História Nunca é tarde para mudar - Capítulo 68


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Tags Harry Potter
Visualizações 43
Palavras 1.040
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Ficção, Romance e Novela, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 68 - Salgueiro-Parte 2


-Eu... Eu sou... Eu sou um lobisomem... - Disse Remo deixando Marlene, Dorcas e Alice de boca aberta- Se vocês não quiserem me ver mais vou entender.

-Remo... Não há problema algum nisso, disse Marlene.

-Verdade Remo, você sempre foi e sempre será nosso amigo. Falou Alice.

Remo então esperou as palavras da sua namorada, porém nada saiu dela por uns 30 segundos, até que Lilian da um sinal para a amiga dizer algo.

Dorcas enfim resolve dizer algo:

-Não estou acreditando nisso...

-Eu disse que era melhor não contar porque me convenceram a isso! Berrou Remo batendo firme no chão olhando para Frank e Thiago.

-Não fique bravo com eles... Eu estou brava com você, não por ser lobisomem e sim quando te perguntei por que você saia todo mês dizia de sua avó ficava doente e a lerda aqui acreditou... Mas a verdade é que você não acreditou em mim e nunca ter me contado isso. Disse Dorcas chorando.

-Dorcas... Eu tinha medo de você desistir de mim depois que você descobrisse. Por isso não te contei antes. Tentou Remo, porém nada mudou com Dorcas que aumentou ainda mais seu choro.

O silêncio voltou a reinar na casa dos gritos, Remo novamente ia começar a falar, no entanto, Dorcas não deu essa chance e saiu correndo da Casa dos Gritos.

Remo ia segui-la, mas ele foi parado por Lilian que disse:

-Vocês voltem para o castelo, eu e as meninas vamos conversar com ela.

Lily então seguiu para onde Dorcas tinha ido e Marlene junto de Alice foram atrás também.

Thiago e Frank ficaram pedindo desculpas para Remo, e os quatro marotos partiram em direção ao castelo, como a ruiva havia falado.

Enquanto isso Lilian, Marlene e Alice continuaram tentando achar Dorcas, depois de uma meia hora as três septimanistas da Grifinória encontraram a amiga que estava chorando sentada em uma arvore logo na entrada da Floresta Proibida.

As três foram até lá para ajudar a amiga que ainda chorava...

-Dorcas, Remo não queria que você soubesse para continuar com ele. Disse Marlene.

-Mas Lene... Ele deveria ter contado, ficou mentindo para mim. Você também Lily pensava que éramos amigas... Dizia Dorcas.

-Dumbledore me fez jurar que não contaria a você, além de Thiago, Sirius e Frank também me fizeram prometer que eu não contaria a ninguém sobre isso. Eu convenci a Thiago e Frank para convencerem Remo a contar para vocês, e Marlene e Alice não culpem os seus namorados por não contarem também, os marotos podem ser bagunceiros, no entanto, eles são muito fieis entre si. Além dos três gostarem muito de vocês. Finalizou Lilian.

Dorcas já tinha parado de chorar, mas ainda continuava bem triste com os acontecimentos. Ela não ligava para o fato do namorado ser lobisomem, porém o fato de não ter contado a ela contando apenas mentira.

-Eu ainda não entendi porque ele escondeu isso de mim, sempre fui verdadeira com ele, mesmo quando nós ainda não namorávamos. Falou Dorcas.

-Dorcas nós convencemos ele a pedir você em namoro, não porque ele não queria. E sim porque ele tinha medo de fazer algo com você, além também de que ele tinha medo de como você reagiria se descobrisse o fato dele ser lobisomem. Disse Lilian.

-Mas eu nunca ligaria pelo fato dele ser lobisomem, essa é uma barreira que eu se precisasse eu iria desviar e continuar com ele, mas ele nunca foi verdadeiro sobre isso. Disse Dorcas voltando a liberar lágrimas.

-Dorcas você não está entendendo, você não liga pelo fato dele ser lobisomem, mas você imagina que a vida toda ele sofreu preconceito com isso e ainda vai sofrer muito com isso. Até porque pense se alguém merece tamanho preconceito de viver sobre uma vida em que no mês ele sem pensar pode matar a pessoa que ama, sem pensar duas vezes- Disse Lily- Sem contar também que ele sempre gostou muito de você, mas tinha esse medo. Eu fui descobrir a doença no começo desse ano, no entanto, desde quando nós fazíamos as rondas no quinto ano ele contava que gostava muito de você, porém não tinha coragem de ir falar contigo. Mesmo eu tentado força-lo a isso.

-Eu irei falar com ele. Não sabia de tudo isso, muito obrigada meninas eu amo vocês. Falou Dorcas levantando e abraçando as amigas.

-Mas você não pode ir assim até ele. Disse Marlene.

-Como assim? Perguntou Dorcas.

-Venha comigo que irei te deixar sem essa cara de choro... Irei deixá-la linda. Respondeu Marlene puxando Dorcas em direção ao castelo.

Lilian e Alice seguiram até o salão comunal da Grifinória logo que entraram viram um Remo que elas não conheciam, ele estava bravo demais completamente diferente da normalidade.

Elas foram até ele e contaram que Dorcas já estava melhor, e elas acharam melhor não falar que em alguns minutos ela iria atrás dele.  Até que Lily disse:

-Remo, Dorcas te ama, como você ama ela. Eu entendo o fato dela estar brava, quando descobri que o Thiago era animado fiquei muito chateada porque contei meus segredos mais profundos a ele e ele não retribuiu. Mas depois percebi que isso não girava em torno dele. E Dorcas também vai te entender sobre isso.

Depois das palavras da ruiva, Remo diminuiu a raiva para sorte dos outros marotos que estavam, como as meninas, surpresos pela atitude do amigo.

Minutos se passaram e Marlene havia mesmo feito mágica a cara de Dorcas estava completamente diferente sem aquela face de choro de uns minutos antes.

A garota de cabelos pretos foi até o namorado que já estava calmo e o levou até o quarto das meninas do sétimo ano. Dorcas não parou de se desculpar por como tinha agido.

O casal foi se acertando até que Dorcas foi para cima de Remo beijando-o e logo tirando a camisa dele. Quando ela tirou a camisa dele viu todas as cicatrizes e não ligou para isso, e continuou o beijo nele.

Essa conversa de conciliou acabou uma hora depois com o casal deitado na cama da garota, com ambos nus de mãos dados.

Depois de saírem de lá conversaram com os outros casais e a saída ate o salgueiro lutador foi combinada para o dia seguinte à tarde.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...