História O Amor Supera. . . - Capítulo 5


Escrita por: ~

Exibições 22
Palavras 2.482
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - Cinco



Rick Styles

Eu não sei o que me deu para agir daquela forma com a Esther, ver o Beto quase beijando ela me incomodou um pouco, não vou mentir, eu atrapalhei de propósito.

Eu e o Beto éramos amigos mas no ano passado a peguete dele deu em cima de mim e eu peguei, ele ficou puto da vida e desde então nunca mais nos falamos.

Eu achei que a Esther estava afim, fiquei chateado por ela ter me empurrado e desde aquele dia na enfermaria eu quero apertar aquelas coxas brancas, até deixar a marca, mas isso não justifica eu agir por impulso.

E quando ela me bateu só piorou, eu me sentir um idiota ao ver ela chorando por minha culpa.

Mas eu não consegui me controlar e ela ainda tem aquela mania esquisita, tipo: ficar mordendo os lábios quando está nervosa, e isso me deixa louco.

Essa menina ainda vai ser minha uma hora ou outra.

Tem quatro dias que a Esther nem olha para mim, na hora de fazer as faixas ela coloca os fones de ouvido e passa todo tempo assim, e quando eu pergunto alguma coisa ela me respondi seca, já tentei pedir desculpas, mas ela nem me deixa falar.

Já fomos para casa e nada, eu estou me sentindo culpado.

Hoje já e terça-feira à noite. Hoje à tarde eu tentei de novo me redimir, mas de novo ela não me ouviu, já estou perdendo a paciência!

-Você foi um babaca Rick! E ela tem razão em não querer falar com você -Renan disse pela milésima o óbvio desde que eu contei tudo a ele.

-Me diz uma novidade!-eu disse irritado passando a mão nos cabelos.

-Você tem que pedir desculpa.-ele me aconselhou e eu olhei para ele.

-Eu sei mas como? Eu já tentei e ela não quer me ouvir.-falei suspirando cansado.

-Você é um idiota Rick, de longe dar de perceber que a Esther não é igual a Júlia!-ele disse também irritado.

-Eu sei, foi eu que disse isso para você! Mas eu não sei, pedi o controle.-eu disse e me joguei na minha cama.

-Pois ache, mas não agora porque eu estou com fome. Vem, vamos jantar. Com certeza ela vai está la ou as amigas dela, e você vai poder tentar de novo!-ele disse e eu assentir nervoso e saímos do quarto.

A imagem dela chorando não sai da minha cabeça.

Chegamos ao refeitório e eu procurei por ela com o olhar pelas mesas e não achei.

-As amigas dela estão ali.-Renan apontou uma mesa no fundo do refeitório, que estava as amigas da Esther, menos ela.

Assentir e caminhamos até lá, Renan pigarreou chamando a atenção delas.

Bianca me olhou feio e Ale fez uma careta, Fernanda só me olhou como se eu tivesse com o rosto deformado.

-O que vocês querem?-Bianca disse de braços cruzados com uma cara nada boa.

-Onde está a Esther?-eu perguntei firme.

-Por que o interesse?-Bianca falou com as sobrancelhas arqueadas,essa garota me dar medo!-Vai fazer ela chorar de novo?-perguntou espalmando as mãos na mesa.

-Pelo contrário,eu quero pedir desculpa!-falei sincero.-Eu sei que fui um babaca e quero pedir desculpa,por favor!-pedi já cansado de todo esse assunto.

-Não sei se você percebeu mas ela não está aqui!-Fernanda disse grossa.

-Percebemos Fernanda, mas eu só quero ter certeza que ela está no quarto de vocês.-eu disse entediado com um braço em cima da mesa.

-Eu não vou dizer,você não tem desculpas Rick!-Bianca disse com sua postura de mãe.

-Ela está na biblioteca.-Ale disse e elas olharam feio para ela.-O que? Ele parece sincero.-Ale se explicou.

-Obrigado Ale.-eu disse e lhe dei um beijo na sua bochecha feliz da vida fazendo ela corar e saio com o Renan.-Eu falo com ela.-disse parando no corredor.

