História O Amor Supera Tudo? - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony, Shawn Mendes
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais, Shawn Mendes
Tags Camilacabello, Camren, Fithharmony, Laurenjauregui, Romance, Shawnmendes
Exibições 164
Palavras 1.361
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Mais um capítulo saindo.
Postei 3 capítulos ontem e hoje porque talvez eu não consiga postar nesse final de semana. Então foi uma maneira de vocês terem um pouco mais de conteúdo até eu voltar.

Boa leitura.

Capítulo 11 - Retorno


 

Mal consigo acreditar que minha Camz ta voltando hoje, foram apenas 3 dias lá. Graças ao meu bom deus ela não ficou mais tempo lá com aquela Sarah. Não que eu não confie na minha namorada, mas é que as vezes ela é muito ingênua e não vê a maldade. Aproveitei que ela só chegará na quarta, que é amanhã, cedo e pedi para a Vero vir comigo no shopping me ajudar a escolher a aliança mais linda desse mundo. Decidi que vou pedir Camz em casamento no dia que ela chegar. Combinei tudo com nossas amigas. Reservei o restaurante que ela mais gosta, na verdade pedi para eles fecharem e atenderem só a mim e meus amigos. Gastei uma pequena fortuna, mas o que não faço por Camila.

Cheguei no shopping e me encontrei com Vero.

 

— Oi Vero. — Eu estava tão nervosa que não sabia como agir direito.

— Que isso palmita? Você só vai escolher a aliança e não casar. Relaxa. — Me abraçou de lado.

— Vamos nessa loja aqui, acho que deve ter algo bonito.

 

Entramos na loja e uma vendedora super simpática veio nos atender.

 

— Com o que posso ajudar? — Ela sorria de jeito sincero.

— Eu quero dar uma olhada nas alianças de noivado.

— É para vocês duas? — Eu e Vero nos olhamos e rimos.

— Não moça, somos somente amigas. — Vero ainda ria. — É apenas para ela.

— Ah me desculpem. Venham, vou mostrar as mais bonitas que temos.

 

A vendedora nos mostrou algumas dúzias de alianças até chegar em uma que me chamou atenção. Ela era de prata, tinha alguns detalhes delicados e no centro havia um pequeno rubi em formato de coração. Era essa, eu tinha que leva-la.

 

— Vero, o que achou dessa? — Falei mostrando a aliança

— Acho que ela vai gostar Laur.

— É essa mesma? — Perguntou a vendedora, acenei que sim. — Então vou colocar na caixinha e te entrego lá no caixa.

Fui até o caixa pagar e Vero soltou uma das suas:

 

— Caramba, se ela não aceitar esse noivado tu pode vender essa aliança e comprar um carro novo. — Revirei os olhos.

— Vero eu faço de tudo pela Camz.

— Aqui está e boa sorte! — Gostei dessa vendedora, que simpática.

 

Paguei um lanche para Vero, porque ela já estava me enchendo o saco dizendo que ela estava com fome. Seguimos para o estacionamento para cada uma pegar seu carro.

— Ei, não esquece que é amanhã a noite hein Vero.

— Já disse para relaxar palmita. Amanhã a gente se vê. — Entrou no carro e deu partida.

 

Fiz o mesmo em seguida. Fui para meu apartamento e revisei cada passo do dia de amanhã. Tem que ser perfeito.

 

 

POV Camila

 

Faltam apenas algumas horas para eu chegar em Miami e eu não sei como encarar Lauren depois de tudo que aconteceu. Eu sei que não tive culpa, mas deixei Sarah ter a liberdade de me dar aquele beijo. Eu fui uma idiota. Lauren tem se esforçado para estar mais próxima de mim e isso acontece.  Acabei adormecendo em meio a estes pensamentos e só acordei quando o piloto pediu para colocarmos o cinto para  o pouso. Desci e fui direto pegar minhas malas. Eu ia pegar um táxi já que Lauren estava trabalhando neste horário, mas quando olho para o lado avisto um belo par de olhos verdes brilhantes me encarando. Todos meus medos desapareceram e corri para ela. Como eu amo esse abraço, esse cheiro, essa pele, essa mulher.

 

— Amor que surpresa. — Falei enquanto apoiava minha cabeça em seu ombro.

— Pedi o dia de folga para aproveitar sua volta. — Me apertou mais em seus braços.

— Senti tanta saudade, até parece que passei um mês fora.

— Também senti pequena. — Beijou minha testa. — Agora vamos, você deve estar exausta.

 

Ela me levou para meu apartamento. O tempo todo ela esteve sorridente e me perguntava como havia sido em Vancouver e eu contava como era a cidade, como foi meu encontro com Shawn. Mas menos sobre Sarah, não toquei no nome dela, fiquei com medo de contar tudo assim de repente e perder Lauren.

