História O Amor Supera. . . - Capítulo 3


Escrita por: ~

Exibições 35
Palavras 2.652
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - Três


Fanfic / Fanfiction O Amor Supera. . . - Capítulo 3 - Três


Bom, tem dois dias que não vejo Rick Styles. Confesso que ele mexe comigo pela sua beleza.

Contei tudo o que ouve para as minhas amigas e elas não param de me zoar.

Minhas aulas começaram ontem,e eu achei de mais. Os professores são bem legais e os colegas. Tem vários gatos na minha sala mas são muito franguinhos,eu sou do tipo mais homem, tipo Rick.

Lá vem eu pensando nele de novo!

Hoje não tivemos aula, pois o diretor nos comunicou hoje cedo que teríamos uma festa de boas-vindas para os alunos, daqui a duas semanas, só que tem um porém, os alunos vão ter que organizar tudo, ou seja, mais trabalho.

Mas ele disse que teríamos as tardes livres para os preparativos nessas duas semanas.

Os alunos vão ficar em duplas para evitar badernas assim justificou o diretor, nossa classe com o terceiro ano, pois ele disse que eles tem mais responsabilidade, até parece!

Teria algumas exceções com revezamentos com o segundo ano quando se tratar de algo mais difícil de se fazer, alguns alunos ficariam com seus colegas de sala.

E eu torci para ficar com as meninas, Bianca e Alerrandra ficaram juntas para organizar as bebidas, sem álcool claro, e Fernanda ficou com um cara do terceiro ano.

Eu parei de ouvir ai emburrada,eu queria fazer com elas! Ainda tentei argumentar mas a professora nem quis ouvir.

O que parece é que fiquei para fazer os cartazes, faixas e etc, pelo menos isso, não é querendo me gabar, mas minhas letras são bem bonitas, resultado de horas fazendo aulas de caligrafia.

Agora estou eu e as meninas no refeitório comendo e conversando.

De repente elas param de rir e olham para atrás de mim, só pela cara da Fernanda já sei que è um garoto.

Olhei para trás e me deparei com um par de olhos verdes.

-Oi.-nos cumprimentou com um acenar de mão.

-Oi.-todas responderam menos eu.

O que ele quer?

-Perdeu a educação Esther?-Fernanda me repreende me fazendo corar e a fuzilar com os olhos.

-Desculpe, oi.-sorri fraco e ele abriu mais seu sorriso.

-Como você está Esther? E a sua cabeça? -a última pergunta ele fez em tom de brincadeira e tocou de leve na minha cabeça.

-Vai bem, nem dói mais, obrigado.-respondi e ele assentiu.

-Então quer dizer, que ele é o garoto...?-Fernanda diz surpresa.

-Sim, ele é o garoto que me atropelou no corredor.-completei.

-È, não é uma forma muito boa de se conhecer!-constatou Bianca com seu tom insvesgativo de sempre.

-Bom, não foi só pra isso que eu vim.-ele disse atraindo nossa atenção.- Eu não sei se você já sabe mas vamos ter uma festa...-assinto.- Minha professora disse que eu terei que fazer os cartazes com você!-ele apontou o dedo indicador para mim, me pegando de surpresa.

-Comigo?-perguntei ainda surpresa.

-Foi o que eu disse.-ele fala devagar, como se eu fosse uma anta.

-Não se preocupa Rick, ela é meio lerda de manhã!-Fernanda zomba de mim me deixando com vergonha de novo.- A propósito eu me chamo Fernanda.-diz estendendo a mão que ele logo recebe e dar um beijo na palma da mão dela olhando nos olhos um do outro.

Ele parecia um príncipe de contos de fadas, só faltou a armadura.

Pelo que conheço da Bianca ela deve ter dado uma cotovelada na Fernanda pois ela puxou a mão bruscamente do aperto de Rick.

Ele ficou sem entender nada mas logo se recompôs.

Pigarreio e cortei o clima estranho que se estalou:

-Bom, então temos que marcar um horário na parte da tarde para fazermos.-expliquei calmamente.

-Sim, você pode depois do almoço?-ele disse sentando na cadeira vazia que tinha do meu lado.

Eu baixei a cabeça,e quase bati na testa, estúpida!

-Desculpa, eu...-ele me interrompeu levantando a mão e dando um sorriso gentil me fazendo corar.-Bom.-limpei a garganta.- Eu não posso depois do almoço, temos que estudar e...-eu disse olhando para as meninas mas ele me interrompeu antes de terminar.

-Estudar?-ele disse com uma sobrancelha levantada.

-Sim, algum problema?-eu disse sem entender.

Ele não respondeu, parecia está escolhendo as palavras.

