História Nunca se esqueca de mim! - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Dragon Ball
Tags Goten, Novela, Romance, Trunks
Exibições 28
Palavras 3.129
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem, boa leitura

Capítulo 7 - Renacimento


A explosão foi avassaladora, milhares de fragmentos de pedras voaram pelos ares, uma grossa camada de poeira flutuava no ar.

Goten mal via tudo isso, seus olhos estavam cheios de lágrimas. Em frente a área de explosão estava Trunks.

"Essa foi por pouco" pensou Trunks.

O kame hame ha de Goten não o tinha atingido, não por que Trunks desviou, mas tinha sido o próprio Goten que desviou as mãos fazendo com que o raio passasse a 1 metro de distância de Trunks e explodisse as árvores logo atrás do saiyajin mais velho.

- Eu...Eu não posso fazer isso - Disse Goten com os olhos cheios de lágrimas.

-Goten...-Começou Trunks a falar.

-Não!Você não entende, desde que meu pai morreu eu quis ficar sozinho, quis me isolar de pessoas me mostraram um jeito de esquecer minha dor, depois me traí me fizeram esquecer do meu pai!Eles precisam ser castigados.-Interrompeu Goten irritado.

-É isso que você acha realmente?Que a culpa é deles?Você perdeu seu pai, estava confuso, não queria confiar nos seus velhos amigos –Neste ponto a voz de Trunks tremeu, mas logo voltou a ficar firme – Ninguém é realmente agiram de forma errada, mas você não é malvado Goten; e acabou de mostrar isso não me matando.

-Eu não quero mais ouvir nada – Disse Goten.

Goten levantou vôo e saiu disparado sem direção definida, só queria se afastar de tudo imediatamente o seguiu, mas não ousou pará-lo.

"Não importa para onde você vá, eu não vou te abandonar Goten, eu vou te ajudar" pensou Trunks enquanto seguia seu amor.

Depois de alguns minutos Goten simplesmente parou e Trunks fez o mesmo, mas ao contrário de Trunks que ficou flutuando, Goten simplesmente começou a cair, sua transformação de super saiyajin desapareceu; ele estava caindo como uma pedra em direção ao imediatamente voou ao seu encontro e conseguiu segura-lo a poucos centímetros do solo.

Goten encostou no solo ajoelhando-se de frente para Trunks que ajoelhou-se de frente para o olhos deles se encontraram, lágrimas escorriam do rosto de ambos.

-Trunks, eu estou tão perdido, tão sozinho, eu preciso de ajuda...eu preciso de sua amizade de volta – Disse Goten afundando seu rosto no peito do amigo.

Trunks não hesitou em abraçar com força o outro.

"Eu daria tudo para ser eu que tivesse sofrendo, e não lágrima dele é um pedaço do meu coração que se parte"

-Volta Goten, volta ao normal, volta para sua família, volta para seus amigos...volta para mim – Sussurrou Trunks no ouvido de Goten, sem jamais largar o outro.

-Você pode me perdoar?Eles podem me perdoar? –Perguntou Goten entre soluços.

-Eles te perdoarão com certeza, e quanto a mim, sou eu que devo pedir desculpas a você.

-Por que?Fui eu que agi como um idiota, que te afastei, eu não acredito no que eu fiz...

-Você precisar me perdoar por ter aceitado ficar longe de você, eu nunca te falei isso, mas quando você tinha um ano e eu tinha dois, achava você tão pequeno, tão frágil e precioso, jurei a mim mesmo que nunca deixaria nada de ruim acontecer com você; mas eu falhei, deixei as coisas saírem do que você precisava de um tempo sozinho para refletir, você realmente precisava era de um amigo ao seu lado.

-Eu precisava de um tempo sozinho, mas procurei as pessoas erradas depois desse eu pensava em você, lembrava do meu pai ensinado agente a se fusionar e isso me fez querer esquecer você, e o Ney me disse que o melhor era eu fazer você ir embora da minha erros eu cometi...

-Agora não é hora para isso Goten, você está cansado e eu também, foi uma noite longa para nós dois.

-Eu não quero voltar para minha casa, eu não vou enfrentar minha mãe e o Gohan hoje.

