamos começar a jogar.

**************

Pov Sasuke

Minha orelha parecia que começaria a sangrar de tanto ouvir Tsunade-sama falar pelos cotovelos. Naruto estava comigo como forma de passar apoio, ele era oque mais estava acostumado a ouvir sermões da ex-hokage.

- Espero que vocês entendam a gravidade da situação! - repetiu em frustração - acredito que não receberam nenhum castigo pois o assunto já foi explicado de uma forma a parecer que não estavam brigando. As pessoas acreditaram que foi apenas um treinamento de Naruto - suspirou - por favor, prestam atenção nas ações que tomam - olhou a mim e Gaara nos olham - acredito que não voltará a se repetir, estão dispensados.

Observamos em silêncio a Senju caminhar até a porta e sair elegante como se não tivesse acabado de passar minutos sem fim a falar.

- Ehh os discursos de baa-chan são bem longos - soprou Naruto pelo lábios estalando o pescoço como forma de tirar o estresse.

- Nem me fale - respondi.

- Gaara-sama oque deu em você? - olhei o irmão Sabakuno perguntar meio sussurado ao kazekage.

- Nada Kankuro, prometo que não voltará a acontecer - disse sem mudar a expressão - podemos falar sobre isso mais tarde?

- Como preferir - respondeu inconformado.

O ruivo se levantou passando a mão sobre as roupas como se tirando uma poeira invisível.

- Vamos teme - Naruto colocou a mão sobre meu ombro - vou te acompanhar até o clã.

Continuei olhando Gaara que agora havia percebido meu olhar e devolvia na mesma intensidade.

- Venha Gaara - Kankuro empurrou o kazekage até a porta - te vemos depois Naruto.

- Até Kankuro, Gaara - o loiro acenou para os dois irmão enquanto eu e Gaara continuavamos sem desviar.

O ruivo saiu pela porta e eu continuei olhando inconformado com a audácia daquele imbecil.

- Teme - Naruto chamou me balançando pelo ombro.

Aquele imbecil precisava de um aviso mais eficiente do que apenas alguns socos trocados, eu não desistiria de proteger Hinata. Ela confiava em mim, me tratava bem, cuidava e era minha colega e dupla na Anbu, que espécie de pessoa eu seria se não cuidasse dela.

Eu até podia ser frio e indiferente, mas nem eu conseguia ser indiferente a ela e agora começava a aceitar isso.

Me levantei num salto escutando Naruto chamar e fui até o corredor em passos rápidos. Avistei Kankuro caminhando ao lado do kazekage e fui até ele antes que Naruto chegasse até mim.

Peguei no ombro do ruivo e o virei segurando sua camisa vermelha no punho enquanto ele me olhava surpreso.

- Escute bem pois só irei avisar uma vez e na proxima não será tão pacífica - olhei nos olhos dele enquanto meu Sharingan se ativava.

- Ei Uchiha não se aproxime - ouvi o irmão de Gaara que tinha intenção de nos separar mas foi parado por Naruto que o segurou pelo braço - ei, qual o problema Naruto? - braguejou o Sabakuno irritado.

- Deixe-o falar Kankuro - Naruto pediu serio como quase nunca fica.

Voltei minha atenção a Gaara que balançou a cabeça para seu irmão em forma de tudo bem.

- Diga então Uchiha - Gaara me olhava em expectativa.

- Hinata está comigo e não pense que deixarei que grude suas garras nela entendeu? É minha compreendi - falei firme.

- Sua? - deu uma risada de lado - acredito que Hinata não saiba disso não é? Oque sente por ela para estar indo atrás dessa forma? Vc não é o grande Uchiha Sasuke, O Vingador que não liga para ninguém? Por que se importa? - questionou com raiva.

Aquelas palavras me balançaram e eu me senti exposto de uma forma que não me sentia a um tempo.

Por que me importa?

Oque me motivava agora?

Então me lembrei da cena que vi no ichiraku, de Gaara e Hinata entrando de mãos dadas, dos sorrisos que trocavam e pensei no quanto eu nunca mais queria que Hinata oferecesse um sorriso daquele a outro homem que não fosse eu. No quanto queria que fosse eu ali.

Por que me importo? Por que?

Todas essas perguntas de Gaara só voltavam a uma resposta.

Mas esta resposta me assustava tanto e eu não queria encarar o que estava a minha frente este tempo todo.

Memórias me voltavam, me causando uma sensação de falta de ar esmagadora.

Me lembrei das palavras de okaasan e Itachi quando era criança, palavras que se repetiam por todo o clã Uchiha.

" Quando um Uchiha ama, é para sempre "

Nós éramos o verdadeiro clã do amor, amávamos sem limitações e de maneira inconsequente, fazíamos de tudo pela pessoa que nos dispertasse tal sentimento.

Quando um Uchiha amava tudo se tornava melhor e desse sentimento mais amor surgia, mas como sempre nem tudo nesse clã são flores.

Este amor também trazia consequências desastrosas, se um Uchiha tinha seu amor roubado ele poderia incinerar o mundo em forma de vingança e eu havia descoberto tudo isso da forma mais difícil.

Eu já havia quase queimado as cinco nações em minha busca por vingança aqueles que eu amava. Eu não podia amar de novo e voltar a fazer aquilo.

Olhei para Gaara que esperava minha resposta com um sorriso vitorioso.

Me sufoquei mais ao me lembrar de tudo que havia feito naquele dia, finalmente me tocando de todos os meus atos inconsequentes do dia.

Havia discutido com um Kazekage, destruí parte do ichiraku, lutei com o kazekage no meio da vila perto de diversas pessoas e fui parar no hospital. Tudo isso por ela.

Já havia começado, eu já estava agindo como um louco por ela, tudo pela Princesa do clã Hyuuga.

Me afastei de Gaara assustado.

- Ei Sasuke? Oque há?

Fui me afastando atordoado e comecei a correr procurando pelos corredores, em busca de alguma saída onde finalmente poderia respirar.

Então vi uma porta dupla e disparei por ela dando direto no jardim do hospital, caminhei pelo gramado e achei um banco de gesso onde cai de joelhos e apoiei meus braços puxando o ar forte por meus pulmões.

Ah sensação era como se tudo houvesse parado a minha volta.

Levantei meu rosto para o céu azul puxando mais ar e disparei a rir desesperado.

Novamente...

Olhei o céu vendo os indícios do por do sol, logo o céu estaria azul escuro da cor dos cabelos da minha princesa e uma lua tão prata quanto seus olhos nasceria brilhante.

Eu amava Hinata Hyuuga.

Novamente...

Novamente a maldição dos Uchihas iria tentar me consumir.


Notas Finais


Bem foi isso 😃
Sasuke se tocou, é galera demorou mas aconteceu kkk
Não sei se vcs lembram mas no anime tobirama cita que os uchihas amam como ninguém e que isso é um dos motivos do despertar do Sharingan.
O capítulo foi curto mas vou tentar compensar no próximo 😉
Digam nos comentários oque acharam!

E até a próxima att
Bjss da Nanami-chan 😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...