 

— Amor vou deixar suas malas aqui dentro do closet. — Falou enquanto eu entrava no banho.

— Tudo bem Lolo. Depois eu arrumo tudo de volta.

 

A vi entrar no banheiro e me olhar da cabeça aos pés. Tirou suas roupas enquanto mantinha seus olhos vidrados aos meus. Eu sabia o que ela iria fazer e não iria negar, estava com saudade do seu corpo junto ao meu. Virei de costas quando ela entrou, senti seus braços rodearem minha cintura e me puxarem para mais perto do seu corpo. Seus lábios entraram em contato com a pele do meu pescoço fazendo meu corpo todo se arrepiar, joguei minha cabeça para trás para que ela tivesse mais acesso a essa área. Ela beijou cada centímetro do meu pescoço e ombro, fez com que eu virasse minha cabeça o máximo que podia para conseguir beija-la.

 

— Eu amo seu corpo Camz.

 

Suas mãos agora percorriam meu corpo, apertando minha coxa e bunda. Me encostou gentilmente na parede gelada, encostou seu corpo quente ao meu, seu sexo roçando em minha bunda. Não pude deixar de gemer. Lauren mordeu meu ombro e eu rebolei lentamente, fazendo que ela gemesse com o contato. Sua mão direita acariciou minha barriga, desceu para minha virilha e encontrou minha intimidade encharcada. Seus dedos fazendo uma pressão gostosa em meu clitóris.

 

— Lauren, vai logo. — Minha voz saiu mais rouca e manhosa que eu queria.

— Pode deixar meu amor.

 

Me penetrou de maneira gentil, com calma e carinho. Seus dedos começaram a fazer um vai e vem gostoso dentro de mim, minhas pernas já perdendo as forças.

 

— Amor vamos para a cama, vem. — Lauren falou enquanto me pegava no colo, minhas pernas rodeando sua cintura. — Vai, vira de costas pra mim.

 

Atendi seu pedido e fiquei de bruços na cama. Lauren voltou a encostar seu sexo em minha bunda e seus dedos voltaram a me penetrar.Um vai e vem urgente de seus dedos fez com que eu começasse a rebolar contra seu sexo. Eu já não tinha mais coordenação do meu corpo, ele se movia por conta própria. Não demorou muito e gozamos juntas. Fazer amor com ela era de longe umas das minhas coisas preferidas.

 

— Eu amo você Lauren. — Falei ainda de bruços

— Eu também amo você Camila. — E me deu um beijo nas costas.

 

Adormecemos assim, nuas e agarradas uma na outra.

 

(...)

 

POV Lauren

 

— Amor eu tenho que ir, mas juro que volto para dormir com você tá? — Tentei convencer uma Camila brava.

— Mas amor eu posso dizer pra Dinah vir outro dia aqui. — Fez bico. Que dó de enganar ela, mas era pra uma boa causa.

— Ela está com saudades também amor, relaxa. Mais tarde eu volto ta? — A beijei e sai antes que ela pudesse falar algo.

 

Liguei para as meninas e avisei que estava tudo certo. Dinah passaria para pegar Camila e leva-la ao restaurante, enquanto o restante iria direto para lá me ajudar a decorar. Eu estou quase desmaiando de nervoso.

 

POV Camila

Só a Dinah mesmo para atrapalhar meu dia com a Lauren. Esperei ela chegar, hoje ela iria me escutar. Ouvi a campanhinha tocar.

 

— Dinah você me paga. — Falei quando abri a porta.

— Oi pra você também Mila. Eu vim aqui matar a saudade que eu tava de você e sou tratada assim? — Fez cara de indignada.

— Ai amiga, desculpa. Entra.

— Então Mila, pensei da gente ir jantar naquele restaurante que você gosta. Que tal?

— Ta bom, mas não podemos demorar muito. Lauren ficou de dormir aqui.

— Ai deixa de ser grude, não se preocupe, não vai demorar e você terá a gaspar aqui para dormir.

 

Ficamos jogando conversa fora o restante da tarde até a noite, então Dinah resolveu que era hora de irmos jantar.

 

— Mila, vai se arrumar logo. — Disse uma Dinah impaciente.

 

Me arrumei e partimos para o restaurante. Chegando lá ele estava fechado.

 

— Dinah vamos voltar, ele está fechado. — Ela não me ouviu e seguiu em direção ao restaurante. — DINAH!

 

Não adiantava o quanto eu a chamasse, ela não me respondia. O que está acontecendo? Ela deixou que eu entrasse primeiro e então eu tive a resposta.


Notas Finais


Comentem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...