História O Acaso - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Jeremy Bieber, Personagens Originais
Visualizações 4
Palavras 1.997
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Chegueiiiiiiiii !!!
Iria postar amanhã, pois não revisei esse capítulo, mas resolvi soltar logo para vocês.
Boa leitura *-*

"Isso é real."

Capítulo 10 - This is real


Fanfic / Fanfiction O Acaso - Capítulo 10 - This is real

      Apartamento do Bieber – 02:57 pm.

Safire Jones P.O.V

Eram quase três da tarde eu ainda não tinha coragem de me levantar e ir embora. Justin parecia não se importar pelo fato de eu ainda estar aqui, em sua casa.

Nós já tínhamos almoçado, depois do almoço eu achei sorvete no congelador dele, e é claro que nós atacamos. E nesse exato momento estamos jogados no sofá vendo TV. O clima entre nós está suportável, ultimamente tem sido assim e eu agradeço muito por isso mentalmente.

Olhei para Justin que está no outro sofá e o mesmo sorriu me mandando uma piscadela – ri – ele não muda.

Voltei a minha atenção ao filme, que por sinal, é muito interessante.

O interfone tocou... e como vi que Justin não ia fazer questão, eu mesma me levantei para atender.

- Senhor Bieber Boa tarde. – ri

- Sim, diga, aqui é a Safire.

- Oh ! Senhorita Safire mil perdões – soltei um riso fraco – Tem uma moça que deseja subir, ela quer falar com o senhor Bieber.

- Espera um segundo Joe, vou chama - lo. – Fui até a sala – Bieber, vai lá no interfone, é para você. – falei bem óbvia, até por que teria que ser para ele mesmo pois o apartamento é dele.

                Justin Bieber P.O.V

Desliguei pensando no por que dela vir me procurar, não tenho ideia alguma.

- E ai? – Safire pergunta quando volto a sala.

- É que um... – minha resposta foi interrompida com a campainha sendo tocada. Lancei um olhar tranquilo para Safire quando a mesma olhou suas roupas, para que ela entendesse que não é ninguém de importante.

Abri a porta dando espaço para a garota em minha frente entrar. Em silêncio conduzi ela até a minha sala, a garota lançou um olhar curioso para Safire que ainda tinha poucas peças de roupa no corpo e.... ah ! Como ela é linda.

- Senta aí – apontei para outro sofá e me sentei ao lado de Safire

Um silêncio insuportável invadiu o lugar... afinal, o que essa garota veio fazer a aqui ?!

- Bom... Já que ninguém fala, eu falo – Safire falou e olhou para garota – Meu nome é Safire Jones, e o seu é...?

- Dori, Dori Sullivan. – Dori que eu descobri a poucos minutos ser o nome da garota, respondeu.

- Então... O que veio fazer aqui ? E como me achou ? Não me lembro de ter te dado o meu endereço.

Eu tinha “conhecido” essa garota na festa de Hanna e Travor, depois não há vi mais.

- Bom... Você é o Justin né? – concordei – Eu consegui informações suas com Travor, sou amiga dele.

- Acho que conheço você de algum lugar... Ou não? – Dori concordou com Safire

- Sim... Você organizou a festa de Hanna e Travor, certo ? – Safire concordou – Como eu disse, eu sou amiga de Travor. Eu estava na festa... – ela suspirou – Eu queria começar pedindo desculpas para vocês, eu não sabia que são namorados – Safire riu e eu me mantive sério.

- Não se Desculpe querida. – Dori tomou uma expressão confusa após Safire ter dito isso.

Mal sabe a garota, que, estamos longe de ser namorados.

- Tudo bem – ela respirou – Eu vi vocês no quarto, me desculpem outra vez, eu não deveria... Eu já tinha te visto antes disso – ela me olhava – Eu te achei tão lindo, mas tinha tantas garotas que eu não sabia como me destacar. Até que eu vi a oportunidade perfeita. – Não estou entendendo nada

- Da pra você ser mais direta. – perguntei já nervoso

- Depois que ela – Dori apontou para Safire – Saiu do quarto, você se chapou mais – Isso é verdade – Então foi a minha deixa, você se lembra de mim naquele quarto ?