-Tem certeza?-ele perguntou preocupado.

-Sim,fica tranquilo,hoje ela me ouvi. Por bem ou por mal.-eu disse com a mão no seu ombro e um olhar sombrio.

-Não vai fazer besteira de novo Rick,boa sorte!-ele disse a última parte sorrindo claramente zombando de mim e gargalhou.

-È,eu vou precisar.-eu disse lembrando da mão pesada daquela menina,acenei com a cabeça e sair rumo a biblioteca.

A porta estava fechada e dentro estava tudo escuro,estou começando a achar que a Ale mentiu pra mim.

Entrei sem fazer barulho e vir uma luz no fundo da biblioteca e me aproximei,Esther estava sentada em uma mesa lendo à luz da lanterna do celular.

Ela parecia bem concentrada na história,estava até com rugas de preocupação.

Me aproximei sem fazer barulho e parei atrás dela,me a baixei na altura de seu pescoço e pude sentir seu doce aroma,seu cheiro è único é um cheiro de mulher mas de menina.

Olhei para o livro que ela estava lendo,só podia ser!

Não lembro quem me falou dele mas è um romance chato.

Levei minha mão para sua boca á tampando,ela gritou pelo susto mas foi abafado pela minha mão,largou o livro com o celular dentro e segurou minhas mãos.

-Calma,sou eu.-a calmei que suspirou aliviada,tirei a mão devagar e ela levantou rápido.

-Você é louco quase me mata de susto!? Eu pensei que era um tarado. Mas pensando bem eu não sei se fico aliviada ou mais assustada por ser você!- ela disse com o dedo indicador no queixo fingindo pensar já irritada e eu revirei os olhos mesmo sabendo que ela não poderia ouvir por conta da escuridão.

Eu enxergava pouco da Esther,a única luz que entrava era a luz que vinha do corredor.

-O que você quer Rick?Me ofender de novo? Eu não quero falar com você!-ela disse com as mãos na cintura e pegou o livro e o celular e foi sair mas eu segurei no seu braço,suspirei culpado.

-Hoje você não vai fugir,vai me ouvir de uma forma ou outra!-eu disse firme.

-Você não tem como me obrigar,eu não quero te ouvir Rick!-ela disse convicta e começou a cantar uma música irritante.-Lá,la,la,...-coloquei a mão de novo em sua boca e ela arregalou os olhos.

-Esther hoje você vai me ouvir de uma forma ou outra,basta você escolher,se vai me ouvir de boa vontade ou eu vou ter que ficar com a mão na sua boca,você vai me ouvir?-ela assentiu de mà vontade,eu tirei devagar a mão da boca dela mas não me afastei.

-Esther eu vim te pedir desculpa por tudo que eu disse,por tudo que eu fiz,eu fui um babaca,eu sei mas eu não sei o porquê eu disse aquilo tudo,agir por impulso. Me perdoa por favor!-eu disse só de uma vez e parei para respirar,Esther me olhava com a guarda um pouco baixa.

-O que você me fez me magoou muito Rick,eu odiei ser tratada como uma vadia.Ninguèm nunca falou comigo daquela forma,até porque todos me ver como uma criança!-ela disse em um tom triste e desviou o olhar,segurei seu rosto com as minhas duas mãos.

-Eu não te vejo como uma criança Esther,te vejo como uma menina que está aprendendo a ser mulher!-eu disse sério.

-Você está falando sério?-ela pareceu não acreditar.

-Sim e também como uma vampira das trevas que se fantasiou de bonequinha para sugar o sangue de todo mundo!-brinquei nos fazendo rir,Esther me deu um soco de leve no braço.-Pelo menos te fiz sorrir. Agora falando sério,me desculpe Esther você merece respeito e eu fui um idiota que não controla seus impulsos! Você vai voltar a falar de novo?-eu perguntei sério novamente esperançoso .-Mas se um dia você quiser,eu posso de ajudar a se tornar uma mulher!-eu disse com minha voz sexy e ela sorrio envergonhada e mordeu o lábio.Lá vem ela com essa mania chata de novo!-Você não devia fazer isso!-balancei a cabeça negativamente e ela me olhou confusa.

