História O amor de Peyton e Sabrina - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Peyton Meyer, Sabrina Carpenter
Personagens Personagens Originais, Peyton Meyer, Sabrina Carpenter
Exibições 21
Palavras 1.282
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Crossover, Escolar, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Fiz este capítulo com muito carinho para vocês!
❤❤❤

Capítulo 12 - Achando amigos de verdade


Fanfic / Fanfiction O amor de Peyton e Sabrina - Capítulo 12 - Achando amigos de verdade

  Sabrina 15 de abril de 2013 de manhã

Não consegui falar com a Rowan no fim de semana e agora tenho que ir para a escola e olhar na cara dela. Eu odeio estar brigada com ela, afinal somos melhores amigas desde pequenas e eu não poderia ficar sem a amizade dela.

Quando cheguei na escola era cedo, mas todos estavam lá... apontando e cochichando sem parar. Fiquei nervosa e com medo de que fosse sobre mim, mas eu já sabia a resposta: A Rowan espalhou que brigamos para a turma inteira. Daí as pessoas começaram a se aproximar e fazer várias perguntas.

Pey:_ Soube que você e Rowan saíram nos tapas sexta passada. É verdade?

Cameron:_ É verdade que vocês duas brigaram no meio da rua?

Ricky:_ A briga foi boa?

Lauren:_ Sabby você está bem? Se quiser conversar...

Jenna:_ Cadê sua cicatriz?

Karan:_ Como você está sem marcas depois daqueles socos?

Corey:_ Você está bem? Quer que eu te tire do meio desses curiosos?

Kevin:_ É verdade que a Rowan arrancou uma mecha do seu cabelo?

Landry:_ Por que vocês brigaram? Foi por alguma coisa simples como me falaram?

No meio de todas aquelas vozes fofoqueiras eu ouvi no fundo algumas perguntas que não eram sobre a briga, mas sim sobre como eu estava. Não tive como quem perguntou se eu estava bem porque eram tantas perguntas juntas que não tive como me concentrar nos rostos.

Corri para minha carteira e evitei os outros antes que aula começasse. Eu não conseguia olhar para ninguém naquele momento, mas eu não queria dasabar e dar esse gostinho a eles. Precisava ser mais forte do que jamais fui, mas estava muito difícil, pois achei que eles eram meus amigos e pensei que podia contar com eles para o que fosse, mas percebi que não era bem assim.

O pior de tudo foi quando a aula acabou e eu tive que enfrentar Peyton com um olhar um tanto sério em minha direção.

Peyton:_ Sabrina!

Eu o ignorei e fui o mais rápido que pude até a porta.

Peyton:_ Espera!

Naquele momento ele segurou minha mão e me puxou para perto.

Peyton:_ Não vai embora... precisamos conversar.

Eu:_ Como assim? Do que está falando?

Peyton:_ Você sabe exatamente do que eu estou falando Sabrina. É sobre você e a Rowan.

Eu:_ Olha Peyton...

Peyton:_ Não! Eu vou falar e você vai me ouvir!

Fiquei completamente paralisada e sobre o efeito daquele olhar hipinotizador.

Peyton:_ Você e a Rowan são amigas a muito tempo e não acho que uma discussão boba deveria acabar com uma amizade tão linda. Vocês não podem ficar separadas... precisam uma da outra.

Eu:_ Você tem razão Peyton.

Peyton:_ Então vamos acabar logo com isso!

Eu:_ Tudo bem!

Peyton:_ Vou ligar para a Rowan e dizer que você topou se desculpar.

Eu:_ Então eu é que tenho que me desculpar?

Peyton:_ Sim... não foi você que começou a discussão?

Tudo aquilo que ele havia me dito perdeu o valor assim que pediu para eu me desculpar.

Eu:_ Não tenho que me desculpar! A Rowan que tem que pedir perdão por não respeitar minha privacidade!

Peyton:_ Como assim? É você que anda escondendo segredos dela!

Eu:_ Não é esconder! Eu só não posso contar para ela!

Peyton:_ Por que? Ela não contaria para ninguém! Pode confiar nela. É sua melhor amiga.

Eu:_ Se ela fosse minha amiga de verdade iria entender que não posso contar!

Peyton:_ Então parece que vocês não são mais amigas mesmo.

Ele saiu da sala com muita raiva e eu só queria correr até lá e dizer tudo o que realmente sentia, mas eu não podia fazer aquilo. Mesmo que Rowan não me entendesse e não me quisesse mais como amiga e não iria abandonar ela.

Eu já ia saindo da escola quando me deparei com a Lauren no portão.

