História O 4 Super Poderoso - Capítulo 37


Escrita por: ~

Postado
Categorias As Terríveis Aventuras De Billy e Mandy, Avatar: A Lenda de Korra, Ben 10, Danny Phantom, Demashitaa! PowerPuff Girls Z, Homem de Ferro (Iron Man), Homem-Aranha, Invader Zim, Megas XLR, Meninas Super Poderosas (The Powerpuff Girls), O Incrível Hulk, O Laboratório De Dexter, Samurai Jack, Star vs. as Forças do Mal, Steven Universe, Witch, X-Men
Personagens Anthony "Tony" Stark, Bolin, Docinho, Dr. Bruce Banner (Hulk), Durão, Explosão, Florzinha, Fortão, Fuzzy Confusão, James "Logan" Howlett (Wolverine), Lindinha, Peter Parker, Princesa MaisGrana, Sedusa, Senhorita Bellow, Senhorita Keane, Steven Quartzo Universo, Toffee
Tags Novo Integrante, Ppg Adultas
Visualizações 11
Palavras 2.058
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Ficção, Ficção Científica, Luta, Romance e Novela, Saga, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi gente! Bem, porque tô postando capítulo sendo que a fanfic menos atualizada é a de Bad End Friends Vs World? Fácil, porque no fim de semana não vou poder postar nenhum cap de O 4º Super Poderoso, afinal, terei a estreia da minha fanfic de Kuroko no Basket chamada Atom no Basket e depois terei de fazer o capítulo de B.E.F.V.W, por isso, tenho um fim de semana atarefado.

Capítulo 37 - Capítulo 35- Uma Vida Nada Cor-De-Rosa...


Blossom e Brave estavam perseguindo Berserk, a ruiva Punk era muito rápida, bem mais que Blossom e sem dar chance para Brave, que era um pouco mais lento que as duas jovens…

Blossom-Brave?

Brave-Eu nunca fui muito bom na velocidade, é mais um Buddy quem resolve esse tipo de problema, vai na frente e não deixa ela fugir!

Blossom-Ok!

Gritou a Super Poderosa rosa, indo a toda a velocidade, assustando um pouco Berserk, a fazendo dar um boost no seu voo, mas, mesmo assim, via que Blossom estava chegando bem perto dela… porém, felizmente, elas tinham despistado Brave completamente, ou seja, um confronto direto não seria má ideia… elas pararam no porto da cidade e Berserk pousou em cima de um armazém, seguida de Blossom que aterrou no mesmo armazém, mas um pouco afastada da sua versão daquele universo…

Berserk-Parece que o seu querido parceiro ficou para trás…

Blossom-Ele vai apanhar a gente e, quando o fizer, vamos chutar o seu grande traseiro…

Berserk-Alô! Génia! É do mesmo tamanho que o seu!

Blossom-M-mas… eu…

Berserk-Uhuhu!!!! Ficou caladinha no seu canto como a puta que é! Agh!

Gemeu de dor quando Blossom deu um soco na Punk, fazendo a inimiga dar passos para trás e limpar o sangue que escorria de sua boca…

Berserk-Ora seu pedaço insignificante de merda…

Na mesma hora, Berserk desferiu um chute em Blossom, mas a mesma bloqueou, segurando, em seguida, a perna da Punk, a fazendo rodar e soltando-a que, consequentemente, a fez ir disparada contra um dos armazéns, a ponto que quebrou a parede por inteiro… a Super Poderosa rosa adentrou no armazém que a Punk tinha, obrigada claro, a entrar e se viu num manto de escuridão, só seus olhos rosa brilhantes que dava alguma luz àquele local…

Blossom-Vamos lá… não se esconda…

Disse, piscando duas vezes e fazendo sua visão ficar igual a uma câmara de visão noturna de, em vez de verde, brilho rosa… a Punk ruiva, que se escondia entre as caixas do local, sabia que habilidade era aquela, também possuía, mas nunca encontrou alguém que realmente a tivesse, ou seja, atacar furtivamente estava fora de questão… por isso… tinha de atacar de frente e de cabeça…

Berserk deu um salto, se revelando e, após colocar os pés no chão, deu uma acelerada violenta, indo como um raio rosa na direção de Blossom, a mesma tentou desviar, mas acabou levando uma cabeçada bem no queixo, fazendo seus dentes quase quebrarem com o choque e ser projetada contra um monte de caixas, que foram todas desfeitas em pedaços com o choque…

Berserk-Haha! Parece que a Super Poderosa não é tão poderosa assim né? Hehehe!

