História O acorde do amor ( Yaoi Lemon Gay ). - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Boys Love, Cute, Gay, Yaoi
Exibições 74
Palavras 615
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Desculpa a demora, espero que ainda estejam interessados na fic.
Desculpa mesmo pela demora.

Boa leitura.

Capítulo 3 - CAPÍTULO 3- Sozinho.


Fanfic / Fanfiction O acorde do amor ( Yaoi Lemon Gay ). - Capítulo 3 - CAPÍTULO 3- Sozinho.

_ESPERA THOMAS!!! Alice grita chamando Thomas. Apenas os dois estavam no corredor vazio.

_O que você quer, eu não quero falar com você . Thomas falou olhando furiosa para a loira.
_Nos vamos ficar assim para sempre, eu não tive culpa......

_Você me deixou, me abandonou naquele orfanato frio e nojento, enquanto foi adotada por uma família rica, foi mimada, sempre teve tudo.....eu tive que sofrer, você se esqueceu de mim, e eu me esqueci de você. Thomas falou virando as costas para a garota com lágrimas nos olhos.

_ISTO NAO MUDA O FATO DE SERMOS IRMÃOS, ME ESCUTE......
_Eu disse que eu não quero te ouvir... Thomas foi embora.
Atrás da porta da enfermaria, Daniel estava ouvindo tudo, ouvindo os soluços de Alice, tomou coragem se assustando ao ver ela chorando.ajorlhada no chão.

_V.voce precisa de ajuda?. Alice se levanta rapidamente. Limpa suas lágrimas e fala com voz fria.
_Se quer ajudar, convença Thomas a entrar em um relacionamento, assim talvez ele possa parar de se fechar mais é mais. Alice seguiu andando ao lado contrário de Thomas.

As aulas acabaram, Thomas ainda na sala do clube de arte se assustou ao ver que a sala do lado não fazia mais barulho. Finalmente, silêncio.
Thomas se sente sosinho, de um certo modo a música o fazia se sentir menos sozinho.
_Tan tan taaan, tantantan tchu!. (Ritimo da música).

_Voce decorou a música?. Daniel aparece na fresta da porta.
_Eu ouço ela todo o dia, é normal decorar............posso te fazer uma pergunta?. Thomas se levanta. Vai em direção do garoto alto, com os rostos grudados, quase se beijando.
_E.Ei.

_Voce me pediu em namoro né?, Não tem problema em me beijar!. Ele falou olhando nos olhos de Daniel.
_E.Eu não......

_Eu sei, foi ela né......Ela já fez isto antes, eu gostava de uma garota, ela pagou ela para me namorar..
_E.Eu entendo.

_Voce entende?, Aposto que é apenas um deses mauricinhos, como pode me entender.
_Eu sei como é odiar a única pessoa da sua família, minha mãe morreu já faz cinco anos, ela se matou, meu pai sempre bebia e a agredia, ele ainda bebe e aquele cheiro impregnando na casa, me dá ânsia de vômito.
_Voce já pensou que.....ele foi o culpado da morte dela?, Mas..... E se foi você o culpado?. Thomas fala com um sorriso maldoso.

_OQUE ESTA FALANDO?, NAO QUERO OUVIR ISTO DE UM MULEQUE QUE NEM SABE OQUE É TER UMA MAE!.
_Nossa, você se irrita fácil....bem eu sei oque é ter uma mãe, ela ainda está por aí, se é que ainda não se matou também...pffff. Thomas da uma risada sarcástica

Se relembrando da última vez que viu sua mãe.
"_Nao..NAO FASSA ISSO NA FRENTE DOS MEUS FILHOS. A mulher tendo suas roupas tiradas violentamente, as duas crianças vendo aquela sena sem fazer nada....

Quando o homem terminou, ele foi embora, depois de alguns minutos a mulher enlouqueceu e saiu da casa correndo, se passou um mês e ela nunca voltava, as crianças sem esperança saíram sem rumo na rua".


_V.Voce é assustador.....eu faria de tudo para ter ela de volta, mas você ri do fato dela poder estar morta. Daniel fala assustado.
_Ela deve fazer o mesmo, se estiver viva.......deixar duas crianças sozinhas e assustadas é inaceitável e imperdoável....

_E se......Ela estiver arrependida, se estiver procurando você....

_Eu sonho com isso toda a noite, como seria se nada daquilo tivesse acontecido, nos ainda estaríamos juntos?. O olhar de Thomas se torna vago e sem cor, em seu rosto pode se ver cl raramente suas dúvidas.

_P.posso te pedir um favor?...Você poderia me aceitar no seu clube? Thomas fica corado e Daniel surpreso

_Bem...Sim. Daniel da uma risadinha.

Notas Finais


Obrigado por ler até o fim, e novamente desculpe a demora


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...