História O Amor Supera. . . - Capítulo 9


Escrita por: ~

Exibições 19
Palavras 2.459
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 9 - Nove


Fanfic / Fanfiction O Amor Supera. . . - Capítulo 9 - Nove


Me olho mais uma vez no espelho e gosto do que vejo.

Já estou pronta para sair com Rick o que está me deixando nervosa, eu não sei o que esperar dessa tarde e muito menos dele, depois do que aconteceu no quarto dele eu ainda estou um pouco envergonhada, eu não posso ficar me agarrando com ele assim, eu não sou esse tipo de garota e não quero me torna uma, meus pais sempre me ensinaram o certo e o errado e isso é errado.

-Como estou?-perguntei meio insegura para as meninas.

Ale estava jogada na sua cama com a cabeça pendendo para o chão fazendo assim seus cabelos pretos se arrastarem nele e me encarava de cabeça para baixo e assentiu com um largo sorriso.

Já Fernanda que não para de fazer piadinhas ou comentários idiotas desde que eu contei o que ouve no quarto do Rick no almoço está deitada no chão próxima a sua cama despreocupada com a vida depois de eu mandar ela ficar quieta.

Já Bianca veio até mim e parou do meu lado em frente ao espelho e sorriu.

-Só para constar minha opinião, o Rick vai te achar muito linda Esther.-Fernanda disse se fazendo de magoada.

-Independente do Rick, você está linda Esther.-Bianca disse alfinetando Fernanda que revirou os olhos e bufou e me ofereceu um sorriso de confiança e eu sorri corando.

-Não seja exagerada Bianca,eu estou normal.-dei de ombros e ela me repreendeu com o olhar.

-Já disse para você ser mais confiante.-ela suspirou e se afastou de mim.

Ela tem razão,eu sei que eu sou bonita,mas não vejo nada de atraente em mim,sou magra e sem curvas,não tenho a sua altura e sua confiança, assim como Fernanda que tem seios fartos e um corpo de dar inveja para qualquer garota,Ale com sua pele branca e alta de olhos azuis é muito linda com um corpo também cheios de curvas,já eu...Sou eu.

Estou vestindo uma calça jeans preta com uma blusa vermelha de mangas,pois está meio frio hoje,calcei minhas botas de saltos pretas e coloquei uma touca nos cabelos soltos completamente lisos e só peguei minha bolsa também preta de lado e coloquei o necessário.

-Eu sei.-respondi.

-Esther você tem que parar com isso,você é linda e várias garotas tem inveja do seu cabelo.-Fernanda disse sentando no chão de forma séria, mas como sempre ela não consegui dizer nada sem seu tom de malícia e eu rir.-E você para de rir que é verdade!-ela ficou emburrada.

Até parece que alguém tem inveja de mim,só piada mesmo. Parei de rir e passei meu perfume ainda sorrindo,tirei o celular da bolsa vendo as horas em seguida.

-Já estou atrasada!-exclamei com os olhos arregalados.-Tchau meus amores.-dei um beijo em cada uma e sair do quarto.

Já são quase 15:30,mas eu gastei muito tempo escolhendo a roupa.

Respiro fundo. Essa tarde vai ser longa.

Cheguei ao estacionamento e procurei Rick entre os carros e logo o avisto encostado em um carro preto mexendo no celular despreocupado,paro de andar e fico o olhando,ele está tão lindo.

Com uma calça jeans preta rasgada nos joelhos e uma camisa branca com uma jaqueta de couro por cima e um Vans vermelho nos pés,ele estava incrivelmente lindo.

Corei quando percebi que ele me encarava e sorria de canto,me aproximei e ele me olhou de cima a baixo com um sorriso surpreso e avaliativo me fazendo corar mais ainda. Lhe dou um beijo na bochecha e ele segura na minha cintura e me abraça me pegando de surpresa.

-Você está muito linda.-ele sussurrou no meu ouvido me causando arrepio nos cabelos da nuca e ele sorriu e beijou o meu pescoço e eu fechei meus olhos.