Blossom-Grrr… você tá me deixando furiosa Berserk… você não vai querer me ver furiosa…

Dizia, enquanto uma luz ainda mais brilhante vinha de seus olhos… Blossom se levantou por completo, olhando para Berserk e seu rosto confiante que logo adotou uma feição de medo quando viu os olhos da sua contraparte a carregarem uma energia rosa bem potente…

Por puro instinto, Berserk foi disparada para o céu, com medo e em pânico assim que olhou para baixo e viu toda a zona que não era do lado de Blossom, principalmente as paredes daquele armazém, ser desintegrada por um raio laser potente vindo dos olhos da mesma… assim que o feixe de luz acabou, Berserk foi descendo, lentamente, com o coração nas mãos de tanto medo que sentia em voltar para o chão, mas se ficasse no ar seria um alvo fácil…

Ao colocar o primeiro pedaço de cabedal de suas botas no chão, a sua contraparte, Blossom, apareceu na frente da Punk e disparou um raio contra a mesma, Berserk desviou, por pouco e acabou tendo o cabelo um pouco queimado, ela se virou e viu o que a Super Poderosa rosa fez a seu cabelo…

Berserk-Sua… FILHA DA PUTA!!!! Não se mexe com o cabelo de uma mulher!!!! Sendo você uma mulher, eu pensava que você entendia isso!!!!

Blossom-E eu entendo… mas não percebo porque não poderia mexer no cabelo de uma desnaturada como você…

Berserk-Huh…!? Pera… olha… se vais começar a usar vocabulário complicado… eu vou ter de avisar que não fui na escola muito não… por isso… pode traduzir isso de… “desnaturada”…?

Blossom-Aghhh… tá… desnaturada é alguém sem consideração por nada e nem por ninguém, ou seja, eu acho você bem desnaturada por se importar tanto com seu cabelo e não com o facto de quase ter acertado você…

Berserk-Ahhh… entendi… espera… isso é uma ofensa né?!?!

Blossom só revirou os olhos perante a face e posição que a ruiva se colocou, como se fosse de ofendida, na verdade, era mesmo… porém, a Super Poderosa rosa teve de reagir rápido a um raio disparado da Punk que acabou fazendo uma quantidade considerável de seu cabelo, pela lateral, ser cortado, caindo no chão…

Berserk-Opa, foi mal, mas eu não me importo em mexer no cabelo de uma vagabunda como você…

Com isso, ambas as contrapartes olharam raivosas uma para a outra e, em um segundo, dois flashes de luz rosa embateram criando uma explosão que abalou toda aquela zona…

Blossom, enquanto voava em alta velocidade para se igualar a Berserk, planeava alguma estratégia para imobilizar sua contraparte, mas sem sucesso, sendo a Punk rosa uma versão da Super Poderosa, ela poderia prever o que a mesma pensava… agora a única coisa que ela podia fazer era dar porrada!!!

E foi o que fez, dando socos que embatiam com os de Berserk, criando ondas de impacto que faziam as nuvens em volta se dispersarem, houve um momento que as duas rosadas dos dois times tiveram a mesma ideia de soltar um projétil de energia rosa que, ao embater, criou uma onda de fumaça que não deixou ninguém ver a luta entre as duas rosadas, até que um soco das mesmas que embateu com o outro fez a nuvem se dispersar pelo ar, enquanto o confronto acontecia, Blossom começava a se sentir cansada e exausta, muito mais rápido que Berserk, ou do que ela costumava ficar, mas porque seria…?

Essa pergunta foi respondida assim que Blossom sentiu um enjoo repentino pelo estomago e desceu o mais rápido possível, correndo até a um barril e vomitando lá para dentro… Berserk foi descendo, lentamente enquanto via a cena e tentava raciocinar para tentar entender que raios estava acontecendo ali… até que uma luz se acendeu na cabeça da Punk e a mesma percebeu tudo, começando a rir descontroladamente, dizendo…

Berserk-Hhahahaahha!!! Você vomitou!!!! Hahahaha!!!

Blossom-E daí!? Nunca viu!?

Gritou, completamente alterada ao ouvir os risos da Punk, que colocou um sorriso bem estranho na boca, enquanto dizia…

Berserk-Eu já vi muitos, sendo que eu posso reconhecer um vómito matinal quando o vejo…

Ao ouvir isso, Blossom se virou para o barril onde tinha vomitado e sentiu um enjoo novamente, vomitando ainda mais, enquanto a Punk rosa se aproximava e dava tapinhas nas costas de Blossom, falando…

Berserk-Vai, deita tudo para fora… caralho, para vomitares a esse ponto você já deve ter umas 6, ou 8 semanas…

Blossom-Ughhh… não… já fazem 12… por isso que é tanto…

Explicou, se recostando no ombro da Punk, completamente exausta de tanto vomitar, mas, assim que percebeu ao que estava se encostando, Blossom moveu-se rapidamente para trás, batendo contra uma parede do armazém, de forma que a obrigou a sentar, enquanto olhava para a Punk com certa dúvida e curiosidade… por falar nela, Berserk foi até Blossom e se sentou do lado da mesma…

Blossom-Como… você sabe que isso são enjoos matinais de gravidez e não enjoos normais…?

Berserk-Fácil… 1º, você não viu nada do tipo nojento, ou repugnante a ponto de vomitar, 2º, foi totalmente de repente e sem explicação, você, primeiramente, iria ficar com uma feição de horror, ou de repulsa, ante de vomitar… 3º… eu já tive vómitos desse tipo…

Ao ouvir isso, Blossom arregalou os olhos… Berserk tinha um filho?! Mas… ela parecia ser bem mais jovem que Super Poderosa rosada… pelo menos 2 a 4 anos… como poderia ter um filho?

