História O amor entre as trevas - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens David Nolan (Príncipe Encantado), Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Personagens Originais, Regina Mills (Rainha Malvada), Robin Hood, Roland, Sr. Gold (Rumplestiltskin), Tinker Bell, Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags O Amor Entre As Trevas, Once Upon A Time, Outlaw Queen, Outlawqueen, Rainha Má, Regina Mills, Robin Hood
Visualizações 45
Palavras 1.542
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Luta, Magia, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Voltei ♥


Boa leitura.

Capítulo 16 - Jolly Roger


Fanfic / Fanfiction O amor entre as trevas - Capítulo 16 - Jolly Roger


Em dois dias, eu descobri ter um pai que no fundo do meu coração cheio de trevas eu o gosto só um pouquinho, e em dois dias eu descobro que vou ser mãe e em dois dias eu sou alvo de um inimigo do meu pai, que ironia da vida. 


Muito, muito tempo atrás. 

Killian jones abriu um pequeno sorriso para mulher que dormia em sua cama. Ele se vestiu e saiu de sua cabine, ao chegar ao lado de fora, ele percebeu o silêncio. Ele andou desconfiando até vê porque do silêncio, Rumplestiltskin. 

— Se lembra de mim, capitão gancho? — Pergunta Rumplestiltskin. 

— Deixe-me vê... Ah, claro. O homem covarde que não lutou pela própria mulher. — Fala Killian com deboche. 

Rumplestiltskin jogar um espada no chão. Killian começou a rir. Ele tira sua espada de sua bainha e fez posição de luta. 

Atualmente.

Regina e Roland brincava no lado de fora do castelo de Rumplestiltskin. Regina corria atrás de Roland, ele gritava. 

Rumplestiltskin aparaceu na porta e observou tudo. 

— Ataque de cócegas. — Fala Regina e começa a fazer cócegas na barriga de Roland. 

— Não, para. — Grita Roland. 

Regina parou e puxou Roland por seu colo quando percebeu a presença de seu pai. Ela arqueio a sobrancelha interrogamente. 

— Tenho um aviso: Não saia do castelo. — Fala Rumplestiltskin, ele olhar por Roland e fala. — Pare de grita.

Ele sobe em uma fumaça preta. E Regina cutucar Roland. 

— "Pare de grita" .— Regina imita Rumplestiltskin e Roland começa a rir. 

Roland se solta dos braços de Regina e começa a corre. 

— Oh, não. Ele fugiu. — Fala Regina de forma preocupada. 

Regina começa a corre atrás de Roland. Ela parar e leva a mão na cabeça.

— Tudo bem, bonitinha? — Pergunta Roland e se aproxima de Regina.

Ela dá um sorriso de lado ao vê ele perto dela.

— Ah, te peguei. — fala Regina e agarrar Roland, ela dá um cheiro em Roland e faz uma careta. — O mocinho precisa de um banho.

Regina entra dentro do castelo rindo com Roland. Ela sobe as escadas e segue por banheiro principal.

Ela deixa Roland sentado e enche a banheira.

— Eu nunca tomei banho nisso ai. — Fala Roland e aponta para a banheira.

— Então, entre e não será mais a primeira vez. — Fala Regina e Roland balança a cabeça rindo.

Regina revira os olhos com um sorriso nos lábios e com um movimento de mão tira a roupa de Roland. Ela pegar ele no braço e o deixa sentado na banheira.

— Quando o papai volta? — Pergunta Roland enquanto brinca com a água.

— Daqui a pouco. — Responder Regina. — Eu espero.

Regina da banho em Roland e depois o veste. Eles vão para a cozinha procura algo para comer.

— Seu pai e Emma podia volta logo com a comida, não é? — Fala Regina. — Queria tanto sabe como Rumplestiltskin faz comida aparacer.

*

Uma vila nao estão distante. 

Killian estava em uma carvena bebendo rum, ele observava na mesa distante a entrada das pessoas na carvena.

Emma entrou na carvena e ele acompanhou ela com o olhar até o balcão. Ela bateu na balcão nervosamente.

Ele deu um sorriso de lado, ela era bonita, seus cabelos longos batia na cintura, apesar do vestido dava de vê as curvas da loira. Killian passou a língua pela boca.

O dono da carvena pediu para ela esperar, ela se apoiou dê costa para o balcão e viu os clientes na carvena. Seu olhar parou em killian, que a olhava. Ela reconheceu aquele olhar de desejo.

Ela o olhou e deu um sorriso falso e revirou os olhos. Killian riu baixo e se levantou.

— Posso ajudar, love? — Pergunta Killian com o seu melhor sorriso.

— Não. — Responder Emma e o olhar de cabeça aos pés. — Pirata.

Emma não podia negar que ele não era bonito, era atraente mas ela simplesmente não estava com cabeça para isso. Ele sorriu e se afastou dela quando viu Smith entra na caverna.

Robin entra na carvena e seu olhar ocorre pelo local procurando Emma.

— Emma. — Fala Robin e a puxa. — Vamos embora, não podemos deixa Regina e meu filho sozinhos com aquele cara.

— Tá, amigo. Espere. — Fala Emma e ela se vira para o balcão e bota um saquinho de moedas em cima do balcão e o dono entregar o estoque. — Obrigada. Robin, pegue ai, por favor.

