História Nu ABO {Monsta X} - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Monsta X
Tags 2won, Abo, Hyungwonho, Jikook, Kaisoo, Lobisomens, Vampiros
Visualizações 139
Palavras 2.195
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Lemon, Romance e Novela, Sobrenatural, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oii ^-^

Se estiver pensando em parar de ler por causa de alguma morte...



Peço que não pare.

Capítulo 19 - Eu Sou Um Desastre


Fanfic / Fanfiction Nu ABO {Monsta X} - Capítulo 19 - Eu Sou Um Desastre

— Por que é que ainda não apareceu um exército de Maiors zumbis respondendo ao meu comando?!

Kihyun começava se desesperar. Repetiu o ritual e novamente não obteve êxito.

Decidiu descer para ver como seus irmãos estavam, mas ao chegar lá embaixo foi cercado por vários lobos. Sentiu seu corpo congelar, mas tentou esconder o medo com um sorriso de deboche.

Os lobos rosnavam enfurecidos e um deles se preparou para saltar em cima do vampiro, que por instinto preparou as presas para morder e ficou em posição de combate. Ainda exibia o sorriso triunfante mas por dentro estava gritando por Jooheon.

Então o lobo saltou e tudo que Kihyun se viu fazendo foi fechar os olhos.

Mas não recebeu nenhum golpe.

Abriu os olhos e viu que seu leal servo estava em sua frente e recebera em si todo o ataque.

O vampiro voltou correndo e desesperado para a torre do sacrifício. Já chegou chutando o cadáver de Changkyun.

— Qual é o seu problema, garoto?! — gritou com ele e se ajoelhou, dando-lhe vários tapas vampíricos com as costas da mão. — Por que não tá funcionando?! Por quê?! — começou a chorar desesperadamente.

Pegou sua adaga e fez vários cortes na mão direita deixando que todo o sangue caísse no fogo da vela, que dava pequenas explosões em contato com o líquido, mas que em seguida voltava a ficar fraco. 

Correu para a janela e começou a gritar:

— Purus lupi, venit! Venit! Venit! — sua voz começou a falhar pelo choro. — Venit…

Nada aconteceu.

A essa altura Kihyun já sabia que a guerra estava perdida e olhou com desprezo para o corpo de Changkyun.

— Você… — disse entredentes. — Você…

Não soube o que dizer, o problema não era o garoto.

— Eu sou um desastreeeeeeeee!!! — gritou e começou a freneticamente esfaquear o cadáver do jovem lobo, não porque acreditasse ser ele o fracasso do ritual, mas porque precisava extravasar a fúria que sentia de si mesmo.

Obviamente ele não ia esfaquear o próprio corpo.

***

Jimin e Jungkook estavam sentados abraçadinhos num dos cantos do quarto quando a porta foi chutada, assustando-os, e um jovem alfa entrou.

— Jungkook?!

— Sehun?!

Ambos ficaram em silêncio por um tempo digerindo o que acabaram de ver.

— Você tá fazendo o quê com ele se tem noivo?! — Sehun disse por fim.

Jimin encarou Jungkook com um olhar de quem queria explicações.

— E-eu, é… — o alfa gaguejou.

— Se bem que você na verdade não tem mais noivo já que ele morreu!

— O quê?! O Yugyeom morreu?! — Jungkook se desesperou.

— E você tá ligando por que se tem a mim?! — Jimin se sentiu ofendido.

— Você tava mesmo traindo o Yugyeom com um parente do assassino dele?! — Sehun ficou perplexo.

Jungkook se sentiu pressionado e sem saída. Não sabia o que fazer, então pulou em cima de Sehun e começou a socar a cara dele, que retribuiu os socos. Enquanto isso Jimin saiu correndo e chorando por ter o coração partido pela primeira vez.

Os dois jovens alfas continuaram se espancando brutalmente. Já várias vezes partiram pra agressão na escola, pois sempre se odiaram, mas lá todas as vezes alguém aparecia para separar a briga. 

Dessa vez, porém, iriam até o fim.

***

Hoseok estava deitado no colo de Taehyung quando o vampiro disse que iria lá fora ver como estava o movimento. O alfa o segurou e disse que ele não iria, mas ele teimou e mesmo assim se levantou. Foi até a porta e a abriu, olhando timidamente para o que havia no corredor. Fechou-a novamente e se virou para Hoseok com uma expressão aliviada.

— Está tudo calmo por aqui. — sorriu e foi até o alfa, mas antes que pudesse se sentar a porta foi arrombada e vários lobos entraram rosnando agressivamente.

Tanto Taehyung quanto Hoseok levaram o maior susto de suas vidas e por um segundo pensaram se lobos podiam se teletransportar, porque fora tudo muito rápido, mas aí o alfa lembrou que era lobo e que não, eles não tinham esse poder, mas corriam extremamente rápido quando estavam transformados.

— Fica atrás de mim. — disse Taehyung tentando proteger seu companheiro.

