História Nunca te esquecerei - Capítulo 30


Escrita por: ~ e ~SraSamy

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alix Kubdel, Alya, Chloé Bourgeois, Gabriel Agreste, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mylène Haprèle, Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Nino, Personagens Originais, Plagg, Sabine Cheng, Tikki, Tom Dupain
Tags Adrinette, Chatbug, Ladynoir
Exibições 120
Palavras 1.370
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oiiie lindos e lindas !!!😍😍😍

Eu queria estar pedindo desculpas por não ter postado antes e por ter demorado mais que o esperado, e que eu tenho muitas ideias e é tantas que machuca até meu coração😳 kkk briks😉

Mas enfim, vamos ao que interessa, eu queria agradecer os comentários, que me deixam mais feliz e me inspira, outra coisa eu quero mandar um beijo e um abraço para os novos seguidos de NUNCA TE ESQUECEREI, porque sério parece que quanto mais eu posto capítulo mais favoritos aparecem 😀😀 o que me deixa muito feliz.

Quero mandar também um beijo para as minhas amigas de comentários que estão sempre lá dando a sua opinião que também me deixa muito feliz, beijam também para os seguidores"fantasminhas" que eu tô sabendo que existem muitos e muitas, e eu queria mandar um recado *Não fiquem com medo de aparecerem, apareçam nos comentários apareçam nos favoritos, que eu tô sabendo que vocês adicionam na biblioteca mas esquecem de favoritar...

Bem então o que eu posso dizer agora é...

Boa leitura para todos 😍😍

Capítulo 30 - As vezes eu me sinto tão estranha


Fanfic / Fanfiction Nunca te esquecerei - Capítulo 30 - As vezes eu me sinto tão estranha

                 Plagg on

-Odeio quando você não pensa, parece que é burro não consegue ver um palmo na frente do nariz ? -Eu disse irritado, já era a décima vez que eu tinha falado pro idiota do Adrien não se casar, se ele soubesse os vários motivos que ele tem para não fazer esse tal ato,com certeza não o faria.

-Ah Plagg se não for com ela será com quem ?-Perguntou experimentando um dos bolos de amostras para encomendar o tal bolo de casamento.

-Com o capeta. -Disse grosso. -Você não se toca não ? Existem várias ,melhor dizendo milhares, milhares Adrien de mulheres que dariam a lua só para te pegarem.

-Quanto exagero. -Ele disse agora se concentrando em um gráfico de cores. -Talvez o rosa deixe ela feliz. -Ele disse escolhendo a cor rosa no tablet todo atencioso com seu casamento de fachada.

-Você viu que bonita a Marinette tá ?-Mudei de assunto mostrando-lhe a revista que peguei sobre um balcão branco de centro, ele parou de fazer o que estava fazendo e concentrou-se seu olhar numa Marinette de roupa de banho completamente maravilhosa. Dei um sorriso ao ver que ele só precisava de um empurram para se tocar que ele é apaixonado pela Mari.

-T-tá mesmo muito b-bonita. -Ele disse desviando o olhar e prestando a atenção numa uma Anne sorridente caminhando de braços erguidos aos céus em nossa direção.

-Oii meu Príncipe. -Ela disse após se aproximar o suficiente dando-lhe um selinho demorado me fazendo revirar os olhos e cruzar os braços.

-Oii Anne tudo bem ?-Perguntou atencioso tirando uma rosa ao lado.

-Que linda ! Ah oi Plagg Tudo bem ?

-Estava antes de você chegar e olha-lá aquela não é a Mari. -Disse apontando para a azulada que assinava uns papéis que uma moça lhe entregou, depois de assinar ela caminhou até a mim sem notar a presença da megera.

              Marinette on

A semana havia sido corrida, depois da minha conversa com o Plagg e a Tikki cheguei numa conclusão que eu não conseguiria enganá-lo então eu iria aliás nós iremos fazê-lo pegar a Anne no flagra sem que nossos nomes sejam mencionados.

E mais uma vez fui pegá em meus pensamentos, na minha mente eu sentia um frio percorrer da cabeça ao pés, com uma onda de eletricidade passando pela minha clavícula indo até todos os vasos sanguíneos de meu corpo os entupindo, como se meu próprio corpo quisesse fazer meus membros do corpo responder ao chamado e ir até ele e dizer que a Anne é uma vadia e que o traiu !Mas ele não acreditaria em nenhuma só palavra, seria sua amiga vs namorada/noiva e futura esposa, não seria uma batalha muito justa.

Assim que me aproximei mais, me senti incomodada, Anne me media, e me encarava como se tivesse me ameaçando sem palavras audíveis o que seria muito a cara dela, e por poucos segundos senti como se minha mente tivesse parado e eu tivesse um objeto estranho em minhas mãos, um objeto que salvaria Adrien das garras da bruxa megera que se encontrava manipulando ele apenas com um piscar de olhos. Um objeto que eu precisaria de uma boa forma de o usá-lo, todos os lugares que eu olhava era como se pintasse por si só de uma cor forte, como o vermelho com muitas e muitas bolinhas pretas o que me lembra as joaninhas, e de como eu era azarada, poxa eu só podia ter beijado uma gato preto pra ter tanto azar de uma vez só .

