História O Acaso Do Nosso Encontro - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Hentai, Lemon, Yaoi
Visualizações 10
Palavras 2.947
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Slash, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Eu tava ansioso então resolvi postar agora mesmo, espero que gostem.

Capítulo 17 - Formando Laços


Fanfic / Fanfiction O Acaso Do Nosso Encontro - Capítulo 17 - Formando Laços

Amanhã é o dia de resolvermos negócios...

No dia seguinte, a manhã de terça-feira...

Dean, Dean, acorda - Fala Dan tentando acordar Dean.

Ahh? Oi Dan, bom dia, eu estava tendo um sonho tão bom, em que você estava pelad... - Fala Dean sendo silenciado por Dan.

Cala boca, idiota - Fala Dan um pouco corado.

Vamos, se arruma Dean, vamos para sua casa - Fala Dan saindo de cima de Dean e indo escovar os dentes.

Ahhh é, hoje é o dia, como você disse ontem, então tudo bem - Fala Dean indo junto a Dan escovar os dentes.

Bem, ainda são dez horas da manhã, algum motivo para querer ir tão cedo Dan? - Pergunta Dean finalizando o escovado de dentes com Dan.

Só quero resolver esse negócio logo - Responde Dan descendo no andar ao lado de Dean.

Entendi, bem, você poderia fazer algo? - Pergunta Dean.

Preparar algo? Tudo bem então, faço algo rápido - Responde Dan indo em direção a cozinha.

Bem, obrigado então - Fala Dean se sentando no sofá da sala.

Bem, oque que tem no jornal - Fala Dean ligando a tv em um canal de notícias.

Que merda, não tem nenhum canal que não fale de nós, exceto esse aqui, ele está falando sobre a família Bertrand - Fala Dean prestando um pouco mais de atenção no canal.

Bem, pelo visto não é nada de mais, só falando sobre Sarah, ela nem sequer é uma celebridade, nem eu, só somos de famílias ricas, porque a tv nao fala de cantores invés de nós - Fala Dean desligando a televisão com um pouco de raiva.

Bem, vamos mudar de assunto, a comida está pronta - Fala Dan botando a comida da mesa de centro da sala.

Você não disse que ia ser rápido e simples, para mim isso é um jantar, não um café da manhã - Fala Dean enchendo a boca de comida.

Não vai nem me presentear por ter feito comida para você - Fala Dan virando a bochecha para Dean.

Dean o beija...

O-Obrigado, e vê se come devagar - Fala Dan um pouco envergonhado e começando a tomar o café da manhã.

Depois de algum tempo, depois do café da manhã...

Dan, você é muito fofo quando quer - Fala Dean indo em direção a um banheiro tomar banho.

Cala boca - Fala Dan vermelho que nem uma pimenta.

Hihihi, depois terminamos a conversa, eu vou tomar banho - Fala Dean parando por um momento.

D-Dean, eu posso tomar banho com você? - Pergunta Dan com a cabeça abaixada, rosto vermelho e segurando pela manga da camisa de Dean.

Pode sim Dan - Fala Dean pegando Dan pela mão e o lavando ao banheiro e trancando a porta.

|Dan imediatamente vai em direção a banheira e a liga, adicionando shampoo para fazer bolhas. Era uma banheira bem grande, cabia duas pessoas|

Dan, tira a sua roupa - Fala Dean pelado arrancando a blusa de Dan.

Você é todo musculoso Dan, você faz academia? - Pergunta Dean retirando o short de Dan, a força, Dan ainda estava resistindo.

Não Dean, eu não vou a academia, e para de tirar minha roupa, eu não sou criança - Fala Dan tentando se soltar das mãos de Dean.

Certo Dan, só falta sua cueca - Fala Dean tirando a mesma.

Para - Fala Dan pulando na banheira para se esconder entre as bolhas.

Ahh, você tira a graça assim - Fala Dean entrando pelado na banheira.

Porque não se diverte um pouco comigo Dan - Fala Dean arrastando sua mãos pelas pernas de Dan até chegar ao membro do menor.

Dean, para, você é muito chato Dean - Fala Dan tentando se acalmar um pouco, tentando não se sentir excitado com a situação.

Você endurece muito rápido, não dá nem tempo para eu próprio fazer isso - Fala Dean arrastando sua mão sobre o membro de Dan.

É sua culpa ele estar assim - Fala Dan tentando afastar as mãos de Dean do seu corpo.

Ahh não, você já me deixou excitado, deixa pelo menos eu me divertir um pouco - Fala Dean encostando seu membro no orifício do menor.

P-Para Dean, isso não é momento... - Fala Dan interrompido pelo maior o penetrando.

É quente dentro dele... de Dan... ou é a água da banheira? Acho que a primeira opção. Ele nunca mais me deixou fazer isso, na verdade, ele nem havia deixado dessa vez, melhor eu aproveitar - Fala Dean em sua cabeça.

