História O Acordo Perfeito - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Kris Wu, Personagens Originais, Rap Monster, Sehun, Suga, V
Tags Chanbaek
Exibições 150
Palavras 1.506
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá, olá <3 eu queria antes de tudo agradecer por todos os favoritos vocês não tem noção do quão feliz eu fico!
bem as datas de postagem serão Domingos e Segundas, porém há dias em que possa acabar postando sábado somente okay? Bem vamos ao capítulo, queria dizer que a partir desse capítulo haverá uma narração diferente ou seja eu vou procurar colocar as coisas pelo ponto de vista do Baekhyun durante o jantar.

Capítulo 3 - Tonight


- Baekhyun –

 

A mente de Baekhyun estava em branco, estava tendo um colapso interno diante de seus pais e ao lado de Chanyeol que tratava aquela situação com uma normalidade que chegava a irritar á si próprio, se perguntassem para o Byun se um dia ele se imaginava jantando com um Alfa juntamente á seus pais, ele negaria com certeza mas agora ele já estava ali e tudo estava acontecendo.

 

Suas mãos suavam devido ao nervosismo obvio, e parece que Chanyeol notou o nervosismo do menor tomando assim a iniciativa de segurar mais forte em suas mãos lhe enviando um olhar como se dissesse “ Mantenha a porra da calma Baekhyun .“ algo que o ômega achou bem desnecessário naquele momento pois na situação atual manter a calma não estava na lista de afazeres de Baekhyun, este que se assustou ao ouvir sua mãe iniciar uma conversa com o Park que até então só conversava sobre trabalho com meu pai e a verdade é que eles vão se dar muito bem, mas não posso deixar meus pais se apegarem muito á ele, se não depois que terminarmos ficarão decepcionados.

 

- Então Chanyeol, certo? Eu estou curiosa pra saber como meu anjinho conheceu você. – Anjinho? Já começariam os apelidos? Pôde ouvir o Park rir baixinho à seu lado pelo apelido que me fora dado, ah mas ele pagaria caro por estar rindo assim.

 

- Certo, bem Baekhyun e eu nos conhecemos na época da escola porém eu era mais velho então acabei me formando primeiro que ele mas no meu último dia de aula esse baixinho aqui. – Abusando de uma atuação convincente Chanyeol passou os braços ao redor da cintura de Baekhyun o puxando para mais perto si e para logo em seguida voltar á encarar os pais do mesmo. – Ele havia se declarado pra mim, no começo eu não soube como reagir mas eu descobri que realmente gostava dele da mesma forma, então desde esse dia começamos a ter um relacionamento mesmo que nos vendo pouco por causa do meu trabalho, mas ainda sim o sentimento era maior. – “ Alguém por favor tragam um Oscar de melhor atuação pra ele “ pensou Baekhyun que estava em silencio até então com a cabeça sobre os ombros largos do Park enquanto uma das mãos alheias brincavam apertando vez ou outra sua cintura coberta pela camisa social.

 

- Mas por qual motivo nunca nos contou isso Baekhyun? Vendo que estávamos quase arrumando um noivo para você deveria ter tido antes, teríamos poupado diálogos com os Oh que com certeza vão exigir explicações. – O pai do ômega disse um tanto quanto preocupado por ter que dialogar com aquela família novamente para dar este tipo de noticia,, a verdade é que Baekhyun não queria se casar com ninguém muito menos com o Alfa á seu lado que o rodeava com possessividade desconhecida por si, queria estar sozinho.

 

- Ahn, eu fiquei com medo de você se decepcionar pois já tinha tudo pronto pra esse casamento com os Oh se eu chegasse falando que já tinha um noivo vocês poderiam ficar totalmente irritados comigo. – Tentou se explicar da forma mais coerente possível, não queria que seus pais pensassem que ele era um insolente, muito pelo contrário, Byun não era nada disso mas diante da sua família temia ser.

O decorrer do jantar seguiu estranhamente bem até que o Byun pediu licença para ir ao banheiro, deixou a mesa de forma rápida e seguiu para o banheiro que ficava do outro lado da sala de jantar, adentrou o mesmo e aproveitou para lavar o rosto “ Está quase acabando “ pensava Baekhyun que ao olhar pela janela visualizou uma silhueta andando por seu jardim á noite, mesmo assustado ele estava curioso e resolveu descer para ver o que era, passou despercebido pela sua família e pelo Park que parecia entretido naquele jantar estupido. Abriu a porta a fechando em seguida, procurou com os olhos o dono daquela silhueta e o encontrou, mas queria não ter encontrado.