Killian se sentou na mesa a frente de Smith e arqueio as sobrancelhas.

— Capitão, o senhor não sabe o que eu descobri. — Fala Smith.

— Nunca vou saber se não me fala. — Responder killian

— Rumplestiltskin tem uma filha. — Fala Smith

—Ele tem uma filha? E quem teria uma filha com ele? — Pergunta killian

—Sei lá, só sei que o nome dela é Regina Mills. — responder Smith

Killian beber mais um pouco de rum e fala.

— Smith, Prepare uma pulseira para prender magia. — Fala killian e ele se levanta. — Tive uma ideia.

*

Castelo de Rumplestiltskin, uma hora mais tarde. 

Roland e Regina desistiram de procurar alguma comida e juntos pra eles começaram a limpa o castelo. Eles limparam alguns quartos e a sala principal. 

Eles se sentaram na cadeira para descansar quando ouviram batidas na porta. Regina estranhou pois se fosse Emma e Robin eles já entraria no castelo. 

Regina mandou Roland fica onde estava e ela preparou uma bola de fogo na mão e abriu a porta. Não tinha ninguém atrás da porta, Regina se virou e ia fecha a porta, quando algo bateu na sua cabeça e ela caiu desmaiada no chão. 

Killian botou a pulseira no braço de Regina e a pegou no colo. Roland correu em direção dele e bateu na perna dele. Killian o olhou friamente e o empurrou no chão. 

*

Navio Jolly Roger

Regina abriu os olhos com dificuldades, ela fez uma careta de dor. Sua cabeça doía, ela levou a mão até a cabeça e depois pelo rosto. 

— A mini crocodilo acordou. — Fala Smith pôr capitão. 

Regina o olhar dos pés a cabeça, ela nunca tinha o visto antes. Seu olhar vai por killian que se aproximava dela devagar. 

— Quem é você? — Pergunta Regina. 

— Capitão gancho. — Fala killian. — Seja bem vinda ao jolly Roger, e que sua estadia seja culta. 

Todos irem. Regina revira os olhos.

— Pôr que diabos eu estou aqui, nem o conheço, capitão.— Fala Regina. 

— Realmente, mas você está aqui porque é filha de Rumplestiltskin. — Fala Killian e ele tira a mecha de cabelo que caia dos olhos de Regina. — Não irei machuca-la, mas se seu pai não aparacer até o pôr do sol, adeus para Regina Mills. 

*

Castelo de Rumplestiltskin. 

Emma e Robin voltaram e encontram a porta aberta, eles estranharam e entraram no castelo. Roland assim que viu o pai correu e o abraçou. 

— Filho, o que foi? — Pergunta Robin. 

— Eles levaram a bonitinha. — Fala Roland no meio do choro. 

Emma e Robin se olharam. 

— Roland, se acalma e diga para nós como eles eram. — fala Emma.

— Um deles usava roupa de couro e tinha um gancho na mão. — Fala Roland. 

— Robin, é o pirata da carvena. — Fala Emma. — Droga, o que um pirata podia querer com Regina?. 

Robin deu de ombros e abraçou o filho. 

— Vamos achará. — Fala Robin. 

Rumplestiltskin aparace em uma fumaça preta. 

— acharam o que? — Pergunta Rumplestiltskin de forma tranquila. 

— Regina, ela sumiu. — Fala Emma. 

— Sumiu? Como assim? — Pergunta Rumplestiltskin. 

— Um pirata sequestrou ela. Ele tinha um gancho na mão. — Fala Robin. 

— Capitão gancho. — Fala Rumplestiltskin, eles olham para ele de forma interrogativa. — O que? Tenho uma história com ele. 

Muito, muito tempo atrás. 

 Killian e Rumplestiltskin batalharam, bateram as escadas um na outra, com um descuido do capitão, Rumplestiltskin o empurrou para o chão e estava preste a arracar o coração dele quando um grito o faz parar. 

— Não, não, Rumple. Por favor,não faça isso. — Pede Milah. 

Rumplestiltskin a olhar e sorri de forma maligna. 

— Queridinha, acha que está no direito de pedir alguma coisa? — Fala Rumplestiltskin. 

— Rumple, pense no nosso filho. — Fala Milah. 

— Você pensou nele, quando fugiu com esse pirata. — Fala Rumplestiltskin. 

Rumplestiltskin balança a cabeça e se aproxima da ex mulher, ele arracar o coração dela e esmagar. 

— NAO. — grita killian e corre para o corpo jogando no chão. 

Rumplestiltskin rir e bate palmas. Killian fica com raiva e pegar a espada jogada no chão, ele parte para cima do Rumplestiltskin, mas Rumplestiltskin é mais rápido e corta a mão dele fora. 

Atualmate. 

— É claro que tem, você tem uma história com todos e se algo acontecer com Regina ou minha filha a culpa será sua. — Fala Robin. 

Rumplestiltskin revira os olhos e fala com a voz fria e rouca. 

— Não acontecerá nada com ela, pois se aquele pirata troca somente um dedo nela, ele irá sofre. — Fala Rumplestiltskin e desaparece em uma fumaça preta. 




Notas Finais


Então???


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...