-Mari !Marinette você está bem. -Alguém me perguntou algo me tirando daquele transe horrível, chacoalhei a cabeça em negativo, não respondendo a pergunta mas sim afastando aquela sensação boa mas também alucinada da minha mente, só podia ser o efeito da doença.

-Eu pareço bem ?-Perguntei aleatoriamente, e uma forte vontade de pegar a mesa de centro e dar na cabeça da morena percorreu na minha espinha.

-Não queria dizer nada mas Mari você está melhor do que dá última vez. -Anne me provocou.

-Ótimo que pena que ninguém se importa com a sua opinião. -Disse dando um sorriso torto. -Plagg podemos conversar sobre aquele assunto ?-Ele assentiu. -Ah e oi Adrien.

Nos afastamos o máximo possível do casalzinho do ano, para que nos pudéssemos conversar sem medo de que alguém escutasse.

-E aí qual foi sua ideia genial senhorita Marinette. -Plagg disse cruzando os braços, ele usava uma camiseta preta e uma calça jeans azul escura, seu jeito desleixado apenas o deixava mais charmoso me fazendo lembrar me do ensino médio.

-Pensei em mandarmos mensagens em anônimo mas para que ele acreditasse manda vamos também uma foto da situação.

-Ótima ideia, você meio que salvou minha vida, sério não estava mais aguentando ficar olhando pra cara da descarada.

-Eu também não aguentaria se fosse você, eu poderia esquecer o que vi aquele dia mas eu o amo de mais para vê-lo casar-se com quem só quer o seu mal.-Disse convicta do que falava.

-Ótimo agora você, você não sabe como o Adrien era quando estava apaixonado antes de ir para o Canadá. -Ele disse revirando os olhos.

-Ok. -Tirei da bolsa duas cartelas de chips não cadastrados e sem cpf com o código de identificação. -Aqui, já dei um pra Tikki, agora é só esperarmos a hora certa.

-Pra mim toda a hora e a certa. -Plagg colocou seu novo chip e um celularzinho e colocou o contato da Anne. -Ótimo vamos ver se funciona. -Ela começou a digitar rapidamente enviando a tal mensagem para a senhorita Stone.

-Agora quero saber o que você mandou. -Disse curiosa.

-Logo você saberá, apenas vamos sentar lá com ela pra não sermos os suspeitos agora aqui é a série PLL, e eu sou a  -P

-Idiota. -Comecei a rir caminhando junto com ele até sentarmos perto do Adrien que conversava entusiasmado com uma florista.

                Adrien on

O plano ia bem mais além do que eu pensava, eu me casaria com o Adrien e simplesmente não sei o porque estou feliz, não é que eu não gosto dele, gosto, ele é bonito ótimo de cama, e ainda é atencioso, sei que minhas escolhas não foram uma das melhores e sei que quem um dia me ver poderia dizer que eu sou uma bruxa, mas não sou, quando o Adrien me conheceu eu era uma garota diferente nós realmente éramos amigos, contávamos tudo um para outro, mas quando minha mãe descobriu que eu saía com um Agreste fez questão de que eu tinha que ficar com ele por bem ou por mal, foi aí que eu me apaixonei, não era como se minha mãe tivesse feito minha cabeça, eu era bem ciumenta e quando se passou dois anos, ele tinha completado 18 anos igualmente a mim que tenho a mesma idade que ele, tudo ia bem, ele tinha acabado de completar um ano na faculdade que o pai pintassilgo do e assumido uma das empresas de seu pai no sul do Canadá, foi aí que por escolha do universo Michael era seu assistente pessoal e por incrível que pareça ele era o cara que tinha estudado comigo no fundamental e eu simplesmente lembrei de tudo que passamos juntos o que foi inesquecível, mas foi aí que aconteceu. Eu fiquei com ele, queria demais ter tido chance de terminar com o Adrien mas eu não conseguiria pois me sentia confusa, e minha família me mataria se descobrisse que eu dispensei um Agreste para ficar com um assistente pessoal.

Olhei para o Adrien e por poucos segundos me senti culpa, mas esse sentimento passou após eu notar que um olholhar apaixonado se encontrava em Marinette, e eu não deixaria ela ganhar, o Adrien é mais errado do que eu, achou que poderia ficar com ela é comigo ao mesmo tempo.

Então meu celular vibrou em minha cintura. Peguei o mesmo e começei a ler assustada.

Número desconhecido :

“A Marinette e os amigos dela podem ficar calados, mas eu também sei e pode ter certeza que sua hora vai chegar e seu casamento vai acabar…”

Olhei para os lados e ninguém se encontrava com nenhum aparelho de celular em mãos e um frio percorreu a minha espinha..


Notas Finais


Bem gente, eu achei que ia ser nessa que o Chat ia finalmente dar as caras mas, parece que o destino não cooperou com nois, só porque ele é o nosso Crach não querem que ele apareça para dar uns pega em nois kkk.

Então até o próximo capítulo e espero atenciosamente pelos comentários bjs😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...