História O acordo - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Gravity Falls
Personagens Bill Cipher, Candy Chiu, Dipper Pines, Gideon Gleeful, Grenda, Mabel Pines, Pacifica Northwest, Soos Ramirez, Stanley "Stan" Pines, Waddles, Wendy Corduroy
Tags Mabifica
Exibições 35
Palavras 799
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Hentai, Orange, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Eu te odeio!


-Mabel... Você ouviu oque eu falei?

-Ahn? Ah, me desculpe Candy, eu estava distraída...-falei.

-Estava olhando o Mermano de novo? Quando vai ter coragem de falar com ele? -perguntou minha amiga.

-Quer saber? Eu vou falar com ele hoje assim que essa aula acabar! -falei confiante.

Eu gostava desse rapaz desde o primeiro dia de aula desse ano que também seria o ultimo da escola, então eu finalmente falaria com ele hoje!

Voltei a prestar atenção na aula de biologia e me surpreendi com o tema desse bimestre: “biologia e atração dos seres vivos".

“Só pode ser uma piada" pensei enquanto o professor McConaughey entrava na sala e começava a falar sobre o tema. Eu estava distraída novamente olhando pro rapaz moreno e de longos cabelos algumas cadeiras há minha frente quando o professor olhou pra ele e disse:

-Senhor Seawather, que tal nos dizer oque te atrai em uma provável parceira?

-Bem, estilo principalmente. Ela tem que agir e se vestir como uma lady da alta sociedade,  para estar na minha altura! -comentou com seu sotaque carregado que deixava até a mais simples frase com um tom de sensualidade.

A frase dele acabou comigo. Tudo oque ele descreveu é o oposto do que eu sou: me visto com roupas coloridas e divertidas e me porto como uma garota de 10 anos. Eu sou patética!

Estava tão mergulhada em meus pensamentos depreciativos que nem reparei que o sinal da saída já havia tocado. Gesticulei para que Cindy e Grenda fossem na frente enquanto eu arrumava meu material, e assim elas fizeram.

Alguns segundos depois que elas e o professor saíram eu percebi que não estava sozinha na sala, ela estava lá. Seu casaco de pelos branco estava por cima de uma regata preta que combinava com a legging preta e a bota caramelo. Eu podia odia-la, mas eu tinha que admitir: Pacífica Northwest era linda!

Pela primeira vez na vida ela parecia derrotada e isso me incomodou de certa forma, então fui até ela e me sentei na sua frente já imaginando o problema:

-Esta assim por causa da sua nota baixa no trabalho de artes?

Havíamos entregado o trabalho de artes naquele mesmo dia, eu havia tirado A+ com um suéter que acendia enquanto Pacifica havia tirado 3 com um suéter roxo com pouquíssimo glitter.

-Não é da sua conta, Pines! -ela respondeu com ignorância.

-Tudo bem, então fique ai com a sua nota baixa na matéria que define sua entrada em uma boa faculdade de design! -disse dando de ombros ao me levantar.

-ESPERA! -gritou ela e veio atrás de mim- você pode me ajudar? Ela vai me deixar refazer o trabalho pra semana que vem...

-Oque? Não mesmo! -falei com raiva.

Aquela garota me infernizava desde que pisei naquela escola e agora ela queria um favor? Nem pensar!

-Qual é Mabel -ela deu mais um passo praticamente colando nossos corpos e sussurrou no meu ouvido- por favor.

Senti os pelos da minha nuca se arrepiarem e algo estranho se mexer dentro de mim.

-E-eu sou hétero -falei por fim, mas com menos convicção do que pretendia.

-É oque todas dizem. -respondeu dando de ombros- se não me quer, então me fale oque deseja, eu posso fazer oque quiser - continuou deixando explicito o duplo sentido da frase.

Pensei por um segundo e tive uma ideia:

-Eu te ajudo SE você me transformar em uma dama da sociedade até o próximo jantar na sua casa.

-Oque! Por quê? -ela disse indignada e então se tocou- por causa do Mermano? Sério? Eu esperava mais de você pequena Mabel.

Argh! Como aquela garota era estupida!

-Tudo bem,então boa sorte no seu trabalho de artes -disse me virando de costas pra ela.

-Espera! -disse segurando minha cintura e colando seu corpo as minhas costas- tudo bem, eu ajudo você, mas só se eu tirar pelo menos um 9 no trabalho pra fechar com um 7 nesse bimestre.

Ela estava tao próxima de mim que eu podia sentir sua respiração acelerada no meu pescoço e isso estava me desconcentrado.

-Tudo bem, Pacifica. Nos encontramos amanhã para começar as aulas? -perguntei tentando manter a voz calma.

Ela aproximou a boca da minha orelha, mordeu o lóbulo dela e depois sussurrou em um tom mais rouco que o normal:

-Vá até minha casa às dez horas em ponto. Não se atrase Mab.

Antes que eu pudesse responder ela me soltou e saiu pela porta me deixando sozinha e com um sentimento de vazio enorme espalhado pelo meu corpo.

“Se controle Mabel Pines, ela flerta com todo mundo e já ficou com quase todos dessa escola! Você só precisa dela para conquistar o Mermano e nada mais!" alertou meu subconsciente.

Tudo bem, eu posso fazer isso não é mesmo? Afinal, oque poderia dar errado?


Notas Finais


O que acharam? Opinem e me dêem dicas se quiserem.

Bjs da tia Pirata 😘

Esclarecimentos:

Pacífica é bissexual
Mabel ACHA que é hétero
Dipper é gay


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...