História O Amor Supera Tudo? - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony, Shawn Mendes
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais, Shawn Mendes
Tags Camilacabello, Camren, Fithharmony, Laurenjauregui, Romance, Shawnmendes
Exibições 176
Palavras 1.301
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hey!
Como eu disse, não consegui postar capítulo no final de semana, mas ai está.

Boa leitura.

Capítulo 12 - Noivado


Fanfic / Fanfiction O Amor Supera Tudo? - Capítulo 12 - Noivado

 

Eu não podia acreditar. Meu deus eu poderia morrer agora que morreria feliz. Me deparei com Lauren em pé no meio do restaurante segurando uma folha onde estava escrito "Casa comigo?". Seu sorriso de orelha a orelha, seus olhos transmitindo toda sua emoção e eu claro estava do mesmo jeito. Como não ficar feliz com essa cena? Como não deixar meu peito quase explodir de felicidade? São respostas que eu não tenho nesse momento. Ao fundo estava tocando Yellow do Coldplay enquanto eu caminhava a passos lentos até Lauren.

 

Your skin

Oh, yeah, your skin and bones

Turn into something beautiful

Do you know

You know I love you so?

 

(Sua pele

Oh, sim, sua pele e ossos

Transformaram-se em algo bonito

Você sabe

Você sabe que eu te amo tanto?)

 

Cheguei até ela e não tive outra reação a não ser tomar seu rosto em minhas mãos e beija-la da maneira mais terna que consegui. Eu podia ouvir os aplausos de nossos amigos ao redor, mas eu não queria parar aquele beijo porque naquele era somente eu e ela. Nos separamos, vi Lauren ajoelhando. Abriu uma caixinha preta de veludo e dentro estava o anel mais lindo que já vi, para com detalhes e um pequeno rubi ao centro em formato de coração.

 

— E então Camz, você quer ser minha noiva? — Seu sorriso largo me irradiava alegria

— Obvio meu amor, claro que sim! — A puxei para cima e a abracei apertado.

 

Só depois de soltar Lauren que consegui avistar todos que estavam presentes e a decoração do lugar. O lugar estava coberto de flores do campo que emanavam um perfume delicioso e eu mal pude acreditar que o restaurante estava fechado somente para nós. Todos nossos amigos estavam presentes e junto com eles minha família, o pai e irmã de Lauren. Sua mãe não veio, o que com certeza deve ter magoado minha amada. Todos nos deram parabéns pelo noivado e só faltaram soltar fogos para comemorar.

 

— Ae jauregay finalmente né sua lerda? — Disse Vero enquanto abraçava Lucy de lado.

— Vero, deixa minha noiva em paz. — Falei brincando

— Ih já eram melosas antes imagina agora, eu vou é sair de perto.

— Vai nada, vai aprender a ser romântica com elas. — Lucy falou séria, mas no fundo era brincadeira.

— Se deu mal em Vero. — Dinah falou ao longe.

 

O clima estava tão agradável e divertido, até eu lembrar do que Sarah fez. Agora Lauren era minha noiva, como esconder o que aconteceu dela? Eu odeio mentiras e ainda mais ter que mentir. Talvez eu devesse mesmo deixar para lá e curtir nossos momentos de agora em diante, porque aquilo não significou nada para mim então não tem importância. Eu estava perdida em meus pensamentos quando Lauren me chamou.

 

— Então amor, o que acha? — Seus olhos verdes vidrados em mim.

— Desculpa amor eu estava distraída, do que você estava falando?

— Sobre o presente que seus pais nos deram de noivado. Você está bem? — Perguntou toda preocupada e eu me senti idiota.

— Claro amor, estou bem. Qual foi o presente? — Lhe dei um sorriso empolgado.

— Uma viagem para Nova York, de 4 dias. Poderíamos ir amanhã e voltar domingo o que acha?

— Ah amor, eu tenho que trabalhar e você também. — Fiz cara de triste.

— Esqueceu que eu sou minha chefe? — Riu gostoso. — E eu já falei com o Stefan, ele te liberou. E sobre o trabalho com Shawn você poderia levar seu notebook e fazer algumas coisas por lá.

— Pelo visto você já pensou em tudo né? — Ela me deu um selinho.

— Tudinho.