-Fazer o que?-passei meu polegar pela sua bochecha e sorrir,que pele macia.

-Desculpa.-ela me olhou mais confusa ainda,em um movimento rápido eu estava prensando ela em uma prateleira de livros fazendo ela deixar cair o celular e o livro no chão;ela soltou um leve grito e seus cabelos foram para o seu rosto.

-Enlouqueceu? Acabou de me pedir desculpa e já está fazendo babaquice de novo?-ela perguntou assustada.

-Shh -levei me indicador ao seus lábios e tirei seus cabelos do rosto dela com as minhas duas mãos.-Não precisa se assustar eu não vou te machucar.-eu disse devagar quase em um sussurro,ela voltou a morder o lábio,inferno! Respirei fundo e disse em seu ouvido.-Você não devia fazer isso Esther,causa um efeito estranho nos homens!-avisei com a respiração pesada e o coração acelerado.

Por que meu coração está acelerado?

-Que efeito?-ela disse segurando na minha cintura com suas mãos pequenas.

-Dar vontade de morder junto!-eu disse e rapidamente me arrependi pois Esther tirou as mãos da minha cintura e olhou para o chão.-Ei.-eu disse segurando em seu queixo fazendo ela olhar pra mim.-Me desculpa,eu não quis te envergonhar! Eu sei que você não faz de propósito.-eu disse e os olhos dela se encheram de lágrimas.

-Por que você está aqui? Por que não está com a sua namorada? Ela é muito mais linda que eu!-ela disse e escorreu uma lágrima de seu olho direito,levei meu polegar até seu rosto e limpei a lágrima.

-Você é mais linda minha menina e,eu não gosto dela!-aquilo soou tão normal porque è verdade,eu nunca gostei da Júlia. Colei minha testa na sua e beijei seu nariz,fechei meus.-Esther seria muito desrespeito eu te beijar agora?-eu disse segurando seu rosto com as mãos. Ela não respondeu de imediato mas logo ela negou com a cabeça,nós dois sorrimos. Tirei uma mão de seu rosto e levei para sua cintura colando mais nossos corpos.Mordo seu lábio inferior de leve e ela sorrir.-Desde que eu te conhece eu tenho vontade de fazer isso. - confidencei.

Dei um selinho demorada em seus lábios e ela leva umas de suas mãos para a minha nuca e a outra agarra a minha camisa.Pedi passagem para minha língua e ela deu,comecei um beijo calmo tentando me controlar,pelo que conheço da Esther esse é o seu primeiro beijo e eu quero que seja especial.

Nossas línguas dançavam uma dança lenta e calma até eu perder o controle e levar minha mão que estava em seu rosto para a sua nuca aprofundando o beijo,deixando mais rápido e intenso,ela puxou de leve meu cabelo da nuca isso me fez perder o resto do juízo que eu tinha,sugo sua língua com avidez e acaricio seu cabelo macio.

Nos separamos por falta de ar e beijei seu nariz,abracei ela apertado. A Esther causa em mim um extinto protetor,ela é tão pequena em meus braços que parece que qualquer coisa pode à machucar. Eu nunca beijei alguém desse jeito,foi um beijo de desejo mas ao mesmo tempo foi um beijo doce,ela coloca carinho mas provoca.

-Para o primeiro beijo você se saio muito bem!-eu disse em tom de brincadeira e ela sorrio sem graça e se afastou um pouco de mim.

-Como você sabe?-ela me perguntou em um tom acusador.

-Ah Esther,é só olhar pra você. Você é toda tímida e reservada.-eu disse simples e ela colocou o cabelo atrás da orelha e me empurrou um pouco e saio da minha encruzilhada.-O que foi? Eu falei algo de errado?-eu perguntei preocupado,ela se a baixou e recolheu o livro e o celular do chão,devolveu o livro para a prateleira e olhou pra mim meio sem graça.

