História O amigo do meu irmão- Fanfic com Park Jimin (BTS) - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Comedia, Drama, Jeon Jungkook, Jung Hoseok, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Kim Taehyung, Min Yoongi, Park Jimin, Romance
Visualizações 527
Palavras 663
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiiiiiiiiii Pessoinhas
Recebi uns comentarios falando que ia me matar, C LOKOO, ai eu resolvi continuar neh
OBRIGADO PELO 130 FAVORITOS

Capítulo 14 - Capitulo 13- A Saida


-Me solta

-O que eu vou fazer agora vai ser por você ter fugido de mim

Ele me imprensa na parede e começa a beijar meu pescoço, eu dou um tapa em seu rosto até que vejo alguém batendo em Sungjoo e ele cai no chão, a pessoa pega a minha mão e sai correndo, ela me leva para fora desse galpão.

A pessoa estava com uma mascara então eu não pude ver seu rosto 

-Obrigado por ter me salvado- Eu digo abraçando

-Toma mias cuidado- A pessoa fala tirando a mascara e passando a mão em seu topete

-Vou tomar, qual é o seu nome?

-Mark e o seu?

-(S/N),  como você sabe que eu estava ali?

-Eu moro naquele barracão e vi que eles invadiram então quando eu vi que iriam te abusar eu achei melhor te salvar- Como ele podia morar naquele barracão todo sujo, eu penso.

-Obrigada mesmo

-Agora fica ai (S/N), porque eu vou pegar umas cobertas para a gente dormir

-Ta, mas volta logo por favor- Eu falo com medo e me sentando no chão

Graças ao Mark eu to bem, se não fosse ele eu poderia estar sendo abusada, poderia estar ou com qualquer coisa, eu sinto alguém puxando meu braço e eu berro mas não adiantou eu berrar porque e pessoa tampou a minha boca.

-Agora você não foge- Diz Sungjoo me segurando e falando bem baixinho no meu ouvido

-Me larga- Eu fico me debatendo em seus braços, ele fica me dando chupões no mu pescoço, ele entra comigo no galpão e tira a minha blusa  e minha calça me deixando somente de roupa intima.

-Você é mais gostosa do que eu pensava- Ele fala olhando olhando para o meu corpo inteiro, ele pega duas cordas e amarra meu pé e minha mão, ele tira a sua calça e a sua cueca deixando seu membro de fora. Ele tenta colocar seu membro em minha boca mas eu viro o rosto recusando.

-Vai (S/N), se você não fizer isso ira ter punições- Ele pega uma faca que estava próximo dele

Ele tenta novamente mas eu nego

-Parece que você escolheu as punições certo?

Ele pega a faca e passa no meu tornozelo esquerdo, estava ardendo muito ele passava devagar eu podia sentir o sangue escorrendo em meus tornozelos e indo para o meu pé.

-Ja chega- Fala Mark apontando uma arma para o Sungjoo, ele tira as mãos de mim e eu fico tentando tirar a corda que estava amarrada em meus pulsos, eu escuto barulho de tiro, eu não acredito que Mark atirou em Sungjoo. O Mark corre em minha direção e me solta e me pega no colo e sai correndo. Ele para de correr quando para numa rua.

-Você sabe o número de alguém para eu ligar?

-Sei o do meu irmão e o do meu pai

Mark tira o celular do bolso e me dá, eu disco para o meu irmão e ele atende

-----Ligação On----- 

-Alo?

-Kook, eu preciso de ajuda eu fui sequestrada

-(S/N)? O sinal ta ruim, aonde você ta?

-Eu não sei

A ligação cai

-Aonde você mora (S/N)?

-Em Seul

-Vamos ir andando até um ponto que tenha um sinal melhor ai você pede para ele vir te buscar

-Ok

Nós andamos por um bom tempo e Mark falou um pouco de sua vida para mim, ele disse que ele não tinha pai nem mãe e eles abandonaram ele quando era pequeno e com isso ele foi morar nas ruas até que encontrou o galpão.

-(S/N) Olha!- Ele fala contente apontando para que estava brilhando na estrada

-O que é aquilo?

Nós nos aproximamos do lugar e era um Motel

- Nós podemos passar a noite aqui o que acha (S/N)?

-É o único jeito

Nós entramos e pegamos os quartos tinha varias camisinhas, objetos sexuais, roupões e outras coisas. Eu olho para o Marke ele estava só de cueca.

-Mark o que é isso?

 


Notas Finais


Twitter: Capope_nandis


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...