História O Amor Supera. . . - Capítulo 4


Escrita por: ~

Exibições 24
Palavras 1.891
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Quatro


Fanfic / Fanfiction O Amor Supera. . . - Capítulo 4 - Quatro

Tirei forças não sei de onde para empurrar Rick para longe de mim. Seus lábios chegaram a tocar nos meus, mas eu criei juízo e o afastei.

Ele tem namorada!

-Você está muito saidinho Rick!-o repreendi séria olhando em seus olhos e ele revirou os olhos.

-Como não ficar com essa escola cheia de garotas bonitas?-ele perguntou com um sorriso safado dando de ombros.

-Bom,isso não é problema meu e sim da sua namorada,é melhor começamos o nosso trabalho;já estamos atrasados.-eu disse encerrando o assunto meio grossa.-Já que você não veio ontem.-acusei casualmente.

-Tá legal,foi mal;mas só foi um dia, sem drama Esther!-ele disse entediado.

-Drama!-repeti incrédula.- Você não sabe o que è drama!-suspirei,eu não queria mais brigar.-Tudo bem,já falamos sobre isso.-eu disse de frente para ele.

-É, você tem razão eu fui irresponsável e peço desculpas por isso Esther,eu prometo que não me atraso e não te deixo sozinha mais!-olhei para seus olhos e ele parecia verdadeiro,desviei o olhar e olhei para o chão.

-Tá bom. Mas se você ao menos se atrasar, eu irei contar para o diretor!-apontei meu dedo indicador no seu rosto lhe lançando meu melhor olhar ameaçador.

Bianca ficaria orgulhosa se me visse agora,sorri com esse pensamento.

-O que foi?-ele perguntou com as sobrancelhas levantadas com um sorriso curioso no rosto.

-Nada, só lembrei de algo.-dei de ombros e me aproximei da mesa.-Você desenha nesse papel flores e corações e recorta depois,faça de um tamanho para colámos em uma faixa. E por favor, faça um desenho bonito!-eu disse lhe integrando um papel que eu não sei o nome mas è fofinho.

Rick fez uma cara de tédio e sentou na cadeira de antes e começou a desenhar com algumas canetas. Faço um coque no cabelo e começo meu trabalho.

Peguei uma faixa grande e espalhei pela mesa sem atrapalhá-lo e começo a escrever em letras grandes "Sejam Bem-Vindos",ela que vai ficar na entrada do salão.

30 minutos se passaram e a gente se mantinha em silêncio,só falávamos quando ele me perguntava alguma coisa e eu tinha que responder. Mas não era um silêncio ruim, cada um estava ligado de mais em seu trabalho,mas eu tenho que admitir, isso me magoou,ele está fingindo que nada aconteceu.

Sua burra!

Você é uma burra Esther!

Terminei de escrever os nomes,hora de começar a pintar as letras. Vou até uma mesa ao nosso lado que eu coloquei as tintas quando esvaziei a outra mesa e peguei a tinta preta e um pincel,voltei a mesa e coloquei a tinta do meu lado esquerdo para não atrapalhar Rick.

Comecei a pintar a primeira letra, mas não estava dando certo,eu sou pequena de mais e a mesa grande. Não dar de puxar a faixa para mais perto, pois isso atrapalharia Rick e...assim não vai dar.

Tive uma ideia!

Afastei a faixa para o fim da mesa,tirei minhas sapatilhas e subi em cima da mesa sentando em meus calcanhares,rio satisfeita.Olho para Rick e ele está com as sobrancelhas levantadas de forma curiosa.

-O que?-me fiz de inocente.

-Por que você está aí em cima Esther?-ele me questionou parecendo meu pai quando eu faço um coisa errada.

-Fazendo meu trabalho.-disse simples dando de ombros,peguei de novo o pincel e molhei com um pouco de tinta,comecei a pintar dessa vez a última letra,só pra ficar mais perto do Rick.

Como eu ainda estou de uniforme que é: uma saia curta quadriculada meio amarela, uma blusa de botões branca de mangas e um blazer azul escuro com o brasão da escola e tem uma gravata,mas eu deixei no quarto.

Olhei para Rick e ele estava olhando para a minha coxas à mostra - eu não sou nenhuma Fernanda, mas tenho umas coxas razoavelmente grossas - me fazendo corar violentamente,me mexi desconfortável e ele finalmente me olhou e pareceu envergonhado.