-Não.Rick isso não devia ter acontecido,você tem namorada e eu não sou esse tipo de garota.-ela com a voz doce.-Se você quiser algo comi...

-Eu sei Esther que você não é esse tipo de garota.E eu e a Júlia não somos namorados,só ficamos as vezes.

-Não interessa o que vocês são mas eu não vou ficar te beijando enquanto uma garota está pelo colégio dizendo que é sua namorada!-ela disse distante de mim.

-Também não exagera Esther!-eu disse suspirando.-Só foi um beijo-eu disse devagar a palavra beijo me dando conta do que eu tinha feito,ela me olhou com um olhar magoada.

Droga!

-È. Bom chega desse assunto,não vai mais rolar e pronto. Boa noite Rick.-ela disse com a voz fria.

-Esther...-tentei falar mas ela levantou a mão,como essa menina é teimosa.

Ela saio sem olhar pra atrás,eu suspirei e passei a mão no cabelo.

Eu tenho que tomar cuidado e escolher bem as palavras,ela é bem sensível.

Mas espera ai,por quê eu estou preocupado? Ela é gostosa e linda mas não vale o esforço! Sai da biblioteca pisando duro. Não sei o que essa menina tem que me intriga.

Cheguei no meu quarto e bati a porta com força que até Beto se assustou.

-Quebra!-ela disse em tom de ironia sentando na cama dele. Eu sentei na minha cama e apoiei os cotovelos nos joelhos e suspirei.-O que foi? Pelo visto a conversa não foi boa!-ela disse zombando.

-Nem vem,que eu não estou com paciência pra você!-eu disse irritado.

-Vish,foi sério.Conta.-ele disse se ajeitando na cama.

-Ela me desculpou e nos beijamos.

-Então qual é o problema?Você conseguiu pegar a pequenina mais linda da escola e ainda está com essa cara!

-È que toda vez que tudo está bem,eu tenho que estragar tudo!-passei a mão no cabelo.

-Explica.

Contei tudo pra ele,ele escutou tudo quieto.

-Você está preocupado com os sentimentos de uma garota?-ele disse com as sobrancelhas arqueadas sem acreditar.

-Não eu só não gosto de fazer ninguém sofrer!-tentei me explicar.

-Ah Rick,você já fez a metade das garotas dessa escola chorar e agora está todo preocupo por causa de uma garota. Até parece que está gostando dela de verdade!-ele disse rindo da minha cara.

-Tá louco? Eu só quero dar uns pega nela e pronto.

-Sei...-ele disse desconfiado.-Mas deixa isso pra lá. Sabe aquela amiga da Esther a loirinha?-assentir.-Pois é,o nome dela é Fernanda.Quando você foi encontrar a pequena Esther...-fuzilei ele com os olhos e ele caiu na gargalhada.Desgraçado! Revirei os olhos.-Ah meu amigo. Bom eu encontrei ela no corredor e fui falar com ela,e depois você já sabe...-ele disse com um sorriso malicioso.

-Vocês transaram?

-Não,quando ia acontecer a garota simplesmente saio sem dizer nada!-ele disse decepcionado.-Mas eu passei a mão e que garota gostosa,tem uns peito!-ele disse com cara de pervertido lembrado.

-Você não presta!-eu disse rindo e levantei da cama,fui até meu guarda-roupa e peguei uma toalha.

-Falou o santo!-ele zombou e eu só rir,fui até a porta do banheiro e disse por cima do ombro.

-Pelo menos eu tenho classe!-eu disse fazendo ele gargalhar.

Tirei a roupa e entrei em baixo daquela água quente. Uma coisa eu tenho que admitir:a Esther não sai da minha cabeça. Eu não estou gostando dela mas também não é como as outras garotas,ela é diferente! Acho que eu devo deixar essa garota pra lá,eu não quero acabar um bobo apaixonado.

Mas ela é tão lindinha e pequena,tem a pele tão macia e quente.

Eu quero sentir aquele pele macia na minha,me esquentado,me acariciando com aquelas mãos pequenas. Fecho os olhos e respiro fundo,ela tem que ser minha!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...