História O Amor É Como Um Jogo - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Restart
Personagens Koba, Pe Lanza, Pe Lu, Personagens Originais, Thomas
Exibições 3
Palavras 984
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Policial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oieeee estou começando uma nova fanfic mas não vou abandonar a minha outra fanfic.
Espero que gostem dessa.

bjksss

Capítulo 1 - Amanhã É Um Novo Dia


Fanfic / Fanfiction O Amor É Como Um Jogo - Capítulo 1 - Amanhã É Um Novo Dia

´´Eu não sei como cheguei aqui,

Eu sabia que não seria fácil

Mas sua fé em mim era tão nítida

Não importava quantas vezes eu fui derrubado no chão

Mas você sabia que um dia eu estaria de pé

Basta olhar para mim agora´´ 

 

vick: vaaaaaaaaaaaaaaaamo Angel 

Angel: to indo, to indo

vick: ta linda

Angel: vlw, vc ta linda tbm... mais iai, pra onde agnt vai?

vick: pra uma balada

Angel: já faz 2 anos que a gente foge do convento mais eu ainda n me acostumei 

Vick: aaah vc é mt preocupada, a madre nem sonha que a gente foge... vamo se nao nós vamos nos atrasar

Angel: ta vamos

eu fugi pela janela, meu quarto era no 2 andar... a gente desceu pelos ar condicionados e chegamos ao fim no chão

ufa, agnt andou umas 2 quadras e chegou ao local 

eu tava dançando, me divertindo pra tirar o atraso do tempo que eu vivia infurnada naquele convento

eu ja nem sabia onde a Vick ou a Mel tinha se metido, mais no final a gente sempre se econtra

eu tava bebendo wisk, nao muito... nao sou chegada nessas coisas

um cara tava me olhando de um jeito diferente, ele tava se aproximando...

ele tava com uns seguranças, deve ser mais um daqueles riquinhos filhinhos de papai

ele começou a susurrar umas coisas que chegava a me ofender 

eu nao pensei duas vezes e taquei o wisk na cara dele e sai correndo 

no caminho eu olhei e vi a Mel e a Vick, GRAÇAS A DEUS, elas estavam pasmas com o que eu tinha feito 

arrastei elas pra longe daquele local

Mel: ai,ai, ai -disse ofegante-

Angel: ai Mel, cansei

Vick: SN tu é doida ou o que? vc jogou wisk na cara do rapaz  e eu aposto q vc ñ sabe quem é

Angel: e nem quero saber quem era... pra mim tanto faz ser Deus ou o Diabo, me ofendeu LEVA!

Vick: vamo correr que ainda falta um quarteirão

a gente correu mais um pouco e chegou de volta no convento

escalamos e chegamos no quarto 

eu tomei banho, troquei a roupa e tirei a make 

dormi ou melhor hibernei 

[...]

Vick: ooooo Angel !! Angel !!

Angel: oi...

Vick: a Madre quer falar cntg

Angel: mais porq ?

Vick: nao sei... mais se for bronca, to cntg

Angel: ai Deus

Vick: cuida, te arruma... ela ta esperando 

[...]

me arrumei e fui pra sala da coroa... medo? vc nao imagina o quanto 

dei 2 batidinhas na porta e ela veio ao meu encontro

Madre: oi querida

eu nao via a hora dela brigar logo comigo 

Angel: oi madre

Madre: sente -se

eu já tava pronta pra fazer meu teatrinho de garota arrependida 

Madre: bem... vc já está a 4 anos no convento

Angel: madre.. vá em frente

Madre: bem... eu nem sei como dizer isso pra vc, por que todas nós somos uma familia... mais a sua mãe... ela... foi... pra um melhor lugar 

todos os momentos com a minha mãe foram passando pelos meus olhos

´´mamãe nao fuma´´

´´mamãe nao me deixa sozinha´´

´´eu te amo minha filha´´ 

´´eu te amo mamãe´´ 

Angel: tu... tudo... tudo bem... 

Madre: bem, a Tereza vem buscar vc 

Angel: quem é tereza?

Madre: uma amiga mt proxima da sua mãe, sua madrinha, caso acontece alguma coisa com vc sua mae a nomeou como sua guardiã legal ate vc ser de maior, então ela vai vir te buscar 

Angel: nao, eu nao quero ir

Madre: nao torne as coisas mais dificeis amor, ela é uma boa pessoa... vc sempre vai vir olhar a Vick e a Mel sempre vc quizer pode levar elas pra passar o dia com vc

Angel: tá bem, que hrs ela vai vir me buscar?

Madre: daqui a 2 horas, tire o uniferme do convento e vista algo mais confortavel

[...]

[...]

Vick: iai iai o que ela queria?

Angel: minha mãe morreu 

Vick: o que?

Angel: ain vick... ja to a tanto tempo sem ela que... ah slá... to confusa... mais eu vou morar com uma tal de tereza, a madre disse q ele é minha madrinha e guardiã legal

Mel: nao, nao. Não pode ser

SN: eu nao quero ficar longe de vcs... a Madre disse que eu posso sempre vim ver vcs, e sempre que vcs querer ir lá me visitar tbm pode... e eu nem sei se eu quero realmente ficar lá

#2 Horas Dps#

Tereza: oi querida, meu nome é tereza

Angel: oi... meu nome é Angelina, mas pode me chamar de Angel

Tereza: no carro agnt vai conversando

Angel: ok

nos fomos até um camaro preto, aquela mulher realmente tinha condição, ela era boa... eu via em seus olhos 

Tereza: o que vc acha de fazermos umas comprinhas pra vc, hein?

Angel: não precisa, vc já está fazendo mt por mim

Tereza: imagina querida

ela comprou bastante coisas pra mim, de sapato a maquiagem. Ela é uma pessoa muito boa 

nos fomos pra casa dela, tinha alguns guardas, não liguei afinal ela era rica tinha que se proteger... nos passamos pela guarita e entramos naquela enorme mansão 

Tereza: vou te apresentar a casa 

era realmente enorme, dava pra se perder naquele lugar

Tereza: esse vai ser seu quarto, espero que goste... eu durmo no andar de baixo, 2 quartos adiante é o do meu filho.

Angel: é lindo....

vcs estavam saindo do quarto e a Tereza estava de costas

Tereza: filho? -disse assustada-

Pedro: crl mãe, vê por onde anda

a minha mão gelou, o sangue parou, a garganta tapou... pela estupidez e o modo de falar com certeza era o cara da boate

Tereza: pensei que nao estivesse em casa

Pedro: ouve um imprevisto -ele rodou o boné pra tras-pude ter a visão completa do rosto dele, era realmente ele...ele me olhou, um olhar de odio... ele tinha me reconhecido... 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...