Blossom-Mas… espera… que idade você tem…!?

Berserk-19 anos…

Blossom-Ainda é muito nova para ter um filho…

Berserk-Ei! Eu tenho filho na hora que eu quiser!!!

Blossom-Agh, s-sim… desculpe… mas… quem é o pai…? E… ele sabe das coisas que você faz…?

Assim que as perguntas foram colocadas, Berserk adotou uma feição triste, se abraçando aos joelhos enquanto olhava para o chão… sussurrando um nome antes de começar sua história…

Berserk-Bullyan…

Blossom-Huh?

Berserk-Esse… seria o nome do meu filho…

Blossom-S-seria…?

Berserk-Sim… eu… abortei…

Os olhos rosados de Blossom se arregalaram com a revelação, ela, assim que começou a ter os enjoos e tudo mais do inicio da gravidez, nunca teve sequer o pensamento de abortar… então… porque sua contraparte, que era muito mais rebelde e sem noção… abortaria?

Blossom-Mas… porquê…?

Berserk-Por causa do filho da puta do pai dele… Dexter

Blossom, ao ouvir aquele nome, nem podia acreditar… Dexter, a pessoa que mais amava, tinha feito Berserk abortar, claro que era o Dexter daquele universo, mas, mesmo assim…

Berserk-Ele… bem… nós os dois tínhamos uma relação meio… difícil… ele me achava interessante e me tratava como um rato de laboratório, eu, que nem me importava já que podia matar aquele nerd em um segundo, me fazia de espécime, fazendo várias investidas nele… colocava roupas sensuais… acordava nua ao lado dele… me vestia com aquelas roupas que são só ataduras, ou sei lá o que é aquilo, de cabedal… mas nada o fazia vir até mim… então… pensei em algo mais drástico…

A Super Poderosa rosa até ficou com medo ao ouvir isso, o que teria feito a sua contraparte? Era aterrorizante só de pensar…

Berserk-Eu… nem sei bem o que tinha na cabeça quando fiz aquilo… amarrei ele à cama, pelado e o obriguei a transar comigo… foi incrível, eu estava no controlo o tempo todo, ele, agora, era meu bichinho de estimação… mas… houve uma altura que eu parei de usar as amarras e ele começou a ficar mais no comando, quando isso aconteceu, senti-me, novamente, usada por ele… aí parei de ir o ver e paramos com aquelas coisas doentias… mas… eu não sabia os riscos de fazer aquilo e, mesmo tendo sempre certeza de tomar a pílula… fiquei com uma pequena peste no meu ventre…

Assim que ouviu isso, Blossom segurou, rapidamente, sua barriga, mais ou menos pelo ventre, ficando com bastante medo do que iria ouvir a seguir…

Berserk-Nada de abortar… foi o que eu disse… sentia-me… sei lá, saber que aquilo foi decisão minha era como uma forma de contrariar aquele idiota de óculos, me fez sentir bem… os meses se passaram e eu estava mais putaça que tudo, eu não conseguia raciocinar direito e nem conseguia pensar com sanidade… nessa altura, minhas irmãs roubavam tudo para mim, de forma a ficar mais feliz e alegre… até os idiotas dos Justiceiros fizeram isso para tentar me “ajudar”… mas… no final, eu soube que tinha de contar ao óculos sobre o que aconteceu… eu fui até o laboratório dele… e contei… a reação dele… foi inesperada… ele… chorou de alegria…

Blossom, realmente, se surpreendeu com isso, ficou até com um sorriso por ver que, mesmo podendo ser um vilão, o Dexter daquela dimensão ainda era sensato e não deixaria um filho seu de lado…

Berserk-Então, após isso, eu e ele compramos tudo para o nosso pequeno Bullyan… eu até comprei uns brinquedinhos afiados para ele bater nos Justiceiros, mas… para quê…? No dia do parto aquele desgraçado me injetou alguma coisa que fez nosso filho virar um vegetal negro… sem… sem… aghhh…

Gemeu de agonia e de tristeza, ao se lembrar da imagem do filho quando foi retirado de seu ventre, começando a derramar uma onda de lágrimas… Blossom estava arrasada, mesmo não gostando de Berserk por motivos óbvios, ela ainda era uma versão dela própria e não gostava da ver sofrer daquela maneira… e nem queria acreditar na grande maldade de Dexter… ela abraçou Berserk bem forte… e deitou uma lágrima, pensando no pior e imaginando a mesma coisa acontecendo a ela… já que ainda não tinha dito a Dexter da novidade… após alguns segundos abraçada à sua contraparte, Blossom percebeu que ela simplesmente tinha desaparecido numa fumaça vermelha escura e, ao pensar um pouco, ela tinha só um nome na cabeça…

Blossom-Ele…

Continua…


Notas Finais


E aí? Gostaram? Comentem o que acharam e vocês já sabem que isso me incentiva pra caramba! Mesmo tendo o fim de semana atarefado, eu ainda tenho amanhã, vai que consigo escrever mais um capítulo? Impossivel, mas vai que consigo?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...