História Nova Geração - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Saint Seiya
Personagens Afrodite de Peixes, Aiacos de Garuda, Aiolia de Leão, Aldebaran de Touro, Camus de Aquário, Dohko de Libra, Hades, Hyoga de Cisne, Hypnos, Ikki de Fênix, June de Camaleão, Kagaho de Benu, Kanon de Gêmeos, Lyfia, Mascára da Morte de Câncer, Minos de Grifon, Miro de Escorpião, Mu de Áries, Pandora, Personagens Originais, Radamanthys de Wyvern, Saga de Gêmeos, Seiya de Pégaso, Shaka de Virgem, Shion de Áries, Shiryu de Dragão (Shiryu de Libra), Shun de Andrômeda, Shura de Capricórnio, Sigmund de Grani, Thanatos, Violate de Behemoth (Estrela Celeste da Solidão)
Tags Hentai, Lemon, Romance, Saint Seiya, Yaoi
Exibições 29
Palavras 2.747
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Hentai, Lemon, Luta, Romance e Novela, Shounen, Slash, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá. Como vão vocês? Espero que bem. Mais uma vez desculpem-me pelo atraso, mas foi intensional postar hoje e também estava com falta de idéias boas. Mas aí está mais um capítulo. Estou postando hoje, pois tenho quase certeza que tem menores lendo isso (já que ninguém respeita a classificação. Brincadeira). Enfim, chega de conversa. Boa leitura. =3

Capítulo 13 - Capítulo 13


Fanfic / Fanfiction Nova Geração - Capítulo 13 - Capítulo 13

Um ano depois

Havia se passado um ano e alguns meses desde que eu e Mandy chegamos ao Santuário. Aiolia e as demais crianças das Doze Casas, já tinham feito sete anos. Esse era o último ano de treinamento dele. Faltava muito pouco tempo para acabar, um dia para ser mais exata, sim, seria no dia seguinte. Eu estava treinando ele normalmente, pois logo Aiolia seria o novo Cavaleiro de Leão.

Felizmente, o dia passou rápido. Logo após o treinamento, subi para meu Templo. Ao chegar, tomei um banho frio, almocei, peguei minha capa e fui caminhar pela vila. Desta vez, Afrodite non me acompanhou como ele costuma fazer. Aproveitei isso para ir em minha casa na vila (sim, eu tenho uma casa normal na vila).

Fui lá para arrumá-la, afinal, fazia anos que eu non ia lá. Cada Cavaleiro tem uma casa na Vila de Rodorio, que foi deixada pelos nossos antecessores, gostaria de tê-los conhecido e gostaria de saber seus nomes, suas histórias... enfim, só sei que essas casas foram deixadas para nós, o próprio Mestre Shion que nos falou isso.

Fiquei em minha casa até o final da tarde, mas tive que avisar a Afrodite pelo Cosmo onde eu estava para ele não ficar feito louco me procurando. A casa era simples mas bem arrumada, tinha uma sala não muito grande, três quartos, uma cozinha, uma pequena biblioteca (amo livros) e um banheiro.

Ao anoitecer, voltei para o Santuário, ao chegar no Nono Templo, non encontrei nem Afrodite nem Seiya lá. Mas lembrei que toda noite ele ia no Décimo Segundo Templo cuidar de seu enorme jardim de rosas. E Seiya e os outros Cavaleiros de Bronze foram ao Japão. Como eu estava sem nada para fazer e os Cavaleiros de Bronze estavam fora, resolvi fazer uma brincadeira com Afrodite.

Fui até meu quarto e peguei um baú com algumas coisas velhas. Achei uma capa preta que cobria o corpo todo e com capuz e suas bordas estavam rasgadas. Vesti uma roupa toda preta e pus a capa, coloquei uma máscara prateada, peguei meu arco e minhas flechas de treino (ninguém sabia que eu os tinha).

Por fim, ocultei o Cosmo para que ninguém me percebesse e subi até a Décima Segunda Casa. Ao chegar, pulei em cima do Templo e o vi com suas rosas, pelo que vi, só havia uma roseira branca em meio a tantas outras vermelhas. Joguei uma pedra para ele virar-se para onde eu estava.

