História Nunca vou desistir de você - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 10
Palavras 1.577
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Musical (Songfic), Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 18 - Hospital


Fanfic / Fanfiction Nunca vou desistir de você - Capítulo 18 - Hospital

POV Ana

A gente finalmente encontrou ela, mais ela tava estranha, Derrepente ela olha para nós e começa a rir, depois de uns segundos caia no chão... Quando Maju caiu Kauã ficou doido, correu até ela levantou a cabeça e ficou chamando ela...

— marrentinha acorda por favor - ele pediu já com os olhos marejados

— Kauã temos que levá-la para o hospital antes que aconteça coisa pior- eu falei

— ok , abre o carro- ele disse jogando a chave pra mim, eu fui correndo para abrir o carro enquanto Kauã trazia Maju nós braços, ele botou ela no banco de trás e depois nós entramos na frente, Kauã saiu em disparada para o hospital mais próximo...

— oque será que ela fez?- perguntei

— deve ter bebido muito e usado muitas drogas- Kauã falou sério...

Se foi isso mesmo ela pode ter uma overdose a qualquer momento, se ela já não tiver tento... Chegamos no hospital e Kauã desceu que nem o flash pra pega Maju e eu fui atrás... Ele chegou dentro do hospital e gritou por ajuda

— ALGUÉM ME AJUDA - ele gritou desesperado, enfermeiras e médicos que estavam perto pegaram uma maca e vieram em disparada pegar Maju...

— oque aconteceu ?- uma das mulheres perguntou...

— ela desmaiou Derrepente, acho que usou drogas e ingeriu muitas bebidas álcoolicas- falei rápido

— Ok , faremos o possível - a mulher disse e saiu correndo, depois virei para trás procurando Kauã, ele estava sentado na cadeira de espera com a mão na cabeça...

— me diz que ela vai ficar bem - ele disse levantando a cabeça,eu sentei do lado dele e comecei a alisa sua cabeça

— espero que sim - falei e me encostei nele

— bom ,vou ligar para os avós dela e pra a galera... você fica aqui?- falei ele apenas assentiu...

~ três horas depois~ 

POV Kauã

Porque Maria Júlia tem que complicar as coisas?, porque ela faz isso? , Porque ela precisa se droga e bebe para se sentir bem? Sinceramente eu não a entendo. Não tenho nem mais lágrimas para chorar, já faz três horas que tô esperando alguma notícia dela. Ana ligou pra todo mundo... Os avós da marrentinha estão chorando sem parar, Henrique e Paulo também chegaram e estão do meu lado, lia está do lado de Ana  e as duas estão chorando pela marrentinha...

Eu já estava impaciente com a demora, até um homem chagar com uma prancheta na mão...

— responsáveis por Maria Júlia Mendes campos?- ele falou olhando sua pracheta e depois levantando o rosto, assim que ele disse aquilo, todos nós se levantamos e fomos até ele

— eu sou o avô e ela a avó- o avô de marrentinha falou

— e nós somos os amigos - Henrique falou

— como ela está?- lia perguntou

— bom, a senhorita Maria Júlia ingeriu muita quantidade de álcool e usou muitas drogas, ela teve uma overdose...

— meu Deus , mais como ela está ?- Ana perguntou com a boca aberta e já chorando

— ela teve uma parada cardíaca,mais por um milagre conseguimos reanima-lá, agora o estado dela tá razoável...mais a qualquer momento ela pode ter uma parada cardíaca e entrar em coma. Vamos ter que fazer uma lavagem estomacal nela - o homem disse, presumo que ele é o médico. depois que o médico disse aquilo todo mundo começou a chorar de novo...

 —será que podemos vê-la?- eu perguntei

— sim- o médico disse

— nós vamos primeiro- os avós dela se pronunciaram

— ok , me sigam- o médico disse e eles se foram

— Meu Deus, tomara que ela fique bem logo - Ana disse botando sua cabeça no ombro de Henrique

— Pois é - lia falou

— vamos ter que fala sério com ela - Paulo disse

— verdade- Henrique falou

— gente, alguém ligou para o "namorado" dela ?- lia falou e deu vontade de esganala

— não, aquele idiota - Ana disse

— idiota porque ?- Henrique disse

— depois vocês vão entender - eu falei... Ficamos Mais alguns minutos esperando os avós dela voltarem... Eles voltaram e nós se levantamos

— agora venham - o médico disse, nós assentimos e seguimos ele...

POV Maju

Eu abri meus olhos devagar e comecei a piscar por causa da claridade... Eu não estava reconhecendo o local onde eu estava , a única coisa que eu me lembro é de ter ido bebe e me droga com o Dylan, depois tentar voltar pra casa... Olho para mim e vejo que não estou com minhas roupas e sim as de  hospital... está muito silêncio,  Até um homem entrar

— como está se sentindo?-ele pergunta segurando sua prancheta...