Nunca mais havia experimentado essa sensação, Dean sempre pedia, porém eu recusava, acho que eu estava pensando demais nesse maldito contrato, isso atrapalhou meus sentimentos por ele, tenho certeza que o amo, como nunca amei ninguém, porém esse contrato só limita meus pensamentos por ele, não consigo atender aos seus desejos. É tão quente, eu suo, eu consigo o sentir dentro de mim, me preenchendo - Fala Dan em sua cabeça.

D-Dan, desculpa, eu... - Fala Dean sendo interrompido por um beijo de Dan.

D-Dean, e-eu quero que você continue, e... mais rápido - Fala Dan vermelho que nem um tomate.

Certo então - Fala Dean novamente adentrando Dan com seu membro, indo com um pouco mais de velocidade contra o menor.

|Dan começou a soltar alguns gemidos bem baixos, ouvidos por Dean, que o excitava ainda mais|

Porque ele é sempre assim comigo? Porque ele sempre me faz completo? - Fala Dan em sua cabeça.

Porque ele me excita? Ele me constrói, me ergue e luta por nós, ele é especial para mim, ele é único - Fala Dan em sua cabeça.

|Dean começa a ir um pouco mais rápido e fundo, de acordo com os pedidos de Dan|

Dan, eu acho que eu vou - Fala Dean liberando o líquido no menor.

|Dan soltou alguns gemidos mais altos dessa vez, dava para se ouvir no cômodo inteiro, isso excitava Dean|

Bem, para mim acabou - Fala Dean abrindo a tampa da banheira, fazendo assim, toda a água da banheira sair, exceto as bolhas.

|Com o esvaziar da banheira, deu para ver perfeitamente o líquido saindo do orifício do menor|

Parece eum fonte - Fala Dean se molhando uma última vez antes de sair do banho, ele estava muito grudento, assim como Dan.

|Antes que pudesse sair do banheiro, Dean é puxado pela mão em direção ao rosto de Dan, que o mesmo perguntou:|

Dean, você está satisfeito? - Fala Dan se molhando uma última vez, assim como Dean havia feito.

Estou sim, espero que você consiga me satisfazer mais vezes - Fala Dean dando um último beijo em Dan antes de sair do banheiro para se trocar, um beijo rápido

Hihihi, ele é realmente chato quando quer, assim como é sempre um amor quando quer - Fala Dan saindo do banheiro e indo se trocar a Dean.

Alguns minutos depois, na limosine de Dean, indo em direção a mansão Laurent...

Dean, com quem começamos, você que conhece sua própria família - Pergunta Dan prestando atenção as palavras de Dean.

Bem, como eu posso dizer, ela é a nível intermediário, minha mãe é nível fácil, minha irmã intermediário e meu pai Difícil, bem, minha irmã gosta muito de mandar os empregados da mansão vestirem suas roupas, digo, ela é parecida com você, ela gosta de vestir coisas fofas nos outros - Fala Dean em um tom de voz de resmungo.

Bem, não sei se será fácil como eu penso, mas espero que consigamos - Fala Dan.

|Dean manda Arnold estacionar e ir para seus aposentos na Mansão descansar|

Boa sorte mestre Dean e Mestra Dan - Fala Arnold indo em direção a mansão.

Dean, eu quero que você comece o plano A, que é tentar convencer seu pai de que ele deveria acabar com o contrato - Fala Dan.

Certo, e você Dan? - Pergunta Dean.

Eu vou falar com sua irmã - Fala Dan.

Certo, nós vamos conseguir - Fala Dean dando as mãos a Dan.

|Os dois unem seus lábios, criando assim um beijo reconfortante para ambos os lados|

Boa sorte Dean - Fala Dan.

Você também - Fala Dean.

Enquanto isso, na visão de Dan...

Eu tô abrindo todas as portas dessa casa, qual é o quarto dessa menina, pérai, aquele quarto está com uma porta muito bonitinha - Fala Dan abrindo a porta do quarto.

Essa fita fica linda em você... - Fala Charlotte, a filha dos Laurent.

Eu não aguento mais, você já fez tudo, já botou glitter nas minhas cuecas, já pintou meu rosto com essa tinta e escreveu um no meu braço com uma caneta permanente, é que ainda estou usando essa roupa de menina, eu me demito - Fala o empregado saindo do quarto.

Boa sorte amigo, está menina é o verdadeiro demônio - Foi oque o empregado falou em meu ouvido antes de sair.

Olá, você é o próximo teste? Espera um pouco, eu me lembro de você de algum lugar, você não é o namorado do meu Irmão? - Pergunta Charlotte.

Ahh, sou sim, eu estou meio perdido, e vim parar nesse quarto, essa mansão é realmente grande, não é? - Fala Dan tentando disfarçar.