-Você vai dormir no meu apartamento.

-Você tem um apartamento?Mudou-se da casa dos seus pais?

-Sim, eu...bem...foi para ficar mais perto do trabalho.

-Só por isso?

-Eu tive outros motivos- "Como poder chegar em casa a hora que quisesse com a mulher que quisesse e não ter que ouvir reclamações de manhã" - Agora vamos, consegue voar sozinho?

Goten fez que sim com a cabeça, Trunks soltou-o do seu soltou-o do seu abraço e levantou-se,Goten fez o , levantaram vôo e o mais jovem segurou a mão de Trunks.

-Me guie – Disse.

Trunks entrelaçou seus dedos com o de Goten e levou-o para seu lar.

Os dois pairavam juntos diante do prédio de Trunks, Goten notou que era um prédio relativamente simples comparado com os prédios da Corporação Cápsula que normalmente eram a "segunda casa" de seu amigo.

Entraram pela varanda que Trunks havia deixado aberto para quando voltasse. Andaram silenciosamente até a sala.

-Bom, acho melhor você tomar um banho enquanto ligo para sua mãe para avisar que você vai dormir aqui e ligar também para a Tanya, ela deve estar preocupada. As toalhas estão no armário do meu quarto, 2° porta a esquerda. O quarto é uma suíte, use o banheiro de lá. Depois também vou tomar um banho também – Falou Trunks – Tudo certo?

tomar meu banho agora.

Goten começou a andar para a porta indicada por Trunks, mas notou uma coisa: seus dedos da mão esquerda ainda estavam entrelaçados com os do outro.

"Esteve assim o tempo todo? Pareceu tão natural" Perguntou-se Goten.

-Alguma coisa errada?- Perguntou Trunks notando Goten parado.

-Não, é só que...- Disse Goten e olhou para as mãos unidas.

Trunks acompanhou seu olhar e ficou muito vermelho quando reparou o que tava acontecendo. Rapidamente soltou a mão de Goten e sorriu sem graça.

-Desculpe – Disse encabulado

-Não precisa se desculpar bobo – Disse Goten sorrindo e indo em direção ao quarto do amigo.

Trunks sentia seu coração batendo forte, parecia que ele ia sair por sua boca.

"O que foi isso?Eu não acredito que fiquei segurando a mão dele esse tempo tinha notado que agente não tinha soltado as mãos, mas não tava com vontade de largar."

Sentindo seu rosto corar mais, Trunks andou em direção ao telefone e ligou para Tanya.

-Alô – Disse Tanya

-Oi Tanya.


-Trunks, você está bem?Está ferido?Já está em casa?O Goten está bem?O que aconteceu?-Perguntou ela quase histérica

-Calma, calma, está tudo estou ferido, mas só um pouco, não se preocupe.Já estou aqui em casa, Goten está comigo.Nós lutamos e eu consegui fazê-lo voltar ao normal.

-Que alivio. Aquelas pessoas lá na boate, eles fizeram coisas horríveis e ainda me usaram para isso, que raiva. O que Goten vai fazer sobre isso?

-O que nós vamos fazer sobre isso! Eu vou conversar com ele depois, agora ele está tomando banho.

-Trunks quando eu fugi da boate, segui aquele pessoal. Descobri umas coisas, preciso te contar agora.

-Foi muito arriscado de sua parte segui-los, mas agradeço por isso.Só que agora não é boa hora para falar sobre essas coisas, amanhã venha para minha nos acalmar por hoje, é melhor assim.Não quero ver Goten se estressando agora.

-Ele vai dormir aí?

-Vai.

-Tem certeza disso Trunks?Ele pode dormir aqui em casa se quiser.

-Nã precisa de mim.

-Ele precisa de você, ou você precisa dele?

-Acho que os dois...

-Vai conseguir lidar com seus sentimentos diante dele?

-Vou tentar.

-Então boa sorte. Amanhã...ou melhor, hoje de manhã eu passo aí.Já são mais de 2 horas da madrugada.

-Certo. Até mais.

-Até.

Trunks desligou o telefone e ficou olhando para o aparelho.

