História Numbers - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Daughter
Tags Daughter, Desafio Daughter, Numbers
Exibições 3
Palavras 290
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Musical (Songfic)
Avisos: Drogas, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Repostando Numbers por motivos de Beatriz está zoando com a minha cara.
Oneshot baseada na música Numbers ( <33333 ) da banda Daughter. Link nas notas finais.
Boa leitura!

Capítulo 1 - Capítulo Único - ''Numbers''


Quando seus dedos foram apertando minha cintura, eu permaneci paralisada em meu lugar. Quando seus lábios tocaram os meus, eu não me movi. Quando você me depositou na cama, eu apenas fechei os olhos e deixei isso acontecer. Eu toquei os lençóis frios em minha pele, mas não tive nenhum reflexo como um arrepio ou algo assim. Eu não sinto nada.
    Depois daquilo, eu sentei-me na poltrona do quarto e te observei ir embora. Foi algo tão insignificante, eu me senti simplesmente indiferente quando a porta bateu. Acendi o maldito cigarro, traguei e soprei a fumaça lentamente no ar. Eu estava me sentindo um ser desconhecido, de rosto apagado e emoções falsas. Não tinha uma marca que pudesse deixar no mundo, não tinha com quem conversar sobre sentimentos, pois eu não conseguia sentir nada. Nada adiantava.
    Tudo não passa de números. Coisas que nos deixam formas doentes e insensíveis em que as pessoas são muitas vezes reduzidas a figuras sem nome, sem rosto. Como eu. Eu me sinto entorpecida nesse reino, tentando buscar emoções que nunca vou sentir. E isso me faz, de alguma forma, drenar a personalidade de outro alguém, como se eu roubasse sua identidade. Olhos verdes, frios e focados, cabelos negros e desgrenhados, eu apenas existo neste cubículo que chamo de quarto.
    Se está zangado, me faça melhor. Melhor você me fazer melhor, pois estarei assim libertada desta prisão mental. Eu me sinto entorpecida. Querido, me faça melhor. Talvez assim eu me libertarei. Eu não sei se há liberdade, mas talvez haja alguma saída. Sempre há, é o que dizem. Mas acho que, no fim, não sentir nada pode ser uma coisa boa. Assim eu não sofreria por amor. Ah, tanto faz. Acho que estou bem assim. 


Notas Finais


Daughter - Numbers: https://www.youtube.com/watch?v=z-fD3PIRSO8
Espero que tenham gostado~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...