Oh Sehun, estava em seu jardim lhe fitando com os olhos azuis que pertenciam á seu lobo provavelmente, receoso ele se aproximou. – S-sehun? O que está fazendo aqui? Já é tarde sabia? Não pode ficar vagando por aí. -  Recebeu como resposta um riso debochado vindo de Sehun que ao notar que estavam totalmente sozinhos não perdeu a chance e segurou o ômega pelo pulso com força o puxando contra si a ponto dos corpos ficarem totalmente colados. – Sehun.. Me solta, t-tá machucando. – O ômega pediu já com os olhos marejados fitando Sehun.

- Então é assim Baek? Eu te tratei e mimei você todo esse tempo, fiz todas as porras que você queria e no final eu fico sabendo que você chega aqui com outro Alfa me descartando como se eu fosse um nada? -  Sehun usava a voz de alfa para falar com o menor que já se acabava em lágrimas, nunca imaginaria alguém falando assim consigo. – Vou tentar deixar as coisas o mais claro possível. – Segurou com força o maxilar do Byun o obrigando a lhe encarar. – Se você não pode ser meu Baekhyun, você não vai ser de mais ninguém, você entendeu ou quer que eu soletre? Não vou deixar nenhum outro alfa tomar o lugar que me pertence, mas de você eu não esperava menos, agindo como uma vadia e abrindo essas pernas pro primeiro cara que resolve se interessar por você.

Baekhyun já não tinha mais voz, estava praticamente submisso ao alfa e suas palavras rudes e sem um pingo de ressentimento, sentiu o aperto em seu pulso se afrouxar e o mesmo se afastar em seguida.

- Você não vai falar o que aconteceu aqui pra ninguém entendeu? E que fique claro, que eu não vou desistir de você tão cedo. – Assumiu a forma de um lobo branco e se retirou dali antes que o Byun pudesse sequer fazer alguma coisa.

Uma mão tocou seu ombro e quase foi ao chão se não fossem aqueles braços fortes que tanto conhecia o envolvendo num enlace, olhou de soslaio e pôde ver Chanyeol lhe olhando com um semblante sério. -  O que aconteceu Baekhyun? Porque estava chorando? O que é isso no seu pulso? – O sangue de Chanyeol estava fervendo, mesmo os dois não tendo nada considerado sério ele ficava extremamente irritado quando alguém machucava o mais novo, apenas o ergueu e não ouviu nenhuma resposta por parte dele, então usou a voz de alfa que logo despertou o baixinho que estremeceu em seguida.

- Não aconteceu n-nada, eu apenas vim aqui fora ver algo mas eu acabei caindo sobre meu pulso e acabei o pressionando demais. – Inventará qualquer merda, só queria se livrar de qualquer problema e evitar uma confusão maior ainda.

- Você tem certeza que foi isso Baekhyun? Ou está apenas mentindo? Se alguém tiver feito algo com você, eu juro eu vou matar essa pessoa sem pensar duas vezes Baekhyun, agora me conte, quem fez isso com você? Ou você acha que eu vou mesmo acreditar nessa sua história ridícula. – O encarava sério esperando uma explicação mas só recebeu uma expressão raivosa do ômega.

- EU JÁ DISSE, NÃO É NADA! – Exclamou em alto e bom som assustando até o Alfa que estava á sua frente. – Olha Chanyeol eu quero ficar sozinho então acho melhor você ir embora, eu digo para os meus pais que você teve de ir com urgência mas por favor só vai, amanhã eu falo com você. – Falou ofegante e esperava que o Park lhe desse as costas mas o mesmo só lhe deixou um beijo na testa antes de sair afobado dali, sabia melhor do que ninguém que Baekhyun estava mentindo, ele o conhecia muito bem, e iria descobrir a verdade á todo e qualquer custo.

Cansado daquela situação o ômega saiu do jardim entrando em casa seguida, explicou aos pais que seu noivo havia ido embora e que iria tomar um banho e dormir, sua mãe apenas acenou com a cabeça e seu pai deu um aceno positivo também.

Subiu os lotes de escada e entrou em seu quarto tirando todas aquelas roupas sufocantes ficando só com uma cueca boxer branca, se deitou em sua cama e começou a chorar novamente, seus pulsos ardiam por causa de Sehun mas seu coração batia rapidamente por causa do Park, estava tão abalado que não evitou dormir em meio as lágrimas e a dor.

 

- Residência dos Oh –

 

Sehun quebrava tudo o que via pela frente, estava furioso, seu lobo interno estava enfurecido e mais do que nunca ele queria rasgar a garganta de alguém, não deixaria Baekhyun lhe trocar por um qualquer então disse á si mesmo que mataria aquele alfa que tomou o menor de si, Sehun não perdia nunca e não ia aceitar perder desta vez e se o ômega resolvesse abrir a boca para contar alguma coisa faria questão de levá-lo consigo para o mais longe possível da Coréia onde o faria ser só seu.

Por que Oh Sehun não perdia.


Notas Finais


Muito obrigada por lerem até aqui, até semana que vem e se gostarem não esqueçam de comentar <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...