História O Aluno Nota F - Jikook - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Boyxboy, Bts, Jikook, Jimin!bottom, Jungkook!teacher, Jungkook!tops, Vhope
Visualizações 1.141
Palavras 1.253
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Festa, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OEEEEEEE MEUS AMORES
cheguei depois de uma década (sim, dez dias pra mim são uma década, tava com medo de vcs ficarem bravas comigo)
aqui tá um capítulo que eu particularmente gostei muito porque mostra bem o que tá se passando na cabeça do Jiminnie (tá escrito na terceira pessoa, me desculpem se ficou meio estranho mas é que eu queria representar os pensamentos dele)
gente minha eu vou tentar sempre atualizar uma vez por semana, se eu não conseguir vcs me desculpem MAS DE DUAS SEMANAS NAO PASSA
meus nenes, boa leitura e até as notas finais :)

Capítulo 17 - Droga!


Fanfic / Fanfiction O Aluno Nota F - Jikook - Capítulo 17 - Droga!

 

Jimin queria gritar.


Ele havia ido para a casa logo após a conversa com o professor, chorando de raiva pela audácia das palavras do mais velho. Dizendo que deveria dar um jeito em sua vida, e que estava interessado por ele, como ele se atrevia? Quem deveria estar interessado por alguém seria Jungkook por Jimin! O pior de tudo era que, por mais que ele negasse com todas as suas forças, Jeon... estava certo. Jimin precisava mesmo estudar, ele não tinha a menor ideia do que faria após o término do ensino médio, e morria de medo do pensamento em que provavelmente teria que herdar a empresa de seus pais e administrá-la. Ele não tinha a menor competência para tal responsabilidade.

E sobre ele estar interessado pelo professor...


O garoto entrou em seu quarto e se jogou em sua cama, logo gritando com toda a sua força, o som sendo abafado pelos travesseiros. Ele se recusava tanto, mas não conseguia parar de pensar no mais velho. O que ele estava fazendo com ele? Ele jurou nunca mais se interessar amorosamente por alguém depois de Kumsung, mas havia algo em Jungkook que o intrigava tanto.... Ele se xingava mentalmente, pois sabia que se qualquer coisa acontecesse entre os dois, ele iria quebrar a cara novamente. Ele não podia. Iria guardar seus sentimentos para si, por mais intensos que fossem - e que continuavam se intensificando -  mas não se entregaria ao homem. De jeito nenhum. Seria difícil, pois ele admitia que nunca havia sentido nada como o que estava sentindo por Jungkook. E isso o assustava muito. Não sabia definir exatamente o que era, mas era algo que sempre quando o garoto pensava nele seu coração batia mais rápido e suas mãos suavam. A única vez em que havia sentindo isso foi quando... Não, Jimin, não pense nisso.


A verdade era que Jimin estava confuso com todos os seus sentimentos e estava voltando a ser o garotinho frágil e sensível de anos atrás, e Park odiava a si próprio por isso. Para onde havia ido toda a sua auto-confiança? A sua personalidade de quando morava em Anyang não poderia estar retornando. Ele havia construído uma armadura ao longo desses anos a partir de sua mudança, para ninguém nunca mais o ferir. Por que com Jeon essa barreira simplesmente sumia? Mas que merda! Se ele parasse para pensar, ele que havia começado tudo aquilo, se ele não tivesse tentado dar em cima do professor para seu plano, ele não estaria agora todo confuso com seus sentimentos. Céus, ele parecia uma garotinha apaixonada quando ficava pensando nele. Pera aí... apaixonada? O que o garoto estava pensando? Nada de apaixonado!

 


Jimin resolveu dormir um pouco para esvaziar sua cabeça das preocupações, e quando acordou percebeu que já eram sete horas, lembrando que teria a festa de Ga Eul, então resolveu se arrumar. Após pronto, chamou um táxi (pois os pais não haviam o dado um carro, sim, eram ricos, mas não costumavam presentear o único filho, se preocupavam apenas em sustentá-lo e deixarem uma quantia mensal para ele gastar com o que quisesse), e deu o endereço para o motorista.


Quando chegou em frente ao prédio de luxo, pagou o taxista e já foi liberado pelo porteiro para entrar, pois ele já o conhecia das outras noites que Jimin havia ido "dormir" na casa da garota. Entrou no elevador e apertou no botão do décimo terceiro andar, onde ficava o apartamento dela. Quando chegou, já era possível ouvir a música que estava tocando com a porta do elevador fechado. Jimin riu baixo, decifrando que Ga Eul iria levar uma multa do condomínio depois. Bateu na porta e logo foi atendido por uma Ga Eul bêbada e completamente desastrada, olhando para ele e sorrindo boba.


"Oi Jiminniezinho!" Ela andou até ele desengonçada e o cumprimentou com um selinho, e Jimin sentiu o forte gosto de álcool. "Entre oppa, as bebidas estão ali na mesa!! Quero me divertir com você depois." Ela deu mais uma risada escandalosa e o puxou para dentro do apartamento, logo fechando a porta.