— bem...eu acho, oque aconteceu?- falei

— bom, a senhorita usou muita droga e tomou muitas bebidas álcoolicas- o homem disse e eu assenti

— então a senhorita...- eu interrompo ele

— pode me chamar de você- falei e ele assentiu

— então você teve uma overdose, você teve uma parada cardíaca mais conseguimos te salvar...você vai passar por uma lavagem estomacal 

— nossa, quando vou poder sair daqui?- perguntei

— bom ,isso depende de como você vai reagir daqui pra frente, aliás seu estado ainda estar muito delicado ...-  ele disse e eu bufei

— que qui eu chame seus amigos e seus avós?- ele perguntou

— pode ser - falei

— se me der lincensa - ele falou já se levantando e eu assenti... Passou uns minutinhos e meus avós entraram e vieram correndo me abraça...

— meu Deus , como você está querida?-  minha avó perguntou

— bem - falei

— Maria Júlia você passou dos limites , eu falei pra você para de usa aquelas coisas - meu avô disse

— eu sei vô , mais tente me entender...- falei abaixando a cabeça

— eu e sua avó descidimos uma coisa- ele disse sério

— você vai ir morar com seu tio derik - minha avó completou

— ti...tio derik?- perguntei, tio derik é um homem muito rígido, ele mora nos EUA...

— sim , você vai no final do ano, vai fazer a sua faculdade lá e morar lá...só vai volta quando toma juízo- meu avô disse

— não acredito que vocês vão fazer isso comigo, vocês não podem - eu falei

— podemos sim, e vamos - meu avô disse

— querida tente enten...- minha avó ia fala mais eu a interrompo

— não vó , eu não entendo, saiam daqui - falei

— queri...- ela ia fala de novo só que eu a interrompo

— SAÍ LOGO - gritei e eles assentiram, pude ver lágrimas nos olhos da minha avó então se levantaram e saíram...

Não acredito que eles vão fazer isso comigo, eu tenho minha vida aqui não posso simplesmente abondonar tudo...e o tio derik é um homem muito chato, minha vida vai virar um inferno... Derrepente a porta se abre e meus amigos entram...

— meu Deus,que bom que você está bem - Ana fala correndo pra me abraça

— você que mata a gente do coração né - lia fala também correndo pra me abraça

— não é pra Tanto né gente - falo quando Ana e lia me soltam

— Maju você teve overdose, isso é muito perigoso - Henrique disse

— pois é ,você poderia ter morrido - Paulo disse

Pensando bem eles estão certos, mais não tenho nada a perder nesse mundo mesmo...

— eu sei , eu sei , mais já passou né ? E eu não morrir- falei revirando os olhos...

— verdade - todos disseram, então a sala ficou em silêncio e foi aí que eu percebi que tinha uma pessoa que ainda não tinha falado comigo... Kauã

— oi Kauã- falei normal

— oi - ele disse

Todo mundo percebeu a tensão entre a gente, então Ana se pronunciou

— Err... Lia, Henrique e Paulo, será que vocês podem sair rapidinho para eu resolver um problema ?- Ana perguntou, eles apenas assentiram, lia me deu um abraço e Henrique e Paulo me deram um beijo na testa depois saíram do quarto deixando apenas eu , Ana e Kauã em um silêncio horrível

— Err...Maju eu queria te contar uma coisa que eu descubrir hoje mais cedo... - Ana disse tensa...

— fale - eu disse me ajeitando na cama

— bom, eu estava preocupada com você então resolvi ir pergunta para o Max o porquê que você falto...eu estava procurando ele pelos os corredores, então achei ele conversando com a tifanny... Eu não pude deixar de não ouvir a conversa, então quando eu cheguei mais perto eles falavam de um plano que fizeram...  Só que O plano deles era...Err...como eu posso dizer...- Ana falou, eu não estava entendendo nada... Ela estava gaguejando muito pra fala oque era o plano deles... Eu já estava preocupada,não pode ser oque eu tô pensando...

— fala logo Ana- falei

— o plano era separar você e meu irmão - ela disse rápido.

Não acredito no que eu acabei de ouvir... Porque ele fez isso? Eu confiava tanto no Max... Se ele fez isso pensando que eu nunca ia descubrir ele estava enganado... como meu melhor amigo se junta com a minha inimiga pra fazer um plano idiota?, O pior foi que Kauã disse desse plano para mim e eu não acreditei nele...eu estava sem palavras... Descubrir que meu melhor amigo e "ficante" fez um plano com minha inimiga para me afastar do cara que eu estava gostando é muito pra mim...

— Err... acho que você e meu irmão tem muito oque conversa... Eu tô indo se cuida- Ana disse me abraçando e logo depois saindo... Eu olhei pra Kauã e ele pra mim, Agora a conversa vai ser tensa...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...