História Noventa & três dias - Capítulo 47


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Camila Cabello, Lauren Jauregui
Tags Cabello, Camila, Camren, Drama, Jauregui, Lauren, Romance
Exibições 27
Palavras 791
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 47 - E eu gritei


Fanfic / Fanfiction Noventa & três dias - Capítulo 47 - E eu gritei


29/03/2013

  Olá Elizabeth, me desculpa ter ficado quatro dias sem escrever  absolutamente nada, eu estava deprimida... ainda estou.
  No segundo dia de aula da Michelle ela estava andando muito com um garoto que eu vim descobrir ser um tal de James, eu não me lembro dele na escola por nenhum momento então achei que ele fosse primo dela que veio pra cidade e ela estava ajudando ele a se enturmar mas a dois dias eu os vi de mãos dadas indo em direção ao refeitório, foi como um soco no pâncreas mas a dor não foi tão grande quanto ver eles se beijarem durante a aula de espanhol, aquela mesma que eu me peguei olhando os detalhes do rosto dela tantas vezes, foi um beijo rápido, um selinho, mas foi o suficiente pra fazer meu chão abrir, de novo.
  Eu não sabia como me sentir, não sabia se aquilo estava doendo mais por ela estar com um menino ou por não estar comigo. Mas não foi só isso. Em quatro dias eu a vi de mãos dadas com ele e depois o beijando e ontem eu a encontrei no chuveiro, depois da aula de Ed. Física, ela estava usando short e uma camisa branca colada e soada já que ela estava correndo, e ela destacava os seios que já estiveram tão junto ao meu corpo uma vez, e mesmo com o cabelo bagunçado ela estava linda e então eu sorri e perguntei
  Eu: Você está namorando aquele menino?
  Michelle: Oi Karla..., é por aí
  Eu: Eu achei que você gostasse de mim.
  Michelle: Karla eu já te expliquei que você foi um jogo de experimentar, eu nunca gostei de você. Eu sinto muito.

  E ela foi em direção ao chuveiro, e eu só fiquei ali parada sem saber o que falar ou sentir, e eu a vi tirando a roupa e as costas estavam contraídas como se tudo que ela disse não fizesse importância, que pra ela o amor que eu senti não fosse significante, mas eu não sei lidar com rejeição e eu fui até o box que ela estáva e eu a virei e eu gritei, gritei que ela era uma pessoa muito egoísta mentirosa e covarde, e enquanto a água que caia do chuveiro ia me molhando e o rosto dela ia ficando perplexo, eu continuei falando sobre o quanto ela era uma pessoa horrível se achava que a vida funciona assim, e eu gritei que não era um jogo pra ninguém e que sabia que os sentimentos dela por mim eram reais e eu gritei que estava decepcionada em descobrir que ela conseguia ser tão baixa assim e lágrimas saiam dos meus olhos e eu tinha tanto mais para gritar enquanto o chuveiro continuava me molhando e ela me calou, me calou me beijando ela segurou meu rosto e com a expressão mais confusa do mundo ela me beijou fortemente e por longos segundos até que as mãos desceram pra minha costa e cintura e eu me afastei, e eu a olhei por um tempo e eu não quis continuar nada daquilo, mas ela estava nua parada na minha frente e eu estava apaixonada demais pra negar então eu a puxei pra perto e continuei o nosso beijo e nem foi preciso muito esforço pra eu tirar minha camisa e sutiã, e meu short e calcinha, e lá estávamos nós: Nuas embaixo do chuveiro do banheiro da escola.
  Poderia aparecer alguém a qualquer momento, mas ninguém surgiu nos longos 27 minutos que ficamos ali, mais uma vez meu corpo estava no dela, e não era perto o suficiente. Mais uma vez nossas bocas estavam beijando outras partes dos nossos corpos e eu senti nossa química no ar e a fusão explodir e nossos gemidos eram baixos para ninguém ouvir e nossos rostos entregavam o tanto de amor que estava fluindo ali, era inegável da parte dela que sentia o mesmo. Mas depois de 27 minutos nós paramos, nos colocamos nossas roupas (as minhas estavam molhadas mas eu coloquei mesmo assim) e ela disse com o cabelo quase seco que eu não podia dizer isso que tinha acontecido para ninguém, já que ela estava comprometida com o James e isso não era justo com ele, como se fosse comigo.
  Ela disse que isso não ia se repetir e pediu desculpa por ter cedido a mim de novo. E bom Elizabeth, eu fiquei muitíssimo mal com isso, logo depois ela estava com a língua na garganta do James, a mesma língua que esteve em meu clitóris, e ela da a mão pra ele e é a mesma que aperta meus seios e puxa meu cabelo, e eu fui uma idiota de novo, e eu não me perdôo por isso.


Notas Finais


44º Dia.

O número 27 persegue essas duas né? Deve ser por isso que a Lauren tem ele tatuado HAHAHAHA


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...