Assim que Afrodite se virou, eu atirei duas flechas, assim prendendo-o em uma pilastra pelas ombreiras da camisa, em seguida, atirei mais duas flechas nas mangas da camisa próximas as mãos, assim, deixando-o imobilizado. A quinta flecha, atirei na direção do coração, mas com minha telecinese, parei a flecha assim que encostou apenas alguns milímetros dele (resumindo, Afrodite pode non ter morrido por causa de uma flechada, mas quase morreu de susto).

Aproveitando que Afrodite estava imobilizado, pulei de cima do Templo para o chão me aproximei, como eu estava com o Cosmo oculto, ele non percebeu quem era, aproveitei isso para retirar a máscara, assim que fiz isso, dei-lhe um beijo e coloquei a máscara novamente. Ele non viu meu rosto, por causa da escuridão e também porque a sombra do capuz estava cobrindo metade do meu rosto. Pude perceber que ele me olhou com nojo.

Pra provocá-lo, saí correndo, pulei em cima do Templo novamente e usei a telecinese para soltar as flechas e traze-las a mim. Então Afrodite, só de raiva, vestiu a Armadura e começa a correr atrás de mim. Passando pela Casa de Aquário, o pequeno Camus só percebeu que era uma perseguisão quando Afrodite passou correndo e vestido com a Armadura, e por algum motivo, Camus também estava com a Armadura:

Camus: Quem você está perseguindo, Dite?

Afrodite: Um Espectro que me atacou e agora está fugindo.

Camus: Acredito que ele non conseguirá passar pelas outras Casas.

Afrodite: Assim espero.

Ao passar pela Casa de Capricórnio, vi que Shura estava descendo as escadas que vão para minha Casa, simplesmente pulei por cima dele e o mesmo se assustou. Ele também põe-se a correr atrás de mim, juntando-se a Afrodite e Camus:

Shura: Quem é aquele?

Camus: Un Spectre (um Espectro).

Afrodite: Só quero entender como ele conseguiu passar sem vocês perceberem. Mas o que importa é que temos que matá-lo.

Shura e Camus: Sim!

Passei direto pela minha Casa Zodiacal , já que Seiya non estava lá. Eu estava indo na direção da Casa de Escorpião e vi a pequena Maçã subindo as escadarias da Casa de Sagitário, simplesmente esquivei-me dele ainda com três Cavaleiros de Ouro atrás de mim, sendo que agora eram quatro, já que Milo também começou a me perseguir.

Pela Casa de Libra, passei o mais rápido possível, eu podia acelerar um pouco mais, pois estava vazia. Na Casa de Virgem, Shakinha estava meditando, mas logo me percebeu e pôs-se a vir atrás de mim também. Em leão, Aiolia estava sentado nas escadarias que vão para o Quarto Templo. Pulei por cima dele e toquei em sua cabeça para que ele percebesse o que estava acontecendo e se juntasse aos "outros".

Em Câncer, Máscara da Morte me viu correndo dos outros Golds, mas como non sabia quem era, tentou lançar o Ondas do Inferno, mas antes que ele fizesse isso e mandasse todo mundo pro inferno, atirei uma flecha perto dele e continuei a correr. Por Gêmeos, minha irmã só me percebeu quando eu estava quase saindo da Casa. Mandy lançou o Explosão Galáctica, mas non me atingiu, pois eu já havia saído. "Figlio de puttana" (filho da puta), pensou.

Pela Casa de Touro, non passei tão rápido assim, porque Aldebaran parou em minha frente e lançou o Grande Chifre, mas eu esquivei-me dele e do golpe e continuei a correr em direção à Casa de Áries. Ao chegar na Primeira Casa, Mu estava consertando uma Armadura de Prata, mas ao ver todos os Cavaleiros perseguindo alguém com as Armaduras, juntou-se a eles na perseguição.

