História Nova vida, nova casa, novo amor - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Lucy Heartfilia, Personagens Originais
Exibições 42
Palavras 1.140
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Fantasia, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela
Avisos: Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Bem - vinda


Fanfic / Fanfiction Nova vida, nova casa, novo amor - Capítulo 1 - Bem - vinda

Capítulo 1 – Bem vinda

 

Lucy Pov

 

Hoje estava um dia um pouco triste, havia  muitas nuvens no céu e parecia que choveria. Vesti roupa um pouco mais quente, peguei nas chaves e sai de casa.

Andei pelas ruas de Magnólia animada, hoje iria realizar um missão com o meu time. Ou pelo menos fora isso que o Natsu ontem lhe dissera. Estava contente porque desde que a Lisanna chegou eles já não me chamavam mais para missão.

Mas o meu sorriso apagou-se quando cheguei à guilda e esta olhou para mim, e Mira gritou: Satan soul.

E atacou-me.

Uma amiga, uma conselheira para mim atacou-me sem mais nem menos. E um a um foram me atacando com a sua magia.

Senti me traída. Ninguém me protegeu, ninguém pediu para eles pararem. Todos me feriram. Se eu fosse mais forte eu teria lutado, mas eu sou fraca.

- Não mereces estar nesta guilda sua fraca. – Natsu queimou a minha marca e expulsou do território da guilda aos pontapés.

Fiquei horas no chão da rua, depois levantei-me devagar e fui caminhando para fora da cidade. Caminhei com dificuldade por dentro da floresta e quando já não aguentava mais, decidi descansar um pouco encostada a uma árvore.

- Ei moça acorda...

- Vamos Milena. Deixa-a. Ela sofreu muito. Precisa de descansar.

- Mas ela irá acordar...

- Sim, apenas precisar de descansar.

As vozes foram desaparecendo aos poucos, quem eram elas...

Voltei a dormir até acordar definitivamente. Estava num sitio totalmente desconhecido. Eu estava deitada numa cama, num quarto roxo claro, não tinha muito mobiliários. Tentei-me mexer doía-me o corpo todo. Que dores. Olhei a minha mão e havia uma queimadura feia. Lembrei-me de tudo o que se passou.

- Oh estás acordada? – Olhei para a porta, estava lá uma mulher loira, olhos dourados. – Eu sou Tori Blanc.

- Hmmm olá sou Lucy.

- Nós sabemos.

- Como?

- Eu sou mestra da guilda Scorpions. Nós buscamos pessoas que tem potencial e que já foram muito magoadas, andamos a vigiar-te à algum tempo. Vimos o que se passou contigo Lucy na tua antiga guilda e trouxemos-te para aqui em Crisis. Somos uma guilda pequena, somos como uma família, nunca magoamos uns aos outros.

- E porque eu fui escolhida?

- Porque tens um grande potencial. Aqui apenas entram magos que usem magia reequipar armaduras e armas e tu lá no fundo tens um pouco dessa magia que não está treinada.

- Magia Reequipar?

- Sim. Há vários tipos dessa magia.

- Como assim?

- Existe uma que reequipasse armadura e armas, porém apenas espadas. Outra é reequipar pistolas e armas de fogo. Também existe reequipar arcos e flechas de vários elementos e por ultimo armaduras e correntes ou facas.

- Ah...

- Eu uso a primeira.

Assenti. – Já estás bem o suficiente para ires conhecer a gente.

- Sim.

Tori, reequipou em mim um lindo vestido turquesa com um salto, e o cabelo atado e uma luva na mão direita para tapar o machucado.

- Pronta, vamos.

Descemos as escadas e encontramos toda a gente a falar numa mesa, apenas havia uma pessoa no balcão que ora estava ali ora estava a falar com eles.

- Minna. – Todos olharam para nós. – Vejam quem acordou.

Tori pegou na minha mão e levou-me para junto deles. Estavam quatro meninas e cinco meninos.

- Lucy? Não é? – Uma jovem mulher de cabelos ruivos e orelhas de gato que vestia um top verde e umas luvas falou-me amigavelmente. – Eu sou Milena, tenho 17 anos e a minha magia é de reequipar arcos e flechas.

- Ah oi Milena, eu enquanto estive a dormir eu ouvi-te.

- Ah é que eu fui ao teu quarto ver se precisavas de algo... Bem vinda à nossa família.

- Obrigada. – Disse um pouco envergonhada.

- Milena, deixaste-a envergonhada. – Falou uma jovem mulher de cabelos castanhos compridos. – Sou Angeliene, sou também maga de reequipar arcos e flechas. Tenho 19 anos.

- Hmmm...

- Lucy, não fiques assim tão tímida, agora somos como uma família e espero que nos demos bem. Eu sou Risa, maga de reequipar armaduras e armas. Tenho 24 anos, sou das mais velhas. – Falou uma mulher de cabelos prateado e olhos da mesma cor.

- Olá... Olhei em volta, além delas também havia mais uma moça, de cabelos brancos curtos com roupa de maid.

- Eu sou Alice. Normalmente sou a maid da guilda e ajudo a Tori em tudo, porém também sei lutar, eu reequipo armaduras e facas. Ah e sou uma das mais novas com 15 anos.

- Que novinha...

- Sim, todos dizem isso. – Olhei para um homem de cabelos azuis escuros, a sua camisa estava em partes aberta, deixando os seus abdominais à mostra. – Sou Shawn, tenho 25 anos e uso magia de reequipar pistolas e armas de fogo.

- Hmmm...

- Deixas-te a menina corada... – Falou um outro homem de cabelos prateados. – Sou Elijah, muito prazer. Tenho 19 anos e tenho magia de reequipar arcos e flechas.

Assenti. E eles continuaram a apresentação.

- Sou Cody, uso magia de reequipar pistolas ou armas de fogo e tenho 21 anos. – Falou um homem que parecia um drogado, loiro e com muitas olheiras.

- Não assustes a menina, Cody. – Falou um homem com uma capa cabelos negros. – Sou Jacques, mago de reequipar armaduras e armas, assim como Tori. Sou o mais velho de 26 anos.

- Não te gabes, Jacques. – Desta vez foi um jovem ce cabelos azuis escuros. – Sou Louis, uso a mesma magia de Jacques. Tenho 20 anos.

- Bom, Lucy ainda não estão todos aqui, faltam seis. Mas também te tenho a dizer que os times aqui são diferentes das outras guildas. Aqui, sou eu que escolho quem ficará com quem e no máximo duas pessoas por time.

Assenti, estava com medo.

- Todos os que estão aqui já tem companheiro de time. Eu e a Alice não vamos em missões. Jacques está com o Cody; Milena com o Louis; Angeliene com o Shawn e Risa com o Elijah.

-Mas tu disseste que faltavam seis e que o time eram apenas de dois.

- Sim, mas nós também temos uma criancinha, que faz parte de um time ficando esse time com três. Neste momento Há um membro da guilda que trabalha sozinho e tu ficarás com ele.

- Ok.

- Bom agora que já esclarecemos tudo e que te apresentei para uma parte da tua nova família onde vais querer a marca?

- No quadril, dourada e preta.

- Ótimo. RAPAZES TAPEM TODOS OS OLHOS QUEM OLHAR ESTÀ MORTO.  – Todos fecharam os olhos e assim levantei o vestido e Tori marcou-me com a marca da guilda um lindo coração em volta de um escorpião.

- Já está. – Falou enquanto abaixei o vestido rapidamente. Tori sorriu assim como os demais. – Bem vinda à guilda.

 

 

 

 

 


Notas Finais


Gostaram?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...