História Novos começos - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter, Vampire Knight
Personagens Alvo Dumbledore, Duda Dursley, Harry Potter, Hermione Granger, Kaname Kuran, Petunia Dursley, Remo Lupin, Ronald Weasley, Sirius Black, Tom Riddle Jr., Valter Dursley, Yuuki Kurosu, Zero Kiryuu
Tags Harry Potter, Kaname, Tomarry, Yuki, Zero
Visualizações 145
Palavras 1.261
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Fantasia, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Yo, capítulo focado no mundo mágico.
Não tem Tomarry nesse, nem Kaname ou Zero ;-;

Capítulo 11 - A negligência de Dumbledore


O mundo mágico estava uma bagunça, as notícias do desaparecimento de Harry Potter estavam 'voando soltas', todos estavam preocupados, o garoto desaparecera logo no mesmo período que Sirius Black havia fugido? 

No inicio o ministério da magia até tentara manter essa informação sigilosa, mas quando Hermione Granger, morrendo de preocupação resolvera visitar, escondida, seu amigo na casa dos Dursley's e fora imediatamente posta para fora, o que fora resolvido rapidamente com um simples 'apontar' varinha, e não uma ameça sobre transforma-los em canecas, com certeza não, os tios de Harry finalmente falaram--lhe o que havia acontecido. '' Ora, aquele muleke maldito ainda não chegara? Mas é bem feito! Quem mandou fugir? Agora já deve estar morto em uma vala.'' - disse Valter a Hermione no dia em que a mesma fora em sua casa atras de Harry, e por pouco a garota não o cruciou.

Hermione ficara tremendamente irritada, era impossível Dumbledore não saber que Harry havia fugido da casa dos tios, como pôde não contar a ela e Roni essa informação? Ocultar algo desse tipo? E o ministério? Pelo menos realizou buscas? Fez perguntas?

Todavia ela não iria deixar isso ficar assim, sabia que se recorresse a Dumbledore ou o ministro no minimo a iriam mandar ficar calada, dando-lhe a desculpa de que era o melhor, melhor para quem? Harry? Ou eles? Hipócritas, ou no pior dos casos iriam a obliviar, então precisara tomar uma decisão arriscada. Enviara uma carta anonima a Rita, uma repórter irritante do profeta diário, talvez uma vez na vida Rita fizesse algo de bom e service para algo. Na carta contara que o Ministério e Dumbledore estavam escondendo de todos que Harry Potter havia desaparecido e talvez até mesmo sequestrado. E não só isso, Hermione percebera, até mesmo Roni, que Harry sofria abusos de seus tios, afinal não foram poucas as vezes que Harry dissera que preferia morar em Hogwarts, ou que Roni a contara das cicatrizes e marcas roxas as quais Harry sempre aparecia no inicio do ano, além do fato amigo sempre parecer quase anoréxico quando chegava a Hogwarts, por isso, além de dizer sobre o desaparecimento de Harry também escrevera que o mesmo sofria abusos de seus tios e que Dumbledore negligenciara isso. 

Hermione rezava para sua decisão ter sido a correta. 

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

No mesmo dia em que enviou a carta uma matéria fora publicada, e então a notícia correra por todo mundo. ''O menino que sobrevivera desaparecido?'' ''Até quando Dumbledore e o ministro vão manipular a pobre criança?!'', '' Dumbledore negligenciou Harry Potter''

Rita até mesmo escrevera uma matéria inteira sobre o ocorrido. 

'' Após receber informações anonimas sobre Harry Potter não somente estar desaparecido, mas também o ministério e Dumbledore terem ciência disso e não fizerem nada, resolvi então investigar essa história mais a fundo e averiguar a veracidade dos fatos e então o que eu achara até então não passar de uma brincadeira ou pegadinha, acabou se mostrando ser algo muito mais sério e obscuro.