"Ela tem razão, eu vou precisar disfarçar bem meus sentimentos. Afinal, ele gosta só de mulher e acabou de sofrer muito".

Ligou para Chichi e depois de alguns toques ela atendeu:

-Goten? –Atendeu ela ansiosa.

-Não aqui é Trunks, senhora Chichi.

-Oi Trunks, quanto tempo, em que posso te ajudar a essa hora da madrugada?

-É sobre o Goten, ele...

-O que teve com ele?Está ferido?

-Não é isso, calma. Eu estou ligando para avisar que ele está aqui no meu apartamento e está bem, vai dormir aqui hoje.

-O que aconteceu?Pensei que vocês não se falavam mais.

-Fizemos as pazes.

-Que bom. Mais porque ele vai dormir aí?

-Bom, aconteceram umas coisas, não da para explicar por não se preocupe.

-Então está certo, acho que hoje será minha primeira noite de sono sem me preocupar com meu filho. Fico feliz que vocês tenham se acertado.

-Eu também.

-Boa noite então- Disse Chichi alegre – Diga ao Goten que mandei um beijo.

-Direi. Boa noite.

Trunks desligou o telefone e começou a andar em direção ao quarto perdido em pensamentos. Chegando lá deu de cara com Goten que estava fechando a porta do armário.

-Você realmente deveria contratar uma empregada Trunks. Seu armário tava uma bagunça -Disse Goten sorrindo –Só agora achei a toalha.

-Minha bagunça é organizada – Disse Trunks –Você não conhece o sistema de arrumação.A sim, sua mãe mandou um beijo.

-Sei...de qualquer forma estou indo tomar meu banho.

Goten entrou no banheiro e fechou a porta, mas não trancou-a. Ao olhar apara a porta fechada, Trunks lembrou-se da época de quando eram crianças, quando tomavam banho juntos no rio perto da casa do saiyajin mais novo.

"Era tão boa aquela é na cachoeira, nadar no rio...era muito bom, até eu resolver estragar tudo"

Recordações vieram em sua mente e Trunks lembrou-se do tempo que ele tinha 11 anos e Goten 10.

Flashback:

-Vem Trunks –Chamou Goten, enquanto entrava no rio.

Trunks olhou para seu amigo nu entrando na água. Não se sentia afim de nadar hoje, sua mente se concentrava numa garota que tinha conhecido na -se dos amigos do colégio dizendo que ela estava afim dele e como haveria uma festa daqui a 2 semana os dois se encontrariam.

-Algo de errado? – Perguntou Goten.

"Que nada, só porque eu estou num rio com um amigo pelado enquanto eu poderia estar saindo com meus amigos do colégio; não significa que tenha algo de errado" Pensou Trunks.

-Não é nada Goten, só não estou afim de nadar com você –Disse Trunks sem olhar para o amigo.

-Semana passada eu também estava assim porque eu tava meio gripado e você me obrigou a vir –Respondeu Goten – Deixe de ser um chato e vem para a água.

-Eu não estou com vontade. Na verdade, acho melhor agente parar de tomar banho juntos. Já somos bem grandinhos para isso.

-Como assim?

-O que eu estou querendo dizer, Goten, é que eu não venho mais para cá.

-Você não quer ser mais meu amigo?-Disse Goten com a voz triste.

-Não é isso, é só que eu quero andar mais com gente de minha idade.

-Você é só 1 ano mais velho do que eu.Nós não somos tão diferentes.

-Você é tão imaturo. Chega, vou para minha casa.

Trunks levantou vôo e começou a se afastar.

-É assim?Então não quero nunca mais falar com você - gritou Goten vendo seu amigo ir embora.

Goten continuou indo para o rio durante 3 dias depois da briga; Trunks sentia o Ki dele naquele lugar, mas fingia não se importar.

"Ele precisa amadurecer" Pensava o mais velho.

Depois que Goten parou de ir para o rio, Chichi ficou preocupada e investigou o caso, depois de descobrir sobre a briga conversou com Bulma e marcaram das famílias se encontrarem para um churrasco e nesse dia Goten e Trunks fizeram as pazes.

Foi uma semana de briga, no churrasco Goten contou para Trunks que tinha amadurecido e que não iriam tomar banho juntos. A amizade deles voltou ao normal, ou algo próximo a isso.