Ou seja, o que era para ser uma mera brincadeira, acabou se tornando uma perseguição e um pequeno teste para os Cavaleiros. Fui em direção à Vila de Rodorio, mas eu os levei para um lugar mais afastado, para que nada fosse destruído e ninguém morresse por causa de um simples treino.

Os levei a uma vasta área com várias árvores para eu conseguir me esconder, além da escuridão que só era parcial por causa da luz da Lua cheia. Todos os Golds me  cercaram, aparentemente sem saída, mas eu tinha um plano, para forçá-los a treinar mais:

Eu: *Modificando um pouco a voz* Muito bem Cavaleiros. Vocês me cercaram. Mas isso é por pouco tempo.

Mandy: Olha só. Uma mulher... E como é convencida.

Afrodite: Quem é você!?

Eu: E por acaso faria diferença saberem ou non?

Aldebaran: Maldita! Vamos lhe ensinar bons modos!

Eu: É o que veremos e eu acho melhor parar de mugir pequeno Touro.

Atirei uma flecha entre os pés de Máscara e o mesmo se assustou, assim dando um salto pra trás (fiz isso com ele para pertubá-lo). Sendo assim, saí do meio dos Cavaleiros que estavam a me cercar e eles começaram a me atacar:

Afrodite: ROSAS DIABÓLICAS REAIS!

Como o próprio Afrodite havia me tornado imune ao veneno das plantas, principalmente das rosas, e havia me ensinado suas técnicas. Eu então as peguei e lancei de volta contra ele:

Eu: Acha que com essas rosas poderá me derrotar?

Camus: Deixem ela comigo. Non poderá escapar do Zero Absoluto. EXECUÇÃO AURORA!

Simplesmente segurei o golpe e o desviei para outro lugar. Como eu tinha treinado na Groelândia, que é mais fria que a Sibéria, o ataque realmente non era tão gelado:

Eu: Esse golpe non é tão gelado como diz.

Camus: MAS O QUE!?

Shura: Calma pequeno Camus. Ahora ella muere (agora ela morre). EXCALIBUR!

O golpe passou perto, mas só cortou alguns fios do meu cabelo (se tivesse cortado mais, ele ia ver só):

Shura:  COMO DESVIOU!?

Eu: Desviando.

Milo: Agora eu acabo com essa Espectra maldita! AGULHA ESCARLATE!

Desviei de cada uma das agulhas de Milo e fiquei em frente a ele e soquei-o consecutivamente no abdome, isso o fez bater de costas numa árvore próxima. Fiz isso também pra ele non começar a falar (é apenas uma criança, mas fala que só):

Eu: Isso foi para você aprender a não me chamar assim!

Milo: Que força! Conseguiu esquivar da Agulha Escarlate!

Shaka: INVOCAÇÃO DOS ESPÍRITOS MALÍGNOS!

Apesar de Shaka ser forte, continua sendo uma criança, então, foi fácil parar o golpe dele:

Eu: (*Sarcasmo* Nem é apelão!)

Aiolia: (Como ela fez isso!?) Agora você vai ver! RELÂMPAGO DE PLASMA!

Como eu sou a Mestra de Aiolia, parei facilmente o golpe que ele desferiu, Olia só se tornaria um Cavaleiro oficialmente no dia seguinte. Por causa desse enorme progresso, permiti-me sorrir:

Eu: (Esse é meu irmão. Que orgulho do meu Leãozinho!)

MDM:  Agora você voltará para o inferno. ONDAS DO INFERNO!

Pulei na copa de uma árvore alta para non ser puxada para o Yomotsu Hirasaka/Seikishiki e atirei uma flecha entre seus olhos, mas eu a parei e puxei de volta com minha telecinese. Eu não mataria meu amigo nem que me pagassem (só se ele fosse do mal):

Eu: *Risos* Por um momento, acho que VOCÊ que iria para o inferno.

MDM: (Como ela consegue fazer isso!?)

Mandy: Deixe comigo Máscara. EXPLOSÃO GALÁCTICA!

