História Nuestro Amor. - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Gaston, Luna Valente, Matteo, Miguel, Monica, Nina, Personagens Originais
Tags Gastina, Lutteo
Exibições 306
Palavras 2.202
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oieeee

Capítulo 11 - Não quero ficar Grávida!!!


-Como assim pai?

-Darr, seu bestão a Luna tá grávida, Zé mané.

-Sim, ela está de 1 semana e meia.

-AI QUE TUDO EU VOU SER TIA.

-Nina, fala baixo isso é um hospital!

-Desculpa Amor.

-Olha vocês podem entrar para vê-lá, mas por favor sem barulho.

Os três entram e Luna estava deitada olhando para algum canto insignificante do quarto, eles se aprimoram e disseram :

-Parabéns!

-Pelo que? - ela pergunta confusa.

-O doutor não contou?

-Contou o que gente? Me diga de uma vez.

-Você vai ter um filho meu amor, quer dizer nós vamos.

-S-sério? - Ela diz deixando as lágrimas caírem.

-O preservativo que é bom nada. - Nina diz.

-Quem vê você não dormiu com o Gaston lá na sala.

-Olha pra sua informação nós U..... Nós não usamos preservativo. - Ela arregala os olhos.

-DOUTOR EU QUERO SABER SE TO GRÁVIDA, PELO AMOR DE DEUS.

-Sua retardada Cala a boca. - Luna diz.

-DOUTOR ME AJUDA, EU NÃO QUERO TER FILHOS, QUER DIZER EU QUERO SIM, MAS NÃO AGORA, SE EU ENGRAVIDAR COMO É QUE EU VOU TRANSAR COM ESSE HOMEM AQUI?

-Cala Boca idiota. - Luna diz mais uma vez.

Matteo e Gaston começaram a rir dos comentários de Nina :

-Amiga entenda, eu não posso ficar de abstinência.

-Sua Doida, é a melhor coisa do mundo.

-Tá bom, olha eu não sei como você vai resistir ao Matteo por que só pela misericórdia esse homem tira o fôlego de qualquer uma.

-Eu sei.

Eles sairam do hospital, Gaston e Nina foram cada um para sua casa ou melhor pra casa deles, desde que se resolveram Gaston a convidou para ir morar com ele a claro a Morena aceitou:

-Amor o que acha de casarmos depois do nosso filho nasce? - Luna diz enquanto via vestido de noivas na Internet.

-É muito tempo amor, um mês antes?

-Pode ser.

-Tá, então vamos casar quando você estiver com 8 meses?

-Sim, vamos começar a preparar quando?

-Olha tem que dar entrada nos papéis, escolher as roupas das madrinhas, meu terno o seu vestido, o bufê, o padre, o local, a festa, despedidas de solteiro, convites, entre outras coisas...

-Minha Nossa senhora, credo, nunca pensei que dava tanto trabalho assim organizar um casamento.

-Querida o nosso casamento vai ser inesquecível. - Ele diz e tira o notebook das mãos de Luna e levantando a blusa para cima.

-O que vai fazer?

-Eu quero falar com meu filho ou filha.

-Hum, pode falar. - Luna desce e deita ele abaixa até a barriga dela.

-Oi meu amor,olha da qui a nove meses você vai nascer e vai ser amado pelos seus pais, seus avós, que por acaso nenhum deles sabe da sua existência, mas aposto que eles serão os avós mais babões desse mundo, sua tia maluquinha, vai ter que se acostumar ela não bate bem que nem sua mãe, o seu tio cheio de marra mais muito bobão.

-Nosso bebê. - Ela passa as mãos no cabelo de Matteo, o mesmo sobe e beija ela.

-Amor vamos dormir. - Ela diz durante o beijo.

-Olha eu só queria uma noite de amor.

-Amanhã você recebe sua recompensa, é que realmente estou cansada.

-Tudo Bem.

Os dois adormecem agarrados, Matteo estava mais feliz do que nunca por ter Luna ao seu lado e esperando um filho ou filha dele, ele se sentia o homem mais feliz do universo.

De manhã

-Bebê acorda. - Matteo distribuía Beijos no pescoço de Luna e a mesma gemia ainda dormindo.

-Matt...

-Luna meu amor está tarde.

-Tá bom. Luna empurra Matteo e fica em cima dele e diz - Mas antes, eu quero pagar sua recompensa.

Ela beija Matteo e o mesmo coloca suas mãos na bunda dela, apertando a mesma, ele começou a tirar o short dela durante o beijo, quando o ar se faz necessário eles se separam, ela levanta e acaba de tirar seu short, ela vai mais uma vez em cima dele, beijando o mesmo, ela arranca a blusa dele e começa a descer Beijos pelo seu peitoral, ela tira a calça dele, junto da cueca ela começa a chupar o membro dele fazendo o mesmo gozar em sua boca, ela arranca suas próprias roupas, já nus ele começou a penetrar ela com força, a mesma uivava de prazer, depois de terem um orgasmos intenso eles caem na cama e controlam suas respirações, ambos adormecem agarrados um no outro.

