História O Amor e suas Complicações - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens August Wayne Booth (Pinóquio), Capitão Killian "Gancho" Jones, David Nolan (Príncipe Encantado), Emma Swan, Henry Mills, Lacey (Belle), Liam Jones, Madre Superiora (Fada Azul), Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Milah, Neal Cassidy (Baelfire), Paige (Grace), Personagens Originais, Peter Pan, Regina Mills (Rainha Malvada), Robin Hood, Sr. Gold (Rumplestiltskin), Tinker Bell, Violet, Will Scarlet, Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Captain Swan, Captainswan, Colifer, Emma Swan, Hook, Killian Jones, Neal Cassidy, Outlaw Queen, Salvadora, Snowing
Exibições 97
Palavras 1.502
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Hentai, Magia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpe a demora. Eu comecei esse capítulo tarde e aqui estou as 3:25 da manhã postando ele😂

Capítulo 18 - Então você não sabe


Regina estava saiu da prefeitura e foi direto para seu carro.

   Já era noite a algum tempo, Regina tinha muito trabalho a fazer mas resolveu sair mais cedo, ja que os Charming's iriam dar um jantar no Granny's para fazer um anuncio.

  Atravessou a rua em direção ao carro estacionado ali. A noite estava tão fria que pensou que iria congelar, não lembrava de estar tão frio quando saiu para buscar uns documentos no carro a pouco mais de meia hora.

    Parou em frente ao automóvel enquanto procurava a chave em sua bolsa. Jurava que havia colocado ali, antes de sair. Não poderia estar ficando louca desse jeito. Suspirando ao constatar que não havia nada ali, deu meia volta indo em direção a prefeitura novamente.

   Subiu as escadas rapidamente verificando a hora no relógio da parede, notando que não faltava muito para o jantar.

Sente que algo ruim ira acontecer logo, logo.... Mas decidiu ignorar, focando no que realmente importava, achar a chave de seu carro.

Começou a vasculhar toda a sua mesa, sem encontrar nada. Se abaixou para ver se não havia caído no chão. Foi quando sentia que estava sendo observada.

--Evil Queen-- falou a voz que vinha do outro lado do cômodo Regina logo levantou já com uma bola de fogo formada em sua mão, esperando a oportunidade para jogar em seu adversário.

-- Que é você e o que você quer?-- perguntou e escutou a risada irônica vinda da parte mais escura do cômodo

-- Você sabe quem sou eu Sra. Mills...-- falou o ser de capuz dando alguns passos para frente deixando nítido seu rosto. Regina não ficou nem um pouco surpresa com quem viu. Apenas uma raiva a dominou por ter deixado passar tantos indícios que essa pessoa não merecia o mínimo de confiança.

-- Sabia que não deveria acreditar em você-- falou

-- Mas acreditou. E logo terei a confiança de toda sua família...

-- Só o problema é que eu te vi. Se você pensa que ficarei de boca fe....-- ele a interrompeu antes que terminasse de repente desaparecendo e se materializado ao lado sa morena.

-- Não fará diferença agora...-- em um movimento rápido colocou o bracelete que aluna os poderes de Regina. Agora com ela indefesa , ele a fez desmaiar.

Sorrindo vitorioso.

(....)

-- Emma me ajuda aqui. Aquelas tortas estão fora do lugar-- Mary exclama fazendo Emma sair de seus pensamentos.

-- Mas não tem tortas mãe- - ela a lembrou, as tortas não havia ficado prontas tempo. Tendo que ser substituidas por outro doce.

-- É claro que tem Emma--lançou-lhe um olhar que a fez enteder que era pra ir com ela sem pestanejar.

Estavam os quatro sentados na mesa. David e Mary de um lado, e Emma e Killian de outro. O clima por incrível que pareça não estava tão pesado. A não ser pelas indiretas de David as vezes.

Emma e Killian ficaram o tempo inteiro de mãos dadas, por debaixo da mesa. Swan não sabia o que estava acontecendo entre eles mais não ela estava gostando, esperava que continuasse, que ele não a odiasse depois do que escondeu.

Se lenvantou seguindo sua mãe até um local onde poderiam conversar.

-- Agora me diga...o que houve?-- perguntou com um semblante preocupado.-- E não me diga que não é nada. Não minta.-- encarou a mãe pensando na possibilidade de contar-lhe. Queria tanto desabafar. Se deu por vencida e começou a falar.

-- Minha bebê...e filha do Killian-- sentiu como se um pouco só peso tivesse saído de suas costas. Por mais que ainda faltava a tonelada principal.

-- Não é possível...

-- É sim... foi logo quando chegamos de volta a Stotybrooke. Aconteceu..

-- Mas e Neal? --Emma sentiu um arrepio só de ouvir esse nome. O odiava.

-- Não existe Neal...-- falou tentando apagar as memória terríveis que a assombram até hoje.

-- E Killian...Ele não quer assumir-- a Salvadora voltou seus olhos para a mesa, onde deveria estar acontecendo uma péssima conversa, e depois se voltou pra mãe.

-- Ele nem sabe.

(....)

-- Então...qual seus interesses com a minha filha? -- perguntou David encarando Killian com uma cara não muito boa, o pirata estava suando frio e muito desconfortável com a situação. Por mais que não queria transparecer isso.

