História O Acordo - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amanda Seyfried, Ian Somerhalder, Nina Dobrev, Paul Wesley
Personagens Amanda Seyfried, Ian Somerhalder, Nina Dobrev, Paul Wesley, Personagens Originais
Tags Acordo, Amanda Seyfried, Drama, Ian Somerhalder, Nina Dobrev, Romance
Exibições 64
Palavras 726
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oie! Perdão pela demora, mas eu estou com bloqueio criativo, então...
Mas, aqui está um capítulo fofis para pessoas fofis!
Boa leitura.

Capítulo 27 - Sweet


            Na manhã seguinte, tudo parecia mais colorido. Abri meus olhos e percebi um Ian com os cabelos molhados, sem camisa e de calça na frente do meu espelho. O encarei por alguns instantes com um sorriso sapeca nos lábios, logo seus olhos encontraram os meus e neles havia cumplicidade, rapidamente sua boca repuxou devagar formando um sorriso safado, que fez meu baixo ventre formigar ao me lembrar da noite passada, Ian virou-se para mim e disse sorridente: - Bom dia minha garota!
Sorri e me esticando respondi: - Bom dia senhor Somerhalder!
Ele sorriu e falou vindo em minha direção: - Só para você saber, quando me chama assim me deixa excitado e eu fico louco...
Quando ele terminou já estava em cima de mim, seus braços um de cada lado segurando o peso do próprio corpo, nossos lábios se roçaram e eu senti tudo arrepiar.

            Naquela manhã nos despedimos de meus pais, minha irmã, o marido dela e os pirralhos e nos colocamos a caminho de Nova York. Ian teria que voltar com suas atividades na empresa e nós tínhamos um casamento para planejar. Sim, na noite anterior da nossa partida enquanto todos ainda terminávamos de comer, Ian pediu licença, levantou-se e se ajoelhou em minha frente, eu sabia exatamente o que ele faria, mas precisava fingir surpresa, o que fez muito bem, diga-se de passagem. Ele começou dizendo: - Eu sei que talvez seja muito cedo! E que possivelmente você fique assustada com minha pressa, mas eu estou amando você desde o primeiro dia em que te vi e gostaria de saber se você quer casar-se comigo, Amanda Seyfried?
Tinha um sorriso bob e sincero em meu rosto, acho que em partes eu queria que tudo aquilo fosse verdade, por isso depois de ouvir os: “O que? Meu Deus!” de minha mãe e minha irmã eu respondi: - Considerando que eu não tenho muitas opções e que se eu não me casar com você muito provavelmente eu fique para titia, acho que estou inclinada a dizer que sim!
Todos riram alto, inclusive Ian. Que colocou um anel lindo em meu dedo e me puxou pra um abraço.

            Passou suas mãos hábeis pela minha cintura e seus lábios acariciaram os meus, me fazendo arrepiar por completo. Naquela noite enquanto eu tentava colocar minha roupa de dormir, um Ian sem camisa e com uma calça de moletom e muito tesão, me acariciava e beijava meu pescoço. Eu estava de frente para o espelho e ele estava logo atrás de mim beijando meus ombros e meu pescoço, ele sussurrava: - Senhora Somerhalder, minha senhora Somerhalder! Somente minha...
Me virei para ele dando risada e falando: - Espera ai garanhão, vamos com calma! Você está lembrado que é só de faz de conta, né?
Ele bufou revirando os olhos e fazendo biquinho e eu me contorci por dentro de tanto desejo por aquele homem e ele disse: - É de faz de conta até quando você quiser. É me dizer que tudo vira realidade!
Sorri e completei: - Então você está dizendo que...
: - Estou louco por você? Talvez. Que eu quero que você seja somente minha e de mais ninguém? Com toda certeza.

            Me desvencilhei de seus braços e fui me deitar dizendo: - Então, podemos dizer que a coisa ficou séria, não? Mas, já aviso, para ficar comigo tem que assumir coisa séria.
: - Amanda Seyfried! Você está me pedindo em namoro?
Ri nervosamente e ele falou ainda: - Por que se for isso, não precisa ficar vermelha. Saiba que minha resposta é sim.
Deitou-se ao meu lado e me abraçou nos colocando na posição de conchinha e sussurrando em meu ouvido: - Se soubesse o que eu estou disposto a fazer por você loira...
Senti os pelos do braço se arrepiarem com seu hálito quente e senti-o sorrir contra minha pele.

            Durante nossa viagem de volta trocávamos carinhos inocentes e sorrisos apaixonados, confesso que nunca me imaginei ficar neste estado, liguei para Luke e lhe contei tudo, ele só dava risada e dizia: - Eu sabia! Eu sabia que ele só queria seu corpo nu!
Voltamos de voo comercial, nossas poltronas eram uma ao lado da outra eu adormeci durante a viagem e quando acordei vi um Ian concentrado em um livro e sua mão esquerda acariciando minha perna, aquilo era tão gostoso.


Notas Finais


Pessoas estou escrevendo uma nova fic com Daryl Dixon, se quiserem dar uma lida aqui está o link:
https://spiritfanfics.com/historia/the-angel-and-the-black-bird-7127460
Obrigado por ler e até o próximo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...