-È Rick, por quê?-Bianca disse com um olhar de dar medo.

Ele desviou os olhos dela e olhou pra mim.

-Não, nenhum. Então quando podemos nos encontrar?-disse sério.

-Hum, hoje às quatro na minha sala de artes?-hesitei.

-Sim.-ele disse sorrindo.-Então...-Rick é interrompido por uma loira platinada que abraça ele por trás, apertando seu pescoço e sorrindo falsamente.

-Vamos amor?-ela disse depois de beijar o pescoço dele-acho que aquilo era ser sexy- sem olhar pra gente.

Eu e as meninas nos entreolhamos e fizemos uma careta.

-Vamos.-ele respondeu e olhou para mim, o que eu achei estranho pois a cara dele dizia que ele não estava gostando da aproximação dela.

-Oh, desculpe.-a perua finalmente se deu conta de nós e deu um sorriso totalmente forçando o que retribuímos.- Oi meninos, prazer eu sou Júlia.-disse tentando ser simpática.-Namorada do Rick.-se rotulou.

Eu tive que me controlar muito para não revirar os olhos.

-Olá- respondemos de mà vontade e ela fez uma cara de desprezo.

Bruxa!

-Estamos combinados Esther?-Rick parecia desconfortável, levantou da cadeira tirando os braços da tal Júlia do pescoço dele.

-Sim, às quatro.-confirmei sorrindo.

-Até lá.-ele disse com um largo sorriso e me surpreendeu com um beijo na bochecha me fazendo ficar vermelha fazendo ele sorrir mais ainda.

Infeliz!

-Tchau.-eu disse ainda envergonhada. Rick se despediu das meninas com um acenar de cabeça e saíram.

Esperamos eles saírem do refeitório e começamos a rir sem parar.

-Hum, rolou um clima!-Fernanda disse em tom de malícia.

-Não rolou clima nenhum!-eu disse ainda vermelha dando um tapa de leve em seu braço.

-Brincadeiras à parte,mas que namorada é aquela gente?-Ale disse com cara de nojo.

-Insuportável! -Dizemos em uníssono e caímos na gargalhada em seguida.

-Agora chega de palhaçada!-eu disse depois de me recuperar do ataque de risos.-Vamos para o quarto estudar.

-Ah, não Ther!-Fernanda disse manhosa deitada com os braços em cima da mesa.

-Sem essa de "Ah" Fernanda, você é a mais precisa daqui!-eu disse puxando ela pelo braço e saímos do refeitório.

***

Passamos a tarde estudando, e saímos do quarto às 15:00 para comer.

Que fome!

-Ah, fala ai Ther, se você não ficou mexida com aquele beijinho do Rick?!-Fernanda disse fazendo biquinho.

Faz uma hora que ela não para de falar do Rick.

-Está parecendo que è você que ficou interessada no Rick, Fernanda!-Ale alfinetou e Fernanda só mostrou a língua para ela nos fazendo rir.

-Espera!-Fernanda diz em um tom mais alto parando no meio do corredor de armários com os braços abertos.

-O que?-estranhamos.

-Olha aquele gato ali.-ela disse quase sussurrando apontando discretamente para um garoto.

Olhamos para onde ela mostrou e tinha um garoto mexendo no seu armário. Acho que não fomos discretas sob bastante pois ele olhou diretamente pra mim e sorriu de lado, desviei os olhos para as meninas.

Droga!

-Ele está vindo pra cá.-dessa vez ela sussurrou me fazendo arregalar os olhos.

Viramos para frente e encaramos ele, que parou na nossa frente.

-Oi meninas.-ele disse animado.-Tudo bem com vocês?-disse gentil e com um sorriso cheio de dentes brancos.

-Oi.-dissemos em uníssono e todos rimos.-Estamos ótimas!-Fernanda respondeu com o seu tom habitual de interesse.

-E aí novinhas, eu me chamo Beto e vocês?-ele disse com as mãos nos bolsos.

-Prazer,eu sou Fernanda, Bianca, Alerrandra e Esther.-ela apontou para cada um de nós nos apresentando.

Beto arqueia as sobrancelhas de forma curiosa e deu um passo na minha direção.

-Nossa, você é tão linda, esses seus olhos e cabelos ruivinhos, você é tão branquinha que parece uma bonequinha!-ele disse com um sorriso infantil e apertou minha bochecha direita.

Eu fiquei mais que vermelha.

-Todo mundo diz isso para ela Beto, mas ela não acredita.-Bianca diz rindo da minha cara.

-Parem com isso, vocês estão me matando de vergonha e obrigado Beto!-eu disse escondendo o rosto com as mãos.

-Você fica mais fofinha vermelhinha!-ele brincou.