Fim do Flashback

"Eu fiz ele amadurecer muito cedo" Pensou Trunks "Não foi só daquela vez que eu o forcei a crescer rá beijo, eu tive o meu naquela semana, o dele foi 3 dias depois porque eu manipulei uma amiga vez que eu bebi, fiz ele experimentar junto coisas que eu o fiz fazer, sem ele nem compreender aquilo um egoísta"

Trunks andou até a porta do banheiro e encostou o ouvido. Tinha a impressão de ter escutado algo. Depois de alguns instantes, ouviu de novo. Em meio ao som da água caindo ele ouviu um choro baixo.

"Agora chega, não vou fazer nada enquanto meu amigo chora".

Trunks abriu a porta do banheiro e entrou.A porta do box estava aberta, Goten estava com os olhos fechados encostado na parede, a água corria sobre seu corpo. Trunks não pode deixar de reparar como Goten estava lindo, esses 2 meses de distância tinham mudado um pouco cabelos estavam mais compridos e seus músculos um pouco mais Trunks deixou seus olhar baixar para entre as pernas do amigo.

"Realmente muita coisa mudou desde a última vez que tomamos banho juntos" Pensou Trunks ficando vermelho e sentindo seu corpo reagir diante da nudez do amigo "Talvez isso não tenha sido uma boa idéia, acho melhor sair daqui". Quando ia se retirar Goten deu um soluço de choro abafado, Trunks não resistiu e o chamou.

-Goten – disse Trunks num sussurro.

Goten abriu os olhos e ao ver o amigo dentro do banheiro rapidamente pegou uma toalha e se cobriu.

-Trunks, o que faz aqui? –Disse Goten vermelho como o amigo

-Eu ouvi você chorar. Não quero que você fique sozinho.

-Mas Trunks eu estou nu.

-Sabe...eu estava lembrando de quando eramos crianças. Quando nós paramos de tomar banho juntos, a vida era muito mais simples naquela época.

-O que isso tem haver com agora?

-Será que...só hoje, poderíamos esquecer que somos crecidos e voltar aquele tempo de criança.Não tínhamos vergonha um do outro.O que eu quero dizer é: Vamos tomar um banho juntos?

Goten não respondeu nada. Ficou em silêncio olhando diretamente nos olhos azuis de amigo.

"Porque foi que eu dei essa idéia idiota?Quando vou parar de ouvir meus hormônios?Ele vai me odiar pelo resto da vida e vai achar que to querendo tirar proveito de sua situação" Pensou Trunks envergonhado.

-Deixa pra lá Goten, foi uma idéia boba eu...

-Trunks – Disse Goten interrompendo-o – Venha.

Trunks olhou incrédulo enquanto Goten tirava a toalha e colocava no voltou a se encostar na parede e olhou para o amigo começou a tirar a roupa meio embaraçado.

"Nós realmente vamos fazer isso?' pensou Goten vendo Trunks tirar a roupa "Nossa, que corpo bonito ele ter ficado sem treinar durante esses meses, mas o corpo continua muito definido.O que eu estou pensando?Trunks é meu amigo, um homem, não posso ficar admirando o corpo dele, é errado e...ele ta deixando o cabelo crescer que nem eu?Será que vai ficar legal?GOTEN PARE COM ISSO!É totalmente errado e...cueca branca?bem de pensar nisso, ele não é uma mulher e eu não sou essa cueca logo, já estou perdendo a paciê devo estar maluco, eu realmente não devia pensar coisas assim sobre outro homem, a não ser que eu seja gay, mas eu não sou, gosto de tirou a cueca!Eu não vou olhar, não vou...eu olhei.Não acredito que fiz isso, tudo bem que foi uma visão perfeita, mas eu..."

-Goten você está bem?-Perguntou Trunks preocupado – Você está todo vermelho.

Goten notou que tinha ficado olhando sem piscar para o seu amigo nu. Virou-se rapidamente para o chuveiro.

-Não foi nada, só tava pensando numas coisas – Disse Goten mudando a água de quente para fria.

