História O amor não é apenas para humanos - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Tekken
Personagens Anna Williams, Heihachi Mishima, Jin Kazama, Kazuya Mishima, Nina Williams
Tags Alisa, Lars, Luta, Romance
Visualizações 13
Palavras 1.639
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Luta, Romance e Novela, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Eu sei que eu demorei mas me empolguei com uma outra fic e esses dias (acho que ontem!) atualizei "meu doce demônio" e não sei se avisei lá mas ela esta pra acabar (só lembrando mesmo)
Mas chega de enrolar e boa leitura :)

Capítulo 8 - Será?


Fanfic / Fanfiction O amor não é apenas para humanos - Capítulo 8 - Será?

Pov Lars

Há quanto tempo Nina esta ouvindo nossa conversa? Pior, o quanto ela ouviu, ela pode dizer tudo a Jin e o plano vai por água a baixo

-Olá pra vocês também

-O que você quer Nina?

-Relaxa Lars, só vim ver como estavam - ela é tããão mentirosa!

-Hu-hum sei e eu nasci ontem também! - o que essa vagabunda quer afinal?

-Você devia ter mais calma sabia?

-Senhora Williams por favor... Não é que eu não goste de servir ao mestre Kazama mas...

-Mas quer ficar com Lars também? - ela termina a fala de Alisa como se fosse a coisa mais óbvia do mundo

-É isso mas sabemos que Jin não simpatiza muito comigo

-Lars me responde uma coisa: com quem Jin simpatiza? - sabe que essa é uma boa pergunta?

-Então...? - essa vadia vai ajudar em alguma coisa ou não?

-Chame ele daqui uns dias e eu darei um jeito dele falar com você - isso é bom

-Algum lugar em específico senhora Williams?

-Bem... Algum lugar que tenha vegetação e seja meio longe da cidade

-E por que isso? - sou bem cético às vezes!

-Quer falar com ele não quer? - afirmo -Então faça o que eu estou falando - e com isso ela vai embora

-Quando vai chamar ele?

-Ainda não sei Alisa mas vamos resolver isso em breve

Depois de algumas semanas...

Esta deve ser a milionésima vez que tento falar com Jin e até agora nada, Alisa também tentou falar com ele mas assim como eu, ela não conseguiu nada. Estou tentando mais uma vez

-Alô

-Jin? - finalmente me atendeu!

-Talvez, quem é você?

-Sou eu, Lars

-Ah (disse com puro desanimo) o que você quer?

-Falar com você

-Já estamos falando. O que quer? - sempre tão educado!

-Gostaria de falar pessoalmente com você

-Sobre o que?

-Prefiro dizer pessoalmente - ouço ele bufar

-Quando e onde? - sinceramente eu espera um "não dá" ou qualquer coisa assim

-Sério?

-Nããoo! Só disse isso porque adoro perder meu tempo com você! - sarcástico  mesmo!

-Amanhã, sabe onde fica... - dei um nome de lugar que é um campo aberto e com bastante vegetação

-Certo

-Gostaria que Nina viesse junto - tenho certeza que ela vai me ajudar afinal de contas, quando ela precisou eu ajudei mesmo não querendo muito

-Por que? - sinto um pouco de irritação na voz dele, será que aconteceu alguma coisa?

-Porque... - merda! Rápido, pensa numa mentira, pensa! -Porque isso a envolve também - foi a primeira merda que me veio em mente

-E por que envolve ela? Tem alguma coisa com ela? - do que ele esta falando?

-Não posso dizer por telefone mas preciso dela - qual é o problema dele?

-O que você quer com ela?

-Eu falo amanhã pode ser?

-Certo, agora pare de me aborrecer com suas chamadas - dito isso ele desliga na minha cara

-Que mal educado! - o lado bom é que eu consegui falar com ele

-Que bom que conseguiu Lars

-O que? Ah oi! Nem te vi entrar em casa - ela me abraça

-Isso porque era pra ser uma surpresa bobo - ela sorri e eu derreto com isso

-Me considere surpreso então - levanto ela e Alisa abraça minha cintura com suas pernas

-Sinto que esta ficando excitado Lars

-Não precisava falar - Alisa agarra meu pescoço e me puxa para um beijo apaixonado. Vou indo em direção ao quarto enquanto nos beijamos

-Lars... - dou vários beijos no pescoço enquanto vou tirando seu vestido e ela desabotoa minha camisa

-Amo você Alisa

-Também te amo Lars - fomos devagar avançando nossas carícias e tirando nossas roupas... Nunca me canso de ver Alisa deitado nua embaixo de mim! Pego um pequeno pacotinho que se encontrava debaixo do meu travesseiro (já sabem o que né?), depois de pôr o preservativo, eu entro nela e...

-Lars... Ah - bem... Vocês já sabem o que acontece a seguir...

No dia seguinte...

Acordo depois de uma boa noite de sono (e de sexo). A mulher mais linda do mundo dorme nos meus braços tranquilamente

Hoje vamos tentar falar com Jin e espero que Nina venha junto com ele porque se não... Ferrou! Pelo o que Alisa me disse, Jin mudou de certa forma depois que começou a namorar com ela. Sinceramente tenho certo medo do que esta mistura pode dar porque pensa comigo: a assassina mais procurada do mundo e um cara metade demônio, uma ideia brilhante certo? Mas falando sério mesmo, não consigo enxergar o que o Kazama vê nela. Nina é uma mulher cruel, não sente nem um pingo de remorso dos seus crimes... Admito, Nina é uma mulher linda, um corpo com todas as curvas nos lugares certos, olhos azuis piscina porém tem um pequeno probleminha com ela: o que tem de linda tem de perigosa...

