História O amor nada impossível (BTS) - Capítulo 3


Escrita por: ~ e ~Leticia

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Comedia, Drama, Romance
Exibições 13
Palavras 1.660
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ficaram curiosos? Porque eu fiquei, e muito

Capítulo 3 - O amor está acontecendo



<<Narradora>>
Leeh se afasta da porta com aquela cara de felicidade e finge ainda estar pegando as coisas no armário. Suga vê Leeh lá fora e fica sem reação do que fazer.
-Hobiii a Leeh... lá fora.
-Ai que bom. Vamos fazer assim, eu saio da sala sem ela perceber, fico no refeitório enquanto você vai falar com ela. Fechado? Fechado.
-Nãoo..
J-Hope já foi saindo sem deixar o Suga falar. Suga fica sozinho na sala. Se aproxima da Leeh e fala:
-A aula já acabou, o que você ainda está fazendo aqui?
-É que eu esqueci umas coisas..mas já peguei e estou voltando para o alojamento
-Então eu te acompanho 
-Obrigada
No meio do caminho ela fala:
-Eu também gosto de você.
-Como assim? 
-Só pensa.. eu gostei do que você disse.
-Você ouviu minha conversa com o J-Hope?
-Talvez sim, me desculpa mas é que...
-Mas nada..
Ele põe a mão nos lábios dela não a deixando terminar de falar. Tira os cadernos que estava nas mãos dela e coloca no chão. A pega pelas mãos, puxa até ficarem bem próximos. Coloca suas mãos no pescoço e começa a beija-la. Eles se soltam e se olham surgindo uma pergunta dela:
-Porque isso? Porque você? Porque tem que ser tão bom? Desde quando essa paixão?
-Linda, me desculpa, mas estou muito apaixonado por você.
Ela o puxa e volta a beija-lo. Ficam ali no meio do corredor por mais uns cinco minutos se beijando até que resolvem parar e imaginar que nada aconteceu e suga levá-la ate o alojamento.
Suga chega no alojamento da Leeh, da um beijo na bochecha dela em forma de despedida. Ele espera ela entrar e depois vai até o refeitório como o prometido pelo J-Hope
Suga sai correndo, pulando, mas graças a Deus que não tinha ninguém olhando. Chegando no refeitório Suga estava um pouco suado pelo ocorrido, mas levou isso como um fato de ter andando muito por ter deixado Leeh no alojamento.
-Suga e aí, como foi??
-Ah foi de boa, fui conversando no caminho sobre a escola, se ela já conseguiu se acostumar... [ nem estava mentindo né? Hahaha]
-Aham sei, então o que é essa marca de batom bem na sua boca?
-Que marca?? (Perguntou preocupado e esfregando a sua mão na boca para a tal marca de "batom")
-Você a beijou não foi? 
-Sim (disse baixinho)
-Sério?
-É..
-Como foi? 
-A gente estava no corredor e ela me disse que também esta gostando de mim e que ouviu nossa conversa..
-É o que você fez depois disso?
-Tirei os cadernos das mãos dela e comecei a beija-la. Foi tão bom sabe, uma sensação tão boa...
-Ai que bom (disse em um desanimo)
-O que foi Hobi?
-Eu também....estou apaixonado
-Por quem? 
-Depois eu falo, vamos for ar agora na Leeh
-Focar nada..você vai me contar agora quem é 
-É a Laah
-Ai que fofo. E o que pretende fazer? 
-Ah sei lá, acho que ela nem gosta de mim..
-Vou testar agora
-ihhh lá vem coisa..
Suga sai correndo para a direção do alojamento da Leeh, deixando J-Hope sozinho no refeitório sem entender do que Suga havia planejado. 
Suga chega no alojamento, bate na porta e quem atende é a Laah
-Que foi Suga? 
-Você mesmo. Quero falar contigo.
-Okay, deixa eu só avisar a Leeh que irei sair.
(LEEEEHHH VOU SAIR JÁ VOLTO)
Ela responde okay
Suga pega no pulso da Laah sem deixar ela trancar a porta do alojamento. Leva ela até uma parte distante do refeitório:
-Suga o que você quer comigo??
-Calma lá, eu preciso te contar duas coisas.. primeira, eu beijei a Leeh
Ela levanta assustada e fala: 
-Oii?? É o que?? Como assim? Vocês estão namorando? Ela gosta de você e nem me contou? Você a forçou te beijar?
-Calma..calma eu vou te explicar
-Faça-me o favor 
-Eu estava saindo da sala e a vi pegando as coisas no armário 
-Ahh sim ela me pediu para ir junto mas eu não fui..
-Ah então essa parte se sabe do armário? 
-Sim sim
-Bom, eu a perguntei se ela queria companhia para ir até o alojamento e ela aceitou. No meio do corredor ela para e me diz que também gosta de mim...
-Perai, não entendi.
-Antes eu estava com o J-Hope..
(Ela sussurrou bem baixinho)
-J-Hope...
-Que? 
-O que foi? Pode continuar
-Eu estava com ele na sala de aula perguntando como deveria agir com a minha paixão pela Leeh, e nisso a Leeh me disse que ouviu a nossa conversa e ouviu eu dizendo que estava gostando dela, e nisso ela me diz que também está gostando de mim.
-Ahh sim, que fofo.
-Haha, bom, a gente estava no corredor quando ela me disse que também está gostando de mim. Eu peguei seus cadernos, coloquei no chão e nem deixei ela terminar e comecei a beija-la. Uma hora ela para e diz que está sendo bom, e porque tem que ser eu.
-Aii gente, que fofo. Mas porque a criança não me contou? É foda viu... espero que vocês deem certo.... Mas o que é a segunda coisa que você quer me contar?
-Antes de falar sobre o segundo assunto, não comenta sobre isso de estarmos gostando um do outro.
-Relaxa.
-Então, o segundo assunto é um pouco complicado....mas vamos lá, senhor J-Hope está gostando de você.
-Eu também estou
-Mas gente, pensei seria mais difícil falar sobre esse assunto. 
-Quando ele sentou do meu lado, eu queria ter saído correndo por ele ter sentado do meu lado...e eu já sabia que você estava gostando da Leeh
-Como você sabe? 
-Me explica aquele olhar heinn senhor Suga.
-(risada envergonhada) haha sabe que é...
-Seii, ali se já teria beijado que eu sei
-Fazer o que né, é a vida
-Mais porque você queria me contar sobre o J-Hope?
-Porque por atitude dele, ele não terá.
-O que você quer que eu faça?
-Amanhã, eu vou estar do lado dele, e você irá passar na minha frente, eu vou por o pé para você tropeçar, quando você cair ele irá te segurar.
-Mas como você sabe que ele vai me segurar? 
-Vai por mim, ele te segura.
-Bom já está tarde, vou voltar para o alojamento..
-Okay, eu te acompanho
Eles chegam no alojamento e a Laah entra e Suga vai direto para o refeitório novamente.
-PRONTO J-HOPE, falei com a Leeh (falou mentindo, porque ele havia falado com a Laah) sobre a sua paixão.
-Perai, você foi o que?
-Falar com a Leeh. Mandei ela perguntar se a Laah está gostando de você também.
-E o que você falou?
-Nada de mais, só mandei ela falar para a Laah 
-FALA LOGOOO!! 
-Foi só isso
-Então porque demorou? 
-Porque a Leeh me ofereceu algo para comer e eu aceitei.
-(Muito desconfiado) aham sei...mas fazer o que né.