 

Nossos pais eram pura alegria, estavam sentados na mesma mesa e pareciam estar mais felizes que nós mesmas com esse noivado. Amigos do jeito que eram eu não duvidaria que seriamos o assunto das suas conversas durante muito tempo. Ainda bem que paramos de ser o foco das conversas na rodinha, agora era vez da Ally e sua barriguinha saliente serem o ponto principal da conversa. Antes disso foram os casamentos Vercy e Norminah a pauta. Segundo Dinah ela só quer casar daqui um ano ou mais e já disse que serei madrinha e que tenho que dar presente caro, mereço mesmo.

Tudo estava ótimo até o jantar encerrar. Cada um se despediu de nós e foram para suas respectivas casas. Lauren me abraçou de lado e fomos andando até seu carro.

 

— Então pequena, você está feliz? — Abriu a porta e entrou.

— Claro que sim meu amor, você é a mulher da minha vida. — Sentei e coloquei o cinto.

— Você também é a minha, eu não aguentaria te perder Camz. — Sua expressão era de agonia.

— Amor, isso nunca vai acontecer. Sempre vou estar aqui. — Acariciei seu rosto. — Vamos para meu apartamento, preciso arrumar as malas e depois vamos para o seu. Quero dormir na sua cama, com seu cheirinho.

— Como quiser futura Camila Cabello Jauregui. — Sorriu para mim e deu partida no carro.

 

POV Lauren

Eu mal posso acreditar. Estou noiva de Camila, da mulher da minha vida, do meu amor. Eu só não estava com olhos vidrados em seu corpo agora porque eu precisava prestar atenção no trânsito, mas fiz questão de segurar sua mão durante todo caminho. Chegamos em seu apartamento, fui correndo para seu notebook, eu precisava marcar as passagens para amanhã cedo. Eu não queria esperar mais nenhum segundo para ter alguns dias só meu e de Camila. Ela foi arrumar suas malas e volta e meia vinha me dar um beijo.

 

— Amor você acha que está frio lá? — Me perguntou enquanto segurava um sobretudo preto. Eu ri.

— Camz ainda estamos em agosto, lá está quente ainda. — Ela revirou os olhos.

— Se eu passar frio a culpa vai ser sua Jauregui.

 

Não pude deixar de rir, Camila parecia uma criança as vezes. Consegui comprar as passagens para amanhã cedo, e bem cedo. Nosso voo saia as 7h da manhã. Camz terminou de arrumar suas malas, então partimos para meu apartamento para eu arrumar as minhas. Terminei de arrumar já passava das 3h da manhã, Camila já estava no décimo sono deitada no sofá, adormeceu vendo desenho. Não disse, ela parece uma criança as vezes. A peguei no colo e a deitei em minha cama, parecia um bebê dormindo, a tampei com o edredom e parti para tomar um banho antes de deitar.

(...)

 

— LAUREN! — Ouvi uma Camila brava me chamando.

— Só mais 5 minutos amor. — Resmunguei sonolenta.

— Levanta já Jauregui ou vamos perder nosso voo. — Caramba nossa viagem, dei um pulo da cama.

— Vou me arrumar, em 20 minutos estou pronta.

— Ok, vou preparar nosso café. — Me deu um beijo e foi para a cozinha.

 

Tomei o banho mais rápido da minha vida, coloquei roupas confortáveis para viajar e fui para cozinha. Chegando lá avistei uma latina com uma calça colada de costas para mim enquanto fazia ovos mexidos. A abracei por trás e lhe dei um beijo na nuca, ganhando um corpo arrepiado e um sorriso sapeca como resposta. Tomamos nosso café e descemos com todas as malas, até parece que íamos passar um mês longe de casa, mas melhor prevenir do que remediar não é mesmo?

Pegamos um táxi e seguimos para o aeroporto. Despachamos nossas malas e não demorou muito para que nosso voo fosse chamado. Camila mal sentou na poltrona e já dormiu, como pode isso? Só sei que fiquei velando seu sono durante todo o voo que foi tranquilo.

Enfim pude avistar aquela estátua bem famosa ao longe, o horizonte de Nova York era lindo e eu não podia deixar Camz perder isso, a acordei para ver o  mesmo que meus olhos viam, recebi de volta sua expressão encantada com brilho no olhar.

 

— Lolo é lindo. — Ela dizia enquanto olhava pela janela.

— Espera para ver o resto pequena, espera.

 

Eu mal podia conter minha felicidade em ver Camila tão maravilhada. 


Notas Finais


Comentem o que estão achando!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...