História O amor é um mar de horrores ou rosas? - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Homossexual, Lemon, Romance
Exibições 38
Palavras 848
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Lemon, Luta, Romance e Novela, Shonen-Ai, Violência, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Espero que gostem!

Capítulo 19 - Cap XIX- Stalker


Fanfic / Fanfiction O amor é um mar de horrores ou rosas? - Capítulo 19 - Cap XIX- Stalker

 

 

Quarta-feira 5:30

 

Ethan P.v.o

Acordei cedo, tomei um banho e fui me vestir. Uma camisa branca, calça jeans escura e um tenis comum.

Peguei minha mochila e fui pro colégio, tenho certeza que estou com uma cara assustadora de zumbi.

Cheguei no colégio e fui pra sala de aula, me sentei no meu lugar e esperei o professor chegar.

Ele chegou e estava acompanhado de uma aluna nova... COMO ASSIM?? LORY??

- Então, apresente-se.

- Claro! - ela sorriu. - Meu nome é Lorena, mas me chamem de Lory! Por favor, me aceitem! 

- Com certeza... - murmurou alguns meninos de olho nela.

- Pode sentar-se ali. - apontou o professor para o outro lado da sala.

- Um minuto professor do meu coração! - ela falou com um sorriso cativante, o professor até corou.

Lory foi na minha direção, eu ignorei e ela parou no menino do meu lado.

- Com licença... - murmurou ela tímida. - P-Poderia me deixar sentar aqui? - perguntou mexendo as mãos.

- C-Claro... - o menino corou e saiu.

Lory se sentou do meu lado com um sorriso vitorioso, me encarou e deu joinha com o polegar.

Dei de ombros e ela sorriu triste, acho que fiquei muito pessimista talvez, só talvez.

As aulas passaram, teve prova e por alguma sorte consegui tirar nota alta, precisei pegar a matéria de outros colegas e precisei explicar melhor a situação de meu desaparecimento, falei uma desculpa esfarrapada e ele largou do meu pé.

Deu o sinal pro intervalo, fui pro pátio e estava James e Lory conversando com alguns meninos afastados com um olhar ciumento.

Senti ciúmes também, mas confio nela. Me afastei o máximo possível, não sei como reagir perto de James e ...

- ETHAN VEM CÁ!! - gritou uma retardada chamada Lory estragando o clima.

- Cala boca bitch!! - corri.

- Bitch?? Sua rola seu miserável, vem cá!! - ela me alcança e me arrasta até James.

- M-Mas...

- Para de cu doce menino. - ela cruzou os braços balançando o cabelo com um sorriso de desgraçada, desculpe, mas é terrível de dar uns tabefes.

- Que foi? - perguntou James curioso me agarrando pela cintura.

- J-James... e-eu...

- Está corado, fofinho. - ele sorri me colocando no seu colo e abraçando-me.

Encarei ele que continuava sorrindo, era tão bonito ele sorrindo e só de pensar ele desanimado só afeta meu coração. Beijei-o na boca sentindo sua língua com a minha e nos separamos.

- James está bonito hoje. - comentei. - Por que está tão arrumado? - sorri.

- Pra você é claro. - ele sorri largo.

- Humm... sei... - olhei desconfiado fingindo estar ciumento.

- Pra quem mais eu me exibiria? - ele pergunta.

- Pra mim que não é! - diz Lory fazendo uma cruz com os braços.

- Falando em você, tem um cara gostando de você. - comentou James.

- Quem? Só pode ser um cara sem nada pra fazer. - ela resmunga fazendo bico.

- Não, ele é totalmente o contrário. Ele se chama Jason e está te observando desde sua chegada, deve estar te observando agora.

- Jason McCall? Se for ele, juro que não estou interessado nele nem a pau! - ela faz bico.

- Por que? - pergunto.

- Ele está sempre me perseguindo, já fomos melhores amigos, mas ele era tão grudado e ciumento que me afastei dele.

- Por que não dar valor para as pessoas que te dão valor? - pergunto.

- Eu não sei... não aguento ele, é enjoativo ser perseguida 24 horas! Não sabe o quanto é ruim ter um stalker... - resmunga irritada.

- Deve ser pra te proteger. - comenta James.

- Me proteger? Venci campeonatos nacionais de judô e karatê desde infância, acha que preciso de proteção?

- Acho que é possessivo, ele... sabe? - falei.

- Sim, só de pensar em alguém imaginar cenas obscenas comigo dá nojo!

- Hum... - dou um sorriso de lado. - Precisa de um empurrãozinho ela, não acha? - sussurrou pro James e ele concorda com a cabeça.

- Não deveria ligar muito pra isso, ele desiste de você por uns dias. - comento.

- Espero que você tenha razão. - ela dá de ombros. - Vou comprar alguma coisa, vejo vocês depois. - ela acena e sai.

- Jason... – chamou James.

- Como sabia que eu estava aqui? – perguntou uma voz aparecendo atrás da gente.

- Qualquer um saberia, enfim se senta aqui.

O moreno se sentou do nosso lado e falou:

- Já sei que vocês são amigos dela, mas... o ciúme é tenso. – ele suspira pesado.

- Entendemos isso. – tentei reconfortar. – Você ama ela, não é? – pergunto.

- Sim, mas ela não tem interesse em mim...

- Acho mais que você está grudado demais nela, tenta secar outras e quem sabe ela muda de ideia? – pergunta James.

- Chega de perseguir ela, a mesma não gosta de ser observada 24 horas por dia. – falei.

- Então como conquisto ela? – ele pergunta.

- Acho que sei como. – respondi sorrindo maroto.


Notas Finais


Espero que estejam ansiosos ao próximo cap -.-


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...