História O amor é eterno - Capítulo 3


Escrita por: ~ e ~Leons56br

Postado
Categorias Ever After High
Personagens Alistar Wonderland, Apple White, Ashlynn Ella, Briar Beauty, C.A. Cupid, Cerise Hood, Crystal Winter, Daring Charming, Darling Charming, Dexter Charming, Ginger Breadhouse, Holly O'Hair, Hunter Huntsman, Kitty Cheshire, Lizzie Hearts, Madeline Hatter, Personagens Originais, Ramona Badwolf, Raven Queen, Rosabella Beauty
Tags Apple White, Darling Charming, Ever After High, Romance
Visualizações 82
Palavras 2.178
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Orange, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Necrofilia, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostemm🙂

Capítulo 3 - I think it't you.


Fanfic / Fanfiction O amor é eterno - Capítulo 3 - I think it't you.




~•~ Apple ~•~





Estou tão feliz e animada já que a Darling vai em casa hoje a tarde, entrei na sala e fiquei pensando toda boba em seu sorriso, seus cabelos, aqueles olhos que me perco toda vez que eu olho para eles. Saio do meu transe com os estalar de dedos de Raven:

-Vc tá viajando muito estes dias sabia? -Ela coloca sua mochila atrás de mim e senta em cima da mesa em minha a frente

-É.....eu...ahm Eu eu to mesmo -Senti minhas bochechas ficarem levemente quentes e coloquei um mexa de cabelo atrás da orelha com um sorriso

-Me fala quem vc ta gostando? -Ela ri e eu fico mais embaraçada ainda

-Do Daring claro -Disse, ela me olha com um olhar de desconfiada.

Bom eu conheço a Raven a muito tempo nossa famílias são meu que rivais minha mãe detesta a mãe da Raven e visse versa, mais no geral nos duas nos danos bem, conversamos de tudo e eu confio nela então não tem motivo pra eu n fala para ela:

-Não é ele, eu sei vc está mais boba e tratando o Daring como um amigo do que namorado – Ela fala cruzando as pernas

- Nisso eu até posso concordar- Disse me apoiando com a braço

-Então pq não termina com ele já que vc n gosta mais dele? -Ela me olha confusa e da uma viradinha de cabeça

-Duas coisas, primeiro ele é meio que meu prometido e segundo eu já queria terminar com ele pelos os menos problemas que ele não me dá atenção, me ignora mais ele parece que muda -Falo meio indignada

-Como assim ele muda ? -Raven cruza os braços me olhando atentamente

-Tipo me ignora e depois fica uma coisa comigo me mima, faz de tudo por mim deu pra entender? – Espero que ela tenha entendido

-Saquei, mais eu acho que já que vc não gosta dele da um chute bem dado e seja firme com sua decisão e já que vc tá apaixonadinha por outro alguém – Ela fala isso e eu cruzo os braços e Fasso um biquinho fazendo ela rir – Vc tem que aproveita e sentir cada momento de estar apaixonada, se da indícios que vc gosta dele essa coisas.- Raven disse sorridente

-Parece que temos outra Cupido aqui ?! -Eu arqueio uma sobrancelha fazendo ela e eu rimos bastante

-Não enche- Ela da um soquinho de leve em ombro – Então quem é seu crush? – Ela descruza as pernas e os braços

-Então.......- Levei minha mão até a nuca- É meio complicado pois sempre quando eu fico perto dela eu gaguejo, fico muito vermelha e sem saber o que fazer......me sinto bem ao lado dela-Sorriu

-Pêra dela? -Raven me olha confusa

-S...sim....bom Eu não sei se gosto dela ou eu que estou confusa sobre as coisas -Fiquei enrolando uma mecha de cabelo em meu dedo

-Do jeito que vc está é gostar mesmo de quem é? -Ela sorri e eu ainda fico mexendo meu cabelo

-A....Darling -Sinto minhas bochechas arderem e eu sorriu de canto bem de leve

-Não acreditooooo -Disse toda animada – Vcs fazem um perfeito casal -Ela sorria de orelha a orelha

-Obrigada....... -Eu olhei par o chão sorrindo

-Mais vc tem que saber se ela gosta de vc ou se ela da indícios que ela gosta de vc – Ela bateu palminhas

-Bomm....ela fica meio sem saber o que fazer direito quando eu fico perto dela.....- Falo a encarando.