-Parem, ela vai ficar roxa como uma beringela!-Ale me defendeu.

-Dessa vez passa!-ele me ameaçou fingindo um olhar ameaçador, e eu levantei as mãos em rendição.

-Nós estamos indo para o refeitório, você quer ir com a gente Beto?-Fernanda convida toda interessada.

-Vamos. -Beto responde e coloca os braços envolta do pescoço da Fernanda e voltamos a andar.

🕒🕒🕒🕒🕒🕒🕒🕒🕒🕜🕟🕧🕐🕛🕞

Comemos e depois fomos para o jardim. Passamos a tarde conversando e fazendo brincadeiras idiotas.

Hás 15:40 deixei eles lá e caminhei acompanhada por Beto até a minha sala de arte.

Beto é um cara legal e divertido, me fez rir mais nessa tarde do que uma pessoa que me conhece à anos. E è bem bonito.

A Fernanda disse que ele ficou interessado em mim, eu nao sei como ela sabe disso, pois eu não percebi nada, vai ver eu sou lerda mesmo ou ela está fantasiando.

30 minutos.

Tem exatamente 30 minutos que eu e Beto estamos nessa sala esperando o Rick. Apesar do Beto tentar me distrair com suas piadas, eu ainda estou magoada por ele ter me dado um bolo.

Tem 5 minutos que começamos a fazer alguns cartazes.

-Esther você não pode fazer tudo sozinha e o Rick levar o nome!-Beto disse depois de suspirar.-Ele não aparece e você faz!-Ele disse me encarando, respirei fundo e parei de pintar uma letra em uma faixa.

-Não tem problema, ele deve está fazendo uma coisa melhor do que ficar aqui comigo!-eu disse desanimada, Beto me repreendeu com o olhar e fez gesto de que ia falar mas eu fui mais rápida e completei.-Mas hoje só é o primeiro dia, se ele faltar outra vez eu aviso o diretor.-tranquilizei.

Beto se aproximou de mim e segurou no meu queixo e sorriu de lado.

-Pois ele é um idiota? Porque eu estou gostando muito de está aqui com você!-ele disse sorrindo lindamente,parecendo sincero.

-Eu também gosto muito de conversar com você!-eu disse e ele me abraçou apertado.

Continuamos fazendo as faixas e Beto me fez esquecer do Rick.

Depois eu encontrei as meninas e fomos para o quarto, ficamos contando umas às outras nossos problemas quando não temos nada para fazer.

Ajuda a aliviar quando compartilhamos nossos conflitos, por menor quer for, com que amamos e confiamos.

E fomos dormir.

🌙🌙🌙🌙🌙🌙🌙🌙🌙☀☀☀☀☀☀

Acordei com o barulho da Ale se arrumando para aula,ela sempre é a primeira acordar e sempre faz muito barulho.

Cubro a cabeça com o travesseiro e viro para o outro lado da cama e olho o despertador que está no meu criado-mudo. É,hora de acordar! Jogo o cobertor longe e saio da cama seguindo para o banheiro.

Não sou nada educada quando eu acordo cedo.

Entro no banheiro sem olhar e ouço um grito.

-TEM GENTE!-Fernanda grita saindo do box nua -Credo!-e me empurra para fora às pressas.

-TRANCA A PORTA!-gritei de volta já fora do banheiro,como resposta ela só fechou a porta com força.

Olhei para as meninas e elas só reviraram os olhos.Ela sempre esquece de trancar a porta eu já devia ter me habituado com as manias dela,sempre ficamos no mesmo quarto.

Mas,como eu já disse sou lerda pela manhã.

Fiz um coque frouxo no cabelo e me joguei na cama e cruzei as mãos na altura da barriga.
Meu cabelo nesses últimos dias estão mais ondulados,deve ser o xampu.Dei de ombros sozinha.

-SAI LOGO DAÍ FERNANDA;NÃO TEM SÓ VOCÊ PARA SE ARRUMAR GAROTA!-berrou Bianca depois de 5 minutos.

🕒🕒🕒🕒🕒🕒🕒🕒🕒🕓🕞🕐🕧🕟🕜

O resto do dia transcorreu tranquilo. Fomos para aula,almoçamos e fomos para a sala de TV.

As meninas tiveram que sair para resolver as coisas para a festa e eu fui calmamente fazer minha parte. Espero que o Rick dê sinal de vida hoje.

-Ei espera!-ouvir alguém me chamar. Parei e esperei a pessoa se aproximar.-Oi.-Beto disse animado como sempre,eu sorrio verdadeiramente feliz por ver ele.

-Oi.-eu disse e ele me abraçou,colocou os braços em volta do meu pescoço e voltamos a andar.