- Um pouco... Não muito bem.

Safire apenas observava sem expressão alguma no rosto, eu já estou entendendo onde essa garota quer chegar, é óbvio que a gente ficou, apesar de eu não me lembrar muito bem pelo fato de que eu estava chapado, mas eu me conheço, a garota é bonita e pelo visto parece ser bem mais nova, e com certeza deu alguma merda.

- Então, a gente ficou, e... transou também... v-você nem queria, eu meio que forcei e te provoquei muito.

- Quantos anos você tem ? – perguntei e vi os olhos dela se enchendo de lágrimas

- 16 – ela começou a chorar e eu fiquei imóvel. Olhei para Safire e ela continua sem expressão alguma.

- Dori... O que aconteceu, olha respira e me fala... pra eu poder entender e ajudar.

- Justin – ela já chorava menos – me perdoa, a gente transou sem camisinha. – ela voltou a soluçar e foi aí que eu liguei as peças.

Não. Não pode ser porra não pode ser, olhei para Safire que havia se levantado e saiu dali... porra como assim ? Puta que a pariu, ela não pode estar grávida.

Vi Safire voltando com uma bandeja, e nela tem uma jarra de água e alguns copos, Safire serviu um e foi até a garota o entregando. Dori pegou a água e mal conseguiu tomar agradecendo e logo Safire fez o mesmo comigo, que o contrário da garota tomei a água em apenas dois goles.

- Justin, eu só tenho 16 anos, e-eu tenho um lindo futuro planejado pela frente, eu sei que pode parecer egoísmo, mas para o nosso bem, eu não posso ter essa criança... e se meu pai descobrir é capaz dele te denunciar por pedofilia, estupro, ou sei lá o que mais, é capaz dele matar nós dois.

Eu estou em choque, não consegui dizer uma só palavra.

- Quando você descobriu da gravidez ? – Safire perguntou

- Há 4 dias atrás, eu ainda não consigo acreditar que estou gravida de três semanas – Dori ainda chorava, mas era um choro fraco agora – Olha Justin, não quero que você pense que estou tentando dar algum tipo de golpe ou qualquer outra coisa. Eu tenho ótimas condições financeiras pode ter certeza.

- Se não quer a criança por que veio me procurar – em fim falei algo, mas logo me dei conta da idiotice que falei

- Justin! – Safire me repreendeu me acertando um tapa no braço

- Desculpa. – Pedi olhando para Dori

- Foi eu quem causei isso Justin, a culpa é minha... Mas eu vim te procurar pois eu não sei o que fazer... Eu não quero ter filhos agora Justin, eu nem ao menos terminei o colegial. – ela soluçou

- Olha... Nós vamos da um jeito, eu não vou te deixar de mão relaxa.

- Acontece, que eu NÃO QUERO essa criança – ela voltou a chorar – Eu só não abortei ainda pois não tenho dinheiro, quer dizer, eu tenho mais como vou pegar uma quantia alta sem meus pais perceberem ? – a fúria me tomou quando pensei em falar algo Safire foi mais rápida.

- Você tá louca sua puta ? Como assim você quer abortar? A criança não tem culpa que vocês foram irresponsáveis, tu tá chapada né? HEIN CARALHO ME RESPONDE – Safire se alterou assustando a garota

- Eu só tenho 16 anos... Eu não-o sei o que fazer, não vou ser uma boa mãe, desculpe.

Respirei fundo tentando organizar tudo que está acontecendo nesse momento.

- Olha Dori, foi algo que nós não planejamos, mais que tal fazermos direito dessa vez ?! Vai pra casa e descansa, me deixa assimilar tudo isso, tudo bem ? – ela concordou – Não faz nada sem me consultar antes, nem pense em abortar essa criança, nós vamos dar um jeito nessa situação – falei referente a ela e a família.

- Obrigada Justin e... Safire, me desculpem, mas eu só fui sincera quanto a essa gravidez.

- Ei, esquece isso pelo menos agora, só não faz nada com a criança, promete? – Safire perguntou e ela concordou

- Por enquanto acho melhor você não contar a ninguém, vamos manter isso em segredo, ok ?