Eu estava em um nível de força acima do de minha irmã, pois ela havia derrotado Shaka, eu havia derrotado Saga (sou mais forte que o Grande Mestre), então, podemos dizer que foi fácil parar o golpe que ela usou para me ferir (no caso, matar):

Mandy: WTF!

Aldebaran: Já falei, vou te ensinar bons modos! GRANDE CHIFRE!

Como eu já tinha passado pelo Debas mais cedo, dessa vez em vez de me esquivar, eu simplesmente parei o ataque (telecinese serve pra isso), mesmo com a incrível velocidade, eu sou mais rápida, ou seja, consegui ver quando ele lançou o Grande Chifre:

Eu: E eu já falei, para de mugir Touro.

Aldebaran: (Que força incrível! Como podemos derrotá-la!?)

Mu: (Telecinese?...) EXTINÇÃO ESTELAR!

O ataque realmente quase me atingiu, isso me deixaria seriamente ferida ou até mesmo morta. Mu pode ser pequeno, mas sua força é enorme:

Afrodite: Você vai ver!

Eu: O que pode fazer sozinho? Sou muito mais forte que vocês.

Shura: Ele no (não) está sozinho. Eu também vou atacar quantas vezes for necessário.

Eu: *Um pouco assustada* (Como assim!? Shura...)

Afrodite e Shura elevaram seus Cosmos para poder me atacar novamente, eu acho que agora estou ferrada, mas também tudo é possível com o Cosmo elevado:

Afrodite: ROSAS PIRANHAS!

Shura: EXCALIBUR!

Como eles estavam com o Cosmo completamente elevado, conseguiram me ferir, mas isso também, porque eu abaixei a guarda. Deixaram-me com ferimentos nos braços, pernas e  principalmente na barriga e nas coxas. Consegui criar um Chicote de Espinhos, inspirada na técnica das rosas. Golpeei Shura e Afrodite de uma vez e transformei o chicote em uma rosa e a deixei ali mesmo. Deixei-os com ferimentos nas costas, mesmo eles estando trajando as Armaduras, mas os ferimentos non eram graves eram só arranhões.

Mesmo com meus ferimentos, consegui correr em volta dos Golds, assim criando uma enorme nuvem de poeira para confundi-los e criei uma ilusão de uma figura encapuzada e a fiz correr para o lado oposto para confundi-los e eu corri em direção ao Santuário:

Afrodite: Mu, Shaka, Aldebaran, Milo e Mandy vão atrás do Espectro que foi na direção oposta do Santuário. Eu, Máscara, Shura, Camus e Aiolia vamos atrás daquela maldita Espectra.

Todos: SIM!

Cada grupo foi em uma direção e eu ainda indo para o Santuário. Para que minhas feridas non infeccionassem, até porque estão um pouco abertas, tive que ir ao Santuário na Velocidade da Luz. Eu admito, eu estava sentindo um pouco de dor ao correr. Ao chegar no Santuário, subi direto para meu Templo, afinal os outros Templos estavam vazios, a non ser por causa de Marushia que estava na Décima Casa, o Grande Mestre e Atena, mas isso non era problema.

Ao chegar em meu Templo, escondi as coisas rápido e corri para o banheiro, eu precisava limpar minhas feridas urgentemente. Despi-me e entrei na água. Ardia muito quando a água encostava. Enquanto eu estava na banheira, lembrei-me do que aconteceu antes de voltar para o Santuário:

Eu: *Lembrando da cena* (Por um momento... Shura parece que...  Esqueceu o ódio que sente por Afrodite...).

Saí do banheiro e troquei de roupa, na verdade, só coloquei as roupas íntimas para ficar mais fácil para fazer os curativos. Os Cavaleiros já haviam retornado as suas respectivas Casas para protegê-las de alguma invasão. Afrodite já havia chegado à Nona Casa e entrou no quarto, desta vez ele realmente non sabia que eu estava lá, mas mesmo assim deveria ter batido, afinal, eu estava quase sem roupa:

Afrodite: Hej... Ah... Ursäkta mig (oi... ah... desculpe-me) Any. Não sabia que você estava aqui.

