História O amor às vezes pega de surpresa - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Marco Pigossi, Paolla Oliveira
Tags Aforçadoquerer, Marco, Pagossi, Paolla
Visualizações 239
Palavras 1.232
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Postei rapidinho pra vocês, se der tempo, posto outro mais tarde!😘

Capítulo 4 - Primeiro beijo


-Papinha: Você só pode tá de brincadeira!
-Paolla: Sinceramente? Não estou! Olha suas atitudes comigo nos últimos meses... Você não avisa pra onde vai, nunca me liga em nenhuma hora do dia, implica com TODOS os homens que se aproximam de mim. Na boa, isso não é um relacionamento saudável!
-Papinha: Concordo que nosso relacionamento não tá dos melhores, mas o Pigossi?? Sério?
-Paolla: Não tenho nada com o Pigossi, mas e se tivesse? Ele é o homem mais gentil que eu conheço, enquanto você me deixou, foi ele quem me ajudou e me aconselhou.
-Papinha: Ah, então deixa eu ver se entendi, ele é o herói das mulheres com coração partido? 
-Paolla: Para de ser irônico, Rogério! Pelo menos ele não me deixou sozinha em nenhum momento e me apoiou, coisa que VOCÊ deveria fazer como meu namorado! 
-Papinha: Tá na cara que esse cara só quer ficar contigo, nenhum homem fica aguentando histórinha de mulherzinha frágil e iludida que nem você...
-Paolla: Meu Deus, eu nunca tinha percebido como você era... Sabe porque o Pigossi faz isso sem ter segundas intenções?? Porque ele não é igual a você e é isso que o torna muito superior!
-Papinha: Quando ele te comer e te deixar, não fala que eu não avisei!

Nessa hora não aguentei, o homem que eu era apaixonada falando essas coisas foi um choque de realidade, eu não conhecia o cara que eu tava me relacionando. Não pensei duas vezes, dei um tapa na cara dele na hora que ele acabou de falar a frase. Botei toda minha raiva acumulada nesses últimos meses.

-Papinha: Você tá louca??? {disse com a mão no rosto por causa do tapa}
-Paolla: Isso é pra você aprender a me respeitar e a respeitar meu amigo! Sabe do tempo que eu disse que queria? Não quero mais, só esses 15 minutos de conversa foi o tempo suficiente pra eu saber o que eu quero! Acabou Rogério, some da minha vida pessoal, e quanto a profissional, espero que finja que nada aconteceu e faça seu trabalho que eu vou fazer o meu.

Fui segurando o choro até meu camarim, quando cheguei lá encontrei o Pigossi.

-Pigossi: Paolla, o que aconteceu??
-Paolla: Acabei com o Papinha. Fui conversar com ele sobre esses últimos acontecimentos da nossa relação e ele se mostrou um cara tão frio e amargo... Não conhecia esse lado dele.
-Pigossi: Vem cá, Paollinha, me dá um abraço! Às vezes a gente se engana em relação as pessoas. Mas o importante é que você enxergou e acabou com ele.
-Paolla: Eu dei um tapa nele!
-Pigossi: Um tapa??? Caraca Paolla, agora eu me impressionei! Hahaha! O que ele falou de tão grave pra você fazer isso?
Paolla: Falou que você só tava me apoiando pra me comer, que eu sou uma iludida...
-Pigossi: Ele falou isso????? 
-Paolla: Falou! É verdade isso, Marco?
-Pigossi: CLARO que não, Paolla! Nunca mais repita essa pergunta na vida! Eu não sou que nem ele não, se eu tivesse uma chance contigo, jamais faria o que ele fez! Você é a mulher mais incrível que eu conheço e não deveria tá sofrendo por homem nenhum, muito menos um babaca desse! Se eu tivesse um chance contigo, me apaixonaria todos os dias de novo e te faria a mulher mais feliz do mundo! Ah se eu tivesse uma chance contigo...
-Paolla: Você gosta de mim, Marco?
-Pigossi: Eu me apaixonei por você sim, não vou negar! Não queria te falar porque já sabia que você tava sofrendo e podia parecer que eu tava aproveitando o seu momento de fraqueza... Queria te dar um tempo pra digerir essa história toda antes de te falar isso, mas já que você perguntou, sim, eu gosto muito de você e cada dia gosto mais e te admiro mais, sabia?! 
-Paolla: Ninguém nunca falou assim comigo.