1 mês depois....

A barriga de Luna não havia crescido, ela estava do mesmo jeito:

-Amiga coloque esse. - Nina estava produzindo amiga, pois a mesma soube que havia umas garotas assanhado dando em cima de Matteo na escola e ela queria provar que era mais gostosa que elas junto.

-Amiga esse é muito longo.

-Tá, que tal esse?

-Perfeito.

Luna colocou um vestido preto colado em seu corpo e com um V nos seios, o vestido realçou seus seios deixando eles praticamente a mostra, ela vestiu um salto preto, ela se olhou no espelho e disse :

-Agora eu enlouqueço esse homem.

-Enlouquecer? Você vai matar ele, amiga não é que eu seja lésbica, mas você tá muito gostosa.

-Era isso que eu queria ouvir, eu vou mostrar pra quelas secas, o que é uma mulher gostosa de verdade.

-Vamos?

-Você vai assim? - Luna aponta pro vestido básico da amiga.

-Vou, o que tem?

-Nina, você tá namorando o Gostoso do vice diretor, com todo respeito, já pensou na possibilidade de ter umas raparigas dando em cima dele? Tem que mostrar que ele tem dona.

-Bem pensado, mas não trouxe roupas.

-Eu te ajudo.

Nina em vez de vestido, ela colocou um mini short e uma blusa decotada deixando seu seios realçados, e vestiu um tênis da Adidas, Nina estava deslumbrante, sua bunda estava muito empinada com aquele short e certamente Gaston não iria gostar.

Luna pegou o carro dela como já tinha tirado carteira podia dirigir, elas entraram no carro e ligaram o carro começou a tocar "cheguei-Ludmilla", elas adoravam a Lud e foram cantando o caminho todo.

Chegaram na escola e saíram do carro, a entrada estava vazia, então ao colocar o pé lá dentro ela ouviram o sinal, que indicava a hora do intervalo, Luna olhou e falou a Nina :

-Então Caro está pronta para voltar aos velhos tempos?

-Nem tão velho assim, Mas eu quero sim Karol.

As duas entraram e logo chama a atenção de todos, e colo na queles filmes as patrocínios passando e chamando a atenção, as duas eram as patricinhas, algumas meninas até sentiram inveja delas.

* Cheguei chegando
Bagunçando a zorra toda
E que se dane
Eu quero mais é que se exploda
Porque ninguém vai estragar meu dia
Avisa lá, pode falar
Que eu cheguei com tudo Cheguei quebrando tudo Pode me olhar, apaga a luz e aumenta o som
A recalcada pira Falsiane conspira
Pra despertar inveja alheia eu tenho dom
Se não gosta, senta e chora Hoje eu tô afim de incomodar
Se não gosta, senta e chora Mas saí de casa pra causar-Cheguei Ludmilla*

Elas entraram na sala deles é viram duas meninas dando em cima deles é as duas dizem :

-Oie.

-Meu Amor. - Matteo diz se esquivando da garota.

-Oi MEU amor, eu vim te ver.
-Que bom.

-Princesa. - Gaston corre e beija Nina.

-Quem é ela Matt?

-Pra você é Matteo, e eu sou a ESPOSA dele. - Luna diz como se já tivessem se casado.

-Gaston quem é?

-Sou a NAMORADA dele.

-Muito Bonita você. - A garota da um sorriso sinico.

-Não posso dizer o mesmo.

A garota sai com uma raiva de Nina, mas a outra ainda continuava ali no pé de Matteo :

-Não me contou que era casado Matteo.

-Ele na deve satisfações da vida dele pra ninguém Queridinha.

-Tchau Matt-A garota da uma piscada pra ele e um sorriso, o que faz Luna morrer de raiva.

-Que Vagabunda.

-Nossa Amor como você está.... Sexy e muito bonita.

-Eu sei, olha da próxima vez que eu pegar essazinha dando em cima de você eu arranco os olhos dela.

-Meu Amor não faça isso, vai colocar nosso bebê em Risco.

-Não prometo nada.

-Com licença diretor. - Era a professora Marlene uma das professoras de Luna.

-Sim?

-A professora de Geografia do 9 ano foi embora e precisamos que alguém pelo menos de aula ou fique lá de vigia,como os inspetores estão de folga não tem quem fique com eles.

-Eu.. - Ele é interrompido.

-Querida Marlene. Eu posso ficar lá na sala.

-Luna querida, eu não te reconheci, como está linda. - Ela da um abraço carinhoso em Luna.

-Obrigado, então será que posso dar aula para eles?

-Mas acontece que você na é professora.

