História Not so Bad - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Original, Romance, Suspense
Exibições 4
Palavras 1.265
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Mistério, Shonen-Ai, Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Volti e.e ... pra quem ainda esta até aqui muito obrigado ♡♡ e essa historia esta quase chegando ao fim... o ultimo cap, adimito a ainda n escrevi... então me mandem força de inspiração para sair algo bem bacana ~~♡

Capítulo 4 - Chapter 4


-... Mas, mas... - eu não consigo acreditar, e se for mentira e se ele quiser me enganar. - Eu não... posso acreditar. - eu não conheço Zack o suficiente para confiar ou saber que ele está sendo honesto.

- Victor, eu não mentiria para você. - ele começou a tirar a blusa, eu desviei o olhar, estava ficando vermelho denovo e cobri os olhos com as mãos. - Ei, olhe aqui. - Ele tentou puxar meu braço, e eu revidava empurrando o para longe.

- N-não, deixa eu sair. - O corpo dele estava tão firme em cima de mim, que nem tinha como escapar mas mesmo assim eu tentava. Ele puxou meu braço junto com meu corpo, fazendo nos sentar um de frente com o outro, e suas pernas me abraçavam forte.

- Por favor Victor... acredite... - Quando terminou de tirar a camisa ele pegou minha mão e me fez tocar seu peito. Não quis olhar mas, quando senti algo diferente, abri meus olhos e pude ver as faixar cobrindo o corpo de Zack. Arregalhei os olhos e comecei a lagrimar denovo, ele olhou de volta para mim com um sorriso e me abraçou, forte, tão forte que pude sentir seus musculos, e seu coração batendo ferozmente .

- ... Eu sou um idiota. Por... por que fez isso? Por que não me deixou morrer? Era melhor pra você ... - Já não tinha mais como explicar, eu não estava entendendo nada. Eu sei que estou sendo muito repentino, talvez muito estupido e idota, mas que Zack possa me perdoar... Eu não sei se já devo confiar nele. Sera? Mas... mas se? Eu... eu...

- Victor... me perdoe, mas eu te amo.

Doi tanto, pois poderia ter percebido antes. Queria poder confiar nele, mas eu não consigo, não posso fazer algo assim, tão inesperado. Eu apenas observo e tento procurar no fundo de seus olhos um pingo de mentira,de falsidade, mas são tão claros, tão sinceros...

-... - Apenas desvio o olhar, minhas palavra foram engolidas pelo nervosismo que estava sentindo. Minhas lágrimas continuavam a cair insessantemente, parecia não ter fim.

Zack se agaixou e beijou suavemente meus labios, e quando abri os olhos eu senti gotas quentes sobre meu rosto. Não pode ser... ele também estava chorando.

- Eu te amo, Victor. Eu sei que não deveria mas... eu te amo.

Continuo olhando para suas badagens, meus pensamentos ja estavam longe daqui. Como acreditar? Como negar? Como entender? Pelo menos para mim é dificil, para mim é muito complicado.

- Zack... me perdoe.

- Eu sei que eu não deveria. Quando te vi, parecia tão indefeso, tão lindo... Eu que deveria pedir desculpas.

Seu rosto foi se aproximando lentamente, meus olhos focados nos de Zack. Poderiamos mudar tão rapido assim? Poderia eu esquecer sobre o que aconteceu, e simplismente me entregar? Eu... acho que...

- Não! Não... - Eu empurro o rosto dele para longe, e Zack me olha triste. - Desculpa... eu não consigo. - Seus braços me apertaram mais forte, e ele apoiou sua cabeça em meu ombro.

- Victor, eu sei... É obvio que não consegue, quem conseguiria? - ele riu. Suas lágrimas ainda molhavam meu ombro. Então apoiei minha mão em suas costas, e o acariciei.

Afastei sua cabeça de meu ombro, e o olhei. Ele posicionou suas duas mãos sobre meu rosto. Seus olhos ainda molhados, tentando buscar uma resposta quase que impossivel. Então novamente sua cabeça foi se aproximando, mas dessa vez em nenhum momento desviei o olhar. E logo nossos labios se encontraram em um beijo suave e ainda sim apaixonante e duradouro.

- Ngh... Ahh! - Arfei quando terminamos, Zack tambem estava sem folego.

