História O Amor é Uma Droga (1 Temporada) - Capítulo 19


Escrita por: ~ e ~Anninha777

Postado
Categorias Amor Doce, Criminal Case
Personagens Agente David Jones, Alexy, Ambre, Armin, Castiel, Dajan, Iris, Kentin, Leigh, Lysandre, Nathaniel
Visualizações 10
Palavras 1.013
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Mistério, Policial, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 19 - Wait!


Fanfic / Fanfiction O Amor é Uma Droga (1 Temporada) - Capítulo 19 - Wait!

No Capítulo Anterior 

-Quem é ele? Os dois disseram juntos olhando para o quadro de suspeitos. 

Manhã 2016 - Apartamento da Danielle

-Jones, nós viramos a noite, já são 5:30. Disse Dani olhando para o relógio -Se quiser ir para a casa, eu termino aqui. 

-Ta me expulsando KIRIDA? Jones falou com cara de deboche 

-Não, claro que não. Danielle falou rindo da cara de Dj -Isso esta me dando dor de cabeça. Falou coçando a cabeça

Dani pegou a taça de vinho que possuía meio líquido do *LATITUD 33° MALBEC 2015, virou de uma vez só e se dirigiu a janela do apartamento, Jones atendo, olhando seus passos segue Dani.

-Você tá bem? Fiz algo de errado? Perguntou ele próximo dela

-Pior que fez....

-Vish, que m*rda eu fiz agora. Ele falou com a mão atrás da nuca com os olhos fechados

-Me deixou confusa, bobo, ou melhor me deixa.

Falou e saiu de perto de Jones o deixando na frente da janela com uma cara de bobo, mas ele não ficou, como uma criança teimosa ele a seguiu novamente.

-Posso perguntar o porque a deixo confusa? Falou Jones com uma voz baixa e lenta prensando ela contra o sofá.

-Na....na...nada. Dani falou com dificuldade 

Os dois foram se aproximando lentamente até tocarem os lábios um do outro, e assim se iniciou um beijo calmo e delicado.

Manhã 2016 - Apartamento da Ambre

Iris abriu os olhos lentamente e percebeu que Ambre não estava lá. ela então olhou para relógio e viu que eram 5:35 A.m, se levantou preocupada, vestiu o roupão e seguiu até a cozinha onde encontrou Ambre sentada encima da mesa comendo sorvete com bolacha.

-Amor, ta tudo bem?

-Sim sim paixão. Ambre disse meio sem emoção

-Baby eu sei que você não esta bem.

-Como você sabe?

-Eu conheço essa carinha quando a vejo, no que esta pensando que esta te deixando tão para baixo. Iris falou acariciando os braços de Ambre. -E é claro que essa sua junção de comida também é conhecida como "O Kit depressão" 

Iris tirou a colher e o pote das mãos de Ambre e ergueu-lhe o rosto com o polegar e o indicador levemente.

-Olha para mim, o que houve?

-Nada mor, só estava pensando na vida. Falou dando um sorrisinho sem emoção 

-Uhum

-É sério

-Ah, eu não queria voltar nesse assunto tão cedo, mas, para acertar as coisas de vez, ou tentar, só para você saber, dormir com 25 ou até 40 mulheres é fácil, sério, é super fácil...

-Isso era para me animar?

-Posso terminar?

-Pode

-Mas sabe o que é difícil? Ambre olhou para Iris e balançou a cabeça de forma negativa- É se apaixonar, isso sim é muito difícil, tem que ter uma p*ta sorte para achar a pessoa que te faz bem, é essa pessoa é você, que demorei tanto para achar e que eu um segundo a perdi por anos, eu me arrependo até hoje de não ter instinto o suficiente ou de não ter ido de explicar naquela noite, eu não quero te perder, nunca, eu quero você, eu...eu amo você.

Ambre a olhou com o os olhos cheios de lagrimas de felicidade e a abraçou como se o mundo fosse acabar.

-Sabe no que eu estava pensando? Ambre disso saindo do abraço e olhando novamente para Iris.

-No que?

-Que eu já estou com quase 30 e você sabe o que eu sempre quis, não sabe.

-Antes dos 30? Muita coisa!

-Mas em especifico, que eu queria fazer com você...

-Casar?

-Também, mas no momento é outra coisa.

-Dica?

-Começa com B...

-Bê...bê....bê

-Até onde eu saiba é Bebê, mas sim é, o que você acha?

-Eu....eu....eu....aacho....que...

-Sabia que você não ia gostar. Ambre disse com um tom triste 

-Eu acho uma ideia maravilhosa 

-Sério? Ambre perguntou com um sorriso gigante

-Sim, amor, claro!

Ambre pulou da mesa em que estava para o colo de Iris onde agarrou-lhe o pescoço.

-Eu to tão feliz, vamos contar para alguém? Sua irmã mora aqui pertinho, não?

Ambas sorriram uma para a outra então foram se arrumar para sair, se vestiram e saíram em direção a casa de Danielle, o porteiro deixou elas subirem já que Iris era irmã da moradora e já a conhecia, elas subiram abriram a porta e se depararam com Jones e Danielle se beijando.

Manhã 2016 - Central 

Iris encostou Dani contra a parede e Ambre fez a mesma coisa com Dj

-O que aconteceu hoje? Você não esta com o Ivan? Iris perguntava sem parar e enquanto isso do outro lado...

-O que aconteceu hoje? Ela não esta tento um caso com o Ivan? Ambre perguntava a Jones sem parar.

Joanna estava indo em direção ao elevador para ir comer alguma coisa na cafeteria quando ela passou no meio dos dois questionamento e escutou a seguinte frase "Não foi nada, apenas um beijo"  então olhou para a direita vendo Dani e depois para a esquerda vendo Jones a olhando com o olhar preocupado ou até mesmo culpado, Joanna saiu correndo em direção as escadas já que o elevador não subia de jeito nenhum, Jones sem perder tempo a seguiu.

-Joanna, você esta bem? Perguntou Dj 

-Não é nada, não posso sair sem você perturbar a p*rra do meu saco. Falou irritada

-Joanna. Dj a segurou pelos os braços impedindo que ela saisse. -Você ouviu alguma coisa não foi?

Joanna fez força para tentar sair, conseguiu e andou alguns centímetros até Jones a segurar de novo agora apenas no pulso.

-Sério Moleka? Você não pode ficar brava comigo por causa disso.

Joanna o encarou com os olhos cheios de raiva.

-E você não pode brincar comigo como se eu ainda fosse aquela garotinha do ensino médio indefesa, e pela a última vez, NÃO ME CHAMA DE MOLEKA!!!

Joanna puxou seu pulso para tentar sair das mãos de Jones e conseguiu, ela se soltou, mas no seu caminho não havia mais chão e sim escadas, várias degraus.

-ESPERA....Jones falou alto tentando segura-lá.

 

 

 

*LATITUD 33° MALBEC 2015 É O NOME DE UM VINHO*

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Espero Que Gostem <3
* https://spiritfanfics.com/historia/um-amor-para-recordar-2264980 <-- Fanfic Original


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...