-Isso é um belo sinal mais ela tipo fica ansiosa, ou nervosa, corada? -Ela gesticula com as mãos

-Sim....ela fica pois hoje já que ela chegou cedo pra aula e ela falou quer tava com problemas em álgebra, eu disse que ela poderia vir em minha casa para eu ajudá-la- Ela sorri faz uma cara de pensativa

- Gostei mais quando ela estiver na sua casa cassa meio que um joguinho com ela para saber se ela da disposta a encarar tudo por vc ou se ela só quer “brincar” -Ella fez aspas com as mãos e sorri com malícia

-Tudo bem espero que ela não queira só “brincar” comigo -Diz o meus gesto que Raven fez fazendo nós duas rimos.

Depois de um tempinho conversando fazendo brincadeira chega os outros alunos na sala, e logo em seguida o professor.

Passou bem devagar as aulas, tava meio que morrendo na última aula, mais por um milagre de Deus bateu o sino recolhemos nossa coisas e saímos da escola. Eu estava esperando a Darling para ver se realmente ela iria para minha casa, ela saia conversando com Rosabella e Cerise, ela me viu deu tchau para as duas e veio em minha direção:

-Iai tudo bem? -Perguntou sorridente

-To...to sim eu queria saber se vc vai lá em casa? -Ela riu fechando os olhos

-Vou sim ao contrário eu irei reprovar- Eu ri -Passo lá depois tenho que ir tchau -Ela me da um beijo na bochecha e sai e eu fico sorrindo toda boba e vejo o carro de minha mãe se aproximar

-Oi mãe- Eu dei uma entranhada já que era bem difícil ver minha mãe me buscar no Colégio geralmente era um cara que ela contratava para me buscar.

-Oi filha como foi seu dia? -Minha mãe é uma poderosa executiva do governo e tudo mundo chama ela de branca ou neve, pois ela ser muito branca e é parecida com a famosa branca de neve nos contos e lendas

-Foi tudo ótimo consegui um A em Biologia- Disse toda animada

-Isso é muito bom minha filha temos que manter vc perfeita para entrar na melhor faculdade do país- Branca diz sorrindo –

-Mãe a Darling vai vir em casa tb ? -Ela me olha de canto r seu sorriso se desfaz

-Eu n sou muito chegada a Darling mais tudo bem -Dei um sorriso forçado e minha mãe na rosto do passeio ficou falando de seu trabalho

-Chegamos- Chegando em casa desço do carro ainda ouvindo minha mãe falar

-Estou com fome espero que Max tenha feito um comida deliciosa -Sim temos um cozinheiro/mordomo em casa

-Espero que sim -Entramos em casa com um cheirinho maravilhoso de comida entrei na cozinha e o vi fazendo macarrão de molho branco que coisa maravilhosa corri e dei um abraço nele

-Oi Apple tudo bem olá senhorita Snow -Ela faz um referência- Vamos comer

Depois de um tempo comendo e rindo o Max pra mim é um segundo pai, já que o primeiro só viaja é tipo só umas 2 vezes por ano que eu o vejo. Terminamos e fui ajudar o Max com os pratos. Deu umas 13:33 ouvi a campainha tocar é a Darling e fui correndo para a porta.




~•~Darling~•~




Eu sai de casa indo em para a da Apple, confesso que eu estava um pouco ansiosa mais de boa, chegando na frente da porta eu fico em um dilema foco ou não foco a campainha eu tinha chegado cedo tipo umas 13:20 ou 10 mais esse meu vai ou não vai que eu empaquei. Mais eu consegui apertar a campainha e depois de tempinho a Apple abre a porta para mim um pouco ofegante:

-Oi -Ela acena para mim

-Blz -Ela me da passagem para Ela entrar e eu entro vendo a Snow me encarando com os braços cruzados essa mulher me da medo -Como vai Snow? -Estendo minha mão para cumprimenta-la junto com um sorriso

-Estou bem-Ela cruza os braços e vai em direção a Apple, cara ela me deixou no vaco, Mano fiquei sem graça na hora

-Eu vou indo tchau filha.....e Darling -Agr é oficial em não sei o que ela tem contra mim

-Nisso minha mãe foi bem seco com vc em? -Ela ri

-Vc acha ? -Rimos

-Vem vamos para meu quarto -Ela pega meu pulso e me leva para cima, ela abre a porta solta o meu pulso

-Nossa seu quarto é bem grande -Olho em volta e ela sorri para mim

-Bom pro onde vc quer que eu te ajude mesmo -Ela fala com os braços na cintura

-Começa com Álgebra- Deu uma risadinha

-É verdade -Ela pegou sua mochila e sentou no tapete e eu só olhando -Vc vem se sentar?