Fui me afastar dele mas sua mão quente na minha coxa me impediu.

-Esther.-ele me chamou com a voz rouca,olhei para ele tentando não transparecer meu nervosismo mordendo o lábio inferior .- Me desculpa por...

-Não precisa se desculpar Rick, eu já lhe desculpei.-eu disse sorrindo interrompendo ele.

-Não.-ele disse levantando da cadeira,ainda com a mão na minha coxa.-Senta,você parece desconfortável nessa posição.-ele falou parecendo interessado.

Quem está me deixando desconfortável é você!

Eu quis dizer, mas me calei.Ele tirou a mão da minha coxa e eu virei de frente para ele sentando na mesa.

-Eu disse,suas pernas estão vermelhas!-ele continuou.

E realmente pelo tempo que eu passei sentada nelas, minhas pernas do joelho para baixo estavam levimente avermelhadas.

-Tudo bem,depois volta ao normal.-eu tranquilizei sorrindo e ele assentiu e voltou a segurar minhas coxas,só que dessa vez as duas e ficou entre elas.

-Eu quero me desculpar por ter tentado de beijar mais cedo,eu não quis te ofender Esther!-ele disse com uma cara de cachorro sem dono. Pensei um pouco avaliei, ele parecia sincero ou eu era burra mesmo.

-Tudo bem Rick,contanto que você não faça de novo!-eu disse com a mão em seu ombro esquerdo e ele sorrio e apertou minha coxa esquerda acendendo não sei o que dentro de mim;tirei suas mãos das minhas coxas e desci da mesa me afastando dele,ele me olhou confuso, calcei minhas sapatilhas e olhei pra ele séria.-Eu te peço que por favor me respeite Rick,eu não te dei esse tipo de intimidade!-eu disse séria.

-Ah Esther,para de se fazer de santa, até parece que aquele seu "príncipe sapo" nunca te apertou em lugares impróprios!-ele disse com desdém fazendo aspas com os dedos com um sorriso no rosto de cafageste.-Ou vai me dizer que a princesa ainda è BV? Porque você ficou muito nervosa quando eu fui te beijar!-ele zombou de mim,eu já sentia as lágrimas nos meus olhos,virei as costas pra ele e respirei fundo.

Ele não vai me ver chorar!

-É parece que eu acertei!-ele continuou prepotente.

Caminhei até a cadeira que eu estava e peguei minha bolsa sem olhar - lo.

- Vamos esquecer isso,o que você acha de a gente se divertir um pouco?-ele falou mais uma vez com um tom malicioso,fui consumida pela raiva e dei um tapa no rosto dele com todas as minhas forças que até minha mão doeu.-VOCÊ É LOUCA GAROTA?-ele perguntou gritando passando a mão no lugar que eu bati me olhando incrédulo.

-Não.-me aproximei e olhei diretamente nos seus olhos.-Você não tem nada a ver com a minha vida,se eu sou BV ou não,não é da sua conta! E nunca mais fale assim comigo,que eu não sou nenhuma vadiasinha sua Rick,você me deve respeito!-eu disse com o dedo na cara dele chorando,ele me olhou surpreso com os olhos arregalados.Respirei fundo e me afastei limpando as lágrimas.- Arrume isso que eu já vou,só fale comigo quando necessário!-eu disse mais calma de costas pra ele,sair da sala sem esperar por sua resposta.

Caminhei o mais rápido possível pelos corredores da escola sem olhar pra ninguém,até esbarrei em algumas pessoas, murmurei um pedido de desculpas e voltei a caminhar de cabeça baixa e a vista embaçada por conta das lágrimas.

Cheguei ao meu quarto entrei e batendo a porta com força,as meninas devem está fazendo ainda suas coisas, pois o quarto está vazio,me joguei na cama e chorei por um bom tempo até ser dominada pelo sono.

🕒🕒🕒🕒🕒🕒🕒🕒🕒🕜🕟🕧🕐🕞🕓

Acordei sendo balançada por alguém.

-Acorda Esther já è hora do jantar!-reconheci a voz da Bianca. Bocejei e me espreguicei.

-Já è noite?-perguntei ainda de olhos fechados deitada.

-Sim.-ela respondeu.