-- As melhores possíveis, posso lhe garantir...-- respondeu, e era verdade desde que conheceu Emma ( não desde que conheceu, talvez desde que percebeu que estava apaixonado por ela) ele nunca pensaria em magoa-la de forma alguma.

-- Você sabe que a Emma não é mais uma da sua lista....-- exclamou, tinha medo que o pirata magoace sua filha

-- Ela nunca seria. Eu a.....-- Emma e Mary voltaram para a mesa onde os dois homens conversavam.

-- Então, assustando muito o Killian, David?-- perguntou Emma em tom divertido. Ela queria aliviar a tensão do que parecia ser seu pai dando um ataque de ciúmes. Sorriu e se sentou ao lado de Killian.

-- Só estávamos tendo uma conversinha.-- David respondeu

-- Imagino...-- Disse Emma já sabendo que era o tema em questão. O silêncio se instalou entre os quatro-- aliás, vocês não tinha um anúncio a fazer?-- perguntou cortando o silêncio

-- É verdade-- David abriu o maior sorriso, seja o que for era algo bom.

-- Amor-- Snow o chamou -- Acho que ja está na hora. Estávamos esperando a Regina, mas pelo jeito ela não vai aparecer...-- balançou a cabeça imaginando que só podia ter ficado trabalhando até tarde novamente.

Snow e David foram até o centro do Granny's batendo um garfo em uma taça para chamar atenção.

-- O que você acha que é?-- perguntou Emma para Kilian que estavam sentado ao seu lado com o braço em volta dela a abraçando. Ela não contestou, pois se sentia bem desse jeito.

-- Acho que ela vai dizer que está grávida!-- ele opinou

-- Não...acho que é outra coisa, talvez....-- iria falar mas foi interrompida pelo anúncio de seus pais.

-- Vamos ter um bebê -- os doía falaram juntos. Emma olhou surpresa para Killian

-- Você é bom...-- ele tinha um sorriso vitorioso no rosto.

-- Na floresta encantada quando os reis tem um bebê eles fazem uma reunião pra anunciar-- ela o encarou indignada-- na hora de escolher o nome também.

-- Você roubou, seu pirata trapaceiro. Eu não sabia disso-- falou rindo e dando um leve tapa no seu braço. Os dois se olharam sorrindo. Fazendo todo o resto desaparecer. Se aproximaram seus rostos um do outro e tocaram levemente seus lábios.

Emma não deixou que o beijo se prolongasse muito, ela tinha que conversar com ele, não podia adiar mais. Ele tinha que saber. E ela precisava contar.

-- Killian...-- separou seus lábios dos dele, mesmo não querendo.

-- O que foi Love, a algo errado? -- perguntou

-- Não....Quer dizer sim....precisamos conversar-- Disse dando um suspiro. Tinha medo de como ele reagiria a saber sobre a paternidade da criança que ela carregava, que na verdade a criança era filha dele. Filha deles.

-- Precisamos conversar nunca vem seguido de uma boa coisa...-- constatou, sua expressão de leve foi para preocupada em alguns poucos segundos. Não queria acabar com o momento, ela não estava fugindo dele, o evitando, ela estava deixando rolar e ele queria continuar.

-- Depende do ponto de vista.-- se levantou estendendo a mão para que o Moreno a pegasse. Ele logo levantou e entrelaçou seus dedos aos dela.

Foram calmamente até a saído do restaurante sentando em uma das mesas que tinham ali.

-- Bom... pode começar Swan

-- O que tenho que falar é sobre essa bebezinha-- barriga tocou a própria barriga e ambos sorriram. Por algum motivo desconhecido para ele, se sentia ligado a bebê, como se fosse dele. Ele faria qualquer coisa pelas duas. Emma tentava tomar coragem para contar-lhe a verdade. Pegou respiração e o encarou, esperava do fundo do coração que ele gostasse da ideia. -- Killian voce é....

   -- COMO VOCÊ PODE FAZER ISSO COMIGO. EM VAGABUNDA-- Um Neal extremamente descontrolado andou em direção ao dois. Se saísse fumaça de suas orelhas não seria uma surpresa. Em seu rosto carregava uma expressão de tanta raiva. -- COMO PODE ENGRAVIDAR DESSE AI. SE QUERIA DAR PRA ALGUEM, QUE DESSE PRA MIM.

-- Abaixa o tom da voz com ela -- Killian disse indo pra frente de Emma pra protege-la

 -- Esssa ai. Me traiu e agora tá levando Esssa bastatdinha ai na barriga.-- preferiu com ódio na voz 

 -- Olha como fala da minha filha. -- Emma sai de trás de Killian se segurando pra na dar um soco no rosto de Neal. Ninguém ofendia sua filha.

 -- Aliás bastarda é pouco pra definir isso.-- Killian se irritou 

  -- Não  é só porque você não quer sua filha, que tem direito de ofende-la.-- disse e Neal deu uma gargalhada como se tivesse acabado de escutar a piada mais engraçada do mundo.

 -- Então você não sabe..-- deduziu, deixando Killian sem entender-- parabéns Captain Hook, você será papai.


Notas Finais


Espero que tenham gostado. No próximo vamos saber como o sem noção do Neal descobriu e qual vai ser a reação do Killy ❤

Xoxo 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...