P.O.V Laah
Estou deitada na cama e me vem o pensamento de tudo que aconteceu até agora só pode ter sido um sonho né. J-Hope apaixonado por mim, Suga beijou a Leeh, Leeh não me contando das coisas, e eu aqui sem poder pergunta-la do beijo e sem poder pedir ajuda a ela sobre o Hobi. Aff essa vida é difícil, pensei. 
Me levanto da cama, me vem uma tontura, talvez levantei rápido. A minha vista começa a escurecer e caio no chão.

<<Narradora>>
Leeh terminou seu banho, colocou sua roupa e foi ir para sua cama, quando vê Laah caída no chão perto de sua cama. Abandona a toalha molhada no chão e vai socorrer a Laura. Começa a chacoalhar-la desesperadamente.
-Laah acorda, amigaaa fala comigo.
Põe a sua mão no peito da amiga para ver se ainda está viva. 
-Ainda estava. Graças a Deus. Coração ainda está batendo.
Começa a gritar por ajuda, mas ninguém ouve. Sai do alojamento a procura de Suga e J-Hope. Encontra-os no jardim conversando. Leeh chega desesperada, agitada e sem fôlego pedindo ajuda. Não consegue explicar pelo motivo da euforia, mas os meninos "entendem" e seguem ela.
Entram desesperados também, pois não sabiam o que havia acontecido. 
J-Hope foi o primeiro a entrar e foi de encontro a Laah. Pega na sua mão em preocupação total. Suas lágrimas começam a escorrer de seus olhos. Pega Laah em seus braços e a leva direto para a enfermaria da escola.
<5 minutos depois>
J-Hope entra desesperado na enfermaria com a Laah em seus braços. 
-Moço, pelo amor de Deus, ela desmaiou.
-O que houve? (Perguntou já pegando Laah no colo)
Leeh que sabia o que tinha acontecido responde:
-Eu estava tomando banho quando me deparei com ela no chão, pálida. Gritei por ajuda mas ninguém me ouviu, então resolvi pedir ajuda para os meninos.
-Está bem, um deles entra comigo aqui na sala que irei por ela para tomar sangue. 
J-Hope já foi se aproximando para que ninguém fosse no lugar dele.
Enquanto J-Hope estava com o enfermeiro, Suga e Leeh estavam sozinhos a espera de alguma notícia. 
-Suga, ela vai ficar bem? (Falou chorando)
-Vai sim meu amor, aqui os médicos vão cuidar bem dela.
-Eu não quero perder minha amiga. (Falava enquanto Suga a acolhia em seu ombro)
J-Hope volta da sala abatido, chorando, mas disfarçando suas lágrimas. 
Leeh vê J-Hope se aproximando, logo levanta e fala pegando nas mãos do J-Hope:
-E como ela está? Ela vai viver né? 
-Ela está bem sim, a pressão dela que caiu. 
O enfermeiro aparece dizendo que terá que ficar alguém no quarto com a Laah para que ela não estranhe o lugar.
J-Hope se manifestou rápido, antes que alguém se manifestasse também.
O enfermeiro com a ficha da Laah na mão fala:
-Suga e Leeh né? 
-Isso mesmo
-Vocês concordam do J-Hope tome conta da Laah?
-Bom eu concordo, J-Hope é um ótimo companheiro. E a Leeh também deve ser uma ótima companheira, mas ela precisa dormir. 
Leeh concorda sonolentamente. Os dois se despedem da Laah e voltam para o alojamento.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Espero que gostem💚
Desculpa os erros de português


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...