História O Amor Supera. . . - Capítulo 11


Escrita por: ~

Exibições 14
Palavras 1.690
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 11 - Onze



Fiquei estática vendo aqueles par de olhos verdes me fitarem. Rick, estava parado à poucos metros de mim, com as mãos nos bolsos, os olhos escuros e por conta da pouca luz no jardim eu não conseguia decifrar sua expressão.

Ele se aproximou a passos lentos e confiantes com um sorriso sarcástico no lábios.

-O que faz aqui?-perguntei com a voz fraca quando ele parou na minha frente.

-Não é assim que se comprimenta as pessoas Esther.-repreendeu e negou com a cabeça e estalou a língua.

Eu cruzei os braços e revirei os olhos impaciente. Ele bufou e disse:

-Eu vi você sair,então decidir vim até aqui falar com você.-deu de ombros.

-Por que?-perguntei realmente sem entender.

Ele estava querendo brincar comigo?

-Como assim por quê?-ele pareceu surpresa por a pergunta.

-Por que está aqui? Por que saio da festa para vim até aqui?-perguntei meio irritada.

-É que...-ele fechou os olhos por um segundo.-Eu já estava cansado de lá.-ele disse me olhando dando outra vez de ombros.

-Hum. Por que você saio daquele jeito?-me referi quando ele veio falar comigo.

-De que jeito?

-Não sei. Meio bravo.-sorri de lado.

-Você estava muito bem com seu amigo.-ele falou com desgosto e eu sorrir.-Por que está sorrindo?

-Você estava irritado por quê eu estava com o Beto?-ergui as sobrancelhas.

Ele pareceu entender onde eu queria chegar e arregalou levimente os olhos.

-Não,mas como seu amigo eu tenho o dever de dizer que o Beto não é esse mar de rosas que ele mostra ser!-exclamou.

Na hora que ele disse que somos amigos, meu sorriso sumiu e uma tristeza atingiu meu coração.

-Não importa. O Beto é muito especial para mim.-falei tentado esconder minha decepção.

-Ah, é? Bom saber, e eu Esther, sou especial para você?-falou em um tom meio irritado e eu fiquei chocada com a mudança do rumo dessa conversa.

-Como...assim você?

-Sim, eu. Por acaso Beto te deixa só em está perto nervosa como está agora?-ele perguntou com um olhar sombrio e com segundas intenções se aproximando de mim.-Quando ele te toca te deixa arrepiada como eu?-ele falou com a voz baixa me puxando pela cintura e beijando meu pescoço em seguida me fazendo estremecer.-Ele te beija com toda paixão que eu te beijo? -ele disse com a voz rouca e beijou o canto da minha boca,eu procurei sua boca,mas ele se esquivou e rio.

Filho da mãe.

-Você não disse que somos amigos?-falei com as pernas bambas e o coração a mil.

-O seu coração bati tanto o quanto o meu quando estamos juntos?-ignorou minha pergunta e mordeu a pele do meu pescoço e eu segurei com força o seu paletó.-Só em está perto,você sente seu corpo esquentar como se estivesse em chamas?-sussurrou no meu ouvido e me apertou contra seu corpo.

Levei minha mão a sua bochecha e passei meu polegar na sua barba.

-Por que você faz isso comigo?-perguntei tentando não chorar.

-Eu não consigo ficar longe de você minha pequenina, você me enfeitiçou ruiva das trevas!-ele brincou com o apelido de quando nos conhecemos e eu gargalhei pendendo a cabeça para trás.

Rick levou as mãos para meus cabelos e puxou minha boca de encontro a sua, Rick mordeu meu lábio inferior e começamos a nos beijar com calma e delicadeza, levei minha mão as seus cabelos os bagunçado.

É tão bom sentir os lábios do Rick nos meus, parece que só existe nós dois no mundo, em uma bolha de paixão.

Nos separamos por falta de ar,e dessa vez eu que começei a beijar o pescoço dele, imitando o que ele fez minutos atrás,vcomecei a destruir beijos por seu pescoço enquanto eu puxava seus cabelos com a outra mão, mordi o nódulo da sua orelha e Rick gemeu baixinho e puxou de leve meus cabelos.

Voltei a beijar seus lábios e dessa vez não foi nada calmo, e sim selvagem. Rick bagunçava meus cabelos como um animal.

Fui arrancada pelos cabelos dos braços de Rick e eu arregalei os olhos e assim como Rick chocada e sem entender o que tinha acontecido.

-Sua vagabunda!-Júlia gritou descontrolada ainda grudada aos meus cabelos.

Tirei suas mãos de mim e á olhei,ela estava furiosa e vermelha de raiva.

Ah.Meu.Deus. Eu nunca passei por uma coisa dessas na vida, eu sou a outra.

Júlia avançou no meu pescoço e com a surpresa conseguiu me derrubar no chão,ela passou as unhas de bruxa nos meus braços,e como eu não iria apanhar de graça,também comecei a arranhar seus braços e pescoço.

-Sua vadia,eu vou te ensinar a não se meter com o namorado dos outros.-ela gritou descontrolada.

Eu consegui empurrar ela e ficar por cima,ela grudou as mãos de novo nos meus cabelos e eu também agarrei nos delas,arrancado muitos fios de sua cabeça.

Ela me xingava e gritava.

Fui puxada por a cintura de cima de Júlia,me debati tentando me soltar,bati nos braços mas eles só me apertaram mais forte. Olhei para frente e Júlia tinha levantado e vinha em minha direção com um olhar mortal,mas antes dela chegar até mim Renan segurou ela pela cintura.