Após ir até o mundo trouxa, os tios trouxas do menino moravam, e insistir aos vizinhos dos mesmos e pedir alguma informação, finalmente uma das vizinhas concordara em ser entrevistada e falar sobre o assunto, anonimamente é claro. Abaixo o relato da testemunha, 

'' Os Dursley's são lixo, sempre foram e sempre serão, eu via, não foram poucas as vezes em que o garoto era espancado, a brutalidade do ato e os gritos do garoto podiam ser percebidos a distância, eu até ligara para a polícia e o serviço social, contudo eles nunca apareciam e quando apareciam sempre diziam não terem provas suficientes, depois da décima vez eu resolvi desistir, eles sempre se safavam. Eles eram monstros, além de baterem no pobre menino não foram poucas as vezes em que eu levantara cedo para ir ao trabalho logo cedo de manhã e vira o garoto limpando as janelas ou cuidando do jardim, acho até mesmo que ele cozinhava para os tios. Se quer saber, se ele realmente fugiu como você disse, não há duvidas de que está bem melhor agora.'' 

''Não é horrível pessoal? O que leram acima foi o testemunho de uma vizinha a qual não citarei nome como já disse. Dumbledore realmente deixara uma criança passar por algo assim por onze anos e não fazer nada?! Se desconfia que isso não é verdade, ou não confia na opinião de trouxas temos o testemunho de nossa amada Madame Pomfrey, que cuida da enfermaria de Hogwarts, que nos contara em primeira mão o que sabia. 

'' Não foram poucas as vezes que aquele garoto se machucara no Quadribol, e eu vira muitas vezes, os machucados do garoto, cicatrizes, marcas de queimadura, vergões, no ano passado quando o garoto fora atingido por um balaço e trazido aqui, eu percebera que havia ganhado novas cicatrizes, e contara a Dumbledore, ó por Deus, eu realmente achei que Dumbledore eu tinha tomado providências!! Eu sinto muito!'' 

'' Infelizmente madame Pomfrey não pôde nós dizer mais nada, ela também ficara muito abalada com o ocorrido, esperamos que Dumbledore e o Ministério tomem providências, pois se não tomarem, o povo vai!'' - finalizou Rita em sua matéria.

No terceiro dia desde que a matéria foi publicada, mais de meio milhão de exemplares já havia sido vendida, e isso só na Inglaterra. 

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Hermione estava feliz e aliviada, sabia que Harry odiava atenção, contudo era a melhor escolha para garantir que Dumbledore parece de manipula-lo e tomasse realmente providências, além de que com a pressão do povo Dumbledore jamais poderia mandar Harry morar com seus tio novamente. Seu amigo finalmente estava livre das garras daqueles monstros, só esperava que encontrassem-no logo e em segurança, pois não aguentaria perder aquele que era como um irmão para a mesma.

Todavia nem todos estavam felizes com isso, o ministério tentava conter a pressão que o povo estava fazendo, e apaziguar a irá de todos, todavia os bruxos exigiam que buscas acirradas fossem feitas, não só no mundo mágico como também no mundo trouxa.

Mas a situação de Dumbledore era ainda pior, os alunos estavam irritados, assim como os professores e funcionários, até mesmo os aurores do ministério que desaprovavam a decisão de manter que Harry havia desaparecido, mas não puderam fazer nada ou perderiam os empregos, exigiam que buscas fossem conduzidas. Dumbledore era considerado para todos um herói, uma pessoa a ser admirada, mas não importavam seus motivos, fazer uma criança sofrer nas mãos de trouxas como aqueles era imperdoável. Os fins não justificavam os meios. 

- Droga! - berrou Dumbledore em sua sala. Dumbledore gostava de Harry, contudo sabia que para vencer Voldemort sacrifícios precisavam ser feitos, sejam estes a infância de Harry ou até mesmo a vida dele próprio. Sabia que estava errado, sentia-se até culpado, todavia não podia sacrificar o mundo mágico ou a segurança de Harry, pelo menos até o momento certo, por algo como uma infância feliz. 

Contudo agora com toda a pressão, e as informações que Rita publicara vira que realmente fora um monstro, sabia que Harry não era maltratado pelos tios, mas não imaginava que fosse algo a esse nível, ou talvez não quisesse saber. 

 ''Eu realmente o negligenciei, me pergunto se um dia ele me perdoara, por fechar meus olhos e acreditar fielmente que tudo era por um bem maior, espero que esteja bem Harry...realmente espero.'' - pensava Dumbledore sentado em sua poltrona enquanto acariciava sua fênix. Sentia uma estranha melancolia,  parecia que finalmente o peso de seus atos estava pesando em seus ombros. 

É uma pena que talvez fosse tarde demais para concertar seus erros.

 


Notas Finais


Uia, capítulo focado no que aconteceu quando Harry desapareceu. Hermione sempre salvando o dia. ^-^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...