O garoto deu uma olhada pelo lugar, haviam umas 30 pessoas lá dentro, alguns estavam bebendo, outros sentados em uma roda do chão provavelmente jogando algum jogo, e dois casais se pegavam enloquecidamente nos sofás em frente a TV, quase transando na frente de todo mundo. Jimin não poderia criticá-los, afinal, ele mesmo já havia feito sexo na frente de outras pessoas.


Ele foi obviamente em direção às bebidas, pois queria ao máximo sair de si e não se preocupar por um tempo, queria esquecer Jeon. Merda, quando ele menos esperava, o professor vinha a sua mente. Pegou qualquer coisa que estava ali em cima em um copo e virou tudo. Sentiu a conhecida ardência em sua garganta por conta do álcool e esperou um tempo para ver se fazia efeito. Provavelmente se Jeon visse aquela cena diria a ele que era um adolescente irresponsável, como ele sempre faz. Pera aí... Argh, Jungkook não saía de sua cabeça, mesmo bebendo ele não conseguia esquecê-lo! Desistiu de beber e foi se sentar no sofá - obviamente um que não tivesse os loucos se pegando - e colocou a cabeça pra trás, soltando um baixo resmungo. Qual era o seu problema? Ele tinha que colocar na cabeça que Jeon não era nada para ele, apenas mais um número de quem ele já havia ficado.


Após um tempo sentado e tentando não pensar em nada, sentiu alguém sentar em seu colo e logo viu que era Ga Eul. Ela se apoiou com as mãos em seus ombros, uma perna para cada lado de Jimin.


"E aí, já bebeu?" Ela se aproximou do ouvido dele e disse como se fosse um segredo: "Eu acho que eu bebi um pouco demais." E depois deu uma risadinha. "Nossa, é sério garota? Nem tinha percebido." Jimin havia pensado, se segurando para não revirar os olhos para a bêbada. Sem nenhum aviso prévio, ela o beijou, ou melhor, enfiou a língua em sua boca, e Jimin mesmo entediado a correspondeu, segurando em sua cintura fina enquanto ela passava a mão sobre seus cabelos. Jimin só conseguia pensar em como seu beijo era desastrado, ele preferia muito mais os beijos de seu professor, intensos mas muito bem "profissionais", o mais velho sabia exatamente o que fazer para que Jimin gostasse, ele amava quando ele.... Mas que merda ele estava pensando? Ele estava beijando Ga Eul, não Jeon, porra!

 

Para tentar focar mais no beijo com a garota, ele a puxou pelos braços para mais perto, o que fez com que ela aumentasse a velocidade. Park passou as mãos pelos braços dela, e sentiu como eram finos e pequenos. Céus, ele se odiava por pensar nisso, mas ele preferia muito mais os grandes braços firmes e musculosos de Jungkook. Isso era uma grande merda, ele não poderia sequer beijar alguém que já pensava no homem. Sendo isso completamente "broxante", ele a empurrou para longe e nem se preocupou em dar uma resposta para a garota. Ele não conseguia parar de pensar naquele idiota, queria xingar Jeon de todos os jeitos possíveis, mesmo que ele não tenha feito nada naquele momento. Pegou seu celular e resolveu a recorrer a sua última opção para parar de ficar com Jeon apenas nos seus pensamentos, então clicou no número e esperou o barulho de chamada até que ele atendesse. Finalmente Jimin conseguiu ouvir a voz no outro lado da linha:


"Alô?"


"Eu preciso de você."

 


Notas Finais


I KNOW FEEL LIKE TONY MONTANA BANG BANG BANG BANG
desculpa tava ouvindo tony montana e me empolguei
hmm o que será que o menino serelepe Jimin fará
gente uma coisa, não sintam raiva do Jeon pelo capitulo passado heheh, vcs vao ver o porquê de ele ter sido meio grosso no próximo capítulo, afinal, GENTE O PROXIMO CAPITULO VAI SER DEMAIS AAAAAA
dica de hoje é o dorama W, é sobre uma menina que é filha de um desenhista de mangá, e ela consegue entrar na outra dimensão em que realmente se passa a história do mangá, É SIMPLESMENTE GENIAL vejam
E CARA AAAAAAAA EU CONSEGUI UM ESTÁGIO EM UM ESTÚDIO DE TATUAGEM MEUDEUSAMADO TO MUITO EMPOLGADA PRA COMEÇAR
aiai acho que é isso galera
favoritem, comentem (isso ai os comentarios aumentaram no último capítulo, mas continuem comentando gente, seja uma crítica, análise, correção de alguma coisa que eu escrevi errado, um desabafo sobre a sua vida, "BERROOOOOOO", o quão destruida você está com a fanfic ou um simples "continua" já ajuda MUITO :) ), compartilhem a fic pras amiga e é isso aí, to até assustada com o quanto essa fanfic tá crescendo, no último capítulo que eu postei tava em 10.000 e agora já tá em 12.000, gente vocês são demais szszszsz
ta desculpa to falando demais
até o próximo capítulo :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...