Ela também gritou,esperneou e bateu em Renan,mas ele também não à soltou.

-Me solta, eu tenho que acabar com essa vagabunda!-ela gritava.

Parei de me debater,e olhei ao redor.
Já estava cheio de pessoas nos olhando e cochichando. Eu me sentir tão mal,realmente como uma vagabunda.

Tirei os braços de Rick do meu corpo e me afastei arrumando meu vestido.
Como eu sei que é ele? Simples: pelo seu cheiro.

Júlia continuou a gritar e Rick pareceu perder a paciência.

-Chega Júlia!-ele gritou fazendo não só ela,mas todos se calarem.

Ele se aproximou dela e á olhou com desprezo.

-Você não tem direito nenhum de armar esse escândalo,eu e você não temos nada! E nunca mais toque um dedo sequer nela!-ele falou friamente olhando em seus olhos.

-Não temos nada?-ela repetiu incrédula com os olhos transbordando de raiva.-Estamos juntos á anos! Tivemos tantas coisas juntos!-ela começou a chorar.

Rick soltou uma gargalhada amarga.

-Ah,Júlia. Pelo amor de Deus! O máximo que tivemos foi boas noites de prazer,nada mais!-falou com deboche.

Júlia tirou os braços de Renan de sua cintura e se aproximou de Rick.

Aquilo me atingiu como uma bomba,eu nunca poderia dar isso á ele. Sentir lágrimas molharem meu rosto e procurei entre as pessoas por as meninas. Elas estavam me olhando horrorizadas. Encontrei com os de Beto e ele me encarava decepcionado e aquilo quebrou mais meu coração.

Muitos ali me olhavam como se eu fosse realmente uma vadia.

-Você vai me trocar por essa garota?-ela me olhou com nojo.-Vai trocar uma mulher por uma garotinha que não sabe nem dos seus sentimentos?-ela gritou estérica passando as mãos pelos cabelos.

-Eu não vou te trocar por ninguém,porque nunca tivemos nada.-Rick falou devagar e começando a ficar com raiva.

Júlia soltou uma risada diabólica e me encarou.

-Se você pensa que ele gosta de você,não se iluda querida! Ele não gosta de você,a única coisa que ele quer é te levar para cama e quando conseguir vai te dar um pé!-ela disse olhando para mim e eu vi Rick cerrar os punhos e dar um passo em direção a Júlia.

Eu limpei as lágrimas e respirei fundo,eu não poderia dizer nada.
Eu estava errada,eu era a errada da história. Eu sabia que isso poderia acontecer,mas me deixei levar pelo momento.

Bianca veio até mim e me tirou dali aos prantos e elas eas meninas me levaram para o quarto.

Lá eu sentei na cama e chorei mais,as meninas não falaram nada,só me consolaram.

Bianca me puxou e eu deitei com a cabeça em suas pernas,meu corpo balançava pelos soluços.

-Eu me sentir como uma vagabunda!-falei entre o choro e Fernanda passou as mãos nas minhas costas.-Sabe,eu sabia que isso poderia acontecer,mas eu não conseguir evitar!-contei.

-Não se torture Esther.-Ale disse com sua voz doce ao meu lado.

-Eu me sentir tão humilhada.-continuei me sentido suja.

🕝🕞🕒🕓🕐🕜🕚🕧🕟🕑🕛🕥🕗🕚🕚

Depois de muito choro,conseguir me acalmar e fui tomar um banho.

Larguei o vestido no chão do banheiro e entrei na água quente do chuveiro,escorreguei até o chão frio do banheiro e chorei baixinho por alguns minutos.

Levantei e vesti o roupão,olhei no espelho e eu estava horrível. Olhos vermelhos e cara inchada,maquiagem borrada,pescoço e braços arranhados e estou mais pálida.

Tirei o resto de maquiagem do meu rosto e saio do banheiro.

Eu não vou mais chorar por ninguém,eu sei que eu não sou o que ela me acusou e não vou me sentir mal por isso e não vou deixar mais ninguém me acusa disso.

E sobre Rick,ele não negou ou me defendeu diante de seus insultos. Ele até falou para ela não me tocar,mas eu sei e todos sabem que eu só sou mais uma diversão na sua vida,e que não tem como me comparar com Júlia. E eu não seria diversão de ninguém.

As meninas já estavam de pijama e sem maquiagem. Elas apagaram as luzes e deitaram em suas camas,assim como eu.

Me cobri até o pescoço com o edredom e me permitir esquecer dessa noite.

Mesmo com toda essa confusão,eu não me arrependo de ter caído nos encantos do Rick.

Ele tem razão, eu nunca me sentir como quando eu estou com ele.
Mesmo quando eu tive minhas paixonites de escola,quando os garotos vinham falar comigo para pedir uma caneta,que meu coração faltava sair pela boca eu nunca fiquei tão nervosa e sem saber o que fazer como eu fico diante de Rick.

O seu toque,o seu cheiro,o seus lábios nos meus. Seu hálito quente fazendo minha pele se arrepiar, tudo nele causa coisas que eu nunca sentir antes.

Rick está me fazendo descobrir coisas novas a cada vez que me toca.

Mas tem um problema: o que eu significo para ele? Rick é um cara mais velho,vexperiente, que já viveu mais que eu. E que quer uma coisa que eu não posso lhe dar, pelo menos não agora.

Já tomei uma decisão.

Está decidido, vou pedir desculpas para Beto. Me afastar de Rick, e ver se Beto senti realmente algo por mim.

Fui tomada pelo o sono com essa decisão.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...