História Nunca desista de sua vida (BTS) - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Namjoon, Taehyung, Yoongi
Exibições 16
Palavras 769
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Hentai, Luta, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem. Boa leitura.

Capítulo 3 - Um pouco com meu pai!


(Bom, vou explicar o que esta acontecenso aqui.)

Laika, uma menina de 16 anos, morava no Brasil, porem ao perder seu grande amor, quase se matou. Ficou triste e nunca mais se aproximou de nenhum menino desde então. Por conta disso, tebtou varias vezes se matar, porem não conseguia ( graças a Deus), e seus pais resolveram morar na Coréia. Logo, a mãe de Laika fica doente assim que ambas vão à Coréia. Nos exames que sua mãe fez, acabou descobrindo que ela estava grávida. Laika não sabe sobre isso, seu pai disse que era apenas a pressão, então Laika resolve ir embora, mas se distrai em uma sorveteria, onde conhece o Jin, Hoseok, Yoongi, Jungkook, Jimin. Taehyung e Nanjoom. Descobriu que a nova escola que frequentara, sera a mesma que eles, e pra não ficar sozinha nos intervalos, ela poderia andar com eles. Percebe que já estava escurecendo, entao os meninos oferecem uma carona a laika, e a mesma não poderia recusar, então, quando chega em casa seu pai parece uma fera...

( voltaremos a programação original, oumigada por esperarem)

- Onde você estava? - meu pai disse com raiva.

- Eu fui tomar um sorvete, e acabei indo pro shopping center. - digo a ele, resolvi mentir sobre os meninos, vai que acontece algo horrível novamente.

- Tome um banho, e desça pra jantar.- apenas ordenou

E assim fiz, subi ate meu quarto, onde pego minha toalha e vou em direção ao banheiro. Apos alguns minutos de banho, coloco um pijama, era mais uma camisola, porem era curta então coloquei um short por baixo. Assim que acabei, desci as escadas chegando na cozinha. Meu pai estava jantando, eu apenas me juntei a ele, porem nao trocamos nenhuma palavras. Sempre fomos fim entre eu e ele, quanto era pequena, eu tentava falar com ele mas o mesmo me iguinorava, ou pedia pra mim esperar ele descansar. Com minha mae era diferente, ela sempre esteve lá me apoiando em tudo. Tenho medo de perder minha mãe do que meu pai. O jantar foi rápido, então voltei ao meu quarto e fui pra varanda, onde tinha uma rede e estava batendo um vento gelado, porem refrescante. Meus cabelos voavam com o vento, balançando a rede acabo dormindo. Acordo com uma brisa gelada e algumas gotículas de chuva, resolvo levantar e ir pra dentro do quarto, onde havia uma cama de casal com edredom bem quentinho. Nem percebi a hora e me joguei na cama. Acordo com o despertador fazendo a maior algazarra. Minhas tentativas de desligar essa caralha foram todas em vão, então finalmente abri meus olhos e desligue corretamente. Levantei e fui em direção ao banheiro, e no caminho bato o dedinho na quina da parede.

- Mais que desgraça de parede- digo dando pulinhos e contorcendo de tamanha dor.- Agora falta não ter água ou a mesma estar gelada - digo olhando pro espelho, e assim que abro a torneira, meu desejo foi consedido, saiu pouca água e a mesma estava gelada.

- Hoje meu dia ta atacado- falo aproveitando o resto de água.

Voltei ao quarto e como estava um tempo friento, resolvo por uma calça jeans rasgada e colada ao meu corpo, uma regata rosa bebê, e um all star preto. Pego meu celular e meus fones, logo descendo pra cozinha. Vejo meu pai.

- Dormi feito um anjo, e acordei como o capeta- digo rapidamente me servindo.

- E quando não é assim?- ele fala em modo de cochicho ( é assim q escreve? Eu não sei.) porem eu ouvi claramente. 

-...- fiquei quieta, mas passei um pouco do glacê do bolo na cara dele - Eu ouvi o que você falou, a próxima tento jogar a maçã - olho pra ele com um olhar de "não mexe comigo, ou viro uma fera".

Então ele pegou meu bolo e passou na minha cara, começamos uma guerra de comida na casa, era bolo voando, suco nas roupas, já sabia onde isso iria para. Meu pai se rendeu.

- Chega! Você ganhou!- ele disse pra mim.- Pode tomar um banho, vou limpar aqui e depois vamos comprar sorvete.

Nem falei nada, sai correndo pro banheiro tomar um banho, como não ficamos perto, e bom aproveitar ao máximo. A água havia voltado, então fiquei lá por meia hora, fui ao quarto e coloquei um short pouco curto, uma blusa azul escrita kiss, e uma sapatilha beje. Sequei meu cabelo e ondulei o mesmo nas pontas. Assim que estava pronta, desci as escadas.

- Vamos na sorveteria, não em um lugar chique- ele disse

- Se ta reclamando, pode ir sozinho, vou voltar ao meu quarto.- dito subindo as escadas

- Não, vem vamos.- ele disse


Notas Finais


O próximo sai ainda hoje.
Espero que tenham gostado. Bjs beijocas. Até breve.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...