-O que está fazendo?-perguntei em um fio de voz aspirando seu cheiro.

-Você tem um cheiro tão bom.-ele disse ignorando minha pergunta passando o nariz na pele no meu pescoço e meu coração bateu cada vez mais rápido.

Espalmei minhas mãos em seu peito e o afastei de mim,mesmo eu não querendo isso e ele me olhou confuso.

-Vamos?-chamei ele soltou um suspiro de frustração e se afastou de mim.

Eu não posso deixar o Rick e nem ninguém brincar com o meu coração.

Ele abriu a porta para mim e eu entrei agradecendo e coloquei o cinto.
Logo ele também tomou seu lugar no volante e também colocou o seu cinto.
Saímos da escola e me sentir muito bem,as vezes me sinto sufocada nesse lugar,rodeada por esse muros. Apoio meu cotovelo na janela e minha cabeça na minha mão e sorriu quando vejo um pouco do sou entrar pelo janela.

-O que foi?-Rick perguntou,olhei para ele e ele estava olhando para mim com um sorriso curioso no rosto.

-O que o foi o que? -perguntei sem entender sua pergunta e ele voltou a olhar para estrada.

-Você estava sorrindo para o nada.-ele explicou sorrindo como se eu fosse idiota.

-Ah.-fiquei sem graça por ele ter percebido.-É que eu gosto de está fora daqueles muros,me sinto mais livre.-voltei a sorrir.

-Você sempre estudou em colégios internos?-ele me olhou por um segundo antes de voltar sua atenção para estrada.

-Sim - dei de ombros e olhou para a paisagem lá fora.

Mesmo tendo nascido aqui eu sempre me surpreendo com a beleza de cada estação aqui em Londres.

-Você não sai muito,não é? - ele perguntou sem demonstrar interesse, olhei para ver sua expressão.Ele estava sério.

-Não,só saiu com os meus pais nos fins de semana quando eles estão livres e com minhas amigas.-fiquei feliz por ele perguntar.

-E seus pais fazem o que Esther?-dessa vez ele estava mais interessado.

-Ah,eles são donos de uma empresa de tecnologia.-dei pouco interesse porque eu não gosto de falar do dinheiro dos meus pais,acho desnecessária.-E o seus?-devolvi a pergunta.

-Ah,meus pais se divorciaram quando eu tinha dez anos e meu pai se mudou para os Estados Unidos e é arquiteto.-ele contou sem parecer se importar com o assunto.

-Sinto muito.

-Sem problema,eu já superei.-ele sorriu.

-E sua mãe? Casou de novo? -perguntei e ele pareceu não gostar da idéia,pois ele ficou sério e com uma carranca.

-Não,e nem quero.-ele respondeu com uma expressão de raiva.

-Mas isso não cabe a você decidir,sua mãe merece ser feliz com outro pessoa.-sorri por dentro com seu ciúme,mas disse séria.

-Nem a você!-ele respondeu grosso e eu me encolhi com sua resposta e fiquei magoada.

Virei para a janela e não disse mais nada.

Rick foi o caminho inteiro com a cara fechada e parecia bravo. Do nada ele bateu no volante me assustando e suspirou exasperado. Ele está bravo comigo?  Mas eu não fiz nada!

-O que foi Rick? Você está bravo comigo? Desculpa se eu fui muito intrometida...-falei devagar sem parar com medo de ele ficar mais bravo.

-Esther fica quieta.-ele me interrompeu sem impaciente.-Eu não estou bravo com você Esther,eu estou bravo comigo.-ele disse irritado e eu fiquei sem entender.

-Como assim com você?-perguntei sem entender.

-Sim,comigo. Eu estou bravo porque eu sou um idiota e fui grosso com você,me desculpe é que eu não gosto de pensar na minha mãe com um cara.-ele disse com desgosto na voz e parou o carro em um acostamento e me olhou.

Eu sorri e eu meu coração se encheu de felicidade,ele só está assim por mim.