- Ok, só a minha irmã mais velha sabe, ela me incentivou a vir aqui, ela está no carro lá em baixo me esperando. Eu prometo não fazer nada e prometo entrar em contato, Travor me deu seu número. Agora eu tenho que ir.

- Eu vou te acompanhar até lá em baixo. – dito isso o celular de Safire começou a tocar.

Safire Jones P.O.V

Caraca, eu estou espantada. Bieber engravidou uma MENINA de 16 anos. E a situação não está nada boa, nada Boa mesmo.

- Eu vou te acompanhar até lá em baixo. – Justin falou e meu celular começou a tocar.

“Mamãe”

Droga Esther agora não.

Dori me mandou um aceno e saiu junto a Justin.

- Querida, liguei para saber se você está bem, almoçou ? Onde você está? O que está fazendo? Está sozinha? Bufei ao ser bombardeada com tantas perguntas

- Sim mãe eu estou bem, no apartamento de Justin, estou...vendo TV, e sim estou sozinha, Justin acabou de sair, ele foi... pegar correspondências.

- Fico mais tranquila que esteja com Justin filha. Isso me fez revirar os olhosEle é um ótimo rapaz e eu o adoro.

- Legal mãe falei de um modo que ela percebesse que eu estou pouco me fudendo – Preciso desligar agora. Te vejo amanhã.

Nem esperei pela resposta dela, apenas desliguei.

Justin não demorou muito, quando me dei conta Justin estava se sentando no outro sofá, ele pois a cabeça entre as mãos e soltou um suspiro alto. Me levantei e me sentei ao seu lado. Ele me olhou e não disse nada, talvez eu tenha que dizer algo...

- Você está pirando, né? – ele concordou – Talvez o que você está passando agora faz você se sentir como se fosse o fim do mundo. Mas estou aqui para lhe dizer que não é. – ele sorriu tão fraco – Cada coisa que você passar na vida será uma lição, Quando você faz algo que lamenta, ou algo que simplesmente mata você por dentro, vá em frente e chore, sério, deixa sair. Nunca encha essas emoções, gritar e chorar para aliviar a dor ou raiva é saudável.

- Obrigada Safire. – Puxei ele para um abraço

Ele me abraçou com força e beijou.

Eu o puxei para o quarto, eu queria ele. Queria ele ali, e não importava o que estava acontecendo.

Justin eu ficamos bons e longos minutos nas preliminares, cada toque dele ela intenso o que só me fez o querer mais .

Quando já estávamos sem roupa alguma, ele pegou uma camisinha.

- Justin... Não. Eu quero sentir você completamente.

- Quer mesmo fazer isso ?

- Sim... Você não é o meu primeiro óbvio – ele riu – Mas é o primeiro que eu quero sentir intensamente, pele na pele, eu confio em você. – ele sorriu fraco

- Não deveria, eu transei sem camisinha com uma adolescente e agora ela tá grávida – segurei o rosto dele fazendo ele olhar em meus olhos.

- Você estava chapado, mal sabia o que estava fazendo. Mas isso – juntei nossos corpos arranhando as costas dele. – Isso é real Justin, você não está chapado, você se lembrará disso – ele me olhou nos olhos – Isso é real. – Sussurrei no ouvido dele.

Sem que eu esperasse ele me penetrou, forte e fundo fazendo eu soltar um gemido de dor e prazer.

E assim continuou...

- Safire – ele gemeu – Eu to quase...

- Eu quero que você goze dentro. – ele negou – Justin – gemi – Confia em mim.

Ele aumentou mais ainda a velocidade.

Eu gozei.

E ele gozou logo depois, me fazendo sentir um jato sendo disparado dentro de mim.

Justin se jogou ao meu lado, ofegante e eu me levantei.

- Onde vai ?

- Já volto.

A até a sala e peguei um anticoncepcional na bolsa o engolindo a seco mesmo.

Voltei para o quarto e me joguei na cama ao lado de Justin.

- Você é linda... – ri

- São seus olhos – brinquei o fazendo rir, mas até que é verdade

Ele me puxou para ele e me abraçou.

E assim nós dormimos juntos, pela primeira vez.


Notas Finais


Continua ?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...