História Nova História - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Liga da Justiça, Supergirl, Superman, The Flash
Personagens Alex Danvers, Alura Zor-El, Astra In-Ze, Barry Allen (Flash), Brainiac, Cat Grant, Clark Kent (Superman), Eliza Danvers, James "Jimmy" Olsen, Jeremiah Danvers, J'onn J'onzz "John Jones" (Caçador de Marte), Kara Zor-El (Supergirl), Kon-El (Superboy), Lucy Lane, Maggie Sawyer, Non, Oliver Queen (Arqueiro Verde), Personagens Originais
Tags Bellaparrillas2, Karamel, Karmel, Mon-el, Nova História, Superboy, Supergirl
Visualizações 36
Palavras 1.200
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção Científica, Lemon, Romance e Novela, Super Power, Survival
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - Capítulo 3


Fanfic / Fanfiction Nova História - Capítulo 3 - Capítulo 3

  - E o que eu vou fazer? Exatamente?-Pergunto já dentro da limusine

- Pra começar vai pegar meu café-Minha mãe disse sem tirar os olhos do tablet

- Café? Eu vou ser sua secretaria?-Digo incrédula

- Sim algum problema?

- Todos! Eu pensei que... como eu sou sua filha...

- O que? Achou que seria a vice presidente e ficaria sentada em uma cadeira confortável sem fazer nada?

- Bom... sim-Assenti

- Bom... está enganada, agora desça e vá comprar meu café, sem leite integral sabe que eu odeio-Ela disse após mandar o motorista parar e abrir a porta para mim.

Sai do carro mesmo contra gosto, aprendi bem rápido que não adiantava discutir com Cat Grant.

Comprei seu café e andei dois quarteirões até a CatCo peguei o elevador privado da minha mãe e ao chegar no último andar as portas se abriram e todos me olharam.

Segui para a sala da presidente e ela conversava pelo telefone alguma coisa do trabalho.

- Aqui, seu café-Deixo sobre a mesa

- Ótimo, vá pra sua mesa e atenda as ligações-Mandou

Suspirei irritada me lembrando que nem mesmo uma sala eu teria, me sentei na mesa que ficava perto da porta da sala da minha mãe, retirei meus óculos escuros e esperei por alguma ligação.

- Ah... oi-Um rapaz sentado em uma mesa próxima a minha se virou para mim-Sou Winn.

- Kara-Respondo

- Você deve ser muito corajosa pra usar o elevador privado da Cat-Ele comentou-Ela proíbe que outras pessoas usem.

- Tenho certeza que essa regra não se aplica a mim-Respondo

- Kara-Minha mãe se aproxima na porta

- Sim mãe-Digo olhando para o computador

- Olhe para mim quando eu falo com você-Ralhou-E não me chame de mãe aqui, é nosso ambiente de trabalho.

- Sim senhora Grant-Me levanto segurando para não revirar os olhos

- Ligue para o meu massagista e agende uma hora, ligue para o RH e avise que mandarei a lista que falei, ligue para minha mãe e cancele o nosso jantar e claro ligue para meu psicólogo e cancele, se não vou jantar com minha mãe não preciso dele.

- Espera... Massagista... RH... vovó... psicólogo-Escrevi tudo em um bloquinho-Mais alguma coisa?

- Jogue essa café fora, está frio-Diz por fim voltando a sua sala

- Espera ai... Cat Grant é... sua mãe.-O tal Winn me olha surpreso

Concordo voltando minha atenção para as milhares de ligações que tinha que fazer... trabalhar pra Cat Grant era mais difícil que pensei

.............

- Aqui estão os layouts da próxima publicação-Coloco os sobre a mesa

- Isso está horrível-Minha mãe rosna tirando seus óculos bruscamente-Leve isso de volta e me traga algo tolerável.

- Sim senhora-Respondo pacientemente

...............

- Ouve um problema na parte gráfica, defeito no maquinario-Digo entrando na sala

- O que está esperando? Vá chamar o tecnico!-Minha mãe diz irritada

- Sim senhora-Respondo impaciente

...........

- Seu almoço-Coloco uma bandeja em frente a minha mãe.

- Kara eu disse salada com pouco molho! As verduras estão praticamente se afogando em molho! Tire isso da minha frente!