Quando ele falou aquilo, eu parei de raciocinar. Foi tão lindo, além de tudo ele me respeita muito. Na hora, minha única vontade era beijar ele. Voei nos seus braços e comecei a beija-lo. Logo que iniciamos o beijo eu fiquei toda arrepiada e senti que ele também ficou. Nosso beijo tem tanta sintonia, a gente se beijava como se tivesse esperando isso há muito tempo. Nosso beijo se encaixou de uma forma que eu nunca tinha beijado ninguém assim.

-Pigossi: Nossa Paolla, eu não tava esperando isso.
-Paolla: Eu também não, não sei oque me deu mas foi mais forte que eu.
-Pigossi: Você é a mulher mais linda que eu conheço.

Nessa hora ele me deu um beijo na testa e depois foi descendo por pescoço e depois chegou na minha boca de novo. O beijo dele era tão bom, é como se fosse o remédio que eu precisava para me curar. Eu esqueci de tudo, do Papinha, da briga de hoje, de tudo! Só conseguia pensar em como eu tava me sentindo feliz e completa.

-Pigossi: Então, eu quero MUITO que dê certo nós dois, muito mesmo, mas sei que você precisa de um pouco de tempo pra digerir tudo! Mas aceita jantar comigo hoje? Não vou te forçar a NADA e nem te pressionar, eu juro!
-Paolla: Claro que eu aceito! Você é um homem incrível, sorte a minha de te ter na minha vida!
-Pigossi: Sorte a minha de ter te achado! Vamos gravar agora que tem o primeiro beijo de jeizeca! Eu tava animado que hoje eu ia te beijar em cena, mas acabou mudando os planos e eu fiquei mais feliz ainda em beijar a Paolla e não a Jeiza!
-Paolla: Vou tirar uma casquinha de você em cena! Hahaha! Esse marrentos serviram pra nos unir! 
-Pigossi: Você acha que a gente deveria dar beijo técnico ou não?
-Paolla: Acho que deveríamos, o povo fica mais empolgado quando o casal dá beijão.
-Pigossi: Eu acho que todo mundo vai curtir esses dois juntos, brigam muito, mas também vão se amar bastante!
-Paolla: Mudando de assunto, posso saber onde é esse jantar que você pretende me levar?
-Pigossi: Ainda tá pensando nisso?? Hmm! Vai ser na minha casa, vou cozinhar pra você, mas dessa vez não vai ser brigadeiro e sim um jantar de verdade!
-Paolla: Já tô com água na boca! 
-Pigossi: Acho bom tá cheia de água na boca mesmo, porque eu pretendo desidratar essa boca de tanto te beijar...
-Paolla: Safado! 
-Pigossi: Safada!
-Paolla: Bora logo gravar, antes que reclamem da nossa demora!
-Pigossi: Bora, só me da mais um beijo antes de ir!

Ficamos nos beijando por mais um tempinho e fomos gravar a cena do primeiro beijo de jeizeca. Confesso que foi uma surpresa saber que o Pigossi tá gostando de mim e um alívio também. Não sei se eu já tava gostando dele e por isso fiquei aliviada por ser recíproco ou se eu fiquei aliviada por ter a chance de amar de novo e ainda mais com uma pessoa que eu admiro tanto e que tenho uma base de amizade muito grande. Não sei explicar meus sentimentos, só sei que eu estou feliz, feliz demais pra quem terminou um relacionamento hoje e não, não estou me sentindo culpada. Podemos ter acabado oficialmente hoje, mas nosso namoro já tinha acabado há muito tempo. E o Pigossi tem me mostrado muito, que se importa comigo de verdade, e sim, eu acho que estou apaixonada por ele também.


Notas Finais


Sempre comentem pra eu saber o que estão achando e se estou gostando! Gosto muuutio de ler os comentários! Pra saber quando eu posto cap novo, me segue no Twitter que eu aviso lá @ma_malevola


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...