- Não sabe por quanto tempo eu queria isso, esperar três dia não é para qualquer um. - Disse limpando as lagrimas que ainda corriam pelo seus belos olhos, mas em sua boca reinava um sorriso meio entristecido.

- Não... chore... é culpa minha. - Eu o abracei, tentando conforta lo. A culpa era minha, isso era o mínimo que eu deveria fazer.

Ele me jogou na cama delicadamente denovo, e se aproximou para outro beijo. Sua mão passeava acariciando minha cabeça, e eu apenas sentia seus toques. Suas mãos logo sairam de minha cabeça e foram decendo para minha camisa...

-Ahn?... Nãooo - gritei empurrando seu corpo. Estar com outro cara ja era vergonhoso, agora ele querer fazer isso ja é pegar pesado. - Isso.... não....

- Hum? Ah qual é. - Disse ele rindo e denovo limpando as lagrimas com uma mão , e segurando minha mão com a outra, olhando firmemente para mim. - Confia em mim, vai ser estranho no começo mas fica bom depois. - Ele começou a gargalhar. Como ele sabe? Ahn... ahn... esquece, eu acho.

Ele colocou as mãos debaixo de minha camisa, acariando a região por alguns segundos. Realmente ele estava certo, começou estranho, desconfortavel, mas foi ficando ahn.... diferente? Ah... quer saber.... que se dane.

- Ta... ta bom, para! - empurrei seu corpo para longe, e ele riu, mas continuou, desobedecendo meu pedido. Suas mãos levantaram minha camisa, e sua cabeça foi se aproximando do meu abdômen e seguiu ao meu peito. - E-eii... !!!

- Qual é, para de ser fofo. - ... Fofo? eu não estou sendo fofo, eu quero que ele pare. Esse idiota. Odeio quando ele faz isso.

- Ah, ahnn...

Ele lambia enquanto eu me debatia, tentando não aceitar o que estava acontecendo. Com meus olhos fechados, empurrava sua cabeça para longe, mas, era como se naquele momento eu tivesse perdido toda a minha força, e meu corpo estivesse sedendo á sensação. De pouco a pouco fui perdendo a noção, perdendo minha cabeça e já nem o impedia mais. Já sabia que era inútil. Nesse pouco período de tempo, suas mãos escorregavam pelo meu corpo e eu não ligava mais.

- Finalmente desistiu? - disse rindo, olhando atentamente em meus olhos.

-.... Ahn... Zack. - Tentei dizer algo mas, minha voz foi incapaz de sair. - Zack, eu.... - Esquece, ele não precisa saber mesmo.

- Humm? Que foi? - Disse provocando, sua cabeça desceu mais enquanto ele deixava traços feitos com sua língua pelo meu corpo. E eu apenas deixei fazer o que quisesse, como não tinha como para lo...

Logo suas mãos chegaram aonde queriam. Lentamente suas mãos acariciavam a área me deixando louco. Já não conseguia manter meus gemidos, meu corpo pedia por mais atenção, queria mais contato. Sua boca explorava cada canto, cada parte. Sua lingua deixava marcas avermelhadas, suas mãos faziam caricias lentas mas e tao gentis.

- Ah... eu não consigo mais Victor...

Tentei abrir os olhos e acompanhar seus movimentos, ele estava tão... lindo. Seu cabelo caia em seus olhos, escondendo-os vagamente. A faixa em seu peito, mesmo que assustadora, deixava-o tão belo. Era estranho. Mesmo assim, eu não conseguia encontrar uma harmonia em meus pensamentos, eu sei que estou sendo teimoso, e até muito chato. Porem eu sinto que desenvolvi um apego por Zack. Não sei se é "amor" propiamente dito, mas eu sentia que ficar ao lado dele era bom.

- Victor... eu quero... eu não aguento mais.

Seus olhos focaram diretamente em meu corpo, seus movimentos foram suaves, posicionando-me embaixo dele. Ele levemente sussurrou:

- Eu te amo... não posso controlar isso.

Eu o olhei de volta e ele sorriu. Fechei os olhos, e me deixei fluir por todas as sensações novas que ele me fizera experimentar. Claro que ainda estava receoso, porem tentei parecer destemido. Eu quero aceitar os sentimentos de Zack. E obvio que depois dessa noite tudo, mas tudo, ia mudar. Não havia mais o que esconder agora.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...