Eu: Tudo bem Dite. E... sabia que eu gosto quando você fala em sueco?

Afrodite: Achei que você não entendesse. Mas isso não importa. O que aconteceu com você?

Eu: Nada demais. Eu estava treinando lá na vila.

Afrodite: (Aham... Sei) Não parece. Pra sair toda ferida assim...

Eu: Foi um treino normal (super normal. Só que non).

Afrodite: Quer ajuda com os curativos? (Eu adoraria observar por mais algum tempo esse seu belo corpo, mesmo estando todo ferido).

Eu: Oui (sim).

Ele pediu que eu deitasse, obedeci. Afrodite foi pegar uma caixinha. Nessa caixinha havia bandagens, antisséptico, alcool e um pacote de algodão. Então ele começou a limpar minhas feridas. Era impossível não gemer ou soltar um pequeno grito de dor, principalmente com os ferimentos na barriga, por mais que Afrodite fosse cuidadoso, ardia e doía muito. Assim que ele terminou de limpar, colocou as bandagens em volta, pelo menos, não doeu tanto. Por último, ele pôs a mão em meus ferimentos e elevou o Cosmo. Isso servia para cicatrizar rápido. Afrodite começou pela minha barriga e depois para o resto do corpo:

Afrodite: Vou até até a cozinha preparar algo pra você.

Eu: Merci (obrigado) Dite.

Enquanto Afrodite preparava algo para mim, coloquei um vestido e peguei um livro que estava em cima do criado mudo ao lado da minha cama. Poucos minutos depois, senti o Cosmo de minha irmã se aproximando do Nono Templo. Ao chegar, ela pergunta a Afrodite onde eu estou e ele responde que estou no quarto, sendo assim, ouço seus passos vindo na direção do meu quarto (meus sentidos são muito aguçados) e ao abrir a porta, ela me encontra lendo em minha cama:

Mandy: Ciao (oi) Any.

Eu: Salut (oi) Andy.

Mandy: *Preocupada* Nossa! O que houve com você?

Eu: Estava treinando lá na vila, mas estou bem. E você, por que está preocupada?

Mandy: Como sabe!?

Eu: *Sorriso* Você non está conseguindo disfarçar... Mas, o que aconteceu?

Mandy: Uma Espectra apareceu e todos os Golds saíram correndo atrás dela e aquela puta era bem forte.

Eu estava morrendo de rir por dentro e precisava me segurar ao máximo para non cair na gargalhada, e como ela non sabia quem era, deixei que me xingasse, mas algo que eu gostei de ter feito foi ter espancado o pequeno Milo, mas só fiz isso pra ele non começar com o "Falatório Escarlate" e todo mundo, inclusive eu, morressem, mas se Camus descobrir que eu espanquei o Milo, irei ser congelada viva (ou non). Afrodite então bate na porta e eu o mando entrar (depois de tanto reclamar com ele por causa disso, ele finalmente aprendeu. Ou non). Ele trazia uma bandeja com um sanduíche natural, suco de morango e uma maçã, já que é minha fruta preferida:

Eu: Merci.

Afrodite: Não precisa agradecer. Quer alguma coisa, Mandy?

Mandy: Non, grazie (não, obrigado). Any, já que está ferida, non poderá ir treinar amanhã.

Afrodite: A partir de amanhã, os treinos começarão às 06:00.

Eu: Talvez eu vá, talvez non, mas non me importo, porque hoje foi o último dia do treinamento do Olia, amanhã ele finalmente ganhará a Armadura.

Mandy: Verità (verdade). Logo ele será um Gold também.

Afrodite: Falando no Olia, hoje ele lançou o Relâmpago de Plasma.

Eu: Eu sei.

Afrodite: Mas como?

Eu: Sei disso porque...

Mandy: Fala.

Eu: Eu sou a Espectra que vocês perseguiram hoje...


Notas Finais


Espero que tenham gostado. Iaí? Qual vocês acham que vai ser a reação do Afrodite e da Mandy? Comentem o que acharam viu fantasmas? Seus comentarios me fazem felizes. Bjs. Au revoir.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...