-Claro -Coloco a mão na cabeça e me sento ao seu lado e ficamos ali estudando por horas

-Nossa o tempo passa rápido- Ela ri -Já são 4:20 -Diz pegando o celular

-É- Coloco minha cabeça para trás já que era a cama dela ela ficou ao meu lado e colocando a cabeça em meu ombro direito -Vl por me ajuda a entender álgebra e história- Ri e ela tb

-De boa se vc quiser mais alguma coisa só falar -Ela olha para mim sorrindo “Sim pode ser sua boca na minha? “sorri com meu pensamento

-Tb- Respirei fundo -É tá ficando tarde e é melhor eu indo -Fiquei cruzei as pernas tipo índio

-Fica mais um pouco se vc quiser -Ela me abraça de lado e eu coloco meu braço em suas costas

-Eu falei pro papai que ia chegar 5 horas e estourando 5:30 ele é meio chato quando eu saio de casa -Rio e ela me solta ficando do meu lado sorrindo

-Posso te fazer uma pergunta? -Ela colocou a dedo indicador na boca e aqui fez eu sentir um pouco o Douglas no meu short

-Fala – Fiz perna de índio e olhando

-O Daring fala de mim tipo comenta alguma coisa ou sla – Fiquei pensando um pouco

-Não ele mais só fala dele e como ele é isso e àquilo -Fiz gestos com as mãos- Ele não se importa com ninguém além dele -Nem prestei atenção no que eu falei e ela meio que pareceu tristinha- Quer dizer.....eu......eu não ele tipo fala sobre mais.....-ela me interrompe

-Mais ele me vê como um prêmio -Ela bufou- Eu devia estar sabendo disso eu sou muito ingênua eu vou terminar com ele não goste dele mesmo então pra que que eu vou me matar por ele? -Fiz sim com a cabeça e encostou as costas na cama.

-É verdade ele não merece vc, vc merece alguém que te ame, lhe respeite, não te ignora, que sempre fará de tudo para ter seu sorriso não importa a situação -Disse muito confiante com os braços cruzados

-E quem séria está pessoa ? – Ela disse se aproximando de mim Com um a voz rouca

-Eu......eu não sei......-Me contrai sem olhar em seus olhos e senti minhas bochechas corarem

-Vc fica tão fofa quando está corada- Ela puxa de leve meu rosto um sua mão em meu queixo.

-Uhum.....- Não conseguia falar nada só olhava para seus olhos azuis igual o mar nem percebi mais nosso rostos estavam tão próximos que sentia sua respiração.

Ela olha em meus olhos e às vezes para minha boca levemente aberta, fomos chegando casa cada vez mais perto ela fechou os olhos e eu tb senti seus lábios quentes como um selinho meio que demorado e depois outro celinho demorado, nossos lábios se encaixaram tão perfeitamente. Senti sua língua em meus lábios, transformamos aquele leve celinho em um beijo extremamente calmo de língua, minha mão esquerda foi até seu rosto e a direta pegou em sua mão. Ficamos ali por um segundos ou minutos paramos aquele beijo com uma mordida de lábio que eu sei nela, ficamos ali minha boca entre aperta em sua bochecha e ela me abraçando.

Dei um beijo em sua bochecha e ela soltou um gemidinho em meu ouvido outro sinal de Douglas, eu senti algo forte algo que nunca senti antes, me sentia como se eu deve-se protegê-la, cuidar, ser seu porto seguro. Eu estou completamente apaixonada por ela mais tenho medo dela não sentir isso :

-Tenho que ir -Sussurro em seu ouvido

-Uhum.....- Ela diz me soltando e entrelaçando os dedos -Tá bom- Ela senta em meu colo “Eu vou morrer” e me abraça- Eu acho que é vc........ -Diz baixinho me fazendo sorrir de canto

-Eu tb acho -Me separei e vi seu rosto roxo de vergonha e ri

-O que foi? -ela coloca sua cabeça em meu peito

-Vc tá vermelhinha -Ela ri e eu levanto com ela ainda ela no meu colo, com sua pernas se prende em minha cintura e eu á abraço. Depois de um tempo -Tenho que Apple -Ela desce de mim e faz sim com a cabeça

-Não vou te agarrar mais -Eu ri e junto minhas coisas e coloco na mochila que a coloco uma das alças no ombro. -Te acompanho- Ela abriu a porta do quarto e eu a segui fechando na frente da porta

-Tchau te vejo amanhã? -Digo pegando o meu celular é vendo a hora 5:24 “Melhor eu correr”

-Sim eu vou -guardei o celular ela pega meu queixo e me da um selinho demorado -Tchau- Disse sorriu e saio toda derretida

Cheguei em casa em cima da hora, entrei no quarto e tomei um banho vesti minhas roupas, comi e deitei na cama pensando nela. To apaixonada nunca pensei em disser isso mais tudo tem sua primeira vez não é mesmo?


Notas Finais


Espero qie tenham gostado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...