Hoseok, no entanto, não temia por si, pois era um deles, mas sim por seu namorado, apesar de que nunca chegaram a rotular a relação que tinham, mas sentia que o poderia chamar assim.

Um dos lobos raivosamente saltou para cima de Taehyung com as afiadas garras apontadas para seu peito. Sem pensar duas vezes Hoseok fez o que tinha de fazer: se enfiou na frente do vampiro e levou todo o golpe, sendo totalmente perfurado e morrendo na hora.

Mas Taehyung não ficou a salvo, pois a garra que matou seu namorado conseguiu perfurar-lhe também, ainda que não mortalmente. O que o matou foi a garra que veio por trás.

Ambos os corpos ficaram pressionados um contra o outro pois estavam espetados por dois lobos, que retiraram suas garras em seguida, fazendo-os cair brutalmente no chão.

***

Hyungwon e Wonho, na sala de música, começaram a ouvir o barulho dos lobos dentro do castelo. O alfa se apavorou e então seu instinto protetor aflorou.

— Chae… — sussurrou ao vampiro que permanecia irritantemente calmo em uma situação dessas. — Aqui não é seguro.

Ele não respondeu de imediato, mas por fim disse:

— Não há mais nenhum lugar seguro nesse castelo.

Os rosnados lá embaixo iam ficando cada vez mais altos.

— Chae… — Wonho disse com mais urgência. — Você precisa tentar se esconder.

O vampiro continuava verdadeiramente calmo.

— Eu disse a você que um de nós dois iria morrer hoje. — olhou nos olhos do alfa, que estavam se tornando aflitos. — Mas eu vou me esconder sim, por você.

Os dois se abraçaram e então o vampiro delicadamente se soltou do lobo.

— Vai procurar o seu sobrinho, ele deve estar precisando de você.

E isso era verdade. Wonho imaginou-o sozinho e com medo sem ter o tio por perto para protegê-lo. Hesitou por um momento, pois tinha medo do que poderia acontecer com Hyungwon se o deixasse sozinho, mas levá-lo consigo seria arriscado…

— Eu volto logo, prometo. — disse por fim, pois tinha que fazer o certo.

O vampiro assentiu satisfeito, pois acreditava que familiares deveriam sempre proteger uns aos outros, sobretudo em um caso como este. Eles tinham o Kihyun que os protegeria, mas o garoto só tinha o tio.

— Vai ficar bem? — Wonho estava com medo de deixá-lo.

— Sim. Seu sobrinho precisa mais de você do que eu. — o vampiro disse docemente.

Wonho deu-lhe um beijo e então caminhou até a porta.

— Vou trazê-lo pra gente ficar junto. Prometo que não demoro. — deu um de seus sorrisos iluminados e então partiu.

Hyungwon havia sorrido de volta e se essa fosse a última vez em que se veriam, preferia que fosse assim do que com lágrimas.

***

Wonho saiu correndo pelos corredores abrindo todas as portas que apareciam. Temia que Changkyun, por ser um ômega jovem e bonito, sofresse alguma violência sexual por parte dos alfas que no momento se encontravam todos em um grande estado eufórico e irracional.

Não que seu próprio estado fosse muito diferente disso, em todo caso.

Avistou um lobo correndo em direção à sala de música e não respondeu por si, transformou-se em lobo e pulou em cima dele, ambos lutaram e se machucaram, mas Wonho levou a melhor e o matou, pois sempre fora um alfa bastante forte.

Continuou sua procura pelo sobrinho e matava alguns lobos que apareciam, afinal Hyungwon não era o único vampiro a quem queria proteger.

E nada de encontrar o Changkyun.

Em algum momento, porém, sua consciência pesou ao pensar no fato de que estava matando seus semelhantes para proteger aqueles que eram tidos como a raça inimiga. Aqueles que tinham matado tantos alfas na noite do Orgulho Lupino, que tinham matado Chanyeol e Baekhyun…

Teve uma crise existencial em meio à correria que era procurar por Changkyun. Se sentia dividido, pois havia encontrado um lar e aceitação na casa dos vampiros; seu sobrinho, que normalmente mantinha a cara fechada em um grande mau humor, estava feliz e radiante, ainda que continuasse teimoso, porque isso só um milagre pra mudar; seu melhor amigo também estava mais feliz… Além do fato de que os próprios vampiros tentaram convencer o irmão a não prosseguir com a guerra, eles não eram maus.

O problema era Kihyun. Ele sim era o verdadeiro inimigo.

Foi com esse pensamento que Wonho subiu as escadas que o levariam até a torre mais alta e afastada. Chegou até uma única porta e ouviu a voz de Kihyun em um tom desesperado dizer:

— Eu sou um desastreeeeeeeee!!!

Abriu a porta devagar e ao olhar lá dentro seu estômago se revirou, sentiu o mundo girar, suas pernas bambearam e por um momento pareceu estar vivendo um pesadelo.