Lauren:_ Sabby! Você está melhor?

Eu:_ Ficarei.

Lauren:_ Se quiser conversar... eu sempre estarei aqui por você.

Ela era uma das vozes que me apoiou na sala.

Eu:_ Obrigada! De verdade.

Lauren:_ Sei quando você está com raiva e não é agora. Você está apenas chateada e triste por ter discutido sério com Rowan.

Eu:_ Como você sabe?

Lauren:_ Te conheço desde que nascemos juntas no hospital e nossas mães viraram amigas inseparáveis.

Eu:_ Minha mãe sempre me contava essa história... sua mãe estava na cafeteria com a minha e as duas pediram um cappuccino, mas antes de tomarem a bolsa estourou e pegaram o mesmo táxi para o mesmo hospital.

Lauren:_ Depois que nós nascemos nossas mães conversaram sem parar nas alas do hospital e quase nos confundiram na maternidade por sermos duas bebês loiras e com olhos claros.

Eu:_ Nunca me canso de ouvir e contar essa história.

Lauren:_ Nossa história!

Nós começamos a rir e ela fez eu me sentir muito melhor.

Lauren:_ Ei... a oferta de conversar ainda tá de pé.

Eu:_ Muito obrigada mesmo!

Lauren:_ Não foi nada. Tudo por uma amiga.

Nós nos despedimos e fomos para nossas casas, mas eu só pensava em como eu havia julgado a Lauren. Nós sempre dizíamos que ela era a mais chatinha e a mais suoerficial, mas estávamos completamente erradas. Ela é sem dúvida a mais gentil e amiga que qualquer um que conheço.

Peyton 15 de abril de 2013 à tarde

Eu não consigo entender como eu me enganei tanto com a Sabrina. Pensava que ela era uma menina especial, mas eu e Rowan estávamos completamente errados. Ela é egoísta e orgulhosa a ponto de não pedir desculpas pelo que fez com a própria amiga.

Foi difícil falar sobre nossa conversa com a Rowan, mas eu consegui dizer tudo e acho que ela vai precisar de um tempo para absorver a ideia de que ela e a Sabrina não são mais amigas, pelo menos não como antes.

Uma coisa que ainda me intriga é o que será esse segredo da Sabrina? Tem que ser alguma coisa muito ruim e obscura para explicar o fato de que ela tem razões para esconder este segredo a ponto de acabar com uma amizade.

Sabrina 15 de abril de 2013 à tarde

Eu precisava de um ar fresco para relaxar depois de tudo, então lá pelas 16:30 eu fui até o parque da minha rua. É lá que eu encontro inspiração para escrever minhas poesias e poemas.

Quando cheguei lá eu me surpreendi ao ver o Corey sentado em um dos bancos perto das flores (meu lugar favorito no mundo) sozinho. Ele olhou para mim e sorriu, então eu fui até lá para não ser mal educada.

Corey:_ Oi!

Eu:_ Oi Corey!

Corey:_ Você está bem? Sabe depois da discussão com sua melhor amiga e de todo mundo te cercando na aula hoje... sei lá... eu não teria coragem de sair da cama.

Percebi que ele era a outra voz na classe que se preocupava comigo.

Eu:_ Ficarei bem, mas eu não posso me isolar do mundo por conta de toda essa confusão sabe... preciso ser forte!

Corey:_ Sem dúvida você é a garota mais corajosa que eu conheço! Eu não teria nem metade dessa coragem.

Eu:_ Pensei que era o garoto problemático da escola sabe... o "bad boy".

Corey:_ Todo mundo acha que sou assim... e eu não te culpo por pensar isso de mim já que só uso roupa preta e sou meio na minha, mas... magoa um pouco.

Eu:_ Sinto muito Corey... eu não tinha intenção. Na verdade... agora que estou conversando com você eu não acho que seja desse jeito.

Corey:_ E não sou mesmo. Sou apenas um garoto normal com inseguranças, medos e que gosta de preto.

Rimos e conversamos por um bom tempo sobre a escola, sobre nossas vidas e eu pude conhecer ele melhor. Já era quase sete horas então nos despedimos e eu fui embora, mas ele continuou no parque olhando para as estrelas.

Diário de Sabrina 15 de abril de 2013

Eu achei o que precisava

Amigos que me entendem

E que eu não sabia que gostava

Mas me surpreendem

Ouviam tudo o que eu falava

Eles me compreendem

Sempre souberam como eu estava

Colocaram minha vida em ordem.

 



Notas Finais


Fiquem de olho nos detalhes por que eles fazem toda a diferença.

Revelação no próximo capítulo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...