História O amor é cego - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Tags Baekgirl, Chanbaek, O Amor É Cego
Exibições 92
Palavras 1.363
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Fluffy, Lemon, Universo Alternativo, Yaoi

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hello pessoas, quem é vivo sempre aparece, não é
Enfim.. MUITO OBRIGADO PELOS FAVORITOS, TÔ CHOROSA SKAJAKJAKA.. Eu pensava que no máximo seriam 20 :')
Estava tendo prova, ai já viu. Fiquei com um tempinho livre então... Resolvi fazer o planejamento da fic e o episódio.
Essa capa linda foi feita pela @Love_Sugamon :3 Obrigado! Gente, quem tiver interessados mandem uma mensagem para ela, ela aceita pedidos.

Boa leitura ~

Capítulo 2 - E então?


A cada dia que se passava, Chanyeol via-se mais apegado a garota. Talvez pelo seu jeito diferente de ser, suas manhas, seu tudo. A garota tinha uma mania de desafiá-lo a qualquer momento, normalmente o Park sempre ganhava, mas quando tratava-se de jogos de lutas, Baekhyun realmente colocava Chanyeol no chinelo.

 

O jeito da garota o intrigava, Chanyeol pensava que ela parecia mais como um garoto. Desde que o psicólogo ajudou-o em seus problemas, ele vem vendo o mundo diferente, e não era um mundo qualquer, o garoto via qualquer cara que tinha atração por si com cabelos longos e roupas femininas, de fato Chanyeol estava fodido.

 

Duas semanas foram o suficiente para que os dois se apaixona-sem, Baekhyun tentava à todo custo ignorar quando Chanyeol o tratava como se fosse uma garota, ou simplesmente com suas investidas bizarras. O menor resistia não correr para os braços de Chanyeol, pois este falava que era hétero a cada segundo, isso machucava Baekhyun profundamente.

 

Porra, Baekhyun sabia que parecia um pouco com uma mulher, porém ele sabia que era melhor - um de seus ex namorados que confirmou - mas, ele sentia o sangue ferver quando Chanyeol o chamava de garota.

 

~*~

 

Era sexta, Baekhyun estava decidido em chamar Chanyeol para dormir em seu apartamento, iriam assistir um filme qualquer e comer pipoca, coisa típicas de garoto.

 

Baekhyun passou a arrumar seu apartamento às cinco da tarde. O garotinho descobriu que seu apartamento estava horrível, tinha papel de bala, meia, pedaços de pizza na parede e amoeba no teto. Como a amoeba foi parar no teto? O próprio Baekhyun não sabia.

 

Uma longa e tortuosa tarde para o Byun, ele perguntava-se como havia conseguido acumular tanta sujeira em um mês. Realmente, ainda bem que sua mãe maníaca por limpeza não o visitava há tempos. O menor parecia mais uma dona de casa, as roupas folgadas e uma sacola enorme na mão, uma fina camada de suor em sua testa e as pernas cansadas,a ponto de desabarem, seu apartamento era grande demais para uma pessoa, ali caberia umas cinco delas.

 

Ao fim da tarde, o garoto foi tomar seu merecido banho. Tratou de um banho bem demorado, soltando alguns suspiros deleitosos ao sentir a água gelada entrar em contato com o seu corpo, acabou por demorar mais que o esperado.

 

 

Chanyeol estava concentrado demais jogando lol, seus dedos moviam-se tão rápido que faltava quebrar o teclado, ao seu lado JongDae não estava diferente. Chen estava tão concentrado, dividia sua atenção entre sugar o canudinho e jogar, louco para passar de Chanyeol. O dono da lan-house, estava pra expulsar aqueles dois adultos dali, mas a metade da renda semanal vinham deles.

Os dois eram viciados desde a adolescência, esse tornou-se o maior vício até os dias atuais. Toda sexta, os dois saem às pressas do serviço, inventando uma desculpa de que era algo importante, e de fato para os dois era.

 

Chanyeol só desgrudou os olhos da tela quando o celular começou a tocar, em um toque único, ele sabia que ali era a garota que ele estava à fim. Tratou de fechar a aba e sair do recinto, já com o celular em mãos. Riu e atendeu este, encostando-se no tronco de uma árvore que tinha do lado de fora.

 

- Alô?

 

- Oi Channy.. Hmm.. eu quero te fazer um convite, não aceito um não como resposta. - Baekhyun falou com a voz carregada de manha, estirado no sofá.

 

- Huh, então?

 

- Vemdormirnomeuapartamento.

 

Mesmo se estivesse em câmera lenta, Chanyeol não teria entendido de tão rápido que o outro falou.

 

 

- Não entendi, Baekhyun. Fale calmamente.

 

Baekhyun respirou fundo e disse:

 

- Esteja no meu apartamento às oitos, sem falta. Tchau. - Baekhyun mudou de humor completamente e desligou o telefone na cara do campeonato, não devia se portar como uma garota virgem já que ele não era uma garota.. e muito menos virgem.