É realmente grande, mas já que entrou no meu quarto, tem que seguir o meu jogo, ouviu? - Fala Charlotte pegando uma roupa em seu guarda-roupa.

Tome, vista - Fala Charlotte entregando uma roupa de Hello Kitty azul e vermelho.

Vestir isso? Nunca, essa roupa é um horror, você não entende nada de roupas fofas, acho que você nunca teve que as usar para seduzir alguém - Fala Dan pegando uma roupa de empregada do mesmo modelo, só que de uma cor diferente.

Essa é muito mais bonita - Fala Dan Vestindo a roupa de Hello Kitty por cima da outra.

Realmente, essa é mais bonita que a minha, mas aí que tá, eu quero uma também, você por acaso tem uma menorzinha para mim? - Pergunta Charlotte.

Tenho sim, não de Hello Kitty, mas uma de coelho, é um pijama bem fofo, eu passei no shopping antes para comprar esse presente para você - Fala Dan entregando a roupa de coelho menor.

É fofa, deixa eu vestir - Fala Charlotte vestindo o pijama de coelho por cima.

Gostei, vamos lá, aposto que minha mãe vai gostar delas, quero aproveitar para saber mais obre você - Fala Charlotte pegando na mão de Dan e o levando para o local onde sua mãe se encontrava.

Bem, meu nome é Dan, e eu já namoro seu irmão a uns três meses seis meses mais ou menos, e o seu nome? - Pergunta Dan.

Meu nome é Charlotte, ultimamente você é meu irmão tem aparecido muito nos noticiários - Responde Charlotte.

É verdade, mas não é porque eu quero, é porque essa cidade não tem nada mais para falar, aliás, quantos anos você tem? - Pergunta Dan.

Eu tenho quatorze anos, eu posso parecer muito infantil, mais eu tenho quatorze anos, agora me diga, como eu faço para aparecer na televisão? - Pergunta Charlotte virando o rosto para Dan.

Quer uma dica boa? Começa a namorar alguém rico, funciona - Responde Dan chegando na sala, ela era enorme, somente havia a mãe de Charlotte e Dean sentada lá, verificando algo no celular.

Entendi, essa é a resposta, bem, vamos lá, acho que ela te conhece mas vou te apresentar de todo modo - Fala Charlotte nos levando para perto de Camille.

Filha, esse, quem é? - Pergunta Camille a Charlotte.

Ela não lembra de mim, o Dean esqueceu de incluir que a mãe dele tem alzaimer - Fala Dan em sua cabeça.

Esse é o namorado do mano Dean mãe, esse é o Dan - Fala Charlotte me apresentando a Camille.

Dan? Sente-se, meu nome é Camille, Camille Laurent caso não se recorde, você não é aquele que fez um escândalo na casa um dia desses, nem te reconheci. Então... Oque veio fazer na mansão Laurent novamente? - Pergunta Camille soltando o celular sobre uma mesa de centro.

Na verdade eu não vim fazer nada, quem veio fazer algo foi o Dean, como eu não estava fazendo nada, eu vim interagir mas com a família do Dean, com vocês no caso - Fala Dan sentando no sofá e tentando esconder o verdadeiro objetivo dele, ganhar a confiança da família.

Bem, está bem,que gostaria de lhe perguntar algo aliás, você, como posso dizer, você não escolheu meu filho por interesse certo? - Pergunta Camille um pouco mais séria.

Não Camille, eu, como posso explicar - Fala Dan olhando um pouco pro lado e vendo Charlotte, querendo que ela fosse embora, era uma conversa de adultos aliás.

Filha, vai na cozinha pegar um suco para mãe, ela tá doente e não consegue ir até lá - Fala Camille.

Certo, já volto - Fala Charlotte indo embora.

Quando eu vi Dean pela primeira vez, na escola no caso, ele meio que me deu atração, amor a primeira vista, como posso resumidamente dizer, mas bem, quando eu comecei a conversar com ele e me envolver ainda mais, mas eu sentia a necessidade de tê-lo para mim, isso pode ser meio errado de ser dito para a mãe da pessoa, mas é basicamente isso, eu não queria perde-lo - Fala Dan em um tom meio baixo para somente Camille ouvir.

Entendo, mas, eu tenho uma pergunta necessária para eu te aceitar como namorado do meu filho, vocês já fizeram sexo? - Pergunta Camille esperando uma resposta sincera.

Para ser sincero, s-sim - Fala Dan envergonhado e de cabeça baixa.

Então eu te aceito como namorado do meu filho, se a pessoa já fez sexo, não se pode voltar - Fala Camille rindo da minha cara.

Por isso o Dean sabia que ela ia me aceitar, ele sabia disso tudo, e não me disse, a se eu pego ele - Fala Dan em sua cabeça.