E também não vejo o que ela vê nele. Um cara frio, que não mede esforços para conseguir o que quer, mesmo que isso signifique passar por cima das pessoas, isso sem contar que ele odeia a família por parte de pai (se bem que nesse caso né, não tem muito o que dizer, também não sou muito fã dos Mishimas)

Mas enfim, depois da minha garota acordar, tomamos café-da-manhã e tomamos um maravilhoso banho juntos e tenho que dizer que Alisa é bem safadinha, ela tem essa cara de inocente bobinha mas a cara é só para enganar trouxa mesmo!

Nos arrumamos e seguimos em direção ao lugar combinado; chegamos um pouco mais cedo no lugar apenas para darmos uma olhada ao redor. Aqui só tem mato e árvores e... Mais mato

-Eles estão vindo - volto minha atenção para a direção que Alisa apontou e de fato eles estão se aproximando, eles vieram em motos muito parecidas mas a de Jin é toda preta e da Nina tem umas faixas avermelhadas. Assim que eles vão se aproximando de nós, Jin vai franzindo a testa

-O que quer? - o japonês diz rispidamente 

-Olá mestre Kazama - só Alisa mesmo para quebrar a tensão

-Alisa onde esteve este tempo todo? 

-Ela esteve trabalhando em alguns projetos - Nina interfere

-Eu quero a verdade, não sei o que te faz pensar que pode me enganar. Onde você esteve Alisa? - merda

-Estive com Lars mestre Kazama  - ela diz desanimada

É tão... Lindo o amor, não é mesmo? - eu juro que vou acabar com ele

-O que você ganha com isso hein Jin? - ele dá um sorriso sádico

-Meu mais puro prazer

-Desgraçado! - acerto um soco no rosto dele fazendo com que ele recue um ou dois passos

-Você ta tão ferrado! - ele começa o ataque e não me deixa tempo para me defender, depois de um chute acertado no meu estômago, acabo caindo no chão. Ele avança em minha direção e sua expressão definitivamente não é das melhores

-Chega Jin - Nina vai na frente dele para para-lo. Admito que ela tem certa coragem de se meter na frende de alguém como Jin, ainda mais que ele esta irritado

-Hmph - ele fala alguma coisa no ouvido dela

-Já falamos sobre isso - ela fala meio frustrada

-Já voltamos - ela o leva para longe

-Você esta bem Lars? - Alisa estende a mão para mim

-Sim, estou mas... Esse maldito sabe como realmente machucar alguém

-Por que fez aquilo?

-Porque ele estava tentando te humilhar e eu não gosto disso - ela sorri

-Muito obrigada Lars, de verdade - me levanto com a ajuda dela e vemos Nina falar com Jin, ele parece bem irritado em contrapartida ela tenta se manter calma. Dá para ouvir algumas coisas como: "ta defendendo tanto por quê?", "você parece uma criança às vezes", "inacreditável" e por aí vai até do nada, Nina pega na gola da camisa de Jin e o puxa para um beijo

-Então Alisa... - digo desviando o olhar

-Sim?

-Acha que vai dar certo? 

-Espero que sim... - ela abaixa a cabeça

-Eu não devia ter começado uma briga com ele, sinto muito Alisa

-Tudo bem, não... Não tem problema - ela força um sorriso

-Enfim...

-Voltamos e agora que alguém se acalmou, podemos conversar como civilizados - valeu Nina

-Então mestre Kazama... Eu queria saber... Bem...

-O que quer que tenha a dizer, diga logo Alisa, tenho coisas mais importantes e interessantes a fazer

-B-Bem...

-Quero saber se Alisa pode ser dispensada do trabalho - já que Alisa não consegue falar, decidi eu mesmo falar e o que Jin faz? Ele ri um pouco -Qual a graça? - estou tentando entender mas até agora nada

-O que te faz pensar que eu vou fazer tal coisa?

-Mestre Kazama, não estou pedindo para deixar de trabalhar, só para ficar algumas horas , como se fosse... Horas de lazer ou descanso sabe?

-Alisa, Alisa... - Kazama inclina a cabeça para o lado -Diga-me: acha que farei isso? Tem tanta certeza assim? - ele pergunta com uma calma sinistra

-Bem, eu... Sinceramente espero que sim; o senhor mudou de uns tempo pra cá então eu achei que...

-Como assim "eu mudei"?

-O senhor se tornou uma pessoa mais boa - ele faz uma cara tipo "aham, e eu acredito nisso!"

-Alisa, admiro sua ingenuidade sabia? 

-Ah!... Obrigada - ela não devia ter tomado isso como elogio

-Minha resposta é não - O QUE???

-O que? Mas... Por que? - os olhos esverdeados de Alisa se enchem de água

-Porque eu não quero - ele se vira e sai andando em direção a sua moto

-E agora? - ainda me pergunto como Alisa consegue chorar mas isso não vem ao caso agora

-Nina... - só ela pode ajudar agora

-Posso até tentar mas não prometo nada - ela vai atrás de Jin


Notas Finais


E aí Nina consegue convencer Jin ou não? Alisa e Lars vão finalmente poder ficar juntos?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...