"Ele tava me encarando?" Pensou Trunks "Isso até não seria estranho, mas aquele olhar dele...Será que ele gosta de mim?Nã de idiotice Trunks, você está imaginando coisas"

Trunks entrou no box e Goten virou em sua direçã olhos dos dois se encontraram.

"E agora?" Pensaram ambos.

Vendo que aquilo podia durar para sempre, Trunks resolveu tomar a iniciativa.

-Já passou shampoo?

-Eu, bem, ainda não.

Trunks pegou o shampoo e colocou um pouco na mão.

-Posso? – perguntou sem jeito.

Goten não respondeu, simplesmente pegou a mão do outro e colocou sobre sua cabeça. Trunks começou a massagear suavemente os cabelos de Goten.

-Como nos velhos tempos – Disse Goten sorrindo e encostando mais no amigo.

-Como nos velhos tempos – Repetiu Trunks, porém com um toque de tristeza na voz – Saudade daquela época.

Goten deixou de lado a timidez e abraçou corpos se tocaram e Trunks abraçou Goten de volta.

"Se a água não tivesse tão fria provavelmente Goten ia perceber o quanto eu realmente estou adorando sentir o corpo dele colado ao meu"

-Passado esse momento gay – Disse Goten sorrindo e se afastando de Trunks – Você não terminou de passar shampoo no meu cabelo, depois é minha vez de fazer isso com você.

O banho prosseguiu normalmente até que os dois começaram a brincar e espalhar água para todos os lados, não se lembravam de terem estado felizes assim fazia muito tempo.

Terminado o banho se enxugaram e foram para o quarto.

-Vou te emprestar algumas roupa para você dormir aqui Goten –Disse Trunks colocando uma cueca samba canção.

-Não precisa de roupa, só uma cueca que nem a sua já ta ótimo.

-Certo – Disse Trunks – Veste essa aqui.

Trunks entregou uma cueca azul escura para o amigo. Goten vestiu-se.

"Que pena" pensou Trunks "Já tava até me acostumando com essa visão angelical"

-Você vai dormir na minha cama, eu durmo aqui no chão – Disse Trunks, tirando do armário travesseiros e lençóis.

-De jeito nenhum, essa é sua casa. Eu durmo no chão.

-Exatamente, essa é minha casa, então eu mando aqui. Você vai dormir na cama – Disse Trunks colocando um lençol e uma almofada no chão.

-Mas...

-Sem "mas". A não ser que você queira dormir comigo na cama.

-Deixa de viadagem Trunks – Disse Goten meio contrariado.

-Então vamos dormir logo.

Goten deitou-se na cama e Trunks no chão.

-Boa noite!-Disse Trunks

-Boa noite – Respondeu Goten.

Trunks fechou os olhos e ficou pensando sobre aquele dia. Mesmo com todo sofrimento, não podia deixar de se sentir feliz por ter Goten de volta na sua vida.

Meia hora havia se passado e Trunks ainda não conseguia dormir, ficava lembrando de como tinha sido gostoso passar a mão pelo corpo de Goten, de sentir aquele corpo colado com o seu.

"Tanya tinha razão, eu não posso ficar muito tempo com Goten aqui em casa, não consigo parar de pensar nele. Não sei o quanto mais vou resistir a presença dele aqui, vou acabar dando um mole e ele vai perceber que gosto dele mais do que fraternamente"

De repente Trunks ouviu Goten se levantar da cama, quase se virou para perguntar se tinha algum problema, quando ouviu os passos do amigo vindo em sua direção, resolveu não se mexer e fingir que estava dormindo. Goten parou bem perto dele.

"O que ele ta aprontando?" perguntou-se Trunks.

Arriscando uma espiada rápida Trunks viu o seu amigo deitar ao seu lado, fechou os olhos e sentiu seu coração bater como os olhos e deu de cara com o rosto do amigo perto do seu.

- Me abraça – Sussurrou Goten baixinho.

Trunks abraçou Goten e esse virou-se dando as costas para o os dois amigos foram dormir.

Notas Finais


HEHE, enganei os bobos na casca do ovo...que merda !Falando sério, eu nunca mataria Trunks, nem mesmo Goten, odeio fanfics com morte


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...