-E já estamos quase atrasadas.-Ale informou.

Sentei na cama e abri os olhos,Fernanda estava penteando os cabelos de frente ao espelho e Ale estava sentada na sua cama passando um batom e Bianca estava sentada ao meu lado já pronta.

-Ah meu deus! Você andou chorando Esther?-Bianca perguntou preocupada e surpresa,eu fiz uma careta e baixei a cabeça.-O que aconteceu Esther?-ela perguntou séria.

-Por que você chorou Esther?-Ale perguntou também preocupada sentando na minha frente.

-Nossa, você está horrível!-Fernanda disse sentando também só que do outro lado.
-Fernanda!-elas disseram em uníssono e olharam pra mim à espera de uma explicação.

Respirei fundo e comecei a contar deixando Bianca com raiva,Ale horrorizada e Fernanda decepcionada por não ter cido ela.

-Não é que eu esteja com raiva dele, mas ele é muito lindo gente!-ele disse suspirando se abanando.

-Fica pra você!-eu disse chateada.

-Desculpa Esther!-ela pareceu finalmente se tocar.Suspireu.

-Tudo bem.-sorri fraco e Bianca passou a mão nas minhas costas.-Vão indo até o refeitório que eu vou tomar um banho e tentar dar um jeito nesse rosto e encontro vocês lá.-eu disse sorrindo para elas verem que eu estou bem.

-Você tem certeza?-Ale questionou segurando minhas mãos.

-Sim.

-A gente fica com você!-Bianca insistiu.

-Não eu vou ficar bem.-elas pareceram hesitar um pouco mas logo deixaram o quarto.

Levantei da cama e fui até o banheiro,é eu realmente estava horrível.Olhos vermelhos e rímel borrado por todo rosto, meu cabelo está parecendo um ninho de passarinho,estou parecendo uma fantasma. Rir,só eu mesmo,até em uma hora dessas eu pareço uma morta,pelo menos não é uma boneca. Mas sim uma boneca de filme de terror Ra,ra,ra.

Tomei um banho demorado e lavei os cabelos e sair enrolada em uma toalha.
Fui até meu guarda-roupa e peguei meu kit de maquilhagem e sentei na minha cama espalhando tudo por ela.

É não tem jeito,de qualquer forma mostra que eu chorei. Droga! Larguei as coisas em cima da cama e me vestir com uma blusa de botões branca e um short de tecido preto,calcei meus chinelos e deixei meu cabelo secar naturalmente soltos só com uma tiara para deixá-lo longe dos meus olhos.

E agora?

Eu não quero ficar aqui sem fazer nada,peguei meu celular e sair do quarto. Mandei uma mensagem no grupo que eu e as meninas temos, avisando que eu não iria e dizendo que eu estava na biblioteca.

Entrei na biblioteca e tudo estava escuro e não tinha ninguém,liguei a lanterna do meu celular e fui procurar um livro.
Peguei um romance em uma prateleira que eu já tinha lido mas eu nunca me canso de ler,sento em uma mesa e começo a ler só à luz da minha lanterna.

Quando começo a ler uma história interessante eu viajo com ela e esqueço o mundo, consigo me sentir como os personagens,eu sofro com eles e não consigo parar de ler.

Esse livro conta a história de uma garota pobre sem família,sem ninguém na vida que vai trabalhar de empregada na casa de um importante empresário viúvo,eles nunca se viram, ela foi contratada pelo mordomo -ah e ela teria que morar na casa - já que ele era muito ocupado,saia cedo e voltava tarde.

Mas um dia ela estava limpando o quarto dele pela manhã e ela sem querer deixou o espanador cair em baixo da cama e se a baixou para pegá-lo mas de repente ela ouvi a porta sendo aberta e se assusta e acaba batendo a cabeça na cama ao tentar sair soltando um grito.

Ele se assustou,ela sai rapidamente dali com a mão na cabeça e olhou para o homem a sua frente,ele era incrivelmente lindo, os olhos azuis gelo,cabelos bagunçados,com um corpo forte, pois dava de ver seus músculos pelo terno que ele usava,o deixando muito sexy.

Já ele ficou encantado pela aquela mulher linda vestida de criada e pela sua petulância.

Então eles se apaixonaram e depois...eu não cheguei no final ainda.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...