Viu seu amado sobrinho todo ensanguentado no chão com uma vela negra acesa fincada no peito enquanto Kihyun, debruçado sobre ele, o esfaqueava aos montes.

Wonho precisou se segurar para não desmoronar, precisou também segurar o vômito que encheu sua garganta, além de piscar várias vezes na esperança de não ver mais o que estava vendo.

Mas aquilo, infelizmente, era real.

O alfa sentiu um ódio extremo se espalhar por todo o corpo, um que ele jamais sentira e nunca poderia imaginar ser possível existir. Começou a rosnar antes mesmo de se transformar em lobo e o vampiro o ouviu, pois se virou para ele e arregalou os olhos.

Em seguida deu um sorriso cínico mostrando suas presas vampirescas.

Isso foi o tiro de partida para Wonho, que pulou para perto dele e o atirou com toda força na parede de pedra, onde deu uma rachadura.

O vampiro caiu de quatro no chão e sentiu o sangue subir-lhe na garganta.

— Isso, me bate, vai! — gritou dando uma risada.

E foi o que Wonho fez, novamente o atirou com força, dessa vez na outra parede. A rachadura causada pelo impacto foi ainda maior.

— Hm… — o vampiro simulou um gemido enquanto vomitava sangue. — Me arrebenta seu lobo imundo!

Novamente Kihyun foi jogado contra a parede e o impacto foi tão forte que ele já não conseguiu se equilibrar nem para cair de quatro.

— Ok. — deu uma risada mostrando os dentes sujos de sangue. — Dessa vez doeu.

O alfa o pegou pelo colarinho da veste negra que usava e o jogou pra cima com uma força tão brutal que o vampiro bateu no teto e caiu no chão quebrando alguns ossos.

— M-me mate quantas vezes quiser. — disse com dificuldade. — Ainda assim ele não vai voltar. — tentou dar uma risada mas começou a se afogar com o próprio sangue.

Não que isso fosse matá-lo, pois ele não precisava realmente respirar. O que verdadeiramente era perigoso ali eram as garras de Wonho.

E o alfa sabia disso. Havia cansado de torturá-lo e agora ia atacar pra valer. 

Saltou com a garra apontada para o coração de Kihyun, fazendo-o fechar os olhos e esperar pelo golpe.

Em vez disso ouviu barulhos semelhantes a uma briga de cães e, ao olhar, viu que um belíssimo lobo negro havia atacado Wonho, que tinha uma pelagem escura porém rajada. Ambos os lobos se atacavam ferozmente e Wonho arranhou o rosto do lobo negro, que por sua vez o jogou com força para fora da janela.

***

Jimin saiu correndo e chorando do aposento onde havia ficado com Jungkook por um longo tempo. Não conseguia pensar em mais nada além da grande e profunda dor emocional que estava sentindo no coração enquanto passava pelos corredores calmos e silenciosos. Estava com raiva de todos os lobos neste momento e queria que todos eles morressem!

Ouviu um barulho de rosnado atrás de si e antes que pudesse se virar sentiu que a dor emocional se tornou física e não conseguiu mais sustentar o próprio corpo, caindo com tudo no chão.

Quis tanto por um momento que os lobos morressem, mas quem estava morrendo era ele...

***

Assim como prometeram a si mesmos, tanto Jungkook quanto Sehun lutaram até o último segundo com toda a fúria e brutalidade que tinham.

Agora estavam os dois jogados no chão com suas garras enfiadas no peito um do outro. Em volta deles formava-se uma enorme poça de sangue e ambos já não estavam mais realmente lá.

Isso era muito comum entre a raça lupina, pois sua fúria era extremamente instintiva e nem um pouco racional. Muitos e muitos lobos haviam se matado assim e esse tinha sido o motivo da extinção da raça pura.

***

Kihyun estava com a cabeça no colo de Shownu, semelhante àquele dia na floresta, só que com a diferença que dessa vez era ele morrendo e não o lobo. Sua visão estava toda embaralhada e ele não conseguia distinguir o que realmente estava lá e o que não estava.

Começou a se ver em um lugar cheio de fogo, mas Shownu permanecia imóvel acariciando-lhe os cabelos, então não devia ter fogo real por ali. 

E de fato não tinha, a visão de Kihyun voltou ao normal quando o sangue do ferimento no rosto do lobo pingou em seu próprio rosto.

Porém logo voltou a ver as chamas alaranjadas ao seu redor. Podia até ouvir o som de seu crepitar e sentir o calor que delas era emanado. Ouviu passos lentos se aproximando e então olhou para cima.

Viu Kyungsoo encarar-lhe e em seus lábios de coração se formou um sorriso malicioso.


Notas Finais


Peço que perdoem os erros, são 3 da manhã e já que não sei o que fazer da minha vida o jeito é escrever fic e postar kkk estou com sono então devo ter deixado passar batido muita coisa sem noção, relevem please ^-^

Kissus em seus hearteus <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...