-Mas lembre-se que eu fui sempre a melhor ao lado da Nina e Geografia era a matéria que eu tirava de letra.

-Bom, se o diretor deixar...

-Eu... - Luna lança um olhar pra ele-Não vejo problema.

-Otimo então, Luna querida venha.

-Pode ir na frente eu já vou.

-Tudo Bem Querida.

Marlene sai da sala, Nina e Gaston não estavam mais presentes, agora os dois estavam na sala dele.

-O que vai aprontar Senhora Valente? - ele puxa Luna pra mais perto dele.

-Eu? Nada, só quero voltar aos velhos tempos. - Ela da um selinho dele e sai da sala.

Luna caminhou até a sala, onde Marlene estava vigiando, ela avistou Luna, a mesma entrou e chamou atenção dos alunos e alunas Marlene se pronunciou :

-Pessoal, essa é a Luna, ela vai ficar encarregada de olhar vocês, como sabem a professora de geografia foi embora,ela se ofereceu para dar aula.

-Mas ela é professora? - Um aluno pergunta.

-Não, mas Luna sempre foi a melhor aluna, boletim excelente e geografia ela era a melhor, e sabe a matéria de vocês de cor e salteado.

-Então a professorinha era Nerd? - a menina que estava dando em cima de Matteo pergunta.

-Só se for uma Nerd gostosa pra caralho, com todo respeito Luna.

-Olha o palavrão senhor David.

-Desculpa professora.

-Bom, se comportem com a Luna.

-Pode deixar professora. - a sala grita.

Marlene sai, Luna senta na mesa e olha a sala, seu olhar para em uma menina morena de cabeça baixa, ela diz :

-Qual seu nome?

-Valentina.

-Pode me dizer o que estão estudando?

-Estamos vendo esse conteúdo aqui. - Ela levanta de sua carteira e entrega a apostila dela para a professora.

-Obrigado Valentina, você poderia por favor me emprestar essa apostila para eu dar aula?

-Claro, eu sento com a Gabriela.

Luna vê a matéria e começa a passar na lousa, a sala começou a conversar e só alguns prestar a atenção :

-Eu quero silêncio, e o próximo que cochichar algo e eu ouvir, vai fazer uma prova oral sobre a África.

Todos na sala calaram a boca, e começaram a copiar no caderno, Luna passou pouca coisa é decidiu sentar, enquanto eles copiavam ela observava a sala. Quando todos terminaram ficaram quietos:

-Agora podem conversar baixo, se tiver alguém levantando do lugar vai fazer uma redação de mil palavras de suas férias.

Todos começaram a conversar baixo, Luna mexia no celular, quando uma pessoa disse :

-O diretor está tão sozinho que já até me beijou, só porque ele está entediado, ouvir dizer que a mulher dele é ruim de cama. - Todos começaram a rir, Luna abriu a boca surpresa e disse :

-Vejo que gosta de se intrometer na vida das pessoas não é mesmo Criança?

-Primeiro não sou criança e segundo, não eu não me interesso pela vida alheia, mas eu ouvi isso da boca do diretor.

-Tem certeza que ouviu dele? Pois não é isso que eu diz quando estou o chupando. - A garota fica com uma raiva e decide rebater.

-Tenho certeza que ele só diz isso pois está carente.

-Carente? Querida escute uma coisa, eu sou muito gostosa, não sou meninos?

-Sim. - Os meninos respondem.

-É também ele não iria dar moral pra uma qualquer que dá em cima de homem casado, quando ele tem uma que lhe satisfaz todas as noites, enquanto você não deve nem saber o que é um pênis.
-Ohhhhhhhhhhhhhh. - A sala começa. - Um a zero kkkk pra Luna.

-Eu sei muito bem o que é, e sabe você é tão patética que está discutindo com uma aluna.

-Não eu não estou discutindo, só estou dizendo que você não deve dar em cima de hoje casado, se o Matteo me escolheu e comigo que ele quer passar o resto da vida, querida olha pra mim, eu sou uma mulher, gostosa, enquanto você é uma criança tentando ser adulta, escute uma coisa, se continuar assim vai se dar muito mal, eu sou a esposa dele coloque isso na sua cabeça, e comigo que ele transa, e comigo que ele goza, eu sou a mulher que vai dar um filho a ele, eu sou a esposa, amante, amiga e tudo mais dele, eu sou mil vezes melhor que você pano de necrotério, se enxerga querida, Arrume um da sua idade, pois o meu já tem dona,e só mais uma coisa,ele me disse que umas *Crianças* viviam dando em cima dele.

-Ohhhhhhhhhhhhhh, Essa deu até no coração.

Continua...... 


Notas Finais


Gostaram?
Luna Lacrou kkkkkk Toma distraída kkkkkk qual foi sua frase preferida da Luna?

Deixe nos comentários

Kkkk

Até o próximo capítulo.....


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...