Aliás, sua roupa é muito bonita - Fala Camille.

Cheguei mamãe, toma seu suco - Fala Charlotte sentando no sofá ao meu lado.

Bem, vamos mostrar o Dan ao seu pai, e como essas roupas estão li das em vocês - Fala Camille colocando o copo vazio em uma mesa de mármore, algum empregado provavelmente viria limpar.

Vamos Dan - Fala Charlotte se agarrando aos braços de Dan.

Como assim, aquele garoto não foi destituído por aquela menina? - É oque todos os funcionários falavam ao me verem em tão perfeito estado ao lado do "demônio" no caso Charlotte.

Vamos lá Dan - Fala Camille se agarrando ao outro braço de Dan, os peitos dela estão muito perto.

Sai, vocês duas, Dean não permite isso - Fala Dan correndo pelo corredor das duas.

Espera aí, nós vamos te pegar - Falam as duas correndo atrás de Dan

Enquanto isso, na visão de Dean...

Pai, eu quero que você encerre esse contrato agora - Fala Dean colocando as mãos sobre a mesa com força o bastante para alguns papéis caírem no chão.

Eu não obedeço ordens, eu dou as ordens, e além disso, se casando com a pretendente da família Bertrand você iria aumentar a riqueza da família - Fala Bernard, Bernard Laurent, pai de Charlotte e Dean.

Eu sei que aumentar a riqueza da família é importante, mas eu não tenho nada haver com isso, e eu não quero casar com quem eu não amo, eu amo Dan, Dan Blanchard, não Sarah - Fala Dean quase gritando com o pai.

Oque Dan Blanchard tem que Sarah não tem? - Pergunta Bernard.

Dan, Dan é incrível, ele não tem muita iniciativa, mas quando ele tem, ele vira a pessoa que mas amo, Dan é uma pessoa normal, um estudante de ensino médio assim como eu, nada demais certo, mas ele tem algo diferente algo que me excita, que me faz o querer para mim é mais ninguém, e... além de todos esses fatores, ele tem meu corpo, ele meio que já fez sexo comigo - Fala Dean juntando os dedos em movimentos sucessivos de vai e vem.

Eu tenho que fugir, Else nao elas vão me pegar - Fala Dan entrando pela porta e se escondendo atrás de Dean.

Achamos você, agora é nossa chance filha - Fala Camille.

Dean, me protege, elas querem colar os peitos delas no meu braço, não gosto disso, só você pode - Fala Dan se prendendo ao pescoço de Dean.

Dan, faz silêncio, meu pai está ali - Fala Dean no ouvido de Dan.

|Todos da sala ficaram em silêncio|

Você é Dan Blanchard? - Pergunta Bernard.

S-Sim - Responde Dan.

Oque você ama em meu filho? - Pergunta Bernard curioso com a resposta de Dan.

Eu? Bem, é meio vergonhoso falar tudo isso na frente dele mas tudo bem, o Dean não é meu primeiro amor, mas certamente é quem eu amo, quando ele entrou pela porta da sala na nossa escola, eu senti um brisa de ventos quentes vindo dele, não sei se foi loucura minha ou se foi realmente o destino nos guiando, mas, a partir disso, eu comecei a observa-lo melhor, e comecei a falar com ele, e quanto mais eu conhecia sobre a vida dele, mas eu me interessava, nós, eu e Dean, já passamos por várias situações juntos, situações difíceis, nós dois, queremos continuar a ultrapassar esses obstáculos juntos, eu quero poder passar o resto da mi há vida ao lado dele, me casar com ele e adotar várias crianças, é isso que eu quero, eu não quero nada mais que ter uma vida normal com ele - Fala Dan se apertando um pouco no pescoço de Dean.

Entendi... a situação de vocês é realmente diferente, eu concordo em desfazer o contrato, pelo visto o resto da família também, mas isso não se aplica a família Bertrand - Fala Bernard.

Nós cuidaremos disso - Fala Dean.

Juntos - Fala Dan dando sua mão a Dean.

Bem, já dará cinco horas, pode passar a noite aqui, e aproveite e nos diga essas situações que vocês passaram juntos - Fala Bernard saindo da sala acompanhado da mulher e sua filha.

Certo - Fala Dan cansado de passar a tarde toda fugindo de Camille e Charlotte.

Ei, não fica triste, vamos ficar juntos - Fala Dean tentando mostrar o lado positivo da situação.

Você sempre faz seu melhor por mim Dean, esqueci de mencionar isso para seu pai - Fala Dan unindo seus lábios em um beijo.

Nós vencemos a batalha, mas ainda temos uma guerra pela frente...


Notas Finais


Meu Twitter é @len_kagami_ne, ela é a rede social que eu mais utilizado. Use-a caso queira entrar em contato, ou pela conversa privada do aplicativo Spirit Fanfics.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...