-Pra onde você está indo?-ele perguntou sem olhar pra mim.

-Fazer os cartazes.-dessa vez ele olhou pra mim,um pouco bravo.-Eu sei,se ele não aparecer eu conto para o diretor.-respondi sua pergunta silenciosa.

-Acho bom mesmo!-ele disse tentando não sorrir mas eu vi uma sombra de um sorriso.

Paramos em frente a porta da sala e ele me encarou estranho. Se afastou de mim e me segurou pelos ombros, e,olhou no fundo dos meus olhos.

-Esther.-ele disse um pouco mais próximo.

-Hum-eu disse sem entender.Ele segurou no meu queixo e se aproximou mais,já sinto sua respiração na minha pele.

Ah meu Deus ele vai me beijar!

Eu vou ter um treco.Meu coração já está acelerado e minha respiração suspensa.

MEU PRIMEIRO BEIJO!

Ai que tudo,as meninas vão pirar quando souber.

-Eu gosto de você de verdade.-ele disse quase em um sussurro e aproximou mais nossos rostos.

Ele tirou uma mão do meu ombro e segurou minha cintura,colando nossos corpos.

Tocamos nossos lábios em um selinho demorado,ele levou a outra mão para minha nuca.

Ouvir um pigarreio e me afastei bruscamente de Beto e arregalo os olhos ao ver Rick encostado no batente da porta com os braços cruzados. Beto se recompõe.

-Eu não queria atrapalhar.- Rick diz visivelmente por educação.

-Com certeza.-Beto responde irónico revirando os olhos.-Bom eu vou indo.-ele disse com as mãos nos bolsos.

Acena com a cabeça para Rick e me abraça sussurrando no meu ouvido com uma voz rouca fazendo minha pele arrepiar.

-Depois eu quero meu beijo.-ele disse e sorrio galanteador e foi embora.

Fiquei ali por alguns segundos olhando ele se afastar,meio atordoada.

Balanço a cabeça e olho séria para Rick,entro na sala sem olha - lo fazendo ele bufar.

Vou até o armário da sala e tiro os matérias necessários para fazer os cartazes e jogo tudo em cima da mesa. Sento em uma cadeira perto da mesa e estendo o primeiro cartas em cima da mesa.

-Por onde eu começo ?-me olha com expectativa.

-Pelo começo.-disse o óbvio irritada e ele revirou os olhos outra vez.

Ele puxou uma cadeira e sentou ao meu lado.

-Por que você está tão irritada? -ele parecia começar a irritar-se.

Cara de pau?

Nenhum pouco.

-Você ainda tem a cara de pau de me perguntar o porquê eu estou irritada?-eu disse arqueando as sobrancelhas.

-Não,eu não entendo o porquê você está tão irritadinha!-ele disse egocêntrico.

-Você me deixou plantada aqui ontem fazendo tudo sozinha,sorte que o Beto veio me ajudar!-eu disse levantando da cadeira.

-Ah é isso?-ele disse como se o que eu tivesse dito fosse uma besteira arqueando uma sobrancelha.-Eu já entendi,você não está irritada porque eu te dei um bolo e sim porque eu atrapalhei seu beijo com o seu "príncipe sapo!"-falou com desdém fazendo aspas com os dedos.

-O QUE?-perguntei incrédula com um tom um pouco alto.-Não é nada disso seu imbecio!

-Agora vai ofender vampira das trevas?-ele retrucou descrusando os braços exaltado.

-DO QUE VOCÊ ME CHAMOU SEU IMBECIO,IDIOTA SEU...?-eu disse já vermelha de raiva.

Ele só sorrio debochado confirmando.

Comecei a distrisbuir socos pelo seu peito, mas parecia que não fazia nem cócegas.

Rick segurou nos meus pulsos e eu tentei me soltar, mas ele é muito forte e prendeu contra a mesa.

Nossos corpos estão colados e nossos rostos bem próximos paro de me mexer e encaro ele,meu coração já está acelerado e já sinto o cheiro do hálito dele e sua respiração quente batendo na minha pele.

-Calma -ele diz com uma voz rouca e sexy.

Seus lábios estão entreabertos e minha respiração ofegante,ele olha para minha boca e vai se aproximando mais me fazendo arregalar os olhos, mordo o lábio inferior considerando as opções,Rick também mordeu seu lábio de uma forma sexy.

Eu juro que eu não estou tentando seduzi-lo é uma mania minha para tentar conter o nervosismo.

Ah, meu Deus eu vou enfartar!

O que eu faço? Será se empurro ele ou tenho o meu primeiro beijo com o homem mais bonito da escola?

Eu fico nesse dilema.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...