 

….

 

E às 19:59, Chanyeol estava em frente ao apartamento de Baekhyun, o outro havia passado o endereço pelo kakkaotalk, não estava afim de falar por ligação. O maior estava com duas sacolas penduradas em cada braço, ele havia achado uma lojinha por perto, comprou um pote de sorvete e vários salgadinhos. Sua roupa não era lá a melhor mas dava pro gasto. Ele trajava um shorts azul até abaixo do joelho, uma blusa branca e uma jaqueta xadrez, uma chinela simples e pan! Estava produzido.

 

Tocou a campainha e logo foi atendido pelo furacão Baekhyun, que o puxou para dentro, inspecionando a sacola. Chanyeol percebeu que os fios longos da Byun estavam um pouco desengrenhados. Suas bochechas estavam com um tom mais róseo que o normal, parecia que havia corrido uma maratona.

 

-  Onde você achou sorvete nesse fim de mundo? - Baekhyun perguntou, realmente surpreso, ele já havia rodado a vizinhança inteira atrás de sorvete, ele sempre ia em um mercado mais afastado.

Chanyeol franziu o cenho, como se fosse óbvio.

 

- Em um mercado na esquina, da pra ver pela janela.

 

Baekhyun torceu o rosto em uma careta, como se dissesse “ Essa eu quero ver “.

 

- Me mostra.

 

Chanyeol deu de ombros e andou a janela mais próxima, apontando através do vidro para uma casa cinza com uma uma grade da mesma cor.

 

- Vem ver, Baek.

 

Baekhyun aproximou-se percebendo o olhar do outro, ele devia o chamar de burro ou cego. Semicerrando os olhos, pôde ver um mini-mercado, com uma placa enorme que piscava com um nome “ Omma’s supermaket “. O garoto teve uma puta vontade de se enterrar, ele só queria sumir, foi a pior vergonha de sua vida - por mais que ele soubesse que outras estariam por vir.

 

- Relaxa, a placa é bem pequena. - Chanyeol falou com sarcasmo, rindo da cara da garota que entreabriu os lábios para dizer algo, mas apenas deu um soco no ombro do maior e foi para a cozinha, parando no meio do caminho quando percebeu que o outro não o seguia.

 

- Você não vem? - Perguntou chamando o maior com o dedo indicador, sorrindo ao ver este vir em sua direção como um cachorrinho.

 

 

- E… Eu ganhei de novo! Toma essa, Park Chanyeol. - Baekhyun comemorava rindo da cara do outro, já era o quinto round seguido que ele ganhava de Chanyeol. A essa altura, o garoto fazia sua dança da vitória, apontando para o outro que apenas revirava os olhos.

 

- Eu ganhei, eu ganhei. Você perdeu, você perdeu. - “ Parece uma criança.. “, Pensou enquanto via a garota pular de um lado para o outro, uma hora cansou de ver ela assim e tomou uma providência.

 

- Quero revanche!

 

Então Baekhyun parou de saltar e passou a encarar o outro, com os olhos semicerrados, quase fechados. Até cruzou os braços, para tentar intimidar o maior, coisa que não deu certo.

 

- Tem certeza?
 

- Claro, eu não vou dar meu braço a torcer.

 

- Hm, gosto assim. - Baekhyun falou e deu um soco no ombro do maior, antes de voltar as configurações do jogo.

 

Baekhyun já escolheu o Scorpion, quando a campainha tocou. Revirou os olhos e decidiu ignorar, sorrindo ao ver Chanyeol escolher o Sub-Zero. Mas, a pessoa parecia bem insistente, pois começou a bater na porta.

 

- Aff.. - Baekhyun suspirou e levantou, deixando o controle em cima da mesinha. - Não ouse começar sem mim.

 

- Ok, senhora. - Falou descontraído, vendo a garota rir e atender a porta.

 

Baekhyun abriu a porta, desfazendo o sorriso ao ver quem era. Mas,a porta não foi impedida pois a pessoa colocou o pé.

 

- Por favor, Baek.

 

- Eu não quero falar com você, sai! - Tentou empurrar o outro mas, foi em vão.

 

- Por favor.. só me escuta.

 

- Não!

 

-  Ei, o que tá rolando ai? - Foi a vez de Chanyeol se intrometer, ficando atrás de Baekhyun.

 

- Não é nada.. só me ajude a tirar esse demônio daqui! - O outro garoto era espremido na porta por Baekhyun, até que ele conseguiu olhar para dentro do apartamento, dando de cara com quem menos esperava.

 

- Chanyeol?
 

- Chen?

 


Notas Finais


Então? O que acharam? Comentem! Isso ajuda muito.
Obrigado à quem leu até aqui e.. até a próxima.

Beijos ~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...