- Sim... senhora-Respondo me segurando pra não explodir

..............

- Primeiro dia ruim?-Wenn se aproxima de mim na lanchonete na hora do almoço.

- Eu não sei como vocês aguentam trabalhar pra minha mãe-Eu o olho-Ela é muito exigente e não economiza nas reclamações.

- Ela não é assim em casa?-Wenn pergunta

- Não, eu nunca tinha visto esse lado dela... quer dizer ja ouvi falarem mas ver tão de perto assim nunca-Digo

- Você acaba se acostumando-Wenn comenta

- Eu não, não sei se vou aguentar o resto do dia assim-Esfrego minha testa cansada

- Uma pergunta... porque secretaria? Quer dizer porque sua mãe te deu um cargo pequeno?

- Ela queria que eu começasse por baixo... pra dar valor às minhas conquistas-Respondo-Mas desse jeito a única coisa que eu vou conquistar é uma temporada no manicômio, ela me deixa louca.

- Olha pais são difíceis de lidar, eles sempre acham que fazem o melhor pra gente mas nem sempre é verdade, as vezes eles só fazem o que é melhor pra eles-Wenn comenta-Talvez o que sua mãe quer pra você não é o que te fará feliz.

- E como ir contra a toda poderosa Cat Grant?

- Bom... Boa sorte-Wenn riu

- É... vou precisar-Me levanto da mesa-Obrigada pelo concelho Wenn.

- Não há de que-Ele responde

Ao chegar na CatCo após o almoço sigo para minha mesa e ao chegar me deparo com uma pilha de papéis.

- O que...

- Kara quero que revise cada documento desse, não quero um erro sequer de ortografia-Minha mãe diz passando por mim e entrando na sala

- Mas esses documentos são antigos-Me levanto e a sigo-Não há necessidade de fazer isso.

- Se eu estou mandando é pra você fazer-Ela disse impaciente me olhando

- É de propósito não é?-Cruzo meus braços-Está dificultando as coisas pra mim.

- Se você não tem competência para desempenhar um cargo relativamente fácil como se secretaria como acha que poder ser alguém na vida?

- Você quer que eu desista-Eu digo-Está tornando as coisas mais difíceis do que são pra que eu desista.

- Kara o mundo não é justo, as pessoas não vão te estender a mão e dar tapinhas em suas costas quando você cair, estou tentando te preparar para o que há lá fora.

- Não! Você está me punindo pelo que eu fiz! Eu não entendo porque a senhora faz isso... acha divertido me ver fracassar?-Eu limpo meus olhos antes que derrame lágrimas

- Kara...

- Porque... por mais que eu me esforce... nunca é o bastante para você...

- Kara por favor vamos discutir em casa ok, estamos no trabalho.

- Trabalho! É sempre o trabalho né mãe, foi sempre assim, eu nem sei porque a senhora me adotou se prefere o trabalho aos próprios filhos!

- Kara Grant!

- Quer saber porque eu escolhi estudar em Cambridge? Não foi pelo ótimo quadro de professores foi por causa do enorme oceano que separava a gente!-Eu desabafo, nesse momento eu ja não conseguia conter as lágrimas-Um oceano que me separava de você e seu controle doentio sobre a minha vida!

- E você fez um ótimo trabalho vivendo sozinha não é? Largou a faculdade e se tornou uma viciada que vive as custas do meu dinheiro-Cat explodiu gritando.

Quando ouvimos algo cair nos viramos e percebemos todo o escritório nos encarando.

Me viro seguindo para o elevador e ignorando os chamados de minha mãe adotiva.

Ao sair da CatCo tudo o que eu queria era esquecer tudo, queria acordar e perceber que tudo isso não passava de um sonho, que eu estaria no meu quarto em Krypton, com minha mãe e meu pai... com minha antiga vida...

Tomo um táxi para o pier ao chegar caminho pela fina faixa de praia que havia ali, o lugar estava bem calmo e sem muitas pesssoas, os que estavam ali eram trabalhadores distraídos com seu trabalho, me certifico de que não há ninguém me olhando e faço algo que a anos eu não fazia... eu voo... voo sem rumo, sem saber pra onde ir, só queria ir para o mais longe possível.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...