História Um amor entre divindades (Gente esse titulo ta melhor?) - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Anjo, Romance
Exibições 15
Palavras 753
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 5 - Anjos e demonios


    Quando acordei eu estava no banco de tras de um carro, com minha cabeças nas pernas do David, sua mãe estava dirigindo. Assim que me dei conta de onde estava levantei imediatamente, com a bochecha um pouco rosada.

     -O que fez comigo? Onde esta me levando? -Perguntei tentando abrir a porta do carro.

      -Calma Sarah, estamos apenas te ajudando. -Ele falou segurando meus braços

      -Poriso me sequestro?

      -Você viria conosco se eu te pedise pra ir a um lugar que você não sabe onde fica? Ainda mais depois de ter matado um homem na sua frente? -Disse soltando meus braços aos poucos

     -Não, mas isso não te da o direito de me sequestra. E com você fez aquilo? Você só pos a mão na minha testa e eu apaguei.

     -Olha agora não é o momento ideal para falarmos sobre isso.

     -Porque não é o momento ideal? E pra onde estamos indo?

     -Quando chegarmos no nosso destino você sabera, irei contar tudo a você, eu só pesso que confie em mim ok?

     Eu comcordei com a cabeça e fique quieta pelo resto do caminho. Chegando no lugar estacionamos no meio do nada e descemos do carro.

     -Onde estamos? -Perguntei saindo do carro.

     -Você já vera, nesse lugar estaremos seguros. -David disse me dando seu cassaco já que ja havia anoitecido e estava muito frio.

     -Obrigada.

     Andamos por 3 minutos até chegar em um parque.

     -Vamos ficar mais seguros em um parque? E do que exatamente vamos ficar mais seguros?

     David não me respondeu, então continuei andando quieta ao seu lado, atė que ele parrou, havia dois homens altos de terno parados na frente de uma caixa de areia.

     -Esses não são nossos seguranças. -Disse a mãe de David, quando ela falou isso os dois homens pegaram facas iguais as que o David ussou para matar o homem lá em casa.

     -São demonios, oque tão fazendo aqui?

     -Entreguem a garota ou irão morrer! -Gritou o homem do lado direito, vindo correndo em nossa direção.

     -Nunca! -David gritou pegando a sua faca e indo para cima dos homens junto com sua mãe.

     David aertou bem na barriga de um dos homens com sua faca e ele brilhou em laranja assim como o que matou minha mãe, a sua mãe não teve tanta sorte, levou uma facada no pescoso e morreu, ela também brilhou, mas não laranja como o homem, mas sim branco, um branco tão forte que machucava meus olhos quando eu olhava para ela. David aproveitou isso e chegou por tras no outro cara, matando-o. Assim que eles morreram David me chamou para ir até ele.

     -Rapido, passe pelo portal estara segura lá. -Disse apontando para a caixa de areia.

     -E você?

     -Estarei bem atras, só se pode passar um de cada vez.

     Então fui até a caixa de areia um fiquei esperando acontecer alguma coisa, mas nada acontecia.

     -Deveria acontecer alguma coisa?

     -Sim, você divia ir para o céu.

     -Era pra mim morrer!? -Gritei saindo de dentro da caixa de areia.

     -Não, esse é um portal para o ceu, com ele você pode ir para lá sem estar morta, mas tem algo de errado. -Ele entrou dentro da caixa de arei e se agachou, pegando um pouco de areia. -Não é possivel.

     -O que foi?

     -O ceu esta trancado.

     -Como?

     -Uma bruxa, deve ter feito um feitiço para que nós não consigamos proteger você.

     -Nós?

     -É nós, os anjos.

     -Você é um anjo?

     -Sim.

     -E eles? -Perguntei apontando para o corpo dos homens.

     -São demonios.

     -Então anjos e demonios existem, o céu também, e o infero?

     -Também, agora presisamos ir para um lugar seguro, e descobrir como tirar o feitiço dessa bruxa.

     -Você não é um anjo? Não devia ser, seila forte o bastante para tirar o feitiço de uma bruxa.

     -Geralmente sou, mas esse ta muito forte, o unico jeito de tiralo é matando a bruxa que fez, ou fazendo outro feitiço ainda mais forte para quebrar esse.

     -E oque vamos fazer?

     -Vamos matar essa bruxa. Mas primeiro presisamos sair daqui, logo chegaram mais demonios, vem vamos para o carro. -Me chamou indo em direção ao carro.

     -Você não divia ter assas?

     -Tinha mas a um tempo atras todos os anjos cairam do ceu e "qubraram" as assas, alguns anjos ainda não se recuperaram totalmente.

     -Ah, tá explicado.

     Entramos no carro e saimos sem rumo, David dizia que sabia para onde estava indo, mas não a reditei muito nele. Fiquei cordada 4 horas após tudo que aconteseu no parque, depois peguei no sono.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...