História Nunca é tarde demais - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Boruto Uzumaki, Naruto Uzumaki, Sasuke Uchiha
Tags Borumitsu, Borusara, Mitboru, Narusasu, Naruto, Romance, Sasunaru
Exibições 544
Palavras 1.114
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


pessoal eu decidi estabelecer um horário pra postar nessa fic, terá capítulos todo o sábado blz

boa leitura

Capítulo 3 - Ele não me ama


Fanfic / Fanfiction Nunca é tarde demais - Capítulo 3 - Ele não me ama

Pov. Naruto

 

Estava correndo feito louco pelas ruas de konoha, toda hora vinha em minha mente o rosto de sasuke decepcionado comigo, o grito que ele deu chamando meu nome, e o porquê da himawari estar sozinha dentro de casa, será que a hinata deixou ela lá?

Estava quase chegando lá, era só virar uma esquina e pronto, já chegaria ao campo de treinamento, que estranhamente estava decorado, depois tinha que investigar tudo aquilo, virei a esquina, mas acabei esbarrando em alguém, maldita hora pra esbarrar em alguém, parece que o destino esta contra mim hoje.

Caio no chão e acabo batendo a cabeça, o que me deixou meio tonto, me levantei com dificuldade com a ajuda da pessoa que esbarrei, ao me recuperar do pequeno acidento, vejo que esbarrei na sakura e na hinata e acabei derrubando as compras que elas carregavam.

- naruto meu amor... Você ta bem? (pergunta hinata praticamente me revistando pra ver se tinha algo machucado)

- to bem... tenho que ir (falo tentando sair mas sou segurado por sakura)

- naruto seu baka... ajuda a gente as pegar as compras (fala sakura)

- ahh... ok (falo)

Não queria ter que pegar as compras, queria ir ate o sasuke e dizer que amo ele, mas não sou um mal educado, e também seria estranho não ajudar minha própria esposa, pois apesar de eu não amá-la, ainda tenho muito carinho pela mesma.

Depois de finalmente ter juntado tudo, me levantei tipo um relâmpago, entregando as coisas a hinata e a sakura e saindo correndo de lá, ainda ouvi a hinata gritar “você vai jantar em casa amor?”, mas nem dei ouvidos, ate fiquei com a consciência pesada por não responde-la, pois alem de ter casado com ela por pena, de ela ter me amado a vida toda, e eu nem se quer dei uma chance a ela, sem falar que ela foi a única que me amou, não poder nem jantar em casa e ser um bom pai.

A verdade é que eu consegui realizar meu sonho de me torna hokage, mas fracassei em ser um bom pai, sempre fui distante, mesmo o boruto me chamando a atenção e me falando que eu era ausente, mas eu não ligava, pois achava que era só coisa de criança pra chamar a atenção, mas na verdade era um aviso, um tipo de alerta, e eu ignorava.

Acho que estou fazendo errado em ir atrás do sasuke, pois assim eu só vou esta me distanciando ainda mais de meus filhos.

Chego no local mas não vejo ninguém, sasuke já devia ter ido embora, decepcionei mais uma pessoa, dou meia volta e volto pra minha casa, pensando na merda que esta minha vida, chegando em casa abro a porta vendo himawari e hinata comendo caladas, o que é estranho pois sempre que chego todos estão rindo, mas o motivo dá alegria sempre é alguma trapalhada do boruto, mas onde ele esta?

Pov. Sasuke

 

Vi naruto saindo de meus braços e correndo de mim, eu sabia, ele não me amava, apesar de no começo ele ter me correspondido, mas agora tenho certeza de que ele não me ama, sento as lagrimas caindo de meus olhos como duas cachoeiras, mas acabo escutando algo nos arbustos e ceco minhas lagrimas na mesma hora, empenhando a espada na mão.

- quem ta ai? (pergunto ativando meu sharingan)

Vou devagar ate o arbusto, pronto para qualquer ataque, pois poderia ser o mesmo ninja que eu enfrentei antes do clã hinori, mas quando afasto as folhas pra ver melhor, só vejo dois pedaços de madeira, identifico na hora o jutsu de troca, mas quem estaria junto dele?

Vejo uma sobra correndo pra longe de mim, e vou atrás, mas o estralho é que ele não usava nada pra poder e mais rápido, nem uma cobra de chakra, nem um jutsu pra voar, ou correr na velocidade do som, nada.

 

Pov. Boruto

 

Estava vendo tudo que acontecia, o beijo deles, que só comprovou minha teoria, a fuga do papai, que eu não entendi porque, pois ele parece ser o mais apaixonado dos dois, apesar do tio sasuke ser meio babão quando fala o nome dele, sempre falando das conquista que meu pai fez, o jeito que ele mudou a vida do tio sasuke, um verdadeiro babão.

Mas o mais incrível foi ver o tio sasuke chorando, essa era uma cena única, uma vez na vida eu iria ver aquilo, vi que o mitsuki e a sarada estavam boca abertas como eu.

- vocês viram o mesmo que eu? (falo em um sussurro)

- meu pai... chorando (fala sarada)

- ele deve amar o hokage muito (fala mitsuki)

Vimos sasuke olhar na nossa direção e empunhar a espada, senti todo o sangue do meu corpo gelar nessa hora, cada pelo do meu corpo de arrepiou, nem consegui me mexer, nem tinha percebido quando mitsuki e sarada usaram o jutsu de troca pra escapar do sasuke, mas por sorte o nitsuki me viu parado, e usou fios para me puxar pra cima da arvore que eles estavam.

Quando o tio sasuke se distraiu, pulamos da arvore e saímos correndo, nunca corri tanto na minha vida, o tio Lee sentiria inveja de mim agora, mas esbarro em um vulto preto que apareceu na minha frente, caio de bunda no chão.

Mitsuki e sarada que estavam parados do meu lado estavam suando frio, os olhos deles podiam saltar pra fora, olho pra frente entendendo o porque deles estarem assim, o tio sasuke estava na nossa frente, com uma cara nada boa, eu poderia sujar minha calça de tanto medo que eu sentia agora.

Me levantei rápido e pra amenizar a situação tensa, abro um sorriso enorme, no começo o tio sasuke ficou meio irritado, mas logo mudou sua expressão para triste, não devai ter sorrido, muitos dizem que meu sorriso lembra o de meu pai quando ele era jovem.

- o que vocês viram? (pergunta ele evidentemente irritado)

- n.nada (fala sarada)

- falem a verdade (fala ele)

- v.voce chorando (fala mitsuki um pouco mais calmo que nós)

- só? (pergunta ele)

Todos nós assentimos com a cabeça, ele colocou a mão no queixo como se estivesse pensando, é muito obvio que ele não engoliu a desculpa, ele sabia que tínhamos visto mais, mas ele não fez ou disse nada, só se virou de costas.

- venham... levarei vocês a suas casas (fala ele)

- não preciso (fala mitsuki)

Antes que eu falasse algo ele sobe, correndo sobre os telhados de konoha. O tio sasuke começa a andar e seguimos ele, totalmente em silencio, nenhum de nós seria louco de dizer uma palavra.

 

CONTINUA

 

 


Notas Finais


ate o proximo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...