-Tudo bem Rick,eu te entendo. Eu sei que é difícil para você ver sua mãe com outro cara.-sorri mais com sua careta ao me ouvir dizer isso.-Mas um dia vai acontecer.-completei e ele fez cara de emburrado.

-Não vai. -ele disse confiante.

-Vai. Você não quer ver sua mãe  feliz?

-Ela está muito feliz comigo.-ele cruzou os braços e fez cara de quem vai matar alguém e eu dei risada,ele me olhou com uma cara de indignado.-Por que está rindo?

- Porque você está agindo igual uma criança.-disse ainda rindo.

-Não ria de mim pequena!-ele disse com um olhar ameaçador.

-O que vai fazer?-também desafiei.

Ele só sorriu de forma debochada e tirou seu sinto e se aproximou de mim e eu arregalei os olhos. Ele segurou na minha mão e levou para de baixo da sua blusa e eu tremi eu sentir sua pele quente nos meus dedos,ele sorriu e levou a boca para o meu pescoço beijando e mordendo de leve,quando ele mordeu o nódulo da minha orelha eu gemi baixinho e arranhei de leve sua barriga e apertei minhas pernas ao sentir um incômodo entre elas.

Rick com uma mão tirou o meu sinto e me puxou para o seu colo,ainda bem que os vidros são pretos,porque se não todo mundo ia ver dois adolescentes se pegando dentro do carro.

Rick puxou minha boca para a sua e finalmente me beijou,um beijo cheio de desejo e pegada,enquanto com uma mão ele segurava minha nuca a outra ele apertava a minha coxa,ainda bem que eu estava de calça,já eu mantinha minha mão acariciando seu abdômen e a outra a eu puxava de leve seus cabelos.

Rick aprofundou o beijo que se tornou mais selvagem e me impressou contra o volante fazendo a buzina tocar,rimos contra o beijo mas não nos afastamos. Voltamos a nos beijar e sua língua trabalhava com a minha de uma forma perfeita,Rick parecia querer descobri cada canto da minha boca.

Nos separamos por falta de ar,mas Rick não me soltou,começou a beijar o meu pescoço,e com uma mão ele afastou meu cabelo dando mais acesso a cada pedacinho de pele dali,eu arfei ao sentir sua língua na minha pele e puxei seu cabelo, ele sorriu e continuou seu trabalho com a língua,ele chupava,mordia,lambia e beijava meu pescoço,eu não me controlei e puxei sua boca de volta para a minha.

Eu senti sua ereção em baixo de mim e parei de beija - lo,ele me olhou confuso e preocupado e eu tirei minha mão da sua barriga e de seus cabelos.

-O que foi?-ele perguntou ainda meio afegante por conta do beijo.

-Temos que ir.-disse simples limpando sua boca do meu batom e ele sorriu e me apertou contra seu corpo.

-Você poderia tirar com a boca.-sugeriu com um sorriso safado.

-Para de graça Rick.-eu disse séria e ele gargalhou e eu terminei de limpar sua boca e tentei arrumar meu cabelo,ainda no colo dele. Por que eu não saia dali? Porque eu não quero.

-Deixa comigo.-ele disse ao ver eu tentar arrumar meu cabelo,a minha touca? Não tenho a mínima idéia de onde esteja. Rick pegou do chão do carro minha touca e colocou de volta nos meus cabelos.-Pronto.-sorriu.

-Obrigado.-agradeci e lhe deu um beijo demorado na bochecha perto da sua boca.

-Você está me provocando? Será que você não percebeu que não pode me provocar?-ele perguntou com a voz rouca e eu sorri,ele apertou minha coxa e foi se aproximando.

-Para Rick,temos que ir no shopping. -falei séria e sair do seu colo sentando no meu lugar e desborrando meu batom com a ajuda do espelho do carro e ele bufou.

-Tudo bem. Coloca o sinto.-ordenou e sentou direito colocando seu sinto e eu coloquei o meu.

O resto do caminho foi calmo,Rick até tentou voltar no outro assunto mas eu fugia dele.

🕓🕒🕞🕝🕑🕗🕢🕛🕧🕐🕜🕚🕥🕜🕐

Chegamos ao estacionamento do shopping e Rick estacionou o carro,sai e o esperei ao lado do carro,ele ligou o alarme do carro e segurou na minha mão e entramos no shopping. Fiquei surpresa por ele segurar minha mão,mas não falei nada.

🕓🕒🕞🕑🕜🕐🕧🕟🕗🕢🕥🕓🕒🕞🕝

Já havíamos comprado tudo para a festa e deixamos no carro. Estamos indo agora ver o meu vestido com muito reclamação dele.

-Vai ser rápido.-tranquilizei.

-Por que eu não acredito?-ele perguntou com pesar eu sorrir.

Entramos em uma loja e eu escolhi alguns vestidos e entreguei para a atendente que nos levou até o provador.

O provador era em uma sala com alguns sofás e os provadores eram cabines com grandes espelhos.

Fiz Rick sentar em um sofá e fui provar o primeiro vestido,a moça me ajudou a entrar nele. Era um vestido vermelho bem colado ao corpo com uma fenda em uma perna. Muito vulgar. Saio do provador e Rick está com uma cara entediada no sofá e sentado de qualquer forma, mas quando me ver senta direito e me olha de cima a baixo e mantém o olhar na coxa a mostrar.

-E aí?-perguntei e ele me olhou nos olhos.

-Não.-disse simples.

-Não? Mas por que não?-falei olhando o vestido.

-Tá mostrando muita coisa.-ele disse sério e eu revirei os olhos e voltei ao provador.

Vesti muitos vestidos,um atrás do outro,e todos Rick não gostou,ou estava vulgar demais ou santinha demais,e ainda tinha uns que ele disse que a cor estava estranha.

Tinha poucos vestidos ainda para provar e eu já estava cansada e a moça saiu para pegar mais. Vesti um azul claro mas não estava conseguindo fechar o zíper das costas.

-Rick.-chamei do provador.

-O que?-respondeu lá de fora.

-Vem aqui.-chamei e abri a porta.

-Tem certeza? -ele parecia não acreditar no que eu tinha pedido.

-Sim.

Logo ele entrou no provador e parou atrás de mim e me olhou de cima a baixo pelo espelho,hoje ele está fazendo muito isso.

-Pode me ajudar com o zíper?-pedi segurando o vestido na frente para que não caia e afastei meus cabelos
para ele ver o zíper.

Ele engoliu em seco e se aproximou,segurou no zíper e subia devagar fazendo questão de tocar na pele das minhas costas me fazendo arrepiar. Ele terminou e eu olhei para o espelho,esse vestido é lindo,e um azul claro de tecido leve que aperta a cintura e o busto mas é solto da cintura ao pés.

-Ficou lindo.-Rick me chamou atenção com o seu tom maravilhado.

Nossos olhares se encontraram no espelho e ele estava sorrindo.

-Obrigado.-sorri.

Rick segurou na minha cintura com as duas mãos e em virou para olhar em seus olhos que refletia carinho e...desejo.

-Você é tão linda minha pequenina.-ele disse fazendo carinho com o polegar na minha bochecha e eu fechei os olhos sentindo seu toque.

Rick beijou meus lábios com carinho diferente do carro,e como sempre puxou meu lábio para si. Logo nos separamos e eu sorri.

-Então é esse?-perguntei em tom de brincadeira.

-Com certeza.

Rick me ajudou de novo com o zíper e eu o expulsei do provador,tirei o vestido e vesti minhas roupas e sai de lá em seguida,Rick veio até mim e segurou na minha mão.

Quando a moça apareceu lhe disse que já tinha escolhido e agradeci,paguei e ela disse que mandaria passado para o colégio.

Saímos da loja ainda de mãos dadas eu estava radiante.

Essa tarde foi tão intensa,não só no carro, Rick provou que me acha bonita e eu gostei muito de saber.

Eu não sei o que esperar desse baile, mas vai bombar, isso eu tenho